Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de outubro 2008

Reforma ortográfica vai atrasar um mês

30 de outubro de 2008 2

Reforma ortográfica vai atrasar em um mês Quem já estava preparado (ou se preparando) para adotar a nova ortografia, vai ter de esperar um pouco mais para escrever “diferente”. A grande culpada é a avalanche de interpretações sobre algumas regras. Especialistas não chegaram a um consenso a respeito da forma de escrever algumas palavras. O detalhe é que a reforma, com previsão de entrar em vigor a partir de janeiro, mexeria em “apenas” 0,5% das palavras do idioma português. Se fosse uma reforma mais profunda… Mesmo assim, com a confusão instalada, a data final para a padronização está mantida para 31 de dezembro de 2012.
Nas últimas semanas, surgiram dicionários e guias práticos sobre a nova ortografia, mas eles apresentam divergências pontuais. Por exemplo: a palavra que hoje é grafada como “pára-raios” virou “para-raios” e “pararraios”, de acordo com as diferentes publicações. Caberá à Academia Brasileira de Letras (ABL) padronizar tudo e acabar com a babel, o que deve acontecer em fevereiro, com a aprovação do novo “Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa” (Volp). Ontem, a assessoria da ABL informou que “as novas normas obrigaram a um compreensível retardamento”, em função da complexidade do tema.
O prazo de fevereiro deixa na incerteza quem já pretendia aderir à reforma a partir de janeiro. Que dicionário seguir? Qual o corretor ortográfico adequado para usar no computador? Escolas, universidades, repartições públicas, cartórios, empresas de comunicação, editoras podem ser afetados pelo atraso na padronização das mudanças.
O Ministério da Educação (MEC) também aguarda a posição da ABL para abastecer as escolas públicas com novos dicionários. A expectativa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do MEC, é lançar o edital de concorrência pública no início de 2009. A meta é comprar de 8 milhões a 10 milhões de exemplares, que deverão contemplar 37 milhões de alunos. O investimento será entre R$ 70 milhões e R$ 90 milhões.
A distribuição dos livros didáticos adaptados será menos apertada. Pelo cronograma do MEC, eles deverão estar prontos a partir de 2010, para os estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Os outros receberão o material até o fim de 2012.
Gramáticos como José Carlos de Azeredo, colaborador do Instituto Antônio Houaiss, avaliam que o Brasil poderá lucrar com a unificação da língua portuguesa. O principal benefício será a difusão mundial do idioma, que hoje abrange pouco mais de 210 milhões de pessoas em oito países.
Organizador do recém-lançado “Escrevendo pela Nova Ortografia”, numa parceria entre o Houaiss e a Publifolha, Azeredo lembra que línguas com problemas de unidade ainda maiores estão padronizadas. Exemplifica com o árabe, idioma oficial em 21 países. O mesmo ocorre com o francês, o espanhol, o chinês e outros. “Por que a língua portuguesa, cujas variantes européia e sul-americana são tão próximas, teria duas formas oficiais de ser grafada? Esse é um dos pontos positivos do acordo”, ressalta Azeredo, doutor em letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
O especialista pondera que as vantagens não serão percebidas em curto prazo. Observa que o acordo é uma medida de ordem política com fins diplomáticos, culturais e comerciais. No entanto, se a unificação ortográfica promover a língua portuguesa no cenário internacional, facilitando sua aprendizagem para estrangeiros, o Brasil colherá dividendos.
Azeredo ressalva, porém, que o país precisa ousar na difusão do português pelo mundo. Ele sugere a criação de um órgão análogo ao Instituto Camões, de Portugal, e ao Instituto Cervantes, da Espanha.

Veja alguns exemplos das mudanças

ACENTUAÇÃO
Ditongos abertos
As palavras paroxítonas deixarão de ter acentos nos ditongos abertos (ei, oi).

Como é: colméia, heróico, idéia.
Como ficará: colmeia, heroico, ideia.
A regra não muda para os ditongos abertos “eu”. Ex.: chapéu, véu.

Hiatos
O encontro das vogais “oo” e “ee” não serão mais acentuados.
Como é: vôo, abençôo, lêem, vêem.
Como ficará: voo, abençoo, leem, veem.
Algumas editoras brasileiras se adiantaram e já começam a lançar livros e dicionários atualizados com a nova ortografia.

O QUE MUDA
Acento diferencial
Palavras com a mesma grafia, mas sentidos diferentes, não serão mais acentuadas.
Como é: pára (verbo), pêlo (substantivo).
Como ficará: para, pelo.

A regra não muda no caso de pôde (verbo) e pôr (diferente da preposição por).

HÍFEN
Não terá hífen diante de vogal diferente.
Como é: auto-escola, contra-indicação, infra-estrutura.
Como ficará: autoescola, contraindicação, infraestrutura Não se usará diante de consoante. No caso de “r” e “s”, dobra-se as letras.
Como é: ante-sala, ultra-som.
Como ficará: antessala, ultrassom.

Será usado hífen diante da mesma vogal.

Como é: antiinflamatório, microondas.
Como ficará: anti-inflamatório, micro-ondas.

Não se usará mais em palavras que perderam a noção de composição.

Como é: manda-chuva, pára-quedas.
Como ficará: mandachuva, paraquedas.

O QUE ESTÁ CAUSANDO A DISCÓRDIA
Dicionários e guias práticos que se anteciparam ao início da reforma ortográfica apresentam diferenças em certas palavras atingidas pelas mudanças. Confira alguns exemplos:

Hoje                                  Versão 1                              Versão 2
pára-raios                          para-raios                             pararraios
sub-reptício                        sub-reptício                          subreptício 
pára-lama                           para-lama                             paralama
subumano                           sub-humano                          subumano

A TRANSIÇÃO
Como será implantada a reforma ortográfica no Brasil:

Vigora a partir de 1º de janeiro de 2009, mas não de forma obrigatória. Haverá um período de transição até 31 de dezembro de 2012, quando as duas normas poderão coexistir.
Até 2012, o modo como se escreve hoje será considerado correto e admitido em vestibulares, concursos públicos, provas escolares, livros e órgãos de imprensa.
Não haverá uma escala de prioridades para implantação da reforma. O prazo de transição é geral. Ninguém será penalizado por escrever pela norma antiga até 2012.
As mudanças deverão atingir cerca de 0,5% das palavras adotadas no Brasil. Nos demais países, as alterações podem alcançar 1,6%.
Acertado em 1990, em Lisboa, o acordo ortográfico abrange Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Postado por Aldo Brasil

Feira do Livro de Porto Alegre começa amanhã

30 de outubro de 2008 1

Estande na Feira do Livro de Porto Alegre em 2007/Ricardo Duarte
Quem vai a Porto Alegre, pode aproveitar e visitar a feira do livro que vai ser realizada na capital gaúcha. A 54ª edição do evento, que será aberta amanhã, às 9 horas, e vai até dia 16 de novembro, está orçada em R$ 2,4 milhões, dos quais cerca de R$ 850 mil já foram arrecadados via Lei Rouanet.
A Feira do Livro de Porto Alegre ocupa uma área de 25 mil m² e se estenderá para o Centro Cultura Erico Verissimo, Memorial do Rio Grande do Sul e Santander Cultural. Serão 167 estandes de vendas de livro, sendo 122 na área principal, 16 na internacional e 29 na infantil e juvenil, no cais do Porto.
A lista de atrações da Feira do Livro é grande, abrangendo desde a delegação que representa o Estado convidado, Pernambuco, até autores do Cone Sul. Um dos destaques é Ariano Suassuna, apresentará uma aula-espetáculo. Lya Luft também estará presente para autografar sua recente obra “O Silêncio dos Amantes”, no dia 12, às 20h, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo. Lya também será homenageada, no mesmo dia, pela passagem dos seus 70 anos, completados em 2008. Além das atrações literárias, o espaço da feira vai contar com internet sem fio.
Para ninguém ficar perdido, a Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) instalou totens com centrais eletrônicas de informações, nas quais poderá ser consultada a localização de editoras e bancas. A segurança também não foi deixada de lado: haverá oito câmeras que transmitirão imagens diretamente para um posto da Brigada Militar instalado no local da feira.

SERVIÇO
O QUÊ: 54ª Feira do Livro de Porto Alegre.
QUANDO: de 31 de outubro a 16 de novembro.
HORÁRIO: área infantil e juvenil — às 9h tem início a programação infantil. As barracas abrem das 9h30 às 21 horas. Áreas geral e iInternacional, das 13h às 21 horas. Confira notícias, programação completa e blog de escritores no especial www.clicrbs.com.br/feiradolivro

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Desconto no Dia Nacional do Livro

29 de outubro de 2008 0

Para comemorar o Dia Nacional do Livro, hoje, 29 de outubro, o grupo Livrarias Catarinense e Livrarias Curitiba preparou um dia diferente em todas as suas lojas. A rede vai oferecer 10% de desconto a todos os clientes que comprarem livros não-didáticos em qualquer uma das 16 lojas do grupo localizadas em Curitiba, Londrina, Joinville, Blumenau, Balneário Camboriú, Florianópolis, Porto Alegre e São Paulo.

CURIOSIDADES
► 29 de outubro foi escolhido como Dia Nacional do Livro em homenagem à fundação da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, que ocorreu em 1810. Mas foi só a partir de 1808, quando dom João 6º fundou a Imprensa Régia, que o movimento editorial começou no Brasil.

► O primeiro livro publicado no Brasil foi “Marília de Dirceu”, de Tomás Antônio Gonzaga, mas nessa época a imprensa sofria a censura do imperador. Só nos anos de 1930houve um crescimento editorial, após a fundação da Companhia Editora Nacional pelo escritor Monteiro Lobato, em outubro de 1925.

ORIGEM
► Os textos impressos mais antigos foram orações budistas feitas no Japão por volta do ano 770. Mas desde o século 2, a China já sabia fabricar papel, tinta e imprimir usando mármore entalhado. Foi então, na China, que apareceu o primeiro livro, no ano de 868.

► Na Idade Média, livros feitos a mão eram produzidos por monges que usavam tinta e bico de pena para copiar os textos religiosos em latim. Uma pequena obra levava meses para ficar pronta. Atualmente, o livro fica pronto em questão de minutos.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Curso "Entendendo o novo acordo ortográfico"

28 de outubro de 2008 0

Com o acordo ortográfico que entrará em vigor a partir de janeiro de 2009, muita gente vai precisar se reciclar. Para essas pessoas, o Senac de Joinville oferece o curso “Entendendo o novo acordo ortográfico”.

Ministrado por Roseana Maria Corrêa, autora do livro “História dos Bairros de Joinville” e também professora de redação empresarial, o curso será no dia 12 de novembro, das 19 às 21 horas, e custará R$ 30,00, incluindo certificado e material didático.

O objetivo do curso é possibilitar a assimilação das alterações do novo acordo ortográfico, bem como adaptá-las às atividades profissionais.

Conteúdo do curso:

♦ Histórico das mudanças.
♦ Motivos das mudanças.
♦ Mudanças nas regras de acentuação.
♦ Mudanças na ortografia.
♦ Os impactos.
♦ Análise dos pontos positivos e negativos do Acordo Ortográfico.

O público-alvo são professores, secretárias, redatores, revisores, jornalistas, publicitários e demais profissionais interessados.

As inscrições serão feitas no Senac/Joinville. Informações pelo telefone (47) 3431-6666.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Ursinho Knut no Blog do Aldo

27 de outubro de 2008 0


O livro “Knut — como um Ursinho Polar Cativou o Mundo”, da Editora Gaia, conta a história do urso-polar que virou mascote dos debates sobre mudanças climáticas. Ele nasceu em 2005 no zoológico de Berlim e foi rejeitado pela mãe. O filhote teria morrido se não fosse o carinho incondicional de Thomas Dörflein, funcionário do zoológico.

Thomas cuidou de cada momento da sobrevivência de Knut, desde as primeiras horas de vida: dava mamadeira de duas em duas horas, banhava o ursinho e dormia perto dele. Durante vários meses, o tratador não saiu do lado do filhote, nem mesmo para dormir em casa e ficar com a família.

Gerald Uhlich, Craig Hatkoff e suas duas filhas, Isabella e Juliana, ficaram encantados com a determinação desse ursinho e de seu tratador. Por isso, decidiram escrever o livro para divulgar toda a trajetória de sobrevivência do filhote. Além disso, o livro traz muitas fotos do pequeno urso que virou estrela mundial e símbolo da luta contra o aquecimento global.

“Knut — como um Ursinho Polar Cativou o Mundo”, contado por Juliana, Isabela, Craig Hatkoff e pelo doutor Gerald R. Uhlich. Editora Gaia, tradução de Ana Maria Machado. 36 páginas, R$ 33,00.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Acordo ortográfico na informática

23 de outubro de 2008 1

Muita gente deve estar se perguntando como ficará o corretor ortográfico de programas de computador, como os da Microsoft, com a reforma no idioma que vem por aí. Para dar uma força aos leitores, o Blog do Aldo buscou a informação.

A assessoria da Microsoft no Brasil informou que a empresa está acompanhando todo o processo do acordo e prevê atualização do pacote Office (do qual fazem parte programas como Word e Excel). Ainda não há uma data específica para isso, “mas estamos comprometidos em oferecer a atualização dos usuários do software”, afirmou a assessoria. Quando as mudanças estiverem prontas nos programas da Microsoft, a empresa informará por meio do seu site e também pela imprensa.

Outra empresa que também está de olho nas reformas da língua portuguesa é o Grupo Positivo, que detém os direitos sobre o “Dicionário Aurélio”, tanto na versão impressa quanto eletrônica. Ilana Kriger, diretora de varejo da divisão de tecnologia educacional, informou que a previsão é de que a atualização eletrônica seja simultânea com a da versão impressa e deve ocorrer até o primeiro trimestre de 2009. Aos interessados, já existe versão impressa do minidicionário Aurélio com as reformas ortográficas. Aos que compraram a versão eletrônica atual, que não está ajustada à nova ortografia, Ilana tranqüiliza: “Certamente haverá uma atualização. Entretanto, em conjunto com o trabalho da reformulação do conteúdo, a Positivo Informática está avaliando a melhor opção para atualizar os clientes das versões eletrônicas do Aurélio”, disse.

Tanto a Microsoft quanto o Grupo Positivo alertam que as modificações que serão disponibilizadas só poderão ser baixadas por quem tem produtos originais. Portanto, quem tem pirata, vai ficar a ver navios!

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Clássicos da nossa literatura

22 de outubro de 2008 2

A Saraiva apresenta mais seis livros da coleção “Clássicos Saraiva”. Os títulos são versões integrais que oferecem ao jovem leitor e ao público em geral um amplo panorama de leituras fundamentais. Cada livro traz como leitura de apoio várias seções, no final:
⇒ Diários de um clássico: informações sobre o autor, sua obra, a linguagem e o estilo que o marcaram, além de referências sobre a sociedade em que viveu e muito mais;
⇒ Contextualização histórica: um painel de textos de outros autores da mesma época;
⇒ Entrevista imaginária: uma conversa fictícia com o autor;
⇒ Projeto de leitura e didatização: projeto pedagógico elaborado exclusivamente para o exemplar do professor, a partir de textos de autores e épocas diferentes que dialogam com a obra lida. Inspirado nos preceitos teóricos de William Cereja.
Além disso, os volumes dos Clássicos Saraiva contêm um suplemento de atividades para o aluno.
Os novos livros lançados pela coleção são:
⇒ “Autos da Barca do Inferno”, de Gil Vicente;
⇒ “A Moreninha”, de Joaquim Manuel de Macedo;
⇒ “A Escrava Isaura”, de Bernardo Guimarães;
⇒ “O Noviço”, de Martins Pena;
⇒ “O Cortiço”, de Aluísio de Azevedo; e
⇒ “Memórias Póstumas de Brás Cubas” (foto), de Machado de Assis.
Cada volume custa entre R$ 18,90 e R$ 19,90.
Antes de esses seis livros terem sido lançados, a editora já havia colocado no mercado outros 12 títulos, como “Dom Casmurro”, “Iracema”, “Memórias de um Sargento de Milícias” e “O Primo Basílio”.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

O que as pessoas falam de forma errada

21 de outubro de 2008 4

Na língua portuguesa, principalmente no Brasil, há muitas palavras e expressões que as pessoas falam de forma errada. Vamos ver algumas.

É uma pessoa ENGANJADA. A palavra certa é ENGAJADA.
Eu quero DUZENTAS gramas de fejão. Gramas, quando se refere a medida de peso, é palavra masculina. Portanto, o correto é DUZENTOS gramas.
Fiquei com UMA DÓ da menina. Dó também é substantivo masculino, então a frase certa é assim: Fiquei com UM DÓ da menina.
Ele disse que queria MENAS violência no bairro. Não existe MENAS em hipótese alguma. O correto é MENOS. Então, a frase ficaria assim: Ele disse que queria MENOS violência no bairro.
A mãe pediu que você ESTEJE preparado. Também não existe a forma verbal ESTEJE, mas sim ESTEJA. A mãe pediu que você ESTEJA preparado.
Eu desejo que você SEJE feliz. Caso semelhante ao citado acima. O correto é SEJA: Eu desejo que você SEJA feliz.
CONVALESCÊNCIA, DESAVÊNCIA, MALQUERÊNCIA E NASCÊNCIA. Esses substantivos também não existem. As palavras certas são CONVALESCENÇA, DESAVENÇA, MALQUERENÇA E NASCENÇA.
O bebê acordou com DESINTERIA. A palavra certa é DISENTERIA.
O avião ATERRISOU em Joinville. O correto é ATERRISSOU.

Quem tiver mais exemplos, é só enviar para o blog.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Histórias e aventuras com Odisseu

20 de outubro de 2008 0

Para quem curte história e boa literatura, livro “As Aventuras de Odisseu”, de Hugh Lupton, com tradução de Marcelo Brandão Cipolla, é uma boa pedida. Depois que a cidade de Tróia foi destruída e o rei Menelau recuperou sua mulher, a bela Helena, os reis da Grécia partiram de volta para casa. Mas as aventuras do herói grego Odisseu não terminaram com a Guerra de Tróia.

A viagem de volta à ilha de Ítaca, sua terra natal, levou dez anos, durante os quais ele enfrentou a violência dos Ciclopes, foi vítima da ira do deus Posêidon, resistiu ao canto sedutor das sereias e quase sucumbiu à magia da encantadora Circe.

Os 16 contos narram os episódios mais emocionantes da longa viagem de Odisseu, desde a partida do campo de batalha até o doce reencontro com a esposa Penélope. A narrativa é apoiada por um belo projeto gráfico e ilustrações maravilhosas.

“As Aventuras de Odisseu”, de Hugh Lupton, com tradução de Marcelo Brandão Cipolla. Editora Martins Fontes, 100 páginas, R$ 47,50.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC

Livre-se da anfibologia

17 de outubro de 2008 0

Não precisa se preocupar, porque ninguém está pedindo para você mexer com sapos, rãs e assemelhados. Até porque esses bichinhos são estudados pela anfibiologia. Anfibologia (ou ambigüidade) é um vício de linguagem presente em frases que não são claras porque deixam dupla interpretação. Vamos a alguns exemplos:

“O policial prendeu o ladrão em sua casa”. Casa de quem: do policial ou do ladrão?

“O operário observava o incêndio da fábrica”. Pergunta-se: o operário estava na fábrica e observou algo pegando fogo a partir do local onde estava ou viu a fábrica incendiar-se?

Portanto, sempre releia a frase que você escreveu para ter a certeza de que ela transmite exatamente a mensagem pretendida e não cause dúvidas.

Postado por Aldo Brasil, Joinville, SC