Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Secretaria da Educação apoia projeto que inclui educação financeira nas escolas públicas de Porto Alegre

24 de junho de 2016 0
Foto: Agencia RBS.

Foto: Agencia RBS.

 

 

A Educação Financeira será tratada nas aulas da rede pública municipal como atualmente os professores abordam Direitos Humanos com os alunos. É a forma “transversal”, como o pessoal da educação chama.

E como será?

- O foco será ensinar nossas crianças a planejar gastos, lidar bem com o salário. Principalmente, não se gastar mais do que ganha. – exemplifica a secretária Municipal de Educação, Cleci Jurach.

Começar pelas noções de endividamento e mostrar o que ocorre quando se gasta mais do que se ganha. São noções básicas para a vida financeira adulta e que fazem a diferença. Atualmente, a inadimplência é mais alta exatamente entre os jovens, que mostram não saber lidar com o dinheiro.

O projeto foi aprovado na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, obrigando Educação Financeira em escolas de Ensino Findamental e Médio da Capital. Ainda precisa de sanção, mas durante a tramitação, o texto foi trabalhado em conjunto pela autora original Any Ortiz e a secretária Cleci.

- Não queríamos uma lei que não pudesse ser aplicada. – diz a deputada, que era vereadores quando apresentou o projeto.

Na segunda-feira, já haverá uma reunião do setor pedagógico da Secretaria para já produzir a análise do texto, necessária para a aprovação pelo prefeito José Fortunati.

Depois de sancionado, as coordenações pedagógicas, diretores e professores serão chamados para discutir, juntos, a aplicação. Inicialmente, serão textos orientados. Haverá formação para professores e, em um ano, a secretária espera que as disciplinas já estejam abordando Educação Financeira como hoje fazem com Direitos Humanos.

Educação financeira é um tema muito importante para o blog Acerto de Conta$. Acredito que as crianças aprendendo a lidar com o dinheiro, teremos famílias mais seguras, mais tranquilas e mais empreendedores para um crescimento saudável da nossa economia, o que beneficia a todos. 

Leia mais:

Lançados novos quadrinhos da Mônica sobre educação financeira para crianças

Sete erros para evitar ao dar mesada para os filhos

“Faço birra, ajoelho, deito” – Crianças contam como fazem para ganhar o que querem

Mesada deve começar a partir dos sete anos da criança
Finanças é coisa de criança – As primeiras lições para a vida financeira

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Envie seu Comentário