Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "mercado"

Mercado piora estimativa de retração da economia do País

16 de maio de 2016 0

banco

 

O mercado voltou a piorar a estimativa de queda do PIB. Segundo o relatório Focus, a aposta é de retração de 3,88% da economia brasileira em 2016.

Ouvidos pelo Banco Central, os analistas amenizaram, no entanto, a projeção de queda na produção industrial. Ainda é forte, porém, de -5,85%.

Outras projeções:

Dólar R$ 3,70
Taxa de juros Selic 13% ao ano
Inflação pelo IPCA 7%
Preços administrados +7%

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Mercado financeiro com tendência de alta e de olho nos discursos da nova equipe econômica

12 de maio de 2016 0

Repercussão econômica da aprovação do processo de impeachment no Senado e afastamento da presidente Dilma Rousseff:

 

Reprodução site Bovespa.

Reprodução site Bovespa.

 

Mercado Financeiro

Assessor de renda variável da Monte Bravo Investimentos, Bruno Madruga:

“Expectativa de alta para Bolsa de Valores. Mas sem surpresa quanto ao resultado da votação. O dólar deve seguir tendência de queda”

Diretor da Associação dos Profissionais de Investimento no Mercado de Capitais, Marco Martins:

“Acredito que os mercados ja precificaram o resultado. Mas ainda assim, deve reagir positivamente ao discurso de Michel Temer. Expectativa também para questionamentos no Supremo Tribunal Federal e a reação das ruas.”

Sócia da Zenith, Débora Morsch:

“Os mercados já estavam precificando o afastamento da presidente Dilma. Agora, novos movimentos de alta da Bolsa de Valores vão depender da confirmação dos nomes nos ministérios e das principais medidas que o novo governo deve anunciar.”

 

Leia mais:

“Varejo é sensível e reagirá rápido a medidas econômicas” – diz empresário

FT: Nova equipe tem que enfrentar economia encolhendo e milhões de desempregados

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Mercado financeiro começa a reverter perdas do início da tarde

09 de maio de 2016 0
Reprodução site Bovespa.

Reprodução site Bovespa.

 

O mercado financeiro já começa a reverter as perdas ocorridas após a notícia de que o presidente da Câmara dos Deputados mandou anular o impeachment. Investidores já tinha “precificado” a certeza de que o processo passará no Senado nesta semana e a presidente Dilma se afastaria. No entanto, o mercado se acalmou após a informação de que o presidente do Senado, Renan Calheiros, manterá a leitura do parecer favorável ao impeachment.

- O Ibovespa chegou a estar em 49.900 agora (às 14h25) está em 51.100. – diz Alexandre Wolwacz, sócio do Grupo L&S.

Wolwacz acha, inclusive, que pode fechar estável o dia.

- Mas podemos ter retorno da pressão de venda pelos investidores amanhã.

As ações que mais despencaram foram as estatais.

- Banco do Brasil caiu quase 7% no dia. Agora, está recuperando e tem queda de 1,50%. Petrobras chegou a cair 11%. Agora, com queda de 5%.

Dólar

Dólar comercial futuro operando agora (14h55) com alta de 1,4%. Vendido a R$ 3,575, segundo o assessor da Monte Bravo Investimentos Bruno Madruga.

Leia o post do início da tarde: Ibovespa despenca e dólar dispara após notícia sobre suspensão do impeachment

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Ibovespa despenca e dólar dispara após notícia sobre suspensão do impeachment

09 de maio de 2016 1
Reprodução site Bovespa.

Reprodução site Bovespa.

 

- Volatilidade monstra.

É assim que o assessor de investimentos da Monte Bravo Bruno Madruga descreve o mercado financeiro após a notícia de que o presidente interino da Câmara dos Deputados suspendeu o impeachment. O Ibovespa acelerou muito as perdas.

O Ibovespa chegou a cair quase 4%. Ações da estatal Petrobras caíram mais de 12%.

Ao mesmo tempo, o dólar subiu 5%. O mercado já vinha “precificando” o impeachment passar no Senado, ou seja, negociava já contando com essa certeza.

Nas casas de câmbio, o aumento do dólar já chegou também. Pela manhã, o dólar turismo, com IOF, estava em R$ 3,68 e passou para R$ 3,76. Informação da AZM Assessoria em Câmbio.

* Post sendo atualizando. Acompanhe. 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

 

 

Negociações futuras abrem com bolsa em alta e dólar em queda

18 de abril de 2016 0
Reprodução site Bovespa.

Reprodução site Bovespa.

 

Abertura dos Futuros:

Índice Bovespa Futuro (INDJ16) = +1,10% aos 54.800 pontos
Dólar Comercial Futuro (DOLK16) = -1,77% aos 3.483,50 pontos

Como já era esperado, alta na bolsa de valores e queda no dólar. O mercado à vista abre às 10h.

- Achava até que seriam movimentos mais intensos, mas o mercado já estava precificando que o impeachment seria aprovado na Câmara dos Deputados. – diz o assessor de renda variável da Monte Bravo Investimentos Bruno Madruga.

Nos Estados Unidos, as ações brasileiras chegaram a ter alta superior a 3% no mercado futuro de Nova York.

Atualização:

Dia dinâmico e intenso no mercado financeiro. Como o esperado, com a aprovação do impeachment na Câmara dos Deputados, a Bolsa de Valores de São Paulo abriu em alta e o dólar em queda. As ações brasileiras também estavam em forte alta na bolsa de Nova York.

Houve, no entanto, uma mudança forte no meio da manhã.

Nova Intervenção do Banco Central com leilão de contratos de dólar fez a moeda norte-americana subir em relação ao real. Nas casas de câmbio, o dólar subiu R$ 0,07 em menos de 15 minutos no meio da manhã. A autoridade monetária tem feito intervenções frequentes quando há fortes oscilações do dólar.

Reversão também na Bovespa. Abriu em alta e passou a operar em queda. O mercado chamou de rali do impeachment, que são investidores vendendo papéis para embolsar os lucros das compras que fizeram já apostando – ou precificando – o resultado da votação na Câmara.

Já as operações no Tesouro Direto estão suspensas por causa da forte volatilidade das taxas de juros. Expectativa de normalização agora no fim da manhã.

Leia também:

Comemoração com cautela na repercussão econômica do impeachment

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

 

 

Mercado faz corte forte na previsão para o dólar

18 de abril de 2016 0
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

 

O mercado voltou a reduzir a projeção para o dólar em 2016. E foi uma redução forte. A projeção para o fim do ano passou de R$ 4 para R$ 3,80 só nesta semana.

A aposta está no relatório Focus, divulgado pelo Banco Central. As opiniões dos analistas nem consideram ainda a aprovação do impeachment na Câmara dos Deputados.

Acompanhando, reduziu também a projeção para a inflação. IPCA previsto em 7,08% em 2016.

Corte ainda na taxa de juros Selic: 13,38% ao ano.

Mas previsão mais intensa de retração do PIB: -3,8%.

Produção industrial: -5,8%

Preços administrados: +7,2%.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

 

 

Economize comprando no atacado

22 de março de 2016 0

Coluna Acerto de Conta$, no Diário Gaúcho. Todas as terças.

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS.

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS.

Está difícil de achar onde cortar mais gastos para ajustar o orçamento? Aí vai uma dica que funciona: comprar no atacado. O Rio Grande do Sul tem os chamados atacarejos.

Frutas e verduras

Um lugar interessante para comprar o atacado é a Ceasa/RS. Com as variações no clima, frutas, legumes e verduras tiveram aumentos fortes de preço.

Veja algumas diferenças de preço na coluna Acerto de Conta$ desta terça-feira, no Diário Gaúcho.

Xepa - E a Ceasa ainda tem a xepa, como se chama o fim de feira. A coluna encontrou até banana a R$ 0,50 o quilo no fim do período de negociações entre os produtores. A dica é o meio da tarde de sexta-feira, lá pelas 15h ou 16h.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Ações aceleram alta após suspensão da posse de Lula

17 de março de 2016 1
Reprodução site Bovespa.

Reprodução site Bovespa.

Com a decisão judicial que suspendeu a posse de Lula na Casa Civil, a Bolsa de Valores de São Paulo acelerou a alta registrada desde o início da manhã. O Ibovespa está em alta de 6%, ultrapassando os 50 mil pontos. O mercado já recebia bem a divulgação dos áudios e os protestos ocorridos à noite passada.

Ações de estatais lideram as altas, ressalta Bruno Madruda, da Monte Bravo Investimentos:

IBOVESPA = + 6% aos 50.656 pontos
Petrobras = +12% aos R$ 8,10
Vale = +4,45% aos R$ 11,02
Banco do Brasil = +14% aos R$ 20,63

Ao mesmo tempo, as ações das empresas exportadoras caem forte. O motivo é o recuo do dólar.

Dólar = -2,96% a R$ 3,64

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Difícil prever como mercado vai reagir nesta quinta-feira

17 de março de 2016 1
Reprodução site Bovespa.

Reprodução site Bovespa.

Bem cedo, o blog Acerto de Conta$ disparou para especialistas a pergunta: Como o mercado financeiro vai abrir hoje, após as gravações de conversas de Lula divulgadas à noite passada?

As respostas: “É uma incógnita” e “Não tenho ideia”.

O que se refletiria positivamente no mercado, elevando bolsa de valores e baixando dólar, seriam as manifestações da população. O fato de as pessoas terem ido para a rua com indignação após as divulgações agrada investidores.

- Estou ansiosa pela abertura. – complementa a sócia da AZM Assessoria em Câmbio, Aldrey Zago Menezes.

Mas a turbulência política e seus efeitos terríveis sobre a economia não passaram. Aliás, estão bem longe disso. Não há como planejar o longo prazo e a Economia, portanto, segue travada.

- Eu acho o cenário bastante preocupante no curto e médio prazo, pois a crise institucional é grave e dificulta a recuperação econômica. – observa o diretor da Associação dos Profissionais no Mercado de Capitais, Marco Martins.

Enquanto isso, integrantes do Governo Federal defendem a ida de Lula para a Casa Civil para ajudar na recuperação da economia. O mercado não concorda. Até mesmo o varejo, principal beneficiado pelas medidas de estímulo ao consumo tomadas pelo ex-presidente no seu governo, acha que não há mais espaço para este tipo de alternativa.

- É um modelo superado e a razão da crise atual. Vai estimular via injeção de crédito. Mas quem tomará? Endividados, desempregados e empresas quebradas!? Não gera o decisivo, que é o ajuste fiscal, a confiança. – analisa o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Economia paralisada pela turbulência política

16 de março de 2016 0
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS.

Foto: Lauro Alves / Agencia RBS.

A Economia parece estar paralisada. De olho na Política.

Os sites de informações econômicas estão praticamente tomados pelos fatos recentes na Política. E os mercados estão reagindo aos escândalos diários.

O pessoal se pergunta: Vai melhorar? Quando? Ainda vai piorar antes de melhorar? Quem se salva? Quem poderia comandar o País e o que faria da Economia?

Enquanto não houver sinalização, ao menos, de respostas, a bolsa vive especulações. Altas e baixas do Ibovespa e do dólar serão rotina.

No longo prazo – sendo isso o fim do ano – os especialistas acham que a turbulência política voltará a desvalorizar mais o Real, com dólar acima de R$ 4.

Profissionais do mercado financeiro apostam que dólar voltará a subir com turbulência política

Um ponto positivo disso é a exportação. O dólar alto torna o produto nacional mais competitivo e alguns setores já sentem melhoras. A Fundação de Economia e Estística ressalta os calçados e a celulose.

FEE projeta novo recorde de exportações em 2016

Só que a exportação não é tudo na economia. A confiança do empresário e do consumidor segue em situação bastante delicade. Empresário inseguro não investe e consumidor com medo não compra.

- Está uma bagunça. Imagina a cabeça do investidor. – comenta um analista de mercado financeiro.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.