Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Conheça Sarah Pinnow Piccinini da Costa

09 de agosto de 2014 0

00a3796b

Sarah Pinnow Piccinini da Costa, 29 anos, é designer de moda pela Univali e master em design estratégico para joias pelo Istituto Europeo di Design, em São Paulo. Sempre achou que a faculdade de moda desenvolveria sua criatividade. Desde pequena, sua avó a estimulou a gostar dessa área. Na faculdade, descobriu que suas habilidades não eram para criar ou desenhar. Sempre preferia ficar com a parte mais técnica, dos relatórios e descritivos. Hoje, a joinvilense tem uma agência de design e comunicação e uma galeria de arte com o marido.
_ Costumo dizer que a agência é o sustento e a galeria, o prazer. E vice-versa. O grande trabalho está em conectar as pessoas, acredito que seja essa minha realização e o nosso diferencial, pois fazemos algo de que gostamos não apenas pelo lado comercial, é “coracional”.
Conquistas
_ Amigos, família. A base de tudo. O dia a dia no casamento é uma conquista também, vencer as diferenças juntos por algo maior. Estar perto das pessoas que eu amo e morar na cidade que nasci, descobrindo nela oportunidades. Precisei ir e voltar para descobrir o quanto gosto daqui.
Qualidades e defeitos
Defeitos: gostaria de aprender a ouvir mais as pessoas em algumas situações, ser menos teimosa e menos ansiosa. O sedentarismo também me incomoda. Qualidades: acredito que sou uma pessoa integradora, extrovertida e dinâmica.

 

Filosofia de vida
_Tudo na vida acontece com um propósito, cada um pode com a força que tem.
Não vivo sem
Câmera – uso no trabalho e no lazer, a fotografia é um hobby.
Computador e iPad – companheiros de trabalho, para me conectar com meus amigos e fazer pesquisas. Mal necessário.
Música: traz leveza e alegria ao dia a dia. Ao vivo é ainda melhor. Gosto de samba e música brasileira, ultimamente tenho escutado amigos – François Muleka, Dentinho Arueira, Ana Paula da Silva.
Marcadores de livro da El Clandestino: ando sempre com eles na bolsa para distribuir e convidar os amigos.
Pingente de piano: meu avô presenteou minha avó com ele quando ela se formou nas aulas de piano, e quando me formei na faculdade minha avó me deu. Não tiro nunca, é meu amuleto e conexão com minha família e minha história.
Desejo e sonho
_ No momento, todas as minhas forças estão voltadas para a minha casa e meu trabalho. Pensar e planejar minha casa é uma delícia. As ações da galeria também. Meu desejo é ter sempre energia para conseguir botar em prática todas essas ideias e projetos sem enlouquecer – comenta, sorrindo.
_Meu sonho é chegar aos 80 anos com a elegância e energia da minha avó Marlene (filhos, netos e bisneta a caminho).
Viagens
_ Não tenho muitas, mas as que fiz foram especiais. Espanha e Portugal em 2012, quando atravessamos o Atlântico para ver dois queridos amigos portugueses casando e visitar primos. Ficar na casa de amigos é sempre mais interessante do que hotéis. Inesquecível a lua de mel em Búzios, foi o lugar perfeito para o momento, descansar e pensar na nova vida sem ter que planejar roteiros, trocar dinheiro ou fazer visto.
Livro de cabeceira
_ O Pequeno Príncipe. A leitura é recorrente e as coincidências sempre acontecem. É incrível como tantas situações e pessoas me fazem lembrar das palavras dele.
Receita de bem-estar
_ Estar perto dos amigos e da família, trabalhar, envolver-se com minha cidade, amar, estar perto dos animais (meus gatos).
Pensamento
É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

Envie seu Comentário