Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "emprego"

Setor de serviços cria empregos pela primeira vez em cinco meses no Rio Grande do Sul

23 de setembro de 2016 0
Foto: CC0 Public Domain.

Foto: CC0 Public Domain.

O setor de serviços foi a surpresa positiva de agosto nos dados do Ministério do Trabalho. Criou empregos pela primeira vez em cinco meses no Rio Grande do Sul.

E não foram poucas vagas. As admissões superaram as demissões em 2.396 postos de trabalho com carteira assinada. Destaque para o segmento de serviços técnicos e administração de imóveis.

O resultado, no entanto, não é suficiente para reverter o ano. No acumulado de 2016, o setor ainda amarga o corte de quase 5 mil vagas no Estado.

Também não foi o bastante para garantir um desempenho positivo no mercado de trabalho formal do Rio Grande do Sul no mês passado. Ainda fechamos o mês com um saldo negativo de 1.690 empregos. Desempenho bem ruim na indústria de fumo, mas também corte de empregos pelo comércio e construção civil.

Apesar disso, é um ritmo menor de extinção de postos de trabalho. Em julho, foram mais de 12 mil empregos a menos aqui no Estado.

Desemprego entre jovens teve maior aumento em 15 anos

23 de setembro de 2016 1

16653976

 

 
A crise econômica tem sido severa com os jovens também. Na Região Metropolitana de Porto Alegre, a taxa de desemprego subiu quase 37% de 2014 a 2015 entre pessoas com idade de 16 a 24 anos. Foi a maior elevação desde 2000.

A pesquisa é feita pela Fundação de Economia e Estatística, Dieese e FGTAS. A estimativa é que tenhamos 65 mil jovens que querem trabalhar, mas estão sem emprego na região. São 18 mil a mais do que no ano anterior.

Os adultos sofreram mais com a crise. Mas a taxa de desemprego segue maior entre jovens, em 19,7% no fechamento de 2015.

Mas a pesquisa identifica alguns aspectos positivos. A proporção de jovens com ensino médio completo aumentou de 34,1% em 2000 para 46,6% em 2015. A tendência também foi observada entre aqueles com ensino superior completo, que passou de 1,3% para 2,4% nesse período.

Outro fator relevante é a redução das desigualdades de gênero. A trajetória de redução do hiato entre a taxa de desemprego de homens e mulheres jovens atingiu, em 2015, o menor patamar desde o ano 2000. Ficou em 2,2 pontos percentuais.

- Analisando o período 2014-2015, verifica-se ainda uma tendência de aumento entre aqueles que só estudam (de 25,9% para 26,8%), o que pode ser derivado do processo de estruturação do mercado de trabalho da última década, o que permite ao jovem maior qualidade de ingresso no mercado de trabalho. – observa o economista da FEE Raul Bastos.

Entretanto, o aumento na parcela de jovens que somente trabalha (de 40,9% para 42,2%) pode ser considerado um dos primeiros sinais da crise e deterioração no mercado de trabalho em 2015.

 

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Dia D - Sine gaúcho tem quase 900 vagas de emprego para deficientes

22 de setembro de 2016 0
Foto: Felipe Carneiro / Agência RBS.

Foto: Felipe Carneiro / Agência RBS.

 

 

A Agências FGTAS/SINE tem 874 vagas de emprego para ação nesta sexta-feira, do Dia Nacional de Contratação das Pessoas com Deficiência. São 38 agências pelo Estado.

Está sendo chamado de Dia D. O atendimento nesta sexta-feira será exclusivo para deficientes e reabilitados do INSS. Ao todo, 194 empresas realizarão entrevistas e seleções de emprego.

Confira os endereços, horários de atendimento e vagas abertas nas Agências FGTAS/SINE no site da FGTAS: www.fgtas.rs.gov.br.

Para se candidatar às oportunidades de trabalho, os interessados devem levar Carteira de Trabalho. Agências que participarão:

Alegrete, Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Camaquã, Candiota, Canela, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Esteio, Estância Velha, Farroupilha, Frederico Westphalen, Gravataí, Ijuí, Lajeado, Marau, Montenegro, Novo Hamburgo, Osório, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre Centro, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Antônio da Patrulha, São Leopoldo, São Lourenço do Sul, Sapiranga, Taquara, Torres, Uruguaiana, Vacaria e Veranópolis.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

Sine gaúcho tem mais de 400 empregos para deficientes e cadastra outros para ação na sexta-feira

20 de setembro de 2016 1
Foto: Felipe Carneiro / Agência RBS.

Foto: Felipe Carneiro / Agência RBS.

 

Mais de 35% das vagas de emprego para deficientes não são preenchidas no Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul, praticamente 36% das vagas exclusivas para pessoas com deficiência não são preenchidas. Em Porto Alegre, é um pouco menos. Os dados são do Ministério do Trabalho.

O Brasil tem a Lei de Cotas, criada há 25 anos. Empresas com mais de cem funcionários têm que preencher de 2% a 5% das vagas do quadro de funcionários com reabilitados ou com deficiência. Inclui todos os tipos de deficiência: física, visual, auditiva e intelectual.

As empresas alegam que não conseguem candidatos que se encaixem nas vagas. A auditora fiscal do trabalho Ana Maria Costa diz que isso se deve às exigências das empresas e não à inexistência de trabalhadores.

São 2.342 empresas que se enquadram na Lei de Cotas no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, são 534.

 

Dia D

Na sexta-feira, dia 23, será realizado o Dia D, Dia Nacional de Contratação das Pessoas com Deficiência.

Agências FGTAS/SINE participam da mobilização. Serão realizadas entrevistas e seleções de emprego exclusivas para trabalhadores com deficiência e reabilitados do INSS, além de atividades de orientação profissional e previdenciária.

Empresas interessadas em contratar trabalhadores com deficiência podem disponibilizar vagas no evento. Basta entrar em contato com a Agência FGTAS/SINE do seu município, pessoalmente, por telefone ou através do site: Captação de Vagas FGTAS

Para se candidatar às oportunidades de trabalho, os interessados devem ir nas agências com Carteira de Trabalho.

Por enquanto, o FGTAS/SINE tem 442 vagas exclusivas para Pessoas com Deficiência. Mais da metade não exige experiência.

As funções com o maior número de vagas são alimentador de linha de produção (109), auxiliar de escritório em geral (51), faxineiro (33), almoxarife (26) e embalador a mão (17). Com relação à escolaridade, 24,89% exigem Ensino Fundamental incompleto; 23,98%, Ensino Médio completo; e 14% Ensino Fundamental completo. O salário da maioria das oportunidades varia de R$ 880 a R$ 1.760. Mas pode chegar a R$ 4,4 mil. Os municípios com o maior número de vagas são Porto Alegre (104), Farroupilha (58), Canoas (43) e Alegrete (32).

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Walmart abre mais de 300 vagas de emprego em supermercados do Rio Grande do Sul

14 de setembro de 2016 9
Foto: Rádio Gaúcha.

Foto: Rádio Gaúcha.

 

O Walmart está com mais de 300 vagas de emprego abertas no Rio Grande do Sul. A maioria na área de operações.

Há vagas para gerente, operador de caixa, empacotador, fiscal de prevenção e perdas, serviços gerais, repositor e aprendiz.

A rede de supermercados é dona das bandeiras Big, Nacional, TodoDia, Maxxi e Sam’s Club.

 

Gerentes

As inscrições terminam no final de setembro. Para participar da seleção, é bom ter ensino superior completo e experiência anterior em cargos de liderança em redes de supermercados ou atacados. O candidato deve ter disponibilidade para viajar ou se transferir.

As inscrições podem ser feitas no site Vagas.com. Os contratados participarão de treinamento e terão vários benefícios.
Área de operações

Em geral, os candidatos precisam ter mais de 18 anos e possuir ensino fundamental completo. É necessário ter disponibilidade para jornada de trabalho também no turno da noite. Já para empacotador e aprendiz, a idade mínima para participar do processo de seleção é 16 anos. Pessoas com deficiência podem se candidatar a todos os cargos.

Os interessados nessas vagas devem ir até o local mais próximo de sua residência, das 8h às 13h, ou enviar currículo por e-mail. Confira os endereços:

- Zona Sul e Leste de Porto Alegre, Viamão e Guaíba: seleção na Av. Diário de Noticias 500, Cristal, Porto Alegre. Telefone: 51.21026926 e-mail: recrutazs@wal-mart.com

- Zona Norte de Porto Alegre, Gravataí, Cachoeirinha e Alvorada: seleção na Av. Sertório 6.600, Sarandi, Porto Alegre. Telefone: 51.33494919 e-mail: recrutazn@wal-mart.com

- Canoas, Esteio, Sapucaia, São Leopoldo, Novo Hamburgo: seleção na Av. Imperatriz Leopoldina 45, São Leopoldo. Telefone: 51.32713704

A empresa não quis divulgar os salários.

Leia mais: Mais de 160 fornecedores gaúchos entram no programa de controle de agrotóxicos do Walmart

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

 

Rio Grande do Sul tem mais de 1,7 mil vagas abertas no Portal Mais Emprego

07 de setembro de 2016 0
Reprodução.

Reprodução.

 

 

O Rio Grande do Sul está com mais de 1,7 mil vagas abertas no Portal Mais Emprego. Segundo o Ministério do Trabalho, é o terceiro Estado com mais oportunidades. Perde para São Paulo e Paraná apenas. A maioria das vagas é para linha de produção de empresas, operador de telemarketing e vendedor.

O portal é do Governo Federal. As vagas são oferecidas por empresas da iniciativa privada e informadas ao Sine, que disponibiliza na internet.

Qualquer trabalhador pode concorrer a uma das vagas. Basta fazer um cadastro, que pode ser diretamente no portal ou pessoalmente em uma agência do Sine. Se a pessoa tiver o perfil exigido pelo empregador, conseguirá uma entrevista para concorrer ao posto.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Max Gehringer: "Tem gente mentindo para deixar o currículo mais fraco e conseguir emprego"

05 de setembro de 2016 3
Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS.

Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS.

 

 

Administrador e consultor de carreira, Max Gehringer fala de mercado de trabalho de forma descontraída, mas clara e direta. O programa Destaque Econômico e blog Acerto de Conta$ conversaram com Max quando esteve em Porto Alegre para palestrar na Expoagas, evento da Associação Gaúcha de Supermercados.

Abaixo, um resumo da entrevista. O áudio completo está no fim deste post.

Blog Acerto de Conta$: Quando o mercado de trabalho vai reagir?

Max Gehringer: Quer a resposta que vai deixar todo mundo feliz ou o que eu acho?

Blog: O que tu acha.

Max Gehringer: Só depois das eleições para presidente. Sabemos que Lula vai se apresentar. A oposição não tem candidato forte para enfrentar. Vai provocar o que ocorreu em 2002, dólar sobe, bolsa cai. Já vimos esse filme. O governo atual sabe que não vai consertar o Brasil em um ano e meio. “Precisaremos de mais quatro anos”, esse povo que tá aí deve estar pensando.

Blog: Se o empresário não contratou até agora, vai esperar a eleição? É isso?

Max Gehringer: Sim.

Blog: E esse povo que está esperando o mercado reagir para conseguir emprego?

Max Gehringer: A opção é ser empreendedor. Não aquele que abre uma padaria. Mas aquele que presta uma consultoria, que vai fazer alguma coisa em casa.
As pessoas não ouvem o que os amigos dizem para elas desde criancinhas: “você fala bem, pinta bem, borda bem, faz cupcake bem…”. Aí, alguém diz: “que legal que você é boa nisso, mas agora vai estudar, vai fazer uma faculdade e conseguir um bom emprego”. Aí, nessas situações de desemprego, a pessoa começa a lembrar: “no que eu era bom?”.

Não tem vaga para todo mundo, os salários diminuíram… É como a dança das cadeiras: todo mundo é bom, mas tem uma cadeira a menos. Quem perdeu o emprego tem que aceitar uma vaga com salário menor, sem ter vergonha disso.

Blog: Muita gente não está conseguindo emprego por ser mais qualificada do que a vaga e, às vezes, mais do que a pessoa que seria sua gestora. Como faz?

Max Gehringer: Em entrevistas, é chegar e dizer isso. Tem gente que mente no currículo. Tira o doutorado que assusta! Tira o MBA! Antes, colocava até carteira de motorista e chapa do pulmão para fazer volume no currículo. Imagine-se atrás de uma mesa para recrutar um funcionário. Quem recrutaria? Eu recrutaria alguém que tem 10% menos do que o cargo precisa e vou pagar um curso para ele. Ele vai ficar feliz da vida. Vou buscar alguém com a experiência adequada para a função. Não mais que isso. É fácil encontrar essa pessoa, mas vamos eliminar pessoas que têm duas ou três pós-graduações, viajaram, falam mais idiomas…

 

 

Ouça o Destaque Econômico, na Rádio Gaúcha. Domingos, às 9h. 

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Desemprego tem segunda alta seguida na Região Metropolitana de Porto Alegre

31 de agosto de 2016 0
Foto: Tadeu Vilani / Agência RBS.

Foto: Tadeu Vilani / Agência RBS.

 

Está difícil os sinais de retomada da economia chegarem no mercado de trabalho. A taxa de desemprego subiu pelo segundo mês consecutivo na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Passou para 10,4% em julho. Em junho, estava em 10,3%. Elevação pequena.

O contingente de desempregados passou para 197 mil pessoas. É 1 mil a mais do que no mês anterior.

Para a economista Lucia Garcia, a taxa de desemprego está se estabilizando em um patamar bastante elevado. A pesquisa é feita FEE, Dieese e Fundação Gaúcha do Trabalho.

Houve aumento de vagas na indústria de transformação. Mas caiu o número de postos de trabalho na construção e nos serviços.

É o quarto mês com aumento do trabalho autônomo, o que indica crescimento do emprego por conta própria. O trabalhador tem menos benefícios e menor rendimento médio real quando comparado com o emprego formal.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Mais de 55 mil gaúchos ainda não sacaram abono salarial e podem consultar nomes na internet

30 de agosto de 2016 0

Mais de 55 mil trabalhadores do Rio Grande do Sul ainda não sacaram o abono salarial PIS/Pasep ano-base 2014. Só em Porto Alegre, são mais de 10 mil pessoas que não pegaram o dinheiro. No ranking, aparecem em seguida, Caxias do Sul, Passo Fundo e Pelotas.

O prazo termina nesta quarta-feira, dia 31. Já foi prorrogado. O valor de R$ 880 está disponível para saque nas agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil.

Para saber se tem direito, o trabalhador pode consultar a lista de nomes disponível no Portal do Ministério do Trabalho. É só acessar o Estado e procurar pela letra do município.

 

 

Reprodução site Ministério do Trabalho.

Reprodução site Ministério do Trabalho.

 

Outra opção é acessar o site abonosalarial.mte.gov.br e inserir o CPF ou número do PIS/PASEP e a data de nascimento. Caso tenha alguma dúvida ligue no Alô Trabalho 158. O valor que não for sacado volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

 

Imagem: Reprodução.

Imagem: Reprodução.

 
Perguntas preparadas pelo Ministério do Trabalho:

O que acontece com o dinheiro que não for sacado até quarta-feira?

A norma do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) editada em resolução informa que, depois do dia 31 de agosto, o valor vai retornar ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Quem tem direito ao Abono Salarial?

Tem direito ao Abono Salarial ano-base 2014 quem trabalhou por pelo menos 30 dias com carteira assinada e teve salário médio de até dois salários mínimos naquele ano. Além disso, era preciso estar inscrito no PIS/Pasep há no mínimo cinco anos e ter tido o nome informado pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Trabalhador doméstico tem direito ao Abono Salarial?

Não. Os trabalhadores domésticos são vinculados ao empregador “pessoa física”. A norma legal não obriga o patrão a contribuir no Programa PIS/PASEP.
===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

Brasil atinge 11,8 milhões de desempregados

30 de agosto de 2016 2
Foto: Tadeu Vilani / Agência RBS.

Foto: Tadeu Vilani / Agência RBS.

 

 

O Brasil está com 11,8 milhões de desempregados. A estimativa é do IBGE e foi atualizada nesta terça-feira.

A pesquisa apontou avanço da taxa de desemprego para 11,6% no trimestre encerrado em julho. Nos três meses anteriores, estava em 11,2%.

Em relação ao ano passado, o País está com 3,2 milhões de desempregados a mais. É um aumento de 37,4%.

O rendimento médio do trabalhador ficou em R$ 1.985.

Ainda hoje, o IBGE divulgou a população estimada para o País, estados e municípios. O Rio Grande do Sul está com 11,3 milhões de habitantes. Significa que o contingente de desempregados do Brasil supera a população inteira do Rio Grande do Sul.

Leia mais: Rio Grande do Sul tem quase 11,3 milhões de habitantes

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.