Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "venda"

Intenção de consumo das famílias atinge maior nível em 15 meses

24 de abril de 2017 0
Foto: Jean Schwarz / Agencia RBS.

Foto: Jean Schwarz / Agencia RBS.

 

Um certo alívio no horizonte para o varejo e o setor de serviços. A Intenção de Consumo das Famílias no Rio Grande do Sul atingiu o maior nível em 15 meses.

O indicador da Fecomércio-RS ficou em 69,7 pontos. Maior que isso, ocorreu só em janeiro de 2016.

Na comparação com um ano atrás, é um crescimento de 9,5%. É visto pela entidade como uma recuperação lenta e gradual.

- Houve uma melhora em vários de seus componentes, com exceção da avaliação quanto à renda atual e das perspectivas profissionais. Mas a confiança das famílias ainda é baixa. A conjuntura impõe limitações à expansão da confiança. – destaca o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn.

Chama a atenção o indicador de perspectiva de consumo, que atingiu 91,2 pontos. É 88,2% acima do mesmo mês do ano passado.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

 

 

Pesquisa do IBGE aponta forte alta na venda do varejo gaúcho

30 de março de 2017 0

A pesquisa divulgada hoje pelo IBGE surpreendeu o varejo do Rio Grande do Sul. Veio apontando uma forte alta de 11,7% no volume de vendas em janeiro, sobre dezembro. É feito o ajuste sazonal.

Foi o maior crescimento do País. Na média nacional, o comércio apontou queda de 0,7% nas vendas.

Comparando com janeiro de 2016, as vendas ficaram estáveis. Não cresceram, nem caíram. Nesta comparação, chama a atenção o crescimento de 38,8% no segmento de têxteis, vestuário e calçados.

Presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer contesta a metodologia do IBGE.

- Não alcança as médias e pequenas empresas. Acredito que só entrem empresas com mais de cinco empregados. Em Porto Alegre, em janeiro, as vendas gerais cresceram 7%. Moda “beliscou” 10% ou 12%.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Após intervenção judicial, Shopping Gravataí tem nova superintendente

30 de março de 2017 0
Foto: Arquivo pessoal.

Foto: Arquivo pessoal.

 

O Shopping Gravataí, único do município, tem nova superintendente. É Silvia Rachewsky, que foi gerente do Shopping Total, em Porto Alegre, e estava como diretora do Sindicato dos Lojistas da Capital.

Foi colocada no cargo pela Pró Overseas. A empresa assumiu a administração do shopping após decisão judicial que tirou o comando da Global Malls, do M.Grupo.

A executiva conversou com o blog Acerto de Conta$ nesta manhã. Contou que o desafio é revitalizar o shopping. Ainda há restrições de ação durante a transição judicial, como questões relacionadas à marca.

Atualmente, há 65 lojas no Shopping Gravataí. Mas Silvia fala que há espaço e potencial para alcançar 160 operações.

Quer trazer marcas de volta, que fecharam as lojas no shopping durante a crise no empreendimento, como Rabusch e Tevah. Mas também já está em contato com outras empresas, como Titãs, Maria da Praia, Youcom, Marisa e Patchwork.

Ouça a entrevista completa:

Entenda o caso nas matérias já publicadas aqui no Acerto de Conta$:

“Faremos novos investimentos e precisaremos de mais gente ainda” – garante nova administradora do Shopping Gravataí

M.Grupo perde comando do shopping de Gravataí

Decretada falência de empresa do M.Grupo no Rio Grande do Sul

Shopping Gravataí ameaça divulgar lojistas que estão inadimplentes e quanto devem

Shopping de Gravataí não paga conta e lojas ficam sem luz

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

"Vamos manter empregos, a marca Tumelero e abrir mais lojas." - diz diretor da Saint-Gobain

02 de março de 2017 5

1426177509_Tumelero

 

Saiu a aprovação e foi confirmada a compra da rede Tumelero pela Saint-Gobain. A empresa entra, com isso, no varejo de construção no Rio Grande do Sul.

O acordo para aquisição já tinha sido anunciado. A operação foi agora aprovada pela autoridade da concorrência brasileira, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A rede Tumelero atua há 50 anos no Rio Grande do Sul. Tem 29 lojas.

Com a aquisição, o grupo francês se torna a maior rede de pontos de vendas desse mercado no País. Com 70 lojas operando com as bandeiras Telhanorte, Telhanorte Conceito, Pro Telhanorte e Tumelero, em 46 cidades em São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Em entrevista ao blog Acerto de Conta$, o diretor-Geral da Saint-Gobain Distribuição, Manuel Corrêa, garantiu:

- Manter os empregos e pretendem aumentar investimentos. São 1 mil trabalhadores na Tumelero atualmente, sem contar empregos indiretos.

- Abrir mais lojas. Principalmente, em Porto Alegre e Caxias do Sul.

- Manter a marca Tumelero. Considera o gaúcho um dos consumidores mais exigentes do Brasil.

Corrêa está em Porto Alegre, passando um “calorão” e iniciando o processo de integração das atividades:

- Está sendo um dia muito intenso. Já tivemos reuniões com líderes da empresa e estamos nos surpreendendo para o bem.

 

manoel

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Dono de lojas vira garoto-propaganda da liquidação e eleva vendas em 50%

17 de fevereiro de 2017 1

sibrama foto

 

Dono de lojas em Santa Maria, o empresário Jacques Eskenazi Neto inovou neste ano e virou garoto-propaganda. Todo ano, a sua empresa anuncia a liquidação de fevereiro na televisão.

-  Estávamos sem agência de publicidade e conversando com a minha sócia, resolvemos tentar algo diferente. Foi no risco. O ator não é profissional. – ri o empresário – Mas se não ficasse legal, a produtora faria outro vídeo.

O resultado foi muito melhor que o esperado. As vendas aumentaram 54,04% na comparação com fevereiro do ano passado. Número que anima ainda mais depois de um janeiro vendendo 11% menos.

- Passou mais confiança para o cliente. Pessoal vem na loja e pede para falar comigo e dar parabéns. – diz Eskenazi Neto.

A empresa é a Sibrama. Existe há 60 anos e tem três lojas. Todas as unidades aumentaram as vendas. Que tal?

 

Veja o vídeo:

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Sem negociação - Órgãos de defesa do consumidor não vão apoiar novas regras de cancelamento da compra de imóveis

03 de fevereiro de 2017 0

distratos

 

Órgãos de defesa do consumidor decidiram ir contra as novas regras de cancelamento da compra de imóveis. Foi o resultado de reunião realizada nesta tarde no Ministério Público do Rio de Janeiro.

- Posicionamento unânime entre as entidades contrariamente a qualquer medida, seja provisória, seja projeto de lei, que altere o patamar de retenção do distrato do valor pago ao valor do imóvel. – é enfático o diretor do Procon de Porto Alegre, Cauê Vieira, que participou do encontro.

A discussão se arrasta há mais de ano. Vários reuniões ocorreram sem acordo sobre o chamado distrato, quando há rompimento do contrato de compra de um imóvel. Isso aumentou muito durante a crise econômica, quando muitos compradores perderam a capacidade de pagamento e tornaram-se inadimplentes.

Diz o comunicado:

“Diante dessa grave situação, os órgãos e instituições acima nomeados manifestam publicamente seu repúdio à alteração das regras para os contratos de compra e venda de imóveis na forma como vem sendo propostas e discutidas, por colocar o consumidor em situação de sensível desvantagem nessas relações contratuais e caracterizar um grave retrocesso em sede de Direito do Consumidor, com agravamento da vulnerabilidade e ampliação do processo de superendividamento.”

Participaram a Associação Nacional do Ministério Púbico do Consumidor, o Ministério Público Federal, Defensorias Públicas dos Estados, Defensoria Pública da União, Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa do Consumidor, Associação Brasileira de Procons, entre outras entidades.

O texto ainda esclarece a proposta feita pelas construtoras e incorporadoras:

“Cabe esclarecer que a referida proposta, dentre outras disposições, prevê que na hipótese de o consumidor não ter condições financeiras para continuar honrando o pagamento das parcelas do preço contratado e necessite rescindir o contrato, este venha a perder até 80% do valor dispendido, enquanto, com base nas normas ora vigentes e na jurisprudência atual, o consumidor tem como limite máximo para essa perda 25% dos valores dispendidos.”

Segundo o Procon Porto Alegre, as decisões do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul fixam em 18% a perda do consumidor. No STJ, são os 25% citados no documento da reunião.

O volume de distratos tem sido apontado como o grande causador dos problemas financeiros das construtoras. Só que os órgãos de defesa do consumidor dizem que é risco do negócio e as emrpesas estariam querendo transferir isso para o consumidor, “virando do avesso todo o entendimento jurisprudencial já consolidado, estabelecendo vantagem manifestamente excessiva ao fornecedor.”

 

Começa construção da nova fábrica da Santa Clara em Casca

10 de janeiro de 2017 5
Divulgação.

Divulgação.

 

 

Finalmente, começaram as obras da nova fábrica da Santa Clara. A unidade fica em Casca.

A operação foi anunciada em 2014. As obras começariam no ano passado, ano em que o setor passou enfrentou queda na produção leiteira. Mas a direção da Santa Clara afirma que a construção não começou antes por causa do encaminhamento das licenças e orçamentos que eram necessários.

Mas hoje a Indústria de Laticínios Santa Clara avisou o blog Acerto de ContaS da boa notícia! A construção começou agora em janeiro.

O investimento será de R$ 115 milhões. Parte será financiada pelo BRDE.

A operação comercial deve começar no segundo trimestre de 2018. Terá capacidade para processar 600 mil litros por dia. Inicialmente, deve usar metade disso.

Serão produzidos leite UHT e os chamados “formulados”, que são achocolatados, creme de leite UHT e bebidas lácteas. A fábrica vai empregar 145 pessoas.

O futuro:

A área construída terá 22 mil metros quadrados. Mas a planta da Santa Clara já prevê ampliações futuras, conta o diretor Alexandre Guerra. Poderá chegar a um milhão de litros industrializados diariamente.

A empresa:

Atualmente, a Cooperativa Santa Clara capta leite em 105 municípios gaúchos. Conta com 3,3 mil produtores de leite associados em atividade. Tem indústrias em Carlos Barbosa e Getúlio Vargas, com um mix de produtos de laticínios e frigorífico de 320 itens. Em 10 de abril de 2017, a Santa Clara completa 105 anos de história.

Conforme classificação do IBGE, Casca pertence à região Noroeste do Rio Grande do Sul.

===

Ouça entrevista com o presidente da Santa Clara, Rogerio Sauthier, no programa Destaque Econômico:

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Venda de caminhões despenca no Rio Grande do Sul

06 de janeiro de 2017 0

Termômetro da economia, a venda de caminhões caiu 29,56% em 2016. O pior é que em 2015 já tinha caído quase 50%.

O dado apareceu no balanço do Sindicato das Concessionárias do Rio Grande do Sul. Também apontou que o segundo pior resultado foi no segmento de implementos rodoviários, que também sinaliza o desempenho da economia.

Todos os veículos tiveram recuo nas vendas. Na média geral, o recuo foi de 21%. Semelhante à média nacional.

Para 2017, tudo vai depender da economia brasileira. Como diz o presidente do Sincodiv-RS, Fernando Esbróglio:

- Sem PIB, não tem venda de veículo.

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

Postos de combustível alertam para volta do tributo sobre o álcool

29 de dezembro de 2016 2

17737098

 

Representantes do comércio de combustíveis estão divulgando nota avisando para a volta da cobrança de tributo sobre o álcool combustível a partir de janeiro:

“A partir do dia 1º de janeiro de 2017, será retirada a isenção do PIS/Cofins sobre o etanol. A mudança é decorrente do fim do benefício presente na Lei 12.859/13, que dava aos importadores e produtores de álcool um crédito para abatimento de valores durante sua comercialização.
O crédito correspondia a R$ 21,43 por metro cúbico comercializado para o PIS, e R$ 98,57 por metro cúbico comercializado para a Cofins. O benefício permanece até o dia 31 de dezembro deste ano, mas, de acordo com o governo federal, o prazo não será prorrogado.”

Segundo a Fecombustíveis, o tributo volta a ser cobrado sobre os dois tipos de etanol. Sendo que o etanol hidratado é o comum vendido nos postos, enquanto o etanol anidro é aquele misturado à gasolina.

A entidade não divulga impacto em preços para o consumidor. Mas avisa que terá. E na gasolina também.

Setor vinha falando que achava difícil o Governo Federal prorrogar a isenção. Conta com receita extra de R$ 1,5 bilhão em 2017 com a volta da cobrança de PIS/Cofins de R$ 0,12 por litro do etanol hidratado a partir de 1º de janeiro. O tributo sobre o combustível renovável será uma das poucas novas fontes extras de receita tributária automática no próximo ano, ou seja, sem necessidade de ato presidencial ou aprovação do Congresso.

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.

 

 

 

Estoque de imóveis para venda e aluguel mais que dobrou em Porto Alegre

27 de dezembro de 2016 2
Foto: Tatiana Cavagnolli / Agência RBS.

Foto: Tatiana Cavagnolli / Agência RBS.

 

O estoque de imóveis para venda e aluguel mais do que dobrou em Porto Alegre nos últimos cinco anos. Em alguns casos, quase triplicou! Os dados são do Sindicato da Habitação (Secovi/RS).

Venda:
+136% na oferta de imóveis residenciais
+121% entre os imóveis comerciais

Locação:
+185% imóveis residenciais
+167% imóveis comerciais (salas, lojas e casas comerciais)

- Seja porque há menos pessoas comprando e alugando, mas também porque muitas pessoas assumiram financiamentos e não conseguiram bancar as prestações. – explica o presidente do sindicato, Moacyr Schukster.

Os cinco bairros com maior volume de ofertas de imoóveis para alugar:
- Centro Histórico
- Petrópolis
- Menino Deus
- Floresta
- Sarandi

Bairros com o aluguel mais caro:

- Praia de Belas (R$ 42,37)
- Três Figueiras (R$ 41,73)
- Bela Vista (R$ 36,07)

Bairros com mais preço de venda:

- Bela Vista R$ 6.374,77
- Três Figueiras R$ 6.115,14
- Boa Vista R$ 6.099,80
- Moinhos de Vento R$ 6.084,53
- Mont’Serrat com R$ 5.981,26

 

===

Siga @GianeGuerra no Twitter.

E também curta a página Giane Guerra, no Facebook.