Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Desempregado? Dez atitudes para gastar menos.

12 de outubro de 2016 1

 

Foto: CC0 Public Domain.

Foto: CC0 Public Domain.

 

 
O mercado de trabalho é onde a crise mais resiste. No Brasil, atingimos 12 milhões de desempregos. Só no Rio grande do Sul, são 500 mil pessoas querendo trabalhar e não conseguem.

Está desempregado? O advogado e consultor financeiro Dori Boucault indica:

1- Fazer pagamentos à vista: Quando você quita um valor no momento da compra, tem mais noção de quanto dinheiro está gastando e não cai na armadilha do crédito. Cartão de crédito faz você pensar que tem um dinheiro que não existe. O dinheiro invisível é muito perigoso.
2- Chega de academia: Tranque a matrícula da sua academia e faça caminhadas, vá a parques ou use outros recursos caseiros.
3- Chega de fast food: O que você gasta pedindo comida ou indo até lanchonetes pode te assustar. Troque esse método por uma visita ao mercado. Por mais que os preços dos alimentos também estejam caros, os gastos ainda são menores.
4- Faça uma lista de compras: Antes de ir a qualquer lugar fazer compras, faça uma lista e não compre mais do que colocou. A lista ajuda a controlar o orçamento e não fará você ser levado pela sedução da compra.
5- Compare preços: Sempre que for realizar uma compra, compare os preços entre elas. Site, aplicativos e até mesmo ir ao local podem te ajudar.
6- Troque o carro pelo transporte público: Os gastos do carro são bem mais maiores do que transporte público. Além da gasolina, também tem os gastos com a manutenção. A bicicleta também é uma alternativa.
7- Corte gastos desnecessários: Sapatos, aparelho celular e outros itens podem esperar. A não ser que você realmente não tenha condições de realizar atividades sem, deixe para depois.
8- Use menos energia: Diminua o tempo de banho, de televisão e luzes ligadas.
9- Guarde dinheiro: Por mais que as contas estejam apertadas, com economia você vai ter uma renda a mais no final do mês. Guardar R$ 1 por dia já ajuda. Reserve o dinheiro que sobra.
10- Use suas habilidades: Para conseguir uma renda extra, faça “bicos”. Use seus talentos, como, por exemplo, costurar, cozinhar ou informática.

O preço de comprar agora e pagar depois

Básico para boas finanças – Padrão de vida da família tem que ficar abaixo do que a renda permite

Reserva financeira – Se perder o emprego, teria dinheiro para viver quantos meses?

Cinco passos para programar a aposentadoria e não depender apenas da previdência pública

Sete coisas que levam as pessoas a gastarem mais do que ganham

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Comentários (1)

  • Agostinho Iarito Sato diz: 12 de outubro de 2016

    Coitado do desempregado! No Brasil o transporte público é péssimo. A única preocupação é com o lucro. São, normalmente, péssimos ônibus, alguns péssimos motoristas e sem nenhuma segurança. A qualquer momento pode ser assaltado. Além, de normalmente, estarem superlotados.

Envie seu Comentário