Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Alberto Bial"

Recuperando as forças

28 de abril de 2011 0

Quando a sensação é de que as nossas forças se esvaíram, que até para pensar em algo o esforço é imenso, quando o corpo responde, mas com extrema lentidão e o nosso espírito chora a angústia de não vibrar, que é sua função vital, a única maneira de recobrar aos poucos a vitalidade é por meio da positividade.

Sim, ser positivo através de pensamentos bons e dirigir o fluxo destes pensamentos para o foco das situações. Direcionar só ao que é útil e bom, e não deixar as coisas ruins chegarem à nossa imaginação. Focalizar a energia interior lá na caverna de nossos corações e recusar de maneira veemente o desperdício de energia com as coisas da maldade ou o gasto da nossa valiosa força interior com o lixo das más intenções.

Passando do pensamento para nossas ações, procurar ajudar e não prejudicar, agindo com todos, sem exceção e sem gerar conflito. Sim, na busca de ajudar a mostrar para todo mundo o valor da prática natural dos poderes sutis de produzir e gerar alegria e concórdia.

As ações e a interação de nossos atletas-guerreiros no dia de ontem na busca da superação, a criação de um entendimento pela busca desta auto-superação, a luta de verdade consigo mesmo e a certeza de que todos devem buscar em conjunto e com extrema lealdade recíproca entre nossa equipe trouxe um aumento de força e vitalidade para nosso corpo maior, o Basquete de Joinville.

Com extremo cuidado, não podemos querer nos exibir, e por isso mesmo receber a luz. Não exigir para nós, mas sim dar crédito para todos e, de maneira humilde, guardar qualquer tipo de definição ou achar que inventamos algo novo. Devemos seguir sem se achar algo maior do que nossa real importância. Desta forma, consegui recuperar a força tão necessária e armazenar nos nossos propósitos de vida a luta por ela (vida) em nossa sobrevivência.

Com o nosso corpo mais forte, não comprometeremos nossos valores e princípios tão importantes para realizarmos nossos objetivos. Assim, faremos as escolhas corretas e tomaremos decisões mais justas.

Respeito ao Basquete de Joinville. Respeito ao basquetebol. Respeito à vida

31 de março de 2011 0

Quando penso no significado desta palavra tão forte e poderosa, eu também sinto o quanto ela anda em desuso. O poder do respeito no mais amplo sentido da palavra: o cuidado consigo mesmo, com seu espírito, com sua mente, com seus pensamentos e com o corpo físico, que muitas vezes é tratado com tão pouco cuidado.

O respeito e a lealdade entre os homens são demonstrados pelo povo japonês, que passa por um momento onde milhares morreram, milhares estão desaparecidos e mais milhares encontram-se desabrigados e com dificuldades extremas com o clima, agora muito frio no Japão, além de problemas com o abastecimento de centros que distribuem elementos de necessidade básica: comida, roupas e até água.

O respeito com que os japoneses tratam esse momento terrível daquela nação – não houve um caso registrado de saque, roubo ou qualquer tipo de comportamento selvagem – denota o quanto aquela cultura milenar e a educação transmitida de geração para geração elevam esse sentimento tão nobre de respeito e lealdade pelo próximo, de uma convivência pautada pelo espírito da coletividade.

Os cuidados e o respeito entre cada um para consigo mesmo, de cada indivíduo para com seus próximos está ligado diretamente ao respeito dispensado ao nosso planeta Terra. Ao longo das últimas décadas, nossa casa tem sofrido com o aumento desmedido da população e da ganância do homem. Percebemos que os indivíduos ocupam-se apenas com seus interesses individuais e particulares, pouco se importando com as conseqüências do desmatamento, da poluição das águas e da contaminação através do lixo acumulado por cada um, além dos lixos industriais e atômicos.

De tanto ser agredida, a nossa casa berra, agita-se e chora por cuidados. Com a seriedade que o assunto deve ser tratado por nós seres humanos preocupados com o respeito à vida, aproveito para trazer esse questionamento sobre nós mesmos para minha equipe (para o nosso modo de agir), resolvendo, de imediato, essa falta ou esquecimento de respeito.

Hoje, nosso grupo de jogadores tem consciência que a questão fundamental é estabelecer relacionamentos saudáveis através do respeito. Nossa equipe quer fazer história e ganhar os louros da glória com extrema lealdade para com os adversários, demonstrando que com toda nossa preparação física, mental, afetiva e principalmente com nossa preocupação social podemos, sim, ser referência de uma equipe esportiva diferente, vitoriosa, respeitosa a todos os princípios básicos da vida humana e que combate o descaso, o oportunismo e a mesmice chata do egoísta e sem respeito com nada.

A proposta do Basquete de Joinville neste momento é conseguir resultados expressivos e seguir na sua missão de formar, educar, treinar pessoas e, acima de tudo, ter em sua equipe a alegria responsável e do respeito para consigo mesma e ser respeitada como uma referência no nosso basquetebol!