Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Um homem que constrói e compartilha

15 de fevereiro de 2016 0
Peninha Machado, divulgação

Carlos José Serapião coordena o Instituto Dona Helena de Ensino e Pesquisa (IDHEP)

Carlos José Serapião, 78 anos, é médico patologista e coordena o Instituto Dona Helena de Ensino e Pesquisa (IDHEP). Nasceu no Rio de Janeiro e está em Joinville desde 1997. Há muito tempo não tem mais projetos estritamente pessoais. Seu principal motivação é participar da criação e do desenvolvimento de instituições. Suas ações envolvem colocar todo o esforço em algo institucional.

- Não penso no reconhecimento pessoal, mas no crescimento das entidades nas quais eu trabalho – comenta Serapião.

Diferencial

- É poder participar da evolução e influir na qualificação e na excelência de uma instituição de saúde. Poder participar e colaborar com a história do Hospital Dona Helena.

Conquistas

- Ao longo dos anos, com a ajuda de muitas equipes, ocorreram várias conquistas. No Rio de Janeiro, participamos da transformação de um hospital de subúrbio em um centro de pesquisa. Em outro hospital público, chefiei um departamento que se transformou em centro de referência da Organização Mundial da Saúde na área de patologia pediátrica. Na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), participamos da constituição da sua comissão de ética em pesquisa. Em Joinville, cidade que me recebeu com cordialidade e atenção, estivemos com a equipe do Hospital Dona Helena em muitas conquistas, como o Simpósio Catarinense de Bioética, a certificação da ISO, a creditação da Joint Commission International (JCI), a criação da revista Conecthos e da recente criação do Instituto Dona Helena de Ensino e Pesquisa, que temos a responsabilidade de coordenar. Na Univille, participamos da implantação do curso de medicina e do mestrado em saúde e meio ambiente.

Viagens

- Já viajei pelo mundo inteiro na área ocidental. No Oriente, conheço a Turquia e Israel. Em maio, vou à Rússia e ao Cazaquistão visitar meu filho, que trabalha como diplomata. No ano passado, fui a Madri várias vezes para ministrar aulas no curso de mestrado em bioética na Universidade Rey Juan Carlos. Neste ano, irei novamente.

Receita de bem-estar

- Estar com a mente ocupada com pensamentos positivos. Ter um ideal que transforme em ação. Estar bem com sua família. É difícil encontrar alguém que seja feliz quando é infeliz na vida pessoal.

Pensamento

“A diferença entre o que fazemos e aquilo que somos capazes de fazer bastaria para solucionar a maioria dos problemas do mundo”, Mahatma Gandhi.

CURTAS

O que adoro

- Um bom vinho.

O que odeio

- Não tenho ódio de nada. Do que não gosto, me afasto.

Profissionais que admiro

- Admiro todos os profissionais com os quais trabalhei e que me fizeram ser o que sou hoje. Todos me transmitiram suas experiências e me transformaram.

Compra indispensável em uma viagem

- Chocolate.

Não vivo sem…

- Família e amigos.

Ainda quero…

- Eu não quero muitos anos na minha vida, mas quero muita vida nos meus anos.

Envie seu Comentário