Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "consumo"

Intenção de consumo aumenta puxada pelas famílias gaúchas de maior renda

24 de maio de 2016 0
Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

 

A intenção de consumo das famílias gaúchas teve o segundo mês de alta, quando a comparação é feita com o mês imediatamente anterior. Passou para 66,5 pontos em maio, frente aos 63,7 pontos de abril.

Pela pesquisa da Fecomércio-RS, é possível identificar o avanço bem mais intenso entre as famílias com renda acima de dez salários mínimos. Veja:

Até 10 salários mínimos – 61,5 pontos para 62,5 pontos
Mais de 10 salários mínimos – 72,6 pontos para 83,2 pontos

Apesar disso, os indicadores ainda ficam no chamado nível pessimista da pesquisa. Entre os itens pesquisados, apenas o que questiona os entrevistados sobre a perspectiva profissional vem se mantendo acima dos 100 pontos.

Na comparação com maio do ano passado, no entanto, a intenção de consumo dos gaúchos ainda está bem mais baixa.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Oito em cada dez namorados pagarão presente à vista

23 de maio de 2016 0
 Foto: Edu Cavalcanti / Agencia RBS.

Foto: Edu Cavalcanti / Agencia RBS.

 

Pesquisa do Dia dos Namorados mostra que quase 81% dos consumidores gaúchos pagarão o presente à vista. Para a Fecomércio-RS, é um destaque do levantamento, mostrando que os consumidores estão evitando maior endividamento. Ainda entre os menos de 20% que pretendem parcelar, a maioria vai fazer o pagamento em até três vezes.

Pela pesquisa, a entidade que representa o comércio está apostando em vendas fracas. As vendas do varejo gaúcho para o Dia dos Namorados devem apresentar uma queda real – já descontada a inflação – entre 3,5% e 4,5% em relação à mesma data do ano passado.

O gasto médio deve ficar em R$ 129,44. Mais alto entre os homens:

Homens: R$ 133,88
Mulheres: R$ 125,58

A pesquisa ouviu 385 pessoas em Porto Alegre, Caxias do Sul, Santa Maria, Pelotas e Ijuí.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

"Varejo é sensível e reagirá rápido a medidas econômicas" - diz empresário

12 de maio de 2016 0

Repercussão econômica da aprovação do processo de impeachment no Senado e afastamento da presidente Dilma Rousseff:

 

Foto: Diego Vara / Agencia RBS.

Foto: Diego Vara / Agencia RBS.

 

Varejo

Presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer:

“O impeachment foi consequência de um governo que fracassou com um modelo econômico intervencionista. A projeção agora é para um modelo que privilegie a livre iniciativa e empreendedorismo. Há amplas condições de melhorar a grave situação econômica do País em um curto prazo.
A estabilidade política e econômica será possível priorizando o equilíbrio fiscal, controle da inflação, volta de investimentos para geração de empregos e, acima de tudo, restauração da confiança das pessoas, consumidores e agentes econômicos.
O varejo é muito sensível e reage muito rápido e em sintonia com o crescimento da economia com mais empregos, renda, redução do endividamento familiar e volta do crédito com juros ‘palatáveis’.
Neste cenário, teremos condições de perceber melhoras no varejo em dezembro de 2016.”

O varejo sentiu a crise econômica depois da indústria. Por algum tempo, ainda foi beneficiado pelas medidas de incentivo ao consumo iniciadas ainda no governo Lula.

No entanto, a dificuldade nas finanças de governos afetou a “renda certa” que vinha do setor público. Além disso, a dificuldade enfrentada pela indústria se refletiu no mercado de trabalho e, por consequência, na renda. Com isso, as vendas caíram e a inadimplência subiu. Para o varejo, o pior dos mundos.

 

Leia também: FT: Nova equipe tem que enfrentar economia encolhendo e milhões de desempregados

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Vendas do varejo gaúcho caíram mais de 5% no primeiro trimestre

11 de maio de 2016 0
Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS.

Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS.

 

As vendas do varejo do Rio Grande do Sul caíram 5,1% no primeiro trimestre do ano. O dado é do IBGE e considera o volume comercializado. No País todo, o recuo foi de 7%.

Os piores desempenhos:

Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação -22%
Eletrodomésticos -17,4%
Combustíveis e lubrificantes -14,6%

Onde teve aumento nas vendas:

Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos +7,9%
Móveis +3,1%

Março

Em março, no entanto, o comércio gaúcho teve desempenho pior que a média nacional. Enquanto no País, o volume de vendas foi 0,9% menor do que em fevereiro, a queda aqui foi de 1,5%.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Interior ganha mais espaço nas projeções de consumo para o Rio Grande do Sul

10 de maio de 2016 0
Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS.

Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS.

 

A atualização do estudo IPC Maps mostra que segue o fenômeno da interiorização do consumo. Inclusive, no Rio Grande do Sul:

Em 2010, o interior do Rio Grande do Sul detinha 54,5% no potencial de consumo do Estado. Eram R$ 80,6 bilhões, em valores daquele ano.

Já em 2016, a participação do interior subiu para 58,6% do total do Rio Grande do Sul. O potencial de consumo é estimado em R$ 152,7 bilhões.

Responsável pelo estudo, Marcos Pazzini explica que o custo alto das Capitais é o motivo:

- As empresas optam por instalar suas unidades no interior. Com isso, levam empregos e a renda.

Leia mais: 10 municípios gaúchos com maior potencial de consumo em 2016

 


Ouça o Destaque Econômico, na Rádio Gaúcha. Domingos, às 9h.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Confiança dos comerciantes gaúchos melhora pela primeira vez desde agosto de 2014

09 de maio de 2016 0
Foto: Diego Vara/Agencia RBS

Foto: Diego Vara/Agencia RBS

 

A confiança dos empresários gaúchos teve, em abril, a primeira melhora desde agosto de 2014. A comparação é feita com o mesmo mês do ano anterior e, no mês passado, o avanço foi de 1,1%.

O Índice de Confiança do Comércio é calculado pela Fecomércio-RS. Ficou em 81,8 pontos. Apesar da alta, ainda fica em patamar bastante pessimista, segundo a entidade.

“O que motivou o registro de um número positivo para essa comparação, em abr/16, foi o fato de que completamos um ano da data em que o ICEC começou a “afundar”, chegando ao patamar dos 80 pontos. Com isso, a partir de agora, começamos a compará-lo com valores bastante reduzidos, o que pode resultar em números por vezes negativos e em outras vezes positivos, conforme suas oscilações. Em outras palavras, o que acontece é que completamos um ano “estacionados” nesse nível de pessimismo ao redor dos 80 pontos.” - esclarece a Fecomércio-RS.

As expectativas em relação ao futuro apresentaram melhora sutil em relação ao mesmo mês de 2015, mas permanecem ainda muito abaixo do nível médio histórico.

- O que sustenta esse otimismo é a expectativa dos empresários em relação às suas próprias empresas e ao comércio. – comenta o presidente, Luiz Carlos Bohn.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Gaúchos gastaram mais com o presente de Dia das Mães

09 de maio de 2016 0
Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS.

Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS.

Os gaúchos gastaram mais com o presente de Dia das Mães. E o grande motivador foi o frio, assegura o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer.

Aliás, a AGV já havia antecipado a previsão em levantamento feito para o blog Acerto de Conta$ e Rádio Gaúcha: Frio salva vendas de Dia das Mães no comércio gaúcho

O tíquete médio do consumidor neste ano ficou em R$ 107. No ano passado, foi de R$ 95. Ou seja, o aumento ficou acima da inflação do período.

- Além de temperaturas mais baixas, grande fator de elevar vendas nesta época, sentimos que melhorou o ânimo das pessoas. Há mais confiança para comprar. Há segmentos com 50% mais venda do que em 2015.

Com isso, as vendas do comércio gaúcho quase alcançaram R$ 380 milhões. Em volume, crescimento de até 7%.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

10 municípios gaúchos com maior potencial de consumo em 2016

05 de maio de 2016 0
Foto: Ricardo Wolffenbüttel/ Agência RBS.

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/ Agência RBS.

 
1 – Porto Alegre R$ 44,5 bilhões
2 – Caxias do Sul R$ 14,9 bilhões
3 – Canoas R$ 8,3 bilhões
4 – Santa Maria R$ 6,9 bilhões
5 – Pelotas R$ 6,8 bilhões
6 – Gravataí R$ 6,1 bilhões
7 – Novo Hamburgo R$ 6,05 bilhões
8 – São Leopoldo R$ 6 bilhões
9 – Passo Fundo R$ 5 bilhões
10 – Viamão R$ 4,9 bilhões

Este é o ranking dos municípios gaúchos com maior potencial de consumo em 2016. É elaborado todos os anos como recorte do estudo IPC Maps, que aponta o consumo potencial do País em R$ 3,9 trilhões. Crescimento principalmente no interior.

Porto Alegre manteve a sétima posição no ranking nacional. A Capital lidera o Estado.

Duas mudanças no ranking na passagem de 2015 para 2016:

- Gravataí passou na frente de Novo Hamburgo.
- Passo Fundo ultrapassou Viamão.
Rio Grande do Sul

Fica em quarto lugar no País em potencial de consumo. O consumo per capita é de R$ 24.392 para moradores de áreas urbanas. Para quem mora na área rural, a expectativa da IPC Marketing projeta R$ 16.010.

O total do consumo potencial dos gaúchos para 2016 é de R$ 260.571.586.605.

Os itens onde mais os gaúchos gastarão:

Manutenção do lar 25,3% (Classes B e C lideram)
Alimentação em casa 11,9%
Gastos com veículo próprio 5,5%
Materiais de construção 5,2%
Alimentação fora de casa 4,5%
Medicamentos 3,4%
Vestuário 3,3%
Saúde 2,8%
Eletrodomésticos 2,3%
Móveis e artigos para o lar 2,1%
Higiene e cuidados pessoais 2%
Transportes urbanos 1,8%
Matrículas e mensalidades 1,7%
Recreação e cultura 1,7% (Classe B lidera)
Viagens 1,7%
Bebidas 1,6% (Classe C lidera)
Calçados 1,6%
Fumo 0,7% (Classe C lidera)
Artigos de limpeza 0,6%
Livros e material escolar 0,4%

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

O que a mãe quer ganhar e o que os filhos vão comprar

04 de maio de 2016 0
Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS.

Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS.

Pesquisa do Sindilojas e CDL Porto Alegre para o Dia das Mães:

O que você gostaria de ganhar no Dia das Mães?

23% Acessório
Bolsa, joia, bijuteria, relógio, carteira (nesta ordem)
18,9% Roupa
13,7% Artigos de perfumaria ou maquiagem
13% Eletrodoméstico/Eletrônico
Celular, TV, geladeira, microondas, computador, fogão (nesta ordem)

O que você pretende dar de presente para a mãe?

29,3% Roupa
14,7% Acessório
Bolsa, joia, bijuteria
12,7% Artigo de perfumaria ou maquiagem
12,3% Eletrodoméstico/Eletrônico
TV, celular, microondas, computador, geladeira, fogão

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Empresários de Guaporé criam shopping e prometem joias e lingeries com preços até 50% mais baixos

03 de maio de 2016 1

Em meio à crise econômica, 60 empresários de Guaporé se uniram para criar um shopping de joias e lingeries. O Belas Guaporé será inaugurado no dia 14.

O investimento chegou a R$ 10 milhões. O empreendimento espera receber 10 mil pessoas por mês.

As lojas somarão 1,7 mil modelos de lingerie e 30 mil tipos de joias, semijoias e folheados.

- Lojistas e turistas comprarão direto dos fabricantes, com garantia de qualidade e preços de 30% a 50% abaixo do mercado. – garante a diretora do shopping, Ivanir Lazzaretti.

Guaporé tem mais de 600 indústrias nos segmentos de lingerie e joias. O município se inspirou em Bento Gonçalves, que atrai turistas em busca de vinhos.

O Belas Guaporé fica na RS 129. Funcionará de segunda a sábado, das 9h às 19h. No domingo, das 13h às 18h.

 

guaporé 2 guaporé 1

 

 

Atualização:

Leitores enviaram e-mails para o blog questionando a notícia de que seria um shopping novo e que seria apenas uma mudança no nome do centro comercial que havia no local.

Encaminhamos as dúvidas para a administração do Belas Guaporé, que respondeu:

“O shopping é novo. Está sendo construído no lugar do centro comercial bem simples que existe atualmente. O número de lojas até dobrou. São 32 indústrias que estão chegando ao local. Foi feito um pavimento novo, com escadas rolantes. A proposta é totalmente diferenciada, tanto que foi criado o nome Belas Guaporé. Reforçando a informação que o valor da obra alcança R$ 10 milhões.” 

Garante que as fotos enviadas para o blog são da estrutura nova.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.