Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Produto com defeito, serviços financeiros e essenciais dominaram reclamações nos 10 anos do Procon Porto Alegre

07 de fevereiro de 2017 0

O Procon de Porto Alegre fechou o balanço dos seus dez anos. Foram 158.800 reclamações.

Deste total, 65% foram presenciais e 35% eletrônicas. Mas, desde 2015, com o lançamento do Procon Porto Alegre App, as reclamações eletrônicas superam as presenciais, significando uma migração do consumidor para as plataformas digitais.

- Historicamente as mulheres são mais críticas e cuidadosas nas relações de consumo, representando 60% do total dos reclamantes. – comenta o diretor Cauê Vieira.

Os assuntos mais reclamados:

Defeitos em produtos (negativa de assistência técnica, falhas ocultas, etc.) 38%
Assuntos financeiros (financiamento, cartão de crédito, tarifa bancária, renegociacao de dívidas, etc.) 23%
Serviços essencias (telefonia, água, luz, serviços pública em geral) 21%
Serviços privados 18%

Os consumidores que moram nos bairros Rubem Berta, Centro Histórico, Sarandi, Partenon e Lomba do Pinheiro são os que mais reclamaram.

Veja entrevista com o diretor do Procon, Cauê Vieira:

 

 

Envie seu Comentário