Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "inflação"

Alimentos puxaram alta da inflação oficial do País

05 de fevereiro de 2016 1

bancocentral

Considerado a inflação oficial do País, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de janeiro acelerou para 1,27%. Em dezembro, estava em 0,96%. Segundo o IBGE, foi a taxa mensal mais alta para o mês de janeiro desde 2003, quando atingiu 2,25%.

Com esta aceleração, o IPCA dos últimos 12 meses ficou em 10,71%. É maior do que o do acumulado anterior.

A principal pressão veio dos alimentos e bebidas. É um grupo de grande peso na despesa das famílias. Principalmente, de baixa renda. IBGE destaca aumentos como a cenoura (32,64%), o tomate (27,27%), a cebola (22,05%) e a batata-inglesa (14,78%).

O grupo Transportes aparece logo depois, também com forte pressão sobre a inflação. Foi puxada pelo transporte público, que subiu 3,84%, e pelos combustíveis, com 2,11%.

Porto Alegre

A Região Metropolitana de Porto Alegre também teve forte avanço na inflação. Passou de 0,82% para 1,56% em janeiro.

Um destaque foi o aumento na energia elétrica. A alta foi de 8,7% só no mês, pressionada por tributos: PIS/COFINS e ICMS.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Energia ficou 10% mais cara em Porto Alegre em janeiro

02 de fevereiro de 2016 0
Foto: Marco Favero / Agência RBS

Foto: Marco Favero / Agência RBS

O item “tarifa de eletricidade residencial” ficou 10,06% mais caro em janeiro. Com isso, chegou a ser a principal pressão na inflação para o consumidor de Porto Alegre.

Coordenador da pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, André Braz informa que o aumento se deve em parte à alta do ICMS, mas também ao reajuste da taxa de iluminação pública e ao aumento de PIS e Cofins. Não houve revisão e nem reajuste na tarifa da CEEE em si.

Novo aumento deve aparecer na pesquisa da FGV nas próximas semanas. Isso porque a elevação da alíquota de ICMS de 25% para 30% ainda não apareceu inteira em todas as contas de luz. O impacto total estimado é de pouco mais de 7%, segundo o gestor comercial da CEEE, Éder Müller.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Inflação de Porto Alegre dobrou em um mês

02 de fevereiro de 2016 0

bancocentral

A inflação para o consumidor de Porto Alegre saltou de 0,83% para 1,66% ao longo de janeiro. A pesquisa é feita todas as semanas em sete capitais pela Fundação Getúlio Vargas.

O que pressionou mais a inflação para o consumidor em janeiro:

Tarifa de eletricidade residencial +10,06%
Gasolina +4,84%
Curso de ensino superior +9,15%

Estes aumentos consideram a variação média de preços dos últimos 30 dias.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Mercado eleva novamente previsão para o dólar em 2016

01 de fevereiro de 2016 0
Jefferson Botega / Agencia RBS

Jefferson Botega / Agencia RBS

Pela segunda semana consecutiva, o mercado elevou a previsão para o dólar. Aposta que a moeda norte-americana vá fechar 2016 em R$ 4,35. O relatório Focus é divulgado pelo Banco Central sempre na segunda-feira.

Piorou também as projeções para a inflação e para o PIB. Previsão de queda ainda maior na produção industrial.

PIB -3,01%
Taxa de juros Selic 14,25% ao ano
IPCA +7,28%
Produção industrial -3,80%
Preços administrados +7,70%

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Incertezas sobre economia mundial são apontadas para manutenção do juro

28 de janeiro de 2016 0
Foto: Porthus Junior / Agência RBS

Foto: Porthus Junior / Agência RBS

O Banco Central destacou bastante a elevação das incertezas sobre o comportamento da economia mundial em ata do Comitê de Política Monetária. O documento do Copom ressalta a desaceleração na China e evolução dos preços do petróleo.

“as incertezas em relação ao cenário externo se ampliaram, com destaque para a crescente preocupação com o desempenho da economia chinesa e seus desdobramentos e com a evolução de preços no mercado de petróleo.”

A autoridade monetária repetiu que irá adotar as medidas necessárias para levar a inflação aos limites de tolerância em 2016. A meta é 4,5%. Só que retirou a menção de que faria isso “independentemente do contorno das demais políticas”.

Na reunião da semana passada, dois integrantes do Copom votaram por aumentar o juro em 0,5 ponto percentual e seguir atacando a inflação. Mas a maioria considerou adequada a manutenção em 14,25% ao ano, patamar desde julho de 2015.

Projeções

As projeções de inflação no cenário de referência do Banco Central foram elevadas tanto para 2016 quanto para 2017, ambas acima do centro da meta.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Gasto com despesas básicas subiu 17% em um ano

27 de janeiro de 2016 0
Foto: Carlos Edler / Agencia RBS.

Foto: Carlos Edler / Agencia RBS.

O gasto do brasileiro com despesas básicas ficou 17% maior em um ano. A simulação foi feita pelo portal Meu Bolso Feliz, considerando gasolina, luz, água e alimentação em casa.

Usou o exemplo de uma família que gastou R$ 1,4 mil com estes itens em janeiro de 2015. Agora, em janeiro de 2016, o valor passaria para R$ 1.635.

Comprova o que a gente sempre alerta, que as famílias de baixa renda sofrem mais com a inflação. O gasto com os itens básicos subiu 50% mais do que os índices oficiais de inflação.

- E, caso ainda falte incentivo para poupar, saiba que, em 2015, os combustíveis ficaram 21% mais caros; o preço de alimentos como cebola, tomate, batata e feijão aumentaram em média 42% e a conta de luz subiu nada menos que 51%, segundo dados medidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). – ressalta José Vignoli, do portal Meu Bolso Feliz.

foto blog
Algumas dicas de economia:

Alimentos

– Planeje compras e fique atento ao prazo de validade. Promoções só valem se não houver desperdício.

– Pesquise receitas que aproveitam todo o alimento, das folhas ao caule. Além de fazer pratos diferentes e mais nutritivos, evita desperdícios.

Água

– Lavar louça com torneira meio aberta, durante 15 minutos, gasta mais de 240 litros de água. Coloque água na cuba da pia até a metade para ensaboar, fechando a torneira. Para enxaguar, encha novamente a cuba com água e feche a torneira.

– Uma lavadora de louça com capacidade para seis pessoas gasta em média 40 litros de água. Use só quando estiver cheia.

– Fechar a torneira após molhar a escova de dentes economiza cerca de 12 litros de água.

– Um banho de chuveiro elétrico por 15 minutos consome cerca de 144 litros. Fechar a torneira enquanto ensaboa o corpo pode economizar mais de 50 litros de água.

Luz

– Troque as lâmpadas incandescentes por fluorescentes, que gastam 60%.

– Pinte paredes e teto com cores claras, que refletem e espalham a luz para todo o ambiente.

– Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem muita energia.

– Prefira eletrodomésticos de baixo consumo, com selo Procel ou Energy Star.

– Retirar da tomada aparelhos elétricos que não estão em uso pode reduzir em até 40% o consumo da casa.

– Evite colocar fogão e geladeira próximos um do outro.

Combustível

– Evitar as arrancadas, que gastam mais combustível. Carro pesado também.

– Anote gastos com combustível e quilometragem do veículo a cada abastecida. Ajuda a identificar excesso de consumo.

– No site Preço dos Combustíveis, é possível pesquisar postos.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Luz e gasolina fazem inflação engatar terceira alta de 2016 em Porto Alegre

26 de janeiro de 2016 2

bancocentral

Terceira divulgação da inflação de Porto Alegre em 2016 e terceira alta. Na última apuração da Fundação Getúlio Vargas, passou de 1,19% para 1,31%.

A tarifa de eletricidade residencial acumula alta de 7,41% em 30 dias. É a principal pressão sobre o IPC-S.

Em segundo lugar, aparece a gasolina. Alta média acumulada de 3,89%.

Expectativa

Outra pesquisa da FGV é sobre a expectativa de inflação. Para os consumidores brasileiros, a inflação prevista para os 12 meses seguintes subiu para 11,3% em janeiro de 2016. Com a alta, as expectativas de inflação atingem um novo recorde da série iniciada em setembro de 2005.

- Espera-se uma reversão das expectativas apenas no segundo semestre deste ano, quando os efeitos da crise sobre os preços se intensificarão. O resultado deste indicador em janeiro deve ser mais uma preocupação para o Banco Central pois, mesmo que as pessoas aceitem negociar seus salários pela expectativa de inflação futura, esta se dará em um patamar elevado, e se refletirá no índice real. – afirma o economista Pedro Costa Ferreira, da FGV/IBRE.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Prévia aponta desaceleração da inflação em janeiro

22 de janeiro de 2016 0

bancocentral

Considerado prévia da inflação oficial do País, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) desacelerou para 0,92%. Em dezembro, foi de 1,18%.

Mas, quando a comparação é com os outros meses de janeiro, é o índice mais alto desde 2003. O cálculo é feito todos os meses pelo IBGE.

O maior aumento de preços ocorreu no grupo Alimentação e Bebidas, que inclusive pesa mais para a baixa renda.

“Vários produtos alimentícios continuaram com aumento de preços e alguns deles mostraram alta significativa: cenoura (23,94%), tomate (20,19%), cebola (15,07%), feijão carioca (8,95%), açúcar refinado (7,81%) e cristal (6,67%) e batata-inglesa (7,32%).” – diz a análise do IBGE.

O cigarro também pesou na inflação para o consumidor. Teve reajuste médio de 12% nos últimos 30 dias.

Acumulada

No acumulado de 12 meses, além de seguir com inflação de dois dígitos, o IPCA acelerou. Está em 10,74%.

Porto Alegre

A Região Metropolitana de Porto Alegre tem inflação prévia de 1,02% em janeiro. No acumulado de 12 meses, fica em 11,21%.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Energia e gasolina aceleram inflação para o consumidor de Porto Alegre

19 de janeiro de 2016 1

bancocentral

A tarifa de energia elétrica residencial ficou 5,37% mais cara em Porto Alegre e tornou-se a principal pressão sobre a inflação para o consumidor. Trouxe junto para o topo da lista o condomínio residencial. Itens com peso grande no orçamento das famílias, impactam também no cálculo do índice feito pela Fundação Getúlio Vargas.

Em segundo lugar, aparece a gasolina. O aumento de cerca de R$ 0,30 por litro no início do mês seguirá aparecendo na inflação por mais semanas.

Tanto gasolina quanto energia elétrica estão entre os itens que sofreram aumento da alíquota de ICMS.

Chamado de inflação para o consumidor, o IPCS de Porto Alegre teve avanço forte na última semana. Passou de 0,83% para 1,19%.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Inflação projetada para 2016 bate 7%

18 de janeiro de 2016 0
Foto: Porthus Junior / Agência RBS

Foto: Porthus Junior / Agência RBS

A inflação prevista pelo mercado para 2016 bateu 7%. Afasta-se cada vez mais do teto da meta da inflação estabelecida pelo Governo Federal.

É a terceira alta consecutiva para o IPCA no relatório Focus, divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira. Aliás, foram elevadas também as apostas para os outros índices de inflação considerados na pesquisa.

Outras projeções:

Dólar R$ 4,25
Taxa de juros Selic 15,25% ao ano
PIB -2,99%
Produção industrial -3,47%
Preços administrados +7,55%

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.