Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Chope em garrafa pet é aposta de cervejaria da Serra Gaúcha

25 de julho de 2016 2

Quadro Serra de Negócios, no Destaque Econômico.

Por Babiana Mugnol (babiana.mugnol@rdgaucha.com.br)

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

 

 

Chope em garrafa pet é um dos produtos oferecidos pela cervejaria Favorita, de Farroupilha. É para atender clientes que querem um volume menor da bebida para consumo doméstico, não só para festas.

A embalagem de dois litros conserva a bebida por até 14 dias. Para isso, é usado um material de alta densidade, o chamado pet cristal, que também não tem pigmento.

Técnico em química e proprietário da empresa, Flavio Boakoski explica que o material é diferente das garrafas pet normais de refrigerante. A parede é mais grossa e a tampa é mais resistente à pressão da bebida.

O preconceito inicial que muitas pessoas têm ao olhar uma garrafa pet com chope é quebrado pelo aumento das vendas. A Favorita está, inclusive, ampliando a capacidade de produção. Tem seis tanques com capacidade para 6 mil litros por mês e vai dobrar a capacidade nos próximos meses.

A Favorita também está entrando em mercados de fora do Estado, como Minas Gerais, São Paulo e Ceará. Há três meses, a procura pelas cervejas artesanais impulsionou a abertura de um curso. São duas turmas por mês de técnicas de produção de cerveja artesanal.

Ouça o Destaque Econômico, na Rádio Gaúcha. Domingos, às 9h.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Leitora pergunta se escola tem que assinar carteira do pessoal da limpeza

25 de julho de 2016 0

Leitor pergunta. Acerto de Conta$ responde.

 

Foto: Debora Klempous / Agencia RBS.

Foto: Debora Klempous / Agencia RBS.

 

Uma leitora que preferiu não se identificar viu este post:

Leitora pergunta se condomínio tem que assinar a carteira de trabalho da faxineira

E perguntou se a regra se aplica a escolas de educação infantil. Está trabalhando há oito meses sem carteira assinada no local e não recebe salário há um mês.

Advogada trabalhista Sonilde Lazzarin responde:

Primeiro, é preciso explicar que há uma confusão sobre a Lei Complementar 150/2015. Define empregado doméstico como aquele que presta serviços de forma contínua, subordinada, onerosa e pessoal e de finalidade não lucrativa à pessoa ou à família, no âmbito residencial destas, por mais de 2 (dois) dias por semana.

Deste modo, excepciona as faxineiras que trabalham para famílias ou pessoa física até duas vezes por semana. Estas não precisam de carteira assinada.

Não ocorreu nenhuma modificação na CLT quanto aos demais trabalhadores, ainda que façam serviços de faxina, limpeza, cozinha… Então, para outros empregadores que não sejam classificados como empregadores domésticos (pessoa física ou família em âmbito residencial), há o vínculo de emprego.

Desse modo, cumpridos os demais requisitos (sendo o trabalhador pessoa física, exercendo o trabalho com pessoalidade, com remuneração e subordinação) independente do número de dias laborados (havendo a continuidade no tempo) configura um vínculo de emprego como todas as garantias trabalhistas.

O que tiraria o vínculo da leitora? Se não fosse subordinada à escola, se fosse chamada eventualmente, se tivesse autonomia para mandar alguém no lugar dela.

Se há o vínculo, a Justiça deve mandar assinar a carteira de trabalho, inclusive pagando retroativamente aos oito meses todos os direitos trabalhistas.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Mercado piora previsão para o PIB, mas melhora para inflação

25 de julho de 2016 0
Foto: Porthus Junior / Agência RBS

Foto: Porthus Junior / Agência RBS

 

O mercado piorou a previsão para o PIB. Aposta em retração de 3,27% em 2016. Um pouco mais intensa do que na semana anterior.

As previsões dos analistas aparecem no relatório Focus. O documento é divulgado na segunda-feira pelo Banco Central.

Já para a inflação, o mercado reduziu a projeção. Apostando em IPCA de 7,21% no ano.

Outras previsões:

Dólar R$ 3,34
Taxa de juros Selic 13,25% ao ano
Produção industriual -5,95%
Preços administrados +6,38%

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Agenda Econômica e Vagas de Emprego 25.07

25 de julho de 2016 0

Banco Central divulga o relatório Focus, com previsões do mercado para a economia.

Aprovado e publicado no Diário Oficial da União o Zoneamento Agrícola de Risco Climático do arroz e mais sete produtos.

Também no Diário Oficial, decreto garante antecipação do abono anual devido aos segurados e dependentes da Previdência Social.

Seção de Alvarás Localizados da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic) e o Escritório Geral de Licenciamento e Regularização Fundiária (EdificaPOA) ficarão fechados nesta segunda e terça-feira (25 e 26/7). Voltarão a funcionar na quarta-feira, 27, às 13h30, na Rua Siqueira Campos, 805, no Centro Histórico.

Feevale Techpark é sede do Workshop Planejamento Orçamentário para Novos Negócios.

Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul – SIMERS inaugura a nova sede A Casa das Máquinas Agrícolas. Na Rua Gonçalo de Carvalho, nº 147, Bairro Floresta, em Porto Alegre.

Pesquisador em Entomologia da Embrapa Uva e Vinho de Bento Gonçalves, Marcos Botton palestra na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul.

Pré-candidato à prefeitura de Porto Alegre, Fábio Ostermann palestra no jantar-debate do Instituto de Estudos Empresariais.

===
Vagas de Emprego:

DBServer está com vagas em Porto Alegre para desenvolvedor java, desenvolvedor automação com inglês, desenvolvedor .Net com inglês, desenvolvedor Power Builder, Consultor Pré-vendas/Techrep. Enviar currículo para recursos_humanos@dbserver.com.br.

O que faz o cliente sair da loja sem comprar?

22 de julho de 2016 0
Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS.

Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS.

 

O que faz um cliente sair da loja sem comprar o que buscava?

61% mau atendimento
32% preço
4% condições de pagamento

Mesmo tendo o produto que precisa…
E o alerta serve para vendedores e proprietários de lojas. Ainda mais em tempos de crise econômica.
O resultado apareceu na pesquisa de Dia dos Pais do Sindilojas e da CDL Porto Alegre. Foram 300 entrevistados na Capital Gaúcha.

Outra pergunta foi sobre o preparo técnico da equipe da loja para explicar sobre o produto:

40% “eventualmente” encontram profissionais eficientes
40% “frequentemente”
6,9% “sempre”
10,9% “raramente”
1,9% “nunca”

O levantamento completo será divulgado nos próximos dias.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Rio Grande do Sul tem mais de 122 mil domésticos com FGTS

22 de julho de 2016 0
Foto: Debora Klempous / Agencia RBS.

Foto: Debora Klempous / Agencia RBS.

 

O Rio Grande do Sul está com 122,1 mil domésticos com recolhimento de Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). É o quarto Estado com o maior número e soma o montante de quase R$ 15,5 milhões. Fica atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

No País, o número aumentou mais de sete vezes em um ano. O motivo foi a regulamentação da lei que ficou conhecida como PEC das Domésticas, que tornou o pagamento obrigatório.

O dado é do Ministério do Trabalho. Os valores do FGTS podem ser sacados em situações como aquisição da casa própria ou da aposentadoria, em casos de demissão sem justa causa ou de algumas doenças graves.

 

Regras para o recolhimento

A partir de outubro de 2015, o recolhimento do FGTS do trabalhador doméstico tornou-se obrigatório. O pagamento deve ser realizado por meio do regime unificado, em guia única (DAE), disponível a partir do registro no portal eSocial. A quitação do DAE deve ser efetuada até o dia sete do mês seguinte ao mês em que a remuneração foi paga ou devida.

 

Leia mais:

Leitora pergunta se condomínio tem que assinar a carteira de trabalho da faxineira

Publicada sob críticas lei que autoriza FGTS como garantia em empréstimos

Se puder, use o FGTS

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

Preços dos alimentos subiram 50% mais do que a inflação desde 2010

22 de julho de 2016 1
Foto: Charles Guerra / Agencia RBS.

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS.

 

De janeiro de 2010 a maio de 2016, os preços dos alimentos – em casa e na rua – avançaram 83,2%. É uma variação bem superior à inflação oficial do País, que foi de 55,5%. Aumento, portanto, 50% acima.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada fez uma análise da inflação nos últimos cinco anos para identificar o impacto do preço dos alimentos. Exceto no período entre o fim de 2011 e o início de 2012, a inflação dos alimentos tem sido sempre superior à do IPCA total.

Dados compilados pelo Ipea:

Índice geral 55,5%
1.Alimentação e bebidas 83,2%
11.Alimentação no domicílio 81,8%
1101.Cereais, leguminosas e oleaginosas 116,0%
1102.Farinhas, féculas e massas 77,1%
1103.Tubérculos, raízes e legumes 112,5%
1104.Açúcares e derivados 64,0%
1105.Hortaliças e verduras 116,2%
1106.Frutas 100,6%
1107.Carnes 90,8%
1108.Pescados 78,5%
1109.Carnes e peixes industrializados 71,9%
1110.Aves e ovos 64,6%
1111.Leites e derivados 86,9%
1112.Panificados 69,9%
1113.Óleos e gorduras 51,9%
1114.Bebidas e infusões 73,6%
1115.Enlatados e conservas 44,7%
1116.Sal e condimentos 92,4%
12.Alimentação fora do domicílio 85,5%

 

Em alguns momentos, como no início do terceiro trimestre de 2013, esse grupo de bens foi responsável por quase 40%
de toda a variação do índice cheio. Mais recentemente, a trajetória de alta dos alimentos, que acontece com uma intensidade ainda maior no atacado, ganhou novo impulso e impediu o recuo mais rápido do IPCA. Na prévia do indicador para julho, divulgada ontem pelo IBGE, feijão, arroz e leite pressionaram muito a inflação.

Na época em que a economia estava em crescimento, tínhamos a inflação de demanda. Principalmente, no setor de serviços. Com a crise, a inflação passou a ser pressionada pelos preços administrados, como energia e combustíveis. Agora, a pressão está nos alimentos.

“Os ciclos de alta inflacionária em 2011 e 2013 foram desencadeados, sobretudo, por uma forte alta nos preços das commodities (gráfico 4). A partir de 2015, entretanto, o processo de valorização da taxa de câmbio tornou-se o principal responsável pela inflação dos alimentos, impedindo que o país se beneficiasse da queda nas cotações
desses produtos no mercado internacional. De fato, a forte desvalorização cambial, ocorrida ao longo de 2015, não só pressionou ainda mais os preços dos insumos agrícolas importados, como também gerou um atrativo maior ao setor exportador, que passou a deslocar parte da produção doméstica para o mercado externo. Já nos últimos meses, foi verificada uma reversão na trajetória dos preços das commodities, impulsionada não só pelo fenômeno climático El Niño, que afetou as safras de grãos em toda a América do Sul, como também pela expectativa de problemas na produção de cereais na América do Norte no segundo semestre, decorrentes do fenômeno da La Niña.”

 

Tendência

O Ipea avalia, no entanto, que a pressão dos preços dos alimentos deve perder força nos próximos meses:

“Adicionalmente, o comportamento mais favorável dos preços no atacado previsto para os próximos meses, aliado à recente valorização da taxa de câmbio, indica que a inflação dos alimentos medida pelo IPCA deve arrefecer, contribuindo para um retorno mais rápido do índice cheio para níveis mais próximos ao teto da banda de tolerância da meta de inflação.”

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Produtores esperam chuva para concluir plantio de trigo

22 de julho de 2016 0
Foto: Divulgação Emater/RS.

Foto: Divulgação Emater/RS.

 

Os produtores de trigo do Rio Grande do Sul estão esperando chuva para concluir o plantio. Restam áreas, no entanto, apenas na Serra e nos Campos de Cima da Serra para serem finalizadas.

A Emater/RS informa que o desenvolvimento do trigo está bem diferente pelo Estado. Depende da região e das condições climáticas na época do plantio.

Com a regularização da chuva e aplicação dos adubos, as lavouras recuperaram o desenvolvimento mais uniforme e vigoroso. Os agricultores estão sendo orientados a monitorar a lavoura para controle fitossanitário e presença de pulgões no trigo e na aveia.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Agenda Econômica 22.07

22 de julho de 2016 0

FGV divulga:
- Prévia da Sondagem da Indústria
- Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores

Estão abertas as inscrições para concorrer ao Edital SEBRAE de Inovação. No Rio Grande do Sul, as micro e pequenas empresas interessadas terão a oportunidade de concorrer aos R$ 20 milhões destinados para o Brasil todo, sendo o subsídio por participante de até R$ 120 mil. A Gerência de Inovação estará hoje em Santa Maria para um workshop. São duas categorias: Desenvolvimento Tecnológico e Encadeamento Tecnológico.

Zaffari inaugura hipermercado em São Paulo na semana que vem

21 de julho de 2016 1
Imagem: Divulgação.

Imagem do shopping Morumbi Town: Divulgação .

 

Grupo gaúcho de supermercados e shoppings, o Zaffari inaugura na semana que vem mais uma loja em São Paulo. Será o Hipermercado Zaffari Morumbi Town.

Vai abrir ao público na quarta-feira, dia 27. O supermercado será âncora do shopping Morumbi Town, que é um empreendimento da Gazit.

Será a segunda loja do Zaffari em São Paulo. E também a segunda, portanto, fora do Rio Grande do Sul.

O shopping Morumbi Town fica na Avenida Giovanni Gronchi, 5930 – Vila Andrade, em São Paulo.

Leia mais:

Zaffari abre supermercado na Rua da Praia

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.