Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "sindicato"

Sindicato recomenda que transportadoras aumentem frete em quase 10%

21 de outubro de 2014 1
Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS.

Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS.

O Sindicato das Transportadoras de Cargas do Rio Grande do Sul está recomendando que as empresas do setor reajustem o frete em 9,66% a partir de primeiro de novembro. A definição ocorreu em reunião da comissão de equilíbrio concorrencial do Setcergs.

Estudo da associação nacional do setor indica uma defasagem em relação aos custos da ordem. Desde 2003, há uma recomendação do Setcergs para um reajuste semestral, normalmente aplicado em março e setembro.

Os fretes não são tabelados. É apenas uma sugestão do sindicato. Os valores dependem dos custos das transportadoras e da negociação com os clientes.

Leia mais: Transportadoras gaúchas discutem reajuste de quase 10% no frete

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

 

Sindicato vai à Justiça tentar garantir pagamento de trabalhadores da Iesa

11 de setembro de 2014 0
Foto: Rádio Gaúcha

Foto: Rádio Gaúcha

O Sindicato dos Metalúrgicos de Charqueadas enviou uma notificação extrajudicial para Iesa Óleo e Gás e Petrobras sobre a situação dos funcionários da fábrica de Charqueadas. Cerca de 800 entrarão em férias coletivas e outros 200, do administrativo, seguirão trabalhando. Os salários estão atrasados desde sexta-feira.

Além disso, vão apresentar o caso ao Ministério Público do Trabalho. Vão reclamar do atraso no pagamento e também das condições de trabalho.

- Os trabalhadores enfrentam falta de equipamentos e ferramentas. – explica o advogado do sindicato, Airton Forbrig.

E ainda planejam uma ação judicial cautelar para bloquear bens e garantir o dinheiro dos trabalhadores.

- Há muitos trabalhadores de fora que vieram para Charqueadas para trabalhar na Iesa. Um funcionário que se mudou da Bahia para cá me procurou apavorado porque não tinha mais dinheiro e não sabia o que aconteceria com a empresa. – relata o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Jorge Luiz de Carvalho.

A cidade chegou a ter esperança que a situação melhoraria quando Petrobras e Andrade Gutierrez fecharam acordo para assumir a operação de Charqueadas. Mesmo que isso representasse a transferência para a China da fabricação de parte da encomenda da estatal. O contrato engloba a produção de módulos para construção de plataformas para exploração de petróleo. No entanto, a situação travou e o Grupo Inepar, dono da Iesa, entrou na Justiça com pedido de recuperação judicial.

Petrobras, Iesa Óleo e Gás e Andrade Gutierrez negam, há meses, pedido de entrevista para falar sobre a situação de Charqueadas.

Leia mais:

Metasa fecha dois contratos e garante a operação de Charqueadas

Iesa dá férias coletivas para trabalhadores de Charqueadas

Trabalhadores param na Iesa de Charqueadas

Iesa e Andrade Gutierrez fecham acordo sobre fábrica de Charqueadas

Petrobras reconhece que crise na Iesa começou ainda no ano passado

Prefeitos querem que trabalhadores suspendam greve na Iesa de Charqueadas

Prefeitos discutem situação da Iesa Charqueadas

Trabalhadores entram em greve na Iesa Charqueadas

Reunião nesta terça-feira decidirá sobre greve na Iesa

Protesto impede entrada de trabalhadores na Iesa de Charqueadas

Iesa retomará atividades em Charqueadas

Trabalhadores da Iesa em Charqueadas recebem salário atrasado

Metasa garante que ficará em Charqueadas

Trabalhadores protestam em frente à Iesa de Charqueadas

Iesa adia retorno de trabalhadores em Charqueadas 

Petrobras garante que está pagando Iesa em dia

Iesa promete regularizar na semana que vem todas as dívidas de Charqueadas

Trabalhadores da Iesa são dispensados em Charqueadas

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Leitor pergunta como denunciar irregularidades na empresa onde trabalha

18 de agosto de 2014 0

Um leitor, que pede para não ser identificado, pergunta como denunciar irregularidades na empresa onde trabalha. Entre elas, a falta de intervalo inclusive para alimentação. Quer, no entanto, manter o sigilo da identidade porque precisa manter o emprego, buscando apenas a regularização da situação.

O leitor pode procurar o sindicato da categoria, para que a entidade dê andamento ao problema. Se o sindicato, no entanto, não for eficiente, é possível procurar órgãos de defesa dos direitos dos trabalhadores e que mantém a denúncia sob sigilo. São eles:

Superintendência Regional do Trabalho (antiga DRT) = 51.32132800

Ministério Público do Trabalho:

PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO (SEDE/PORTO ALEGRE)

Tel.: (51) 3284-3000

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL
Tel.: (54) 3213-6000

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO
Tel.: (51) 3910-5200

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO
Tel.: (54) 3317-5850

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE PELOTAS
Tel.: (53) 3260-2950

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DO SUL
Tel.: (51) 3740-0600

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA
Tel.: (55) 3220-0600

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE SANTO ÂNGELO
Tel.: (55) 3312-0300

PROCURADORIA DO TRABALHO NO MUNICÍPIO DE URUGUAIANA
Tel.: (55) 3911-3400

Proservi pede recuperação judicial no Rio Grande do Sul

26 de março de 2014 3

Empresa de serviços de vigilância, a Proservi pediu recuperação judicial. Aguarda agora a autorização da Justiça, que, se permitir, determinará a apresentação do plano de recuperação judicial.

O motivo são dificuldades financeiras. Segundo o diretor comercial, Diogo Hamilton, a empresa enfrenta a inadimplência de clientes que são órgãos públicos e bloqueios por parte da Justiça do Trabalho que somam R$ 3 milhões.

A Proservi tem cerca de 3,5 mil funcionários. Há pagamentos atrasados. O diretor comercial afirma que os bloqueios que foram conseguidos pelo Sindicato dos Vigilantes do Rio Grande do Sul é que deverão ser usados para pagar os trabalhadores.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Lojistas cadastram trabalhadores no Largo Glênio Peres

25 de novembro de 2013 0

foto blog

Com meta de cadastrar 2 mil candidatos a vagas no comércio, começa a funcionar às 14h uma barraca do Sindilojas no Largo Glênio Peres, no Centro de Porto Alegre. É um serviço gratuito para o trabalhador.

A iniciativa está sendo chamada de Blitz Geração Varejo. Os candidatos também poderão participar de um curso gratuito de noções básicas de varejo no início de dezembro.

Só o sistema do sindicato tem hoje quase 100 vagas nas lojas da Capital. São oportunidades para caixa, fiscal de loja, gerente, estoquista e até para o setor administrativo.

Só de trabalho temporário de fim de ano, o Sindilojas projeta 3 mil vagas em Porto Alegre. Muitas com possibilidade de efetivação.

- Força de vontade para aprender é o que diferencia o candidato. – comenta o presidente, Ronaldo Sielichow.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Reeleito presidente do Sinmetal

12 de junho de 2013 0

Foto: Agencia RBS.

Foi reeleito o atual presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico do Rio Grande do Sul. Gilberto Petry também é diretor-presidente da Weco S.A. Indústria de Equipamento Termo Mecânico, de Porto Alegre.

A reeleição ocorreu por unanimidade. Vale para o triênio 2013/2016.

O SINMETAL atua em 412 municípios do Estado, onde estão instaladas cerca de 5,2 mil indústrias que geram aproximadamente 150 mil postos de trabalho.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Restaurantes não podem dividir gorjeta de garçons

25 de novembro de 2012 0


Foto: Microsoft Clipart.

O Tribunal Superior do Trabalho decidiu que negociação coletiva que autoriza retenção ou divisão de gorjetas dos garçons viola direitos do trabalhador. O caso era de um empregado do Convento do Carmo, hotel na Bahia, que tinha os 10% pagos pelos clientes rateados entre o sindicato da categoria e a própria empresa.

O autor da ação alegou que foi contratado para receber o piso salarial e mais 10% de serviço cobrado dos clientes. Só que a empresa dividia com o sindicato profissional e ficava com 37%. Restava 40% da gorjeta para o garçom.

A empresa alegou que agiu amparada por acordo coletivo de trabalho. O ministro do TST Aloysio Corrêa da Veiga esclareceu, no entanto, que estes acordos encontram limites nas garantias, direitos e princípios da Constituição Federal.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Metalúrgicos de Gravataí querem 15% de reajuste

21 de agosto de 2012 0

O Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí apresentou às empresas proposta de reajuste de 15% no piso salarial da categoria. Sobre o salário dos trabalhadores, pede 10%, além de abono salarial.

A entidade representa 14 mil metalúrgicos do município. Alegam aumento no custo de vida. As negociações são conduzidas com o Sinmetal, o sindicato patronal.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Software eleva em 20% arrecadação de entidade

20 de agosto de 2012 0

Um sistema de buscas na internet elevou em 20% a arrecadação do Sindilojas Porto Alegre. Desenvolvido pela S2P Mineração de Dados, o programa encontra informações de empresas disponíveis na internet.

- Com os dados, a entidade encontrou novas empresas que não estavam no cadastro e que tinham contribuições atrasadas. – explica o criador do software, Sérgio Galbinski, que também é vice-presidente do Sindilojas Porto Alegre.

Foram 5 mil novas lojas encontradas. Além disso, o sistema levou à exclusão de outras 2 mil empresas, que estavam desativadas.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

Ferramenta online terá ofertas de produtos para fabricantes de máquinas

15 de julho de 2012 0

Empresas associadas ao Sindicato de Indústria de Máquinas e Implementos Industriais e Agrícolas de Novo Hamburgo (SinmaqSinos) terão um canal para comprar matéria prima e até material de expediente. A busca é pelo preço mais baixo. Será a Central de Ofertas, que vai ser  inaugurada e apresentada a fornecedores na terça-feira.

Funciona assim: quem tiver uma oferta deverá submetê-la a uma Comissão de Avaliação, que levará em conta o preço e o volume propostos. As ofertas aprovadas por mais da metade da comissão serão publicadas no site do sindicato. Já as aprovadas por toda a comissão terão posição de destaque.

- Cada percentual de redução que a gente conquista através de uma oferta faz com que o nosso produto na outra ponta tenha um preço mais vantajoso, acessando outros mercados ou até mesmo fazendo com que a empresa sobreviva no mercado atual. – analisa o vice-presidente do sindicato e coordenador da Central de Negócios, Marlos Schmidt.

Desde 2007, já existe a Central de Negócios, que promove mesas de negociação para ajudar a empresa a achar o melhor fornecedor. Só que agora a Central de Ofertas, além de ser online, permite que não seja um produto específico a ser negociado e o fornecedor determina condições.

A expectativa é que, inicialmente, cerca de 30 empresas das 130 associadas ao sindicato usem a ferramenta. As ofertas devem ser enviadas para cris@sinmaqsinos.com.br.

O quadro Fique de Olho, do Destaque Econômico, é feito pela Joyce Copstein (joyce.copstein@rdgaucha.com.br).

Ouça o Destaque Econômico, na Rádio Gaúcha. Domingos, às 9h.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.