Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

M.Grupo perde comando do shopping de Gravataí

23 de fevereiro de 2017 0

O M.Grupo perdeu o comando do Shopping Gravataí. A decisão liminar é da Justiça, que também nomeou para a função a Pró Overseas, que chegou a administrar locações no shopping no início do empreendimento.

Na argumentação, a Justiça lembrou da crise que o shopping passa. No dia dez de fevereiro, a RGE cortou a energia elétrica do empreendimento. O shopping ficou funcionando por mais de dez dias com geradores. A dívida atingiria R$ 1,79 milhão só com a concessionária.

“Desse modo, a alteração da gestão do Shopping Gravataí apresenta-­se como a única medida possível para salvaguardar o direito da credora Ápice e, ao mesmo tempo, manter o normal funcionamento das atividades do empreendimento, evitando­se que o shopping venha a falir e fechar as portas. Ora, com a suspensão das garantias, as demandadas tiveram oportunidades para buscar o restabelecimento da gestão do empreendimento e a reestruturação dos negócios, mas nada fizeram ou não tiveram êxito.”

A ação foi ajuizada pela Ápice Securitizadora, que reúne os investidores no shopping. Na maioria, são fundos de pensão. A Ápice pretende assumir o empreendimento e solicita isso também judicialmente.

- O objetivo de pedir a mudança da gestão é tornar, enfim, o Shopping Gravataí um empreendimento viável. O M.Grupo não cumpriu com as obrigações quando recebeu o dinheiro dos investidores. – advogado da Ápice, Ricardo Jobim.

A Pró Overseas é uma consultoria de Eduardo Oltramari. O empresário é superintendente do Shopping Total.

“Faremos novos investimentos e precisaremos de mais gente ainda” – garante nova administradora do Shopping Gravataí

A consultoria já está administrando os shoppings de Bento Gonçalves, Xangri-lá e Santa Cruz do Sul. Também estavam com o M.Grupo e a Justiça repassou para os investidores.

Além disso, a Justiça decretou a falência do Magazine Incorporações, empresa do M.Grupo. É responsável por diversos empreendimentos inacabados, residenciais e comerciais.

 

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

 

Envie seu Comentário