Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Black Friday - Procon pesquisa valores para evitar promoções como "metade do dobro do preço"

18 de novembro de 2016 1

Black-Friday-tag
O Procon Porto Alegre avisa: os órgãos de defesa do consumidor já estão coletando preços dos produtos mais comprados no Black Friday. E também vão usar os sites que monitoram a evolução dos preços.

- O objetivo é evitar as promoções do tipo “metade do dobro do preço”.

O diretor Cauê Vieira se refere à prática de elevar preços dos produtos antes da data e depois anunciar descontos superiores a 50%. A prática é abusiva contra o consumidor e foi muito identificada no Black Friday do ano passado.

O Procon de Porto Alegre teve mais de 100 reclamações. A maioria foi sobre esta “maquiagem” do preço final de venda..

- As reclamações registradas pelos consumidores formaram quatro processos administrativos que fundamentaram a aproximação dos Procons de todo o país e o Instituto de Desenvolvimento do Varejo com o objetivo de tornar a edição deste ano da promoção mais clara e transparente com o consumidor.

Mas o consumidor pode ajudar nessa fiscalização. Pesquise hoje os itens na internet e em lojas físicas. Guarde uma cópia do site ou tire foto na loja. Se a promoção do Black Friday for falsa, é só denunciar para o Procon.

O Procon Porto Alegre atende na Rua dos Andradas, 686, das 10h às 16h, no site portoalegre.rs.gov.br ou pelo aplicativo gratuito para celulares Procon App. Informações pelo telefone 51.32891774.

Leia mais:

Black Friday – Porto Alegre deve somar R$ 39 milhões em compras pela internet

Tem Black Friday no fim do mês. Veja dicas e comece a pesquisar já!

===

Cinco coisas que o brasileiro faz errado e o impedem de guardar dinheiro

O preço de comprar agora e pagar depois

Básico para boas finanças – Padrão de vida da família tem que ficar abaixo do que a renda permite

Reserva financeira – Se perder o emprego, teria dinheiro para viver quantos meses?

Cinco passos para programar a aposentadoria e não depender apenas da previdência pública

Sete coisas que levam as pessoas a gastarem mais do que ganham

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Comentários (1)

  • pedro diz: 18 de novembro de 2016

    E vai lá , esse povo ignorante , comprar tudo pela metade do preço do dobro .
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Que povo bem burro .

Envie seu Comentário