Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pesquisou, baixou! - Campanha dos Procons quer provocar concorrência e redução de preços nos combustíveis

11 de novembro de 2016 5
Foto: Jessé Giotti / Agencia RBS

Foto: Jessé Giotti / Agencia RBS

 

Pela concorrência e pela consequente redução dos preços dos combustíveis, está sendo lançada hoje a campanha “Pesquisou, baixou!” É encabeçada pela Associação Brasileira de Procons – Proconsbrasil, com participação do Procon de Porto Alegre e do ProconRS.

Segundo o diretor do ProconPOA, Cauê Vieira, a campanha tem como objetivo conscientizar e estimular os consumidores de todo o País sobre a importância da pesquisa de preços como forma de adequação do mercado de consumo de combustíveis no Brasil.

- Através da pesquisa de preços e escolha pelos fornecedores que respeitam os seus clientes, fixando os seus preços finais de venda de forma transparente, o consumidor tem em suas mãos o mais poderoso instrumento de regulação que existe em um mercado pautado pela livre iniciativa: a demanda.

Embora os preços sejam livres, compete aos órgãos de defesa do consumidor prezar pela correta harmonia nas relações de consumo, ou seja, evitar abusos por parte das empresas envolvidas na cadeia dos combustíveis. E mais: evitar desconfiança dos consumidores sobre eventual não repasse das reduções anunciadas pela Petrobras.

A redução de outubro não foi repassada para o consumidor. Usinas aproveitaram para elevar o preço do etanol, que é adicionado à gasolina. Nesta semana, Petrobras anunciou nova redução de preços para diesel e gasolina na refinaria: Petrobras anuncia novo corte no preço da gasolina e do diesel

- A ideia é que o consumidor pesquise e escolha encher o tanque do seu veículo naquele posto que não praticou os aumentos. Se coletivamente os consumidores agirem para privilegiar aquele fornecedor que busca atrair o cliente com uma política de preços correta e equilibrada, em detrimento daquele que somente repassa os aumentos para o preço final, o mercado acaba se estabilizando pela procura às bocas práticas comercias.

A lógica é simples na economia: quando o consumidor pesquisa e opta pelo menor preço, pressiona as empresas a concorrerem entre si e reduzirem os valores. 

Dúvidas e reclamações - O porto-alegrense pode registrar suas reclamações pela Internet, utilizando o site www.proconpoa.rs.gov.br ou acessando gratuitamente o Procon App no aparelho celular, disponível para sistema Android e IOS. A sede do Procon Porto Alegre fica na rua dos Andradas, 686, e funciona das 10h às 16h, quando são distribuídas 70 fichas de atendimento por dia.

Na cidade que não tem Procon municipal, o consumidor deve procurar o Procon Estadual.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

 

 

Comentários (5)

  • Marcelo diz: 11 de novembro de 2016

    Cambada de sem vergonha esses donos de postos de combustiveis!!! Quando anunciam aumento nas refinarias, em menos de duas horas o valor está reajustado no posto, sem nem ter terminado o estoque atual, já provando má fé por parte deles. Agora que diminuiram os preços, são rarissimos os casos de postos que repassam essa queda para o consumidor… Isso só comprova que todo brasileiro quer ganhar em qualquer lugar e de qualquer forma e o resto que se exploda!
    Novo hamburgo é um exemplo, consegue achar gasolina comum por R$3,35, mas em São Leopoldo, cidade vizinha, a gasolina regula em 3,70, qual a explicação????????

  • César Gregianin diz: 11 de novembro de 2016

    Iniciativa pueril do PROCON e inocente manifestação da jornalista!!!
    Como o consumidor vai tentar baixar o preço do combustível pela pesquisa se todos os postos praticam mesmo valor ou tem diferença microscópica entre eles???

  • Claudiomiro Daviez diz: 11 de novembro de 2016

    Caros leitores…Me ajudam a entender o que acontece em Lajeado…Onde os preços estão rigorosamente entre uma diferença tão mínima que ninguém nota…Todo mundo fala em cartel mas o ministério público não quer saber…Aqui a média da gasolina comum é de R$ 3,92…
    O mais engraçado que estamos a 110 Km da refinaria.. e quanto mais andamos para a região norte pela BR 386, Carazinho, Sarandi, Seberi…Até no Posto Hermes em Iraí a gasolina é mais barata que aqui e vejo as carretas do Posto passar ali perto de casa para buscar o combustível em Canoas…. Até no raio que o parta o combustível é mais barato que aqui…

  • Anderson diz: 11 de novembro de 2016

    Tirando os postos que adulteram gasolina(cada dia aparecem mais por ai), talvez essa ideia de em alguma coisa. O brasileiro ja paga uma fortuna por um veiculo e depois o combustivel dele ainda é alto. Tem de se ter cuidado com posto com menor preço. Nem sempre a gasolina é confiável, ainda mais se a bandeira do empreendimento for genérica. Esse capitalismo em torno dos combustiveis é mesmo ferrenho. Por isso que deixo o carro na garagem e ando a pé ou de bike.

  • gesiel diz: 11 de novembro de 2016

    Aqui em sapucaia antes era 3,45 a gasolina comum foi só a Petobras anuncia a redução que o preço foi aumentado para 3,54 por que será posso denúnciar

Envie seu Comentário