Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "emprego"

Quase 70% dos empregos estão no setor de serviços no Rio Grande do Sul

30 de abril de 2015 0
Foto: Diego Redel / Agencia RBS

Foto: Diego Redel / Agencia RBS

O setor de serviços é o que mais emprega no Estado. São 2,1 milhões de trabalhadores, o equivalente a 67,5% do total.

Segundo a Fundação de Economia e Estatística, o maior destaque é para o Corede Metropolitano Delta do Jacuí, onde estão 38,7% dos empregos do setor no Estado.

- A atividade econômica do setor está relacionada com a alta aglomeração de consumidores e produtores que as regiões metropolitanas apresentam. Por exemplo, os serviços prestados à produção – que podem ser de intermediação financeira, imobiliários e serviços terceirizados, como limpeza e transporte – tendem a estar próximos de regiões altamente industrializadas, como é o caso da Região Metropolitana de Porto Alegre. – avalia a economista da FEE Vanessa Sulzbach.

Já a indústria reúne 919,6 mil empregos, totalizando 29,8%. Fica bastante concentrada nas três regiões que são destaque no total da economia: Serra (19,8%), Metropolitano Delta do Jacuí (17,9%) e Vale do Rio dos Sinos (17,5%), pois abrigam o setor metal-mecânico.

A agropecuária abrange 83,8 mil empregos, representando 2,7%. Destaque para Fronteira Oeste (17,2% do total), Sul (10,9%) e Campos de Cima da Serra (10,1%).

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Renda do trabalhador gaúcho aumentou quase 40% desde 2001

30 de abril de 2015 0

A renda média do trabalhador gaúcho cresceu 38,6% acima da inflação desde 2001. Houve elevação em todos os níveis salariais, segundo a Fundação de Economia e Estatística.

O destaque de aumento, no entanto, foi nas faixas salariais mais baixas. A média dos 25% que ganham menos passou de R$ 485 para R$ 800 no Rio Grande do Sul. Ou seja, um aumento real de 65%.

Escolaridade

A educação do trabalhador aparece como um dos determinantes do salário. A renda é maior para níveis de escolaridade mais altos. No Estado, o retorno médio real de cada ano de estudo nos salários observado em 2013 foi de 9%.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Celulose Riograndense: 1,1% para o PIB e 23 mil empregos

30 de abril de 2015 0
Foto: Divulgação Celulose Riograndense.

Foto: Divulgação Celulose Riograndense.

A Celulose Riograndense, já ampliada, começa a operar no próximo domingo. É o maior investimento privado já feito no Rio Grande do Sul e fica em Guaíba. Alguns números mostram o tamanho do empreendimento:

PIB do Rio Grande do Sul: vai representar 1,1%, segundo a Fundação Getúlio Vargas

Empregos diretos e indiretos: 23 mil

Compras locais: mais de R$ 2,2 bilhões

Ouça a entrevista do presidente da empresa, Walter Lidio Nunes, ao programa Gaúcha Atualidade:

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

Gaúcho está trabalhando um pouco menos e entrando mais tarde no mercado

29 de abril de 2015 0

O gaúcho está trabalhando, em média, 41,1 horas semanais. O dado é de 2013. Em 2001, eram 41,5 horas semanais. É um pequeno recuo que aparece no estudo da Fundação de Economia e Estatística.

O levantamento mostra ainda que a idade média em que o gaúcho começou a trabalhar é 15,6 anos. Em 2005, a média ficava em 14,3 anos.

Chama a atenção ainda a proporção de trabalhadores que tem dois ou mais empregos. Atualmente, é 4,5%. Há oito anos, ficava em 6%.

Veja outros dados:

foto blog

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Desemprego sobe pelo terceiro mês na Região Metropolitana

28 de abril de 2015 0

A taxa de desemprego aumentou pelo terceiro mês consecutivo na Região Metropolitana de Porto Alegre. Aumentou de 4,7% para 5,1% na passagem de fevereiro para março. Elevação maior ainda na comparação com março do ano passado, quando estava em 3,2%.

O contingente de desempregados é estimado em 105 mil pessoas. O setor de serviços e a indústria cortaram postos de trabalho.

Já há algum tempo, Porto Alegre deixou de ter a taxa mais baixa entre as regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE. Agora, Belo Horizonte e Rio de Janeiro têm os melhores índices.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Criação de empregos caiu pela metade no primeiro trimestre de 2015 no Rio Grande do Sul

23 de abril de 2015 0
Foto: Diego Redel / Agencia RBS

Foto: Diego Redel / Agencia RBS

A criação de empregos caiu pela metade no primeiro trimestre do ano no Rio Grande do Sul. Foram 24 mil novas vagas com carteira assinada. No mesmo período do ano passado, foram mais de 50 mil.

Ainda assim, a indústria da transformação respondeu por metade dos postos de trabalho. O comércio cortou empregos, mais demitindo do que contratando.

Considerando apenas março, foram 12.240 vagas. Foi bem mais do que as 3.220 de fevereiro, que foi um mês com Carnaval e menos dias úteis. No entanto, na comparação com março do ano passado, houve queda de 11%.

A indústria da transformação respondeu por metade dos novos empregos formais do mês passado no Estado. Este resultado foi sustentado principalmente pela indústria da borracha, fumo e couros, que tem contratações sazonais.

Já o comércio de bens e serviços teve desempenho positivo após um fevereiro de fortes cortes no mercado de trabalho. Varejo e, principalmente, o atacado criaram empregos. No setor de serviços, destaque para novas vagas no segmento de ensino, com o início das aulas.

A agropecuária, no entanto, demitiu. Foram 2,4 mil vagas extintas. Desempenho negativo também na construção civil, que começa 2015 bastante apreensiva no Rio Grande do Sul. Em março, cortou 443 empregos.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

Concurso do Inmet tem oito vagas para Porto Alegre

15 de abril de 2015 0
Foto: Piero Ragazzi / Agencia RBS.

Foto: Piero Ragazzi / Agencia RBS.

O concurso do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) tem oito vagas para Porto Alegre. As inscrições começam no dia 20, próxima segunda-feira.

Há vagas para níveis médio e superior. Os salários são de R$ 3.045 a R$ 11.993. Em todo o País, são 242 vagas.

Vagas em Porto Alegre

Analista de Ciência e Tecnologia – 1
Junior – Administrador – 1
Assistente I – Técnico em Contabilidade – 1
Assistente I – Técnico Administrativo – 1
Técnico I – Técnico em Informática – 1
Técnico I – Técnico Eletrônica – 2
Junior – Meteorologista – 1

As inscrições são pelo site www.consulplan.net.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Profissionais que as empresas estão buscando no Rio Grande do Sul

09 de abril de 2015 24
Foto: Daniel Conzi / Agencia RBS.

Foto: Daniel Conzi / Agencia RBS.

Oito em cada dez contratações feitas por empresas no primeiro trimestre foram para substituir funcionários e preencher vagas que já existiam. O levantamento é do Rio Grande do Sul feito pela empresa de recrutamento Michael Page. É o contrário do que ocorre em anos de expansão da economia, quando as empresas buscam aumentar o quadro de funcionários.

- As empresas estão buscando pessoas que ajudem a reduzir custos e aumentem a eficiência. – explica o Fernando Pomzioscyk, gerente-executivo da Michael Page.

Mas, segundo o executivo, ainda há dificuldade para encontrar profissionais que as empresas buscam. No Rio Grande do Sul, há problemas quanto à fluência no inglês.

Pomzioscyk também fez, para o programa Destaque Econômico, uma lista de “joias raras” no mercado de trabalho do Rio Grande do Sul. Ou seja, são estes profissionais que estão em falta:

Finanças & Tax:
Controller – (com inglês fluente e com certificado para assinar balanço)
Gerente Fiscal (com inglês fluente e experiência em indústria)

Engenharia
Gestor de SSMA (com inglês fluente e formação técnica na área)
Gestor de Manutenção – (com inglês fluente)

Supply
Gestores de Planejamento de Demanda

Marketing
Gerente de Produto (com experiência em gestão de P&L e inglês fluente)
Gerente de Inteligência de Mercado (com inglês fluente)

IT
Posições em Segurança de Informação (Cyber Security em geral)

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Site do Ministério do Trabalho tem mais de 36 mil vagas no Rio Grande do Sul

08 de abril de 2015 0

Lançado nesta quarta-feira, o Portal Mais Emprego tem 36.182 vagas de trabalho no Rio Grande do Sul. Pelo site do Ministério do Trabalho, a pessoa pode pesquisar e se candidatar nas vagas do Sine.

O sistema também permite consulta sobre o andamento do seguro desemprego, abono salarial e oportunidades de qualificação profissional. Para o empregador, estão disponíveis o Seguro desemprego web, a opção de cadastrar vagas e busca por cursos profissionalizantes, além do repasse dos dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged).

Cadastros:

Trabalhador – Precisa ter, no mínimo, 14 anos, informar o número da identidade, da Carteira de Trabalho, do PIS, PASEP ou Número de Identificação do Trabalhador. Também é necessário informar a formação acadêmica e os cursos profissionalizantes realizados, além do seu perfil, pretensão e experiências profissionais, com e sem comprovação.

Empregador – Precisa fazer um login de acesso com o número de identificação registrado. Para isso é necessário ter em mãos o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), o CEI (Cadastro Especifico do INSS) ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF). Caso o empregador já tenha ido a uma Agência do Sine, o cadastro já estará preenchido, então será necessário apenas verificar se as informações precisam de atualização.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Rio Grande do Sul é o terceiro em ranking de satisfação dos trabalhadores

02 de abril de 2015 1

O Rio Grande do Sul é o terceiro Estado no ranking de satisfação dos trabalhadores com o emprego. Fica atrás apenas do Paraná e de Santa Catarina, que lidera o ranking.

De 1 a 5, sendo cinco muito satisfeito, os gaúchos ficaram com média 3,25. Os aspectos mais destacados positivamente pelos funcionários dos Estados do Sul foram: benefícios corporativos, aprendizado profissional, progressão na carreira, ambiente de trabalho agradável e colegas legais.

O levantamento é da Love Mondays, um serviço online onde o profissional pode comparar empresas, por meio da avaliação dos funcionários. Na outra ponta, o Rio de Janeiro apresentou a pior média de satisfação. Apontaram baixo salário e falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.