Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "inflação"

Banco Central aposta em inflação menor e crescimento da economia... no ano que vem

27 de setembro de 2016 1
Imagem:  CC0 Public Domain.

Imagem: CC0 Public Domain.

 

Um dos indicadores mais esperados da semana, o Banco Central divulgou há pouco o relatório trimestral de inflação. Houve revisão das expectativas da autoridade monetária para a inflação e para o PIB.

O banco acredita que o IPCA termine 2016 em 7,3%. Fica acima dos 6,9% projetados anteriormente e também acima do teto da meta do Governo Federal, que é de 6,5%.

Só que, para 2017, a coisa melhorou. O Banco Central projeta IPCA de 4,9%. É uma aposta menor do que os 5,5% projetados antes e bem próximo do centro da meta do governo, que é 4,5%.

“A evolução dos preços evidencia processo de desinflação em curso. (…) No entanto, a velocidade de desinflação permanece incerta.” – diz o texto.

Expectativa de que isso abra espaço para, finalmente, um corte na taxa básica de juros Selic na reunião de outubro do Comitê de Política Monetária (Copom). Os contratos futuros de juros já abriram em alta agora.

 

PIB

Para o PIB em 2016, o Banco Central manteve a expectativa de queda de 3,3%.

Indústria -3,3%
Serviços -2,7%
Agropecuária -2,2%

Já para 2017, a coisa melhora aqui também. Estima que a economia brasileira avance 1,3%.

Indústria +1,5%
Serviços +0,9%
Agropecuária +3,5%

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Alimentos permitem recuo forte da inflação em Porto Alegre

26 de setembro de 2016 0

A inflação para o consumidor de Porto Alegre caiu para 0,10%. É quase um terço da pesquisa feita na semana anterior pela Fundação Getúlio Vargas. E, há um mês, estava em 0,47%.

O forte recuo foi permitido pela queda nos preços de alimentos importantes no cálculo do Índice de Preços ao Consumidor.

Variações em 30 dias:

Leite longa vida -9,87%
Batata-inglesa -21,56%
Queijo muçarela -7,02%
Cebola -20,31%

Mas…

Com o fim de safra chegando, a bergamota começa a ficar bem mais cara. Aumento de 23% e foi a principal pressão de alta no cálculo.

 

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Cai previsão para inflação, dólar e queda do PIB em 2016

26 de setembro de 2016 0

O mercado reduziu a previsão para a inflação, para o dólar e também para a queda no PIB em 2016. O resultado aparece no relatório Focus, divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira.

Previsões:

IPCA 7,25%
Dólar R$ 3,29
Taxa de juros Selic 13,75% ao ano
PIB -3,14%
Produção industrial -5,93%
Preços administrados +6,20%

Alimentos permitem queda forte na prévia da inflação

22 de setembro de 2016 0
Imagem:  CC0 Public Domain.

Imagem: CC0 Public Domain.

 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 teve variação de 0,23% em setembro. Em agosto, estava em 0,45%.

O IPCA-15 é uma prévia da inflação oficial. Foi o menor IPCA-15 para os meses de setembro desde 2009 (0,19%).

O acumulado dos últimos 12 meses ficou em 8,78%. Que é abaixo dos 8,95% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Segundo o IBGE, o grupo Alimentação e Bebidas foi o principal responsável pela desaceleração do IPCA-15. Entre os alimentos que se apresentaram em queda e contribuíram para conter a taxa, destacam-se: batata-inglesa (-14,49%), cebola (-12,30%), feijão-carioca (-6,05%), hortaliças (-6,03%) e leite longa vida (-4,14%).

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Mercado melhora apostas para inflação e PIB

19 de setembro de 2016 0

O mercado melhorou as previsões para a inflação e o PIB. Estão no relatório Focus, divulgado para o Banco Central.

As principais projeções:

Inflação pelo IPCA: +7,34%
PIB: -3,15%

Taxa de câmbio: R$ 3,30

Taxa de juros Selic: 13,75% ao ano

Produção industrial: -5,93%

Preços administrados: +6,3%

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Preço da cesta básica sobe o dobro da inflação

09 de setembro de 2016 0
Foto: Charles Guerra / Agencia RBS.

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS.

 

O preço da cesta básica tem subido praticamente o dobro da inflação em Porto Alegre. Ou mais.

Em agosto, ficou 1,19% mais cara na Capital. Já a inflação foi de 0,37%.

No acumulado do ano, alta de 11,77% no custo da cesa básica. Enquanto isso, o IPCA é de 6,13% na Região Metropolitana de Porto Alegre. Os alimentos têm sido, inclusive, o motivo de maior alta da inflação neste ano.

A cesta básica passou a custar R$ 474,34 em agosto. R$ 5,60 a mais do que em julho.

O Dieese pesquisa 13 produtos. Oito subiram de preço em agosto: a banana (8,60%), o tomate (7,07%), a manteiga (4,01%), o arroz (2,44%), o açúcar (2,40%), o feijão (1,54%), o café (1,11%) e a farinha (0,55%). Já cinco itens ficaram mais baratos: a batata (-5,70%), o leite (-4,15%), o óleo de soja (-3,15%), o pão (-0,59%) e a carne (-0,40%).

No ano, O leite (88,73%) e o feijão (69,67%) foram os produtos que mais subiram. O único item mais barato foi o tomate (-17,80%).

 

Salário mínimo

Segundo o Dieese, o salário mínimo necessário deveria ser de R$ 3.991,40. É 4,54 vezes o mínimo vigente de R$ 880.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Inflação volta a subir em Porto Alegre

09 de setembro de 2016 0

O Índice de Preços ao Consumidor começou setembro em alta em Porto Alegre. Voltou a subir após recuar por duas semanas na pesquisa da Fundação Getúlio Vargas.

A inflação da Capital Gaúcha passou de 0,36% para 0,44%. As principais pressões de alta foram:

- show musical +11,72%

- refeições em bares e restaurantes +0,94%

São pesquisadas sete capitais. Porto Alegre só teve inflação menor do que Belo Horizonte.

Inflação fecha agosto com queda em Porto Alegre

02 de setembro de 2016 0

O Índice de Preços ao Consumidor fechou agosto em 0,36% em Porto Alegre. É a segunda semana de queda na pesquisa da Fundação Getúlio Vargas. E é quase metade da inflação registrada em julho na Capital Gaúcha.

Itens tiveram quedas importantes para o recuo da inflação, como a carne moída, conta de luz, batata e cebola. Nesta ordem.

Mas também contribuiu para o recuo o fato de o leite longa vida começar a cair de preço, após ser a principal pressão por semanas consecutivas. E o preço do feijão também perde força.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Mercado melhora previsão para o PIB e piora para a inflação

29 de agosto de 2016 0

O mercado melhorou a previsão para o PIB. Prevê uma queda menor, de 3,16% em 2016.

Para a inflação, no entanto, piorou. Projeta IPCA maior, de 7,24% no fechamento do ano.

As previsões estão no relatório Focus, divulgado pelo Banco Central. Outras projeções:

Dólar R$ 3,29

Taxa de juros Selic 13,75% ao ano

Produção industrial -5,98%

Preços administrados +6,20%

 

Preços de alimentos permitem recuo da inflação

24 de agosto de 2016 0
Foto: Ricardo Wolffenbüttel/ Agência RBS.

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/ Agência RBS.

 

 

O IPCA-15 ficou em 0,45% agora em agosto. Considerado uma prévia da inflação oficial do País, teve um recuo em relação a julho, que ficou em 0,54%.

Boa notícia principalmente para as famílias de renda mais baixa, os preços dos alimentos que permitem o recuo do indicador do IBGE. Os preços subiram 0,78%, mas é uma desaceleração forte em comparação com a pesquisa anterior.

O feijão carioca, mais consumido no País, chegou a aumentar 58%. Agora, o aumento foi inferior a 5%.

O IBGE destaca ainda que alguns alimentos chegaram a ficar bem mais baratos. Exemplo: cebola (-22,81%), batata-inglesa (-18%) e hortaliças (-9,01%).

Além dos alimentos, outros três grupos de produtos e serviços apresentaram desaceleração na taxa de crescimento em relação ao mês de julho. Foram Vestuário (-0,13%), Habitação (-0,02%) e Transportes (0,10%).

A Região Metropolitana de Porto Alegre, no entanto, teve aumento no IPCA-15. Passou de 0,20% para 0,45%.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.