Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

"O Poeta e o Cavaleiro" de Findomundo

29 de março de 2011 0

Essa história aconteceu há muito e muito tempo num lugar distante, desses que não se encontram nos mapas, chamado Findomundo, cenário do livro “O Poeta e o Cavaleiro”, de Pedro Bandeira. A obra faz parte da coleção “No Meio do Caminho”, da Editora FTD.

Findomundo era uma cidade pequena, calma e diferente de todas as outras. O povo era feliz na sua simplicidade. Lá se votava para tudo, até para ladrão. Ladrão era modo de dizer, pois, para cumprir o mandato, o ladrão eleito roubava pequenas coisas, que eram devolvidas assim que outra pessoa fosse eleita para o cargo, e, logo em seguida, eram roubadas de volta pelo novo ladrão.

Desse modo, o ladrão não enganava seus eleitores, afinal, ninguém gostava de ver seu candidato eleito sem cumprir as obrigações. Findomundo era mesmo uma cidade diferente.

Um dia, porém, um estrondo abalou a cidade, seguido por uma labareda cuspida para o céu e um rugido infernal. Houve pânico, correria, confusão. Quando o medo se instalou em Findomundo, eis que surge o herói Dom Pendragon de Cantalupo, vindo não se sabe de onde, determinado a restabelecer a ordem. Que preço Findomundo pagaria por tão inesperada bondade?

“O Poeta e o Cavaleiro”, de Pedro Bandeira, com ilustrações de Marcos Guilherme. Editora FTD, 96 páginas, R$ 30,70.

Envie seu Comentário