Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Crônicas do governo Lula

13 de abril de 2011 0

Com um estilo sucinto e elegante, o autor Afonso Oliveira de Almeida apresenta o livro “O Burocrata e o Presidente – Crônicas do Governo Lula”, composto de 50 narrativas curtas e ágeis (42 com título), que lançam um olhar bem-humorado e sagaz sobre o Brasil, sobre suas instituições e sobre algumas bizarrices no funcionamento do governo federal.

Todo brasileiro se pergunta: o que se passa em Brasília? Pois com a experiência adquirida ao longo de sua atividade no governo Lula, o autor sabe melhor que ninguém a resposta para essa pergunta, visto que conhece as figuras, as histórias, os absurdos e as contradições da Capital Federal, as quais retrata fielmente nas suas crônicas, com um olhar às vezes afetuoso e às vezes crítico, mas sempre atento para o insólito e o cômico.

Gênero de difícil conceituação, a crônica pode configurar-se como uma mescla de prosa e poesia, ficção e jornalismo, ou como cada um desses subtipos. Pois o autor domina tal gênero com uma maestria que faz lembrar a de outros grandes cronistas, de Ricardo Ramos a Luis Fernando Verissimo.

Nem os grandes vultos da história são poupados pela irreverência do autor, pois, segundo ele, “o enigma finalmente decifrado dos grandes homens é que não são grandes homens”.  O livro conta com passagens de notável sutileza, como Dilma Rousseff pedindo emprestada a faixa presidencial a Lula e prometendo devolvê-la logo, na crônica “Ritmo de Passagem”.

As crônicas desta obra, retrato de um discreto charme da burocracia, conseguem extrair da matéria cotidiana os substratos mais elevados, capazes de levar à reflexão sobre temas profundos ou, em sentido diverso, resgatar os elementos singelos contidos nos temas ditos “sublimes”.

“O Burocrata e o Presidente – Crônicas do Governo Lula”, de Afonso Oliveira de Almeida. Geração Editorial, 176 páginas, R$ 29,90.

Envie seu Comentário