Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de dezembro 2010

Retrospectiva 2010

16 de dezembro de 2010 0

Como não agradecer por completar mais ano? Como não fazer uma boa reflexão sobre meus atos? Como não perceber a velocidade e a magia do tempo e, principalmente, como continuar lutando por meus ideais?

Concentrar-me principalmente naquilo que considerei positivo, mas sem esquecer os erros cometidos. O que de mais positivo percebo foi que meu entusiasmo tenha conseguido elevar o nível de jogo de muitos atletas. Isto me alegrou muito e, por conseguinte, a equipe em geral. Os erros aconteceram e vou tentar não repeti-los.

Durante todas as práticas de treinamento, o treinador busca o aperfeiçoamento de seus atletas e de sua equipe. Todo tempo durante as práticas indicamos como podemos melhorar e como evitar erros cruciais em determinadas situações dos jogos. Mas não posso me concentrar só nos erros cometidos, pois foge totalmente de meus métodos – sempre entusiasmar e animar nossos atletas e equipe, sem voltar as coisas para os erros, nem repeti-los.

Tenho dois objetivos dentro da missão de nossa equipe: um, sem dúvida, é melhorar nosso padrão e nível de jogo; o outro, são os resultados nas competições: Torneio das Américas, Campeonato Nacional, Jogos Abertos Brasileiros, Campeonato Sul-brasileiro, Campeonato Estadual, Torneio na China, Jogos Abertos, entre outros.

Os resultados esportivos vieram em parte. O resultado e a melhora do nível de nosso basquetebol aconteceram como um todo, pois percebo em nossos jogadores e equipe o espírito guerreiro que conseguiu extrair de cada um e do time aquele fogo interior que aproveita o melhor de nós mesmos.

Permanecer com este entusiasmo ao longo de mais um ano que se aproxima, saber que cada integrante deve ter uma responsabilidade pessoal e coletiva clara em relação à nossa missão tão nobre e tão difícil. Nossas atitudes e ações devem nortear-se sempre no sentido do crescimento, sem prejudicar ninguém, para evoluirmos e avançarmos de forma extremamente humilde, pois este é o fundamento principal para o êxito.

Mais um ano chegou ao fim e a busca pela iluminação passa diretamente pela forma de agir, com bondade e gentileza para com todos nas relações mais próximas e nas mais distantes, criando união entre todos. A cooperação foi e será sempre muito difícil, mas será sempre minha busca. Se em 2010 ainda não foi possível atingir estes objetivos, vou encorajar o meu coração, os meus amigos e a minha família para que de forma humilde façamos nossas retrospectivas e que, através da humildade e do não ao egocentrismo, possamos alcançar nossas metas e objetivos e descobrir uma nova consciência.

Bom Natal e até dia 30/12.

Liderança

09 de dezembro de 2010 0

Hoje farei uma palestra para os funcionários do Laboratórios KG, que é um dos bons parceiros que o Basquetebol de Joinville possui. Parceria que se iniciou nas festividades do Dia da Criança de 2005, quando o Laboratório fazia a festa da criançada. Fomos convidados para com o basquete de rua executar jogos e brincadeiras para as crianças de Joinville. No dia estabelecido, choveu, e a atividade foi adiada para a semana seguinte. Precisamos manobrar nossas tabelas com o auxílio de alguns amigos e de nossas atletas. Daí, surgiu uma mobilização que desencadeou uma grande amizade com o Omar Ghanen, o líder da KG.

O meu relacionamento com Omar cresceu e se tornou uma amizade muito legal, de extrema confiança e de grande admiração, pois nos ajudando mutuamente, o que é tão necessário e útil nos dias de hoje, criamos um relacionamento não só na ordem pessoal, como através de uma visão social comum, essa parceria e unidade permitem que formemos uma grande família.

Ontem, nossos atletas passaram por uma avaliação física no Laboratório KG, que nos permite um acompanhamento super moderno da composição física e estrutural dos jogadores. Hoje, tentarei colocar a importância das regras na condução de uma equipe de pessoas em busca de bons resultados. Isso pode ser traduzido por troca, permuta ou vida parceira. Sim, todos dependem uns dos outros e a vida fica muito mais digna e honrada quando entendemos esta interdependência e a necessidade de nos ajudar e não sermos tão egoístas e individualistas como em tempos atrás.

Uma boa liderança enxerga não somente o todo e sua ligação a conjuntos, mas também a pessoa individual e a capacidade de autoliderar-se. Esta característica constitui a condição básica para liderar os outros. Não podemos subestimar a importância da auto-condução – o trabalho sobre si mesmo.

Tratar os outros como gostaria de ser tratado já possibilita meio caminhado andado para resolver seus problemas no lar e no trabalho. Ser gentil com os outros conquista, as relações ficam mais fáceis. Lembremo-nos sempre de que temos muito mais semelhanças do que diferenças.

Quando agimos na busca e no desejo de ajudar aos outros e aos nossos próximos, naturalmente cria-se uma aproximação em busca do aconselhamento e da liderança.

A liderança de pessoas deve ser autêntica, verdadeira e com amor. O uso da força, a manipulação em qualquer forma gera ressentimento e perda de respeito por parte dos que são manipulados. Portanto, uma dica de uma boa liderança é ser um líder servidor e a chave é sempre tratar os outros exatamente do modo como gostaria de ser tratado.

Omar Ghanen e Laboratórios KG, espero que tenhamos uma longa e produtiva parceria. Que esse respeito mútuo perdure e que o respeito e a amizade entre nós sejam exemplos para nossa comunidade. Que nós, pelos valores exteriorizados, pela nossa fé e conceitos de vida possamos dizer juntos que realizamos e produzimos educação e disciplina. Por fim, ao nos auto-liderar, que cada um de nós brade e fale com orgulho que juntos alegramos nossos jovens e prestamos serviços e tarefas à cidade de Joinville.

Omar Ghanen, meus sinceros agradecimentos e que continues a ser este empreendedor e amigo do basquete e da vida.


2/12/2010 – 33 anos

02 de dezembro de 2010 0

Hoje, eu e minha mulher completamos 33 anos de casamento. Isto para mim é motivo de alegria. Completar anos de vida conjugal, ter este perfeito entrosamento que nos permitiu chegar ao dia de hoje e completar tantos anos de vida matrimonial – quantos foram os anos de vida na Terra de nosso senhor Jesus Cristo –, de alguma forma me leva a refletir sobre este místico (número 33), como também sobre ter sido presenteado com uma das mais doces criaturas, a minha esposa Leila.

Seguir adiante e completar mais um ciclo de 33 anos de casamento, mergulhar no meio de tudo com o peito aberto, gozar este dia, porque sinto a própria vida, agradecer a sorte do crescimento conjunto. O ontem passou a ser só um sonho e o amanhã esta visão do que desejamos. Viver o dia de hoje, o dia 2/12/2010, celebrando o fato, sentindo que deva ser muito vivido e assim cair de joelhos e levantar as mãos para o céu e agradecer, fazendo de mais esta manhã uma visão de esperança.

O principal ensinamento do Senhor Jesus Cristo foi o de levar aos homens a prática do bem e o exercício da compaixão. Quando ajudamo-nos uns aos outros, criamos aquele ambiente familiar. Este sistema, a família, que é a célula principal da sobrevivência dos homens, nada mais é do que o despertar em cada indivíduo o poder de ficar sobre seus próprios pés e se sustentar, educando e desencadeando em cada ser humano vivo a capacidade de amar uns aos outros e de aceitar e ter paciência uns com os outros.

Este casamento de 33 anos, que comemoro hoje, trouxe-nos muitos frutos. Primeiro, a energia que nos permitiu lutar por uma vida honrada e digna. Daí vieram duas filhas, que nos deram o sentido necessário para enfrentarmos esta estrada linda, que é a própria vida. Por fim, veio mais um filho temporão há alguns anos, que eu chamo de Basquete de Joinville.

Como não falar, no dia de hoje, deste incrível movimento que é o nosso projeto esportivo? Ele é tratado como um filho. Sim, como um filho, tal o amor com que o tratamos e sua importância em minha vida.

Chegamos ao mês de dezembro, mês que completa 2010 anos do nascimento da pessoa mais especial que já habitou nosso planeta. O mês de dezembro sempre traz para nós um pouco mais de compreensão para com os nossos familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos. Durante esta renovação de esperanças que sempre acontece nesta época do ano, quero despertar novamente os corações dos componentes desta equipe tão guerreira, mas de tanta paz, tão admirada, mas que pratica a compaixão no seu caminhar.

Por isso, termino esta minha pequena celebração à vida, ao criador, à minha querida Leila, à minhas filhas e ao meu filho caçula mostrando a importância da humildade, necessária para não nos exibirmos e assim ficarmos iluminados; para não exigirmos demais, pois temos crédito; e para não contar lorotas ou nos vangloriar de nada, pois nossas vidas avançarão mesmo assim.

Sejamos todos mais pacientes.

Sejamos todos mais humildes e deixemos o amor entrar em nossos corações, pois o amor é o centro da vida.