Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de julho 2010

Ensinando os números aos pequerruchos

30 de julho de 2010 1

Os primeiros anos de vida são decisivos para o desenvolvimento intelectual e emocional dos pequenos, e pais e cuidadores têm papel essencial nesse processo de aprendizagem.

Este livro, integrante da coleção “Bebê Mais” e que introduz a matemática na vida da criançada, é repleto de orientações a serem seguidas, que apresentam os conceitos à criança de maneira interativa: apontando as figuras, repetindo os nomes e cantigas e mostrando objetos semelhantes no ambiente em que se encontrarem.

As abas estimulam a curiosidade e a habilidade motora, além de surpreenderem os bebês com as belas imagens coloridas e visualmente estimulantes escondidas debaixo delas. Os personagens são curiosos, aventureiros e muito amigáveis, a maioria deles da fauna brasileira. Os livros dessa coleção, que tem ainda Bichos, Casa, Cores, Formas e Vogais, são perfeitos para crianças de zero a quatro anos.

“Números”, da coleção “Bebê Mais”. Editora Caramelo, 12 páginas, R$ 29,90.

Você já viu um beija-flor despenteado?

29 de julho de 2010 0

Uma gotinha de resina cai na cabeça do beija-flor e gruda suas penas num “estranho topete”. Daí em diante é só confusão. A coruja faz o maior estardalhaço e o beija-flor vai tentar de tudo para se livrar do incômodo penteado.

Com linguagem clara, a obra “O Beija-flor Despenteado”, de Luis Díaz, por vezes, é altamente poética, com trechos da narrativa que, pelo ritmo, beleza e poeticidade, caracterizam-se como verdadeiros poemas em prosa. A genialidade das ilustrações, do próprio autor, ampliam o tom bem-humorado desta obra, que também conta com boxes explicativos.

Este livro foi desenvolvido com objetivo multidisciplinar, dentre elas, algumas das características que podem ser citadas são: resgate de aspectos da cultura brasileira; faz referências a deuses da mitologia; apresenta conhecimentos na área de ciências, ensina termos estrangeiros, entre outras características.

“O Beija-flor Despenteado”, texto e ilustrações de Luis Díaz. Editora Formato, 48 páginas, R$ 25,40.

Leão aprende a importância de saber escrever

28 de julho de 2010 2

A dica de hoje do Blog do Aldo vai fazer os pais, os filhos e os professores refletirem sobre a importância de saber escrever. E a história pega como personagem principal um leão, animal imponente e que impõe todo o respeito do mundo. Mas o livro “A História do Leão que não Sabia Escrever”, de Martin Balscheit, revela uma fraqueza desconcertante para o altivo rei da floresta.

O leão não sabia escrever. Mas isso não o atrapalhava, pois ele sabia rugir e mostrar os dentes. E o leão não precisava de mais nada. Só que um dia ele encontrou uma leoa e passou a depender dos outros para trocar cartas de amor com ela. Aí o leão percebeu que saber rugir não bastava. A história ensina que nem sempre a força dos músculos é suficiente para se alcançar os objetivos.

“A História do Leão que não Sabia Escrever”, de Martin Balscheit, com tradução de Monica Stahel. Editora WMF Martins Fontes, 40 páginas, R$ 34,00.

Walcyr Carrasco e a ararinha do bico torto

27 de julho de 2010 0

Muita gente conhece ou ouviu falar o nome Walcyr Carrasco por causa das muitas novelas na TV que ele dirigiu ou escreveu. Em compensação, poucas pessoas o conhecem pelo lado literário, principalmente na área da literatura infanto-juvenil. O Blog do Aldo apresenta hoje um livro para a criançada escrito pelo novelista: “A Ararinha do Bico Torto”, integrante da coleção “Todos Juntos”.

A história é assim: na floresta, uma ararinha nasce com o bico torto e é rejeitada por seus pais e irmãos. Acaba caindo do ninho, indefesa, porque não consegue se alimentar sozinha. É encontrada por Pedro, fotógrafo de natureza profissional, e seu filho Mário, que lhe dão o nome de Nina. Pai e filho levam a ararinha para casa e cuidam dela, dando comida no seu bico com uma seringa.

Com o tempo, ela aprende a se alimentar sozinha. Adulta, Nina é levada para o viveiro de uma escola, onde vira sensação entre os outros pássaros, alunos e professores. Acaba encontrando um companheiro e tem dois filhotes. Quando Mário vai visitá-la e ver os filhotes, fica tão orgulhoso de Nina que não pode deixar de sorrir.

Da infância à idade adulta, é complexo o caminho a percorrer na arte de se aceitar e de conviver com o outro. As histórias da coleção “Todos Juntos” propõem uma reflexão sobre os sentimentos, emoções e conceitos que pode ajudar os pequenos a elaborar questões delicadas e superar momentos difíceis. No caso desta história, a ararinha enfrenta o desafio de aprender a sobreviver do jeito que ela é.

“A Ararinha do Bico Torto”, de Walcyr Carrasco, com ilustrações de Al Stefano. Editora Ática, 40 páginas, R$ 24,90.

Navegue na história de "Os Mergulhadores"

26 de julho de 2010 0

Um novo livro de Mariana Massarani acaba de “mergulhar” no catálogo da Global Editora. Trata-se de “Os Mergulhadores”, uma divertida e colorida história que leva o pequeno leitor a uma viagem cheia de descobertas, aprendizado e prazer.

Acompanhados pelos tios, os irmãos Antônia e Gabriel fazem uma viagem pelo mar. As crianças colocam esnórquel e nadadeiras e vão explorar as águas do litoral brasileiro. No fundo do mar, descobrem um universo colorido e cheio de surpresas: um navio naufragado, tartarugas marinhas, raias, lulas, polvos e uma série de outras novidades.

A autora preparou também um pequeno dicionário, caprichado, para quem pretende praticar mergulho. Nele é possível encontrar o significado de diversas palavras usadas pelo mergulhadores. Objetos e expressões antes desconhecidas, como “bússola”, “cilindro” e “mergulho autônomo”, ganham sentido nesse livro, que mostra um pouco dos mistérios do mar e seus habitantes.

“Os Mergulhadores”, texto e ilustrações de Mariana Massarani. Global Editora, 24 páginas, R$ 27,00.

Hora de brincar com as palavras bíblicas

23 de julho de 2010 1

Calma, não precisa atirar a primeira pedra. O Blog do Aldo dá hoje uma dica superlegal para quem quer ensinar a palavra de Deus de uma forma bem divertida às crianças. Trata-se do livro “Procure e Ache nas Histórias Bíblicas”, da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).

Pedrinho é o personagem central desta obra que desafia o público infanto-juvenil a encontrá-lo “escondido” em ilustrações panorâmicas e superdetalhadas de histórias da Bíblia. Além de Pedrinho, a criança tem de buscar outros personagens e objetos. De forma lúdica, o leitor toma contato com os cenários e costumes dos tempos bíblicos. Remetendo a  “Onde Está Wally?”, grande sucesso editorial dos anos 90, o livro tem ilustrações de José Pérez Montero. Contém ainda guia de atividades por história; ilustrações coloridas em páginas duplas e texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH).

No total, são 28 ilustrações, 14 do Antigo Testamento e 14 do Novo Testamento, retratando histórias bíblicas e situações divertidas e inusitadas. Cada história é acompanhada de uma breve introdução, perguntas e uma leitura da Bíblia. Ao final de cada seção, há um desafio para todas as histórias já vistas.

“Procure e Ache nas Histórias Bíblicas”, da Sociedade Bíblica do Brasil, com ilustrações de José Pérez Montero. 64 páginas (capa dura), R$ 19,90.

O ogro mais famoso do mundo no Blog do Aldo

22 de julho de 2010 0

Quem se liga no ogro mais famoso do mundo vai gostar do livro que a Caramelo acaba de lançar: “Shrek para Sempre — o Livro do Filme”. Depois de enfrentar um dragão, resgatar uma linda princesa e salvar um reino, o que mais um ogro pode fazer? Bem, se esse ogro for Shrek, ele pode se tornar um pacato e dedicado pai de família… Apesar de viver feliz com Fiona e seus três filhos, Shrek sente falta do tempo em que era um “ogro de verdade” e, em vez de dar autógrafos, assustava as pessoas. Por isso aceita a proposta do duende Rumpelstiltskin para voltar a ser, por um dia, um temido ogro.

Mas as letras miúdas do contrato levam nosso herói a uma versão alternativa do reino de Tão Tão Distante — nela, Rumpelstiltskin é rei, Shrek não é amigo do Burro nem do Gato de Botas e, pior ainda, ele e Fiona nunca se conheceram. Conseguirá Shrek recuperar sua antiga vida e seu verdadeiro amor antes que seja tarde demais?

“Shrek para Sempre — o Livro do Filme”. Editora Caramelo. Tradução de Ana Luisa Martins. 32 páginas, R$ 26,90.

Louise, uma galinha bem aventureira

21 de julho de 2010 0

Livros contando aventuras de uma galinha não são tão comuns como aqueles que narram os feitos de cachorro e gato, por exemplo. Mas as penosas também mostram sua dose de adrenalina em algumas histórias, como a do livro “Louise, as Aventuras de uma Galinha”, de Kate DiCamillo.

Louise é uma galinha ávida por aventuras que saiu de casa para explorar o vasto mundo. Encontrou uma infinidade de prazeres, mas também muitos perigos: piratas saqueadores nos mares majestosos, um leão feroz sob as luzes brilhantes do picadeiro, um homem misterioso num bazar exótico e agitado. Diante dessas situações assustadoras, mas contadas com muito humor, a heroína mostrou-se corajosa, destemida e coberta de penas. Ou seja, não deixou de ser uma galinha, mas uma galinha nem um pouco covarde.

Para os pais e professores, a sugestão é ler o livro e explorar o que a obra traz de temas paralelos, como: quando uma aventura vale a pena?; o medo do perigo; é preciso viver para encontrar o próprio caminho. O livro é indicado para a criançada a partir de sete ou oito anos, do 2º ou 3º ano.

“Louise, as Aventuras de uma Galinha”, de Kate DiCamillo, com ilustrações de Harry Bliss e tradução de Luzia Aparecida dos Santos. Editora WMF Martins Fontes, 56 páginas, R$ 42,00.

Conto de um califa em Bagdá

20 de julho de 2010 0

Um califa, um grão-vizir, um mercador, uma caixinha com pó preto, um manuscrito, um sábio, uma palavra mágica e uma coruja são alguns dos elementos presentes na sedutora história de “O Califa Cegonha”, do escritor alemão Wilhelm Hauff, com tradução de Maria Lucia Machens e adaptação de Ana Maria Machado. Uma narrativa que instiga a imaginação criadora da criança e a transporta para as terras longínquas de Bagdá.

Era um homem pequeno, gordo, de rosto moreno e vestia um traje esfarrapado. Trazia consigo uma caixa com todo tipo de coisas: pérolas, anéis, pistolas, ricamente adornadas, taças e pentes. Muito à vontade, foi logo abrindo e mostrando todas as mercadorias, elogiando a qualidade dos artigos (…). Quando o mascate ia fechando a caixa, o califa viu, no fundo, uma gaveta pequena e perguntou…

A narrativa de “O Califa Cegonha” abre espaço para que, mesmo em tempos de alta tecnologia, recupere-se o prazer de ler, ouvir e contar histórias.

“O Califa Cegonha”, de Wilhelm Hauff, com tradução de Maria Lucia Machens, adaptação de Ana Maria Machado e ilustrações de Cláudia Scatamacchia. Global Editora, 24 páginas, R$ 29,00.

Guia para a criançada que curte "Toy Story 3"

19 de julho de 2010 0

A Caramelo acaba de lançar “Toy Story 3″, o guia ilustrado do filme. Conheça em detalhes o caubói Woody, o patrulheiro espacial Buzz Lightyear e seus amigos que participam dessa aventura emocionante — além dos novos e divertidos brinquedos que vão entrar para a turma: Peas-in-a-Pod ou Ervilhinhas e Ken, o famoso namorado da boneca Barbie.

Andy está indo para a faculdade e seus queridos brinquedos terão de se adaptar a um outro lar, sendo despejados numa creche. Mesmo animados no começo com o novo ambiente e os brinquedos aparentemente amigáveis que também vivem por lá, logo eles decidem voltar para casa. Uma iniciativa que vem ao encontro da vontade de Andy: o antigo dono também sente falta dos brinquedos que sempre tiveram um lugar em seu coração.

Mais um capítulo com o mesmo pique das histórias anteriores, que fizeram de Toy Story uma das franquias da Disney de maior sucesso em todos os tempos.

“Toy Story 3 o Guia do Filme”, Editora Caramelo, 48 páginas, R$ 39,90.