Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "emprego"

Todas as negociações tiveram reajuste salarial acima da inflação no Rio Grande do Sul

21 de agosto de 2014 2

Pesquisa do Dieese apontou reajuste acima da inflação em todas as negociações coletivas de trabalhadores no Rio Grande do Sul no primeiro semestre. No ano passado, esse índice havia ficado em 96,6%.

O ganho real médio, que já desconta o INPC, foi de 1,58%. Também maior do que em 2013, quando foi de 1,32%.

O maior aumento real registrado na pesquisa foi em uma unidade de negociação do setor da Indústria, que atingiu ganho de 2,79%, seguido por uma negociação de Serviços que conquistou 2,25% e pelo Comércio, com 2%.

Para o segundo semestre, O Dieese espera um comportamento semelhante com reajustes acima da inflação:

“Isso está vinculado à própria conjuntura econômica que tem registrado baixas taxas de desemprego e inflação com sinais de manutenção de tendência de queda. No segundo semestre há também o pagamento do 13º salário e um número maior de dias úteis impulsionando as vendas no comércio. Esses elementos tendem a ampliar o poder de negociação dos sindicatos junto às questões relacionadas aos contratos coletivos de trabalho entre eles o reajuste salarial.”

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Economia movida a confiança

19 de agosto de 2014 0

Coluna Acerto de Conta$, no Diário Gaúcho. Todas as terças.

A economia tem indicadores só para medir confiança. Seja ela do consumidor, dos industriais, do comércio, do setor imobiliário…

Mas por que a confiança é tão importante? Porque serve como um indicador de tendência. As famílias compram quando estão confiantes na economia e no seu emprego. O consumidor assume um parcelamento porque está tranquilo que poderá pagar.

O empresário confiante, então, pode mover montanhas! Quando aposta na economia, ele investe, amplia produção, contrata trabalhadores, faz a máquina da economia girar para frente e mais rápido.

O que está acontecendo agora no Brasil é que os níveis de confiança estão baixos. Como já faz algum tempo, os efeitos já são sentidos na prática. Tanto que os indicadores gerais da economia brasileira estão com desempenho preocupantemente negativos. Fora os dias parados da Copa do Mundo, os analistas atribuem o freio na economia exatamente ao baixo otimismo – e até pessimismo – de empresários e consumidores.

Quando deve melhorar?

Espera-se que, terminadas as eleições, a coisa melhore. Com o cenário político definido, os empresários tendem a retomar investimentos. Segurança no emprego pode fazer com que as famílias voltem a comprar.

Mas e se não melhorar?

Se a economia não reagir ainda no primeiro trimestre de 2015, há um receio de demissões em massa. O mais grave é o chamado efeito dominó no mercado de trabalho. Na expectativa, algumas empresas seguram seus funcionários mesmo sem ter produção suficiente para mantê-los trabalhando. Até porque demitir é caro e treinar novos empregados é mais caro ainda.

Por exemplo:

Um exemplo desse receio é a projeção da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo para o Natal. É a principal data de vendas do ano, mas, ainda assim, as lojas devem contratar 7 mil trabalhadores temporários a menos do que no ano passado.

- O primeiro semestre não foi favorável para o varejo, com resultados abaixo do esperado em vendas. Isso afetou o custo das empresas, cujos resultados finais estão menores. As projeções de vendas do segundo semestre são moderadas e a tendência é que o aumento seja tímido. – comenta Vilson Noer, presidente da AGV.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Sindicato não concorda com demissões da Marfrig em Alegrete

18 de agosto de 2014 0

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação de Alegrete não concordou com as demissões de mais de 650 funcionários da Marfrig no município. A entidade teve reunião nesta tarde com a direção da empresa, que vai parar a produção na unidade a partir de primeiro de setembro.

Leia mais: Marfrig suspende atividades em Alegrete a partir de setembro

Presidente do Sindicato, Marcos Rosse disse que não poderia aceitar a parte da proposta em que a estrutura mantém-se arrendada para a Marfrig.

- Acaba com a possibilidade de outra empresa vir para Alegrete e operar o frigorífico, mantendo, quem sabe, parte dos empregos. E fala-se que há empresas interessadas no local. Acho que agora a solução será no Judiciário.

O Tribunal Superior do Trabalho tem entendido que é preciso negociação com o sindicato da categoria para empresas fazerem demissões em massa. Há uma ação no Superior Tribunal Federal questionando a constitucionalidade da exigência, usando o caso das mais de 4 mil demissões na Embraer, mas não há decisão, segundo o advogado Alexandre Tavares, da Pactum.

Marfrig foi procurada, mas não se pronunciou após a reunião.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Lojas gaúchas vão contratar 7 mil temporários a menos para o fim do ano

18 de agosto de 2014 0
Foto: Fabrício Barreto/Divulgação Walmart.

Foto: Fabrício Barreto/Divulgação Walmart.

O comércio do Rio Grande do Sul vai reduzir a contratação de trabalhadores temporários para o fim de ano. A projeção é da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo.

Segundo o cálculo da AGV, serão 18 mil vagas. Ano passado, foram 25 mil temporários.

O Natal é a principal data de vendas do varejo. No entanto, a redução de 28% nas contratações também terá como objetivo compensar as perdas do primeiro semestre.

- O primeiro semestre não foi favorável para o varejo, com resultados abaixo do esperado em vendas. Isso afetou o custo das empresas, cujos resultados finais estão menores. – comenta Vilson Noer, presidente da AGV.

As projeções de vendas do segundo semestre são moderadas e a tendência é que o aumento seja tímido. Deve ficar em 8,5% e 9% nominais, lembrando que a inflação deve fechar o ano acima de 6%.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Sine tem 1,3 mil vagas de trabalho para pessoas com deficiência

18 de agosto de 2014 0

O Sine está com 1,3 mil vagas exclusivas para pessoas com deficiência. Estão disponíveis nas 62 agências.

As cidades com maior número de vagas são Porto Alegre (805), Passo Fundo (147), Santa Maria (41), Canoas (32), Pelotas (26), Novo Hamburgo (24), Farroupilha (17), Cachoeirinha (16), Rio Grande (15), Viamão (14) e São Leopoldo (10).

Para se inscrever nas vagas, os trabalhadores devem ir até as agências, onde são incluídos no cadastro de profissionais. Com isso, também podem matricular-se nos cursos gratuitos do Pronatec. Os profissionais devem levar Carteira de Trabalho.

As funções com maior número de vagas são faxineiro (89), auxiliar de escritório (88), técnico de enfermagem (68), recepcionista (50), alimentador de linha de produção (44), enfermeiro (39), vendedor de comércio varejista (32), assistente administrativo (29), dietista (28), trabalhador de manutenção de edificações (26), auxiliar nos serviços de alimentação (25), almoxarife (24), atendente de farmácia – balconista (24), médico clínico (21), operador de caixa (17), embalador a mão (16), técnico de apoio ao usuário de informática (15), atendente de enfermagem (15), analista de desenvolvimento de sistemas (14), repositor de mercadorias (14), vigilante (14), técnico em radiologia e imagenologia (13) e de auxiliar de lavanderia (12).

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Nem-nem: 60 mil jovens da Região Metropolitana nem trabalham e nem estudam

04 de agosto de 2014 1
Foto: Ariel Gil/Agência RBS.

Foto: Ariel Gil/Agência RBS.

A Região Metropolitana de Porto Alegre tem cerca de 60 mil jovens que nem trabalham e nem estudam. São os chamados Nem-nem. Eles representam 11,2% do total de jovens entre 16 e 24 anos na região.

O grupo de jovens Nem-nem no mundo começou a crescer a partir da crise econômica mundial de 2008. A taxa de desemprego entre os jovens cresceu bastante em países desenvolvidos. No Brasil, mostra-se um problema mais estrutural, analisa a pesquisadora da Fundação de Economia e Estatística Miriam De Toni.

- 14,6% das mulheres jovens nem trabalham e nem estudam – Muitas engravidaram com pouca idade.
- 7,8% dos homens jovens nem trabalham e nem estudam

- Apesar da melhora na condição dos jovens Nem-nem, persistem aspectos preocupantes: seu contingente continua elevado, a diminuição ocorreu somente entre as mulheres, seu grau de escolaridade é inferior ao do total de jovens e estão concentrados nas famílias mais pobres. Portanto, o distanciamento de parcela importante de jovens de instituições sociais fundamentais para sua formação demanda maior atenção das políticas públicas, pois muitos deles se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Ouça a entrevista completa no Destaque Econômico:


Ouça o Destaque Econômico, na Rádio Gaúcha. Domingos, às 9h.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Empresa contrata 300 clientes secretos para avaliar supermercados de Porto Alegre

01 de agosto de 2014 0

A Shopper Experience está recrutando 300 clientes secretos em Porto Alegre para avaliar supermercados e hipermercados. Procura homens e mulheres, de 18 a 70 anos.
O cliente secreto tem que avaliar o atendimento. A remuneração varia entre R$ 50 e R$ 500, dependendo do projeto.

As inscrições podem ser feitas pelo link: Vagas Shopper Experience.

- Aquele cliente que é considerado um verdadeiro pesadelo na vida de muitos vendedores pode se tornar um agente de melhoria da qualidade do atendimento ao consumidor e ainda ser remunerado. – diz Stella Susskind, presidente da empresa.

Leia também:

Renda extra: Contrata-se clientes ocultos para trabalho em aeroportos

Empresa busca “clientes ocultos” para trabalhos no Rio Grande do Sul

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Liminar suspende flexibilização de jornada na Randon nesta sexta-feira

01 de agosto de 2014 0

A Justiça de Caxias do Sul concedeu liminar suspendendo a flexibilização de jornada dos trabalhadores da Randon. A decisão vale para esta sexta-feira, primeiro dia do acordo entre empresas e funcionários. A multa por não cumprimento é de R$ 200 por trabalhador.

A empresa tem cinco dias para se manifestar e, então, a Justiça decidirá se mantém a liminar para todo o período que foi abrangido. Com o argumento de evitar demissões, a Randon propôs liberar os funcionários às sextas durante três meses, descontando metade do salário e abonando o restante. Os trabalhadores aprovaram em votação.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul foi contra a medida e ingressou na Justiça alegando ilegalidade da flexibilização. O juiz concedeu liminar com duas ponderações, segundo o advogado do sindicato, Pedro Pita Machado. Uma delas é a necessidade de esclarecimento sobre possibilidade de aplicação da cláusula da convenção coletiva usada pela Randon para defender a legalidade da negociação direta com os trabalhadores. A outra é a necessidade financeira de uma redução de jornada com corte parcial de remuneração.

A decisão é liminar. No mérito, a Justiça decidirá sobre a validade da flexibilização nas empresas do Grupo Randon.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Justiça manda telefônica indenizar trabalhadora que se recusou a mentir para clientes

31 de julho de 2014 0

Uma funcionária da operadora de telefonia Vivo terá que receber uma indenização de R$ 50 mil por se recusar a mentir para clientes. A decisão é do Tribunal Regional do Trabalho, no Rio Grande do Sul.

A empresa queria priorizar a contratação de planos pós-pagos. Por isso, mandava os atendentes informarem aos clientes que o sistema para planos pré-pagos estava indisponível.

A trabalhadora não aceitou. Por isso, foi alvo de xingamentos e brincadeiras na companhia.

Uma testemunha contou à Justiça que tentou comprar um plano pré-pago, mas foi informado de que o sistema não estava funcionando. Quando tentou novamente, esta funcionária vendeu o plano normalmente e foi hostilizada pelos colegas. A trabalhadora ficou afastada e foi demitida ao retonar.

Além da reparação por danos morais, a Justiça mandou pagar salários equivalentes aos 12 meses de garantia de emprego a que teria direito por causa da doença ocupacional. A Vivo vai recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho.

Seleção para vagas no Walmart com salário de até R$ 6 mil

31 de julho de 2014 0
Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

O Sine realiza nesta sexta-feira, 1º de agosto, entrevistas para 92 vagas na rede de supermercados Walmart. Os salários variam entre R$ 1,2 mil e R$ 6 mil. A empresa é dona de lojas como Nacional e BIG.

A Agência FGTAS/SINE Montaury fica na Rua José Montaury, 31, em Porto Alegre. A seleção para o programa Líderes Walmart acontece das 9h às 13h. É preciso levar Carteira de Trabalho. Tem como requisito poder viajar e mudar-se de cidade e Estado.

Ensino Médio

Candidatos com Ensino Médio completo podem disputar vagas de encarregados, que exigem experiência de seis meses em comércio varejista ou atacadista. As vagas são para gerente de mercearia (10), supervisor de atendimento (caixas e bilheteiros: 10) e de encarregados de açougue (10), hortifrutigranjeiros (10), frios (10) e de padaria (10). O salário é de R$ 1,2 mil, mais de 20% de insalubridade.

Também podem concorrer às vagas de gerente de supermercado (gerente de área: 20), com salário de R$ 2,4 mil, e de gerente de loja e supermercado (gerente geral: 10), com salário que vai de R$ 2,8 mil a 3,9 mil. Ambas exigem um ano de experiência em comércio varejista ou atacadista.

Ensino Superior

Candidatos com Ensino Superior completo podem participar de seleção para duas vagas de diretor de operações comerciais, com salário de R$ 6 mil. Exige experiência de um ano em comércio varejista ou atacadista.

Benefícios

A empresa oferece assistência médica, refeição no local, vale transporte, previdência privada, seguro de vida, auxílio farmácia, além de programa de participação de resultados para todos os cargos.

Etapas

Os selecionados participarão de treinamento de 90 dias. Depois, serão encaminhados para unidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.