Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Acordo ortográfico na informática

23 de outubro de 2008 1

Muita gente deve estar se perguntando como ficará o corretor ortográfico de programas de computador, como os da Microsoft, com a reforma no idioma que vem por aí. Para dar uma força aos leitores, o Blog do Aldo buscou a informação.

A assessoria da Microsoft no Brasil informou que a empresa está acompanhando todo o processo do acordo e prevê atualização do pacote Office (do qual fazem parte programas como Word e Excel). Ainda não há uma data específica para isso, “mas estamos comprometidos em oferecer a atualização dos usuários do software”, afirmou a assessoria. Quando as mudanças estiverem prontas nos programas da Microsoft, a empresa informará por meio do seu site e também pela imprensa.

Outra empresa que também está de olho nas reformas da língua portuguesa é o Grupo Positivo, que detém os direitos sobre o “Dicionário Aurélio”, tanto na versão impressa quanto eletrônica. Ilana Kriger, diretora de varejo da divisão de tecnologia educacional, informou que a previsão é de que a atualização eletrônica seja simultânea com a da versão impressa e deve ocorrer até o primeiro trimestre de 2009. Aos interessados, já existe versão impressa do minidicionário Aurélio com as reformas ortográficas. Aos que compraram a versão eletrônica atual, que não está ajustada à nova ortografia, Ilana tranqüiliza: “Certamente haverá uma atualização. Entretanto, em conjunto com o trabalho da reformulação do conteúdo, a Positivo Informática está avaliando a melhor opção para atualizar os clientes das versões eletrônicas do Aurélio”, disse.

Tanto a Microsoft quanto o Grupo Positivo alertam que as modificações que serão disponibilizadas só poderão ser baixadas por quem tem produtos originais. Portanto, quem tem pirata, vai ficar a ver navios!

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Comentários (1)

  • Norberto diz: 24 de outubro de 2008

    Esta informação foi de utilidade pública.
    Muita gente já estava perguntando isso nas salas de aula e no trabalho.

Envie seu Comentário