Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Acusações de pedofilia podem acabar com a reputação do diretor de "X-Men"

23 de abril de 2014 0

Volta e meia, um escândalo sexual sacode Hollywood. Dessa vez, o pivô da confusão é o diretor Bryan Singer, da série “X-Men“. Ele é acusado de ter drogado e estuprado várias vezes um rapaz menor de idade, durante uma festa ocorrida há quase 15 anos.

Bryan Singer, diretor da série de filmes "X-Men" - Foto: Divulgação

Bryan Singer, diretor da série de filmes “X-Men” – Foto: Divulgação

Singer é homossexual assumido. Seus filmes rendem muito dinheiro todos os anos, mas agora, a suspeita de pedofilia pode ser o suficiente para destruir sua carreira.

Algo semelhante já aconteceu antes, com Michael Jackson. O falecido “rei do pop” jamais foi condenado por nenhum tribunal, mas a fama de pedófilo colou nele para sempre. E certamente contribuiu para que o cantor precisasse de analgésicos cada vez mais fortes para conseguir adormecer. Jackson também tinha contra si o estilo de vida excêntrico e as inúmeras plásticas que desfiguraram seu rosto. O público já o percebia como desajustado. Bryan Singer tem a vantagem de ser desconhecido pelo espectador comum.

Segundo o F5, o caso contra Singer é cheio de furos. Por quê sua suposta vítima, Michael Egan, levou tanto tempo para procurar a Justiça? Ainda mais quando se sabe que, em 2000, ele processou os anfitriões de uma festa onde também teria sido violentado. Egan levou uma bolada na época, e jamais mencionou Singer. Parece que só agora ele foi lembrar do diretor.

Três outros executivos de Hollywood também estão sendo processados por Michael Egan por abuso sexual. O que faz desconfiar de que ele na verdade, esteja atacando o maior número de alvos possíveis ao mesmo tempo, na tentativa de lhes arrancar alguns milhões de dólares, o que compensaria sua fracassada carreira de ator. E ainda há o advogado de Egan, Jeff Herman. O sujeito já havia tido sua licença cassada na Flórida, por conduta desonesta.

Porém, a possível farsa de Egan e Herman não inocenta Bryan Singer. Há todo um folclore sobre orgias embaladas a drogas onde jovens candidatos ao estrelato oferecem “favores” em troca de um bom papel. O famoso “teste do sofá“.

Por enquanto é impossível prever um desfecho para o caso Bryan Singer. Se os escândalos envolvendo o diretor continuarem a surgir, talvez ele vá precisar da ajuda dos mutantes de seus filmes para salvar sua reputação.

Michael Egan durante coletiva de imprensa. Ele está acusando o diretor de "X-Men" de ter abusado dele há 15 anos - Foto: Divulgação

Michael Egan durante coletiva de imprensa. Ele está acusando o diretor de “X-Men” de ter abusado dele há 15 anos – Foto: Divulgação

 

The following two tabs change content below.

Juju

Bacharela em Relações Públicas, comunicadora da Rádio Atlântida e editora online.

Envie seu Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...