Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

20 coisas para não fazer no currículo e nem na entrevista de emprego

09 de janeiro de 2017 2
Foto: Nereu de Almeida / Agência RBS

Foto: Nereu de Almeida / Agência RBS

Em época de dificuldades para voltar ao mercado de trabalho, o blog Acerto de Conta$ pediu para dicas para a consultora de carreira Vera Lorenzo. Confira:

10 Coisas que não se pode fazer no currículo

1. Não minta.

2. Não use pronomes pessoais (eu, meu, etc) em seu currículo.

3. Não enfatize habilidades e atividades de trabalho que você não deseja fazer no futuro, mesmo que representem grandes pontos fortes para você. Talvez você nem precise mencionar essas atividades.

4. Não liste referências em seu currículo. As referências devem ser usadas em uma fase posterior da seleção de emprego. Mantenha as referências em uma folha separada e forneça-as somente quando forem especificamente solicitadas.

5. Não use letra caixa alta em seu currículo. Caixa alta em linguagem escrita é sinônimo de grito.

6. Não deixe de mencionar os locais de trabalho ​​(Cidade e Estado). Esta informação é importante principalmente no mundo globalizado de hoje em dia.

7. Não escreva um currículo com mais de duas páginas a menos que você seja candidato a uma vaga executiva que assim o exija.

8. Não supervalorize o passe. Fale a verdade, mas não exagere. Recrutadores estão acostumados a perceber quem exagera nas próprias qualidades.

9. Não mencione mais de três pontos importantes a cada posição. Seja breve e vá ao ponto.

10. Não envie o currículo sem revisar a gramática e ortografia.
&
10 coisas que não se pode fazer em uma entrevista de emprego

1. Não fale mal de seu antigo empregador ou ex-colegas e superiores.

2. Não faça piadas durante a entrevista mesmo que o entrevistador seja seu conhecido.

3. Não responda perguntas com um simples “sim” ou “não”. Explique sempre que possível. Use o Storytelling/Contação de histórias a seu favor.

4. Não fale demais. Candidatos que falam demais são considerados invasivos e não praticam a importante escuta ativa.

5. Não deixe a ansiedade ou o nervosismo tomarem conta. Mantenha a calma e a autoconfiança.

6. Não participe da entrevista com ares de “sabe tudo”. Na verdade, em uma nova empresa, sempre temos que aprender.

7. Não demonstre preferência por algum entrevistador. Pode gerar mal-estar.

8. Não dê a impressão que pode aceitar e largar o emprego com a mesma facilidade.

9. Não verifique o celular durante a entrevista.

10. Nem deixe o celular ligado!

Ouça entrevista com mais detalhes no programa Destaque Econômico, da Rádio Gaúcha:

Vera Lorenzo é criadora do Speakzz – Box Entrevistazz. É uma plataforma para quem busca um novo trabalho, com vídeo-aulas, exercícios, podcasts e entrevistas com executivos.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

 

 

Comentários (2)

  • Quevedo diz: 9 de janeiro de 2017

    “4. Não fale demais. Candidatos que falam demais são considerados invasivos (sic) e não praticam a importante escuta ativa.” Penso que a adjetivação correta seria candidatos EVASIVOS. Sugiro correção, na redação, da matéria.

  • Marcio diz: 9 de janeiro de 2017

    Hein? Invasivos está correto. A não ser que você queira realmente falar sobre candidatos fujões.

Envie seu Comentário