Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2012

Proler e políticas de leitura na Univille

28 de setembro de 2012 0

A Diretoria do Departamento do Livro, Leitura e Literatura e da Biblioteca da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Maria Antonieta Cunha, abre nesta segunda-feira, com palestra sobre políticas públicas para o livro e a leitura, o 16º Encontro do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler), no auditório da Univille, às 14h. Na sequência, a coordenadora nacional do programa, Carmen Pimentel, vai fazer uma reflexão sobre os 20 anos do Proler, tema desta edição do encontro, que ocorrerá de 1º a 3 de outubro, em vários locais da Univille.

“O evento prevê a discussão e o fortalecimento da proposta de uma política de leitura para a região”, destaca a coordenadora do Comitê Proler em Joinville, professora Taiza Mara Rauen Moraes, do Departamento de Letras  e do mestrado em patrimônio cultural e sociedade. Paralelamente, acontecem o 3º Seminário de Práticas Leitoras e  3º Seminário de Pesquisa em Linguagens, Leitura e Cultura.

O Encontro do Proler Joinville é uma coparceria com Sesc Joinville e é uma realização conjunta do Comitê Proler Joinville, da Secretaria Municipal de Educação, da Gerência de Educação (Gered), da Fundação Cultural de Joinville, do Sesc Joinville, da Bilioteca Municipal Rolf Colin, do Departamento de Letras e do Colégio da Univille, com apoio da Unimed.

SERVIÇO
O quê:
16º Encontro do Proler, 3º Seminário de Práticas Leitoras e  3º Seminário de Pesquisa em Linguagens, Leitura e Cultura. Onde: na Univille. Quando: 1º a 3 de outubro. Quanto: R$ 35,00 a inscrição.  Informações: 3461-9192, 3461-9004, prolerjoinville@blogspot.com.

PROGRAMAÇÃO
DIA 1º – SEGUNDA-FEIRA

14h – Mesa-redonda: “Políticas públicas para o livro e a leitura” – Maria Antonieta Cunha (diretora do Departamento do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca da FBN) e “Memória, atuação e projeção – uma reflexão sobre os 20 anos do Proler Nacional”, com Carmen Pimentel (Coordenadora Nacional do Proler/FBN)  (auditório).

16h30 – Seminário de leitura  (auditório e anfiteatro 2).

19h30 – Palestra: Redes sociais e o jogo autoral: uma possibilidade de escrita criativa, com Sônia Rodrigues.

Dia 2 – TERÇA-FEIRA
8h às 12h  e 14h– Minicursos (várias salas).

17h – Palestra: “A ilustração e as narrativas com imagens”, com André Neves.

19h30 – Seminário de pesquisa em linguagens, leitura e cultura (salas de aulas e anfiteatro 1).

DIA 3 – QUARTA-FEIRA
8h às 12h e 14h – Minicursos.

16h 30 – Apresentação artística (minimaratona de contação de histórias).

19h30 – Intercâmbio cultural – peça “O Auto da Compadecida”, da Cia. de teatro da UFPR.

A maior herança deixada a uma criança

28 de setembro de 2012 0

Alô, galerinha que está sempre com aquela preguiça de estudar: a sugestão de hoje é para vocês refletirem sobre exemplos de quem quer aprender, mas nem sempre encontra as condições ideais. Porém, o sonho é maior e mais forte.

O premiado autor e ilustrador James Rumford deu aulas junto com sua esposa, Carol, no Chade. Um dia, durante as férias de verão, no meio da estação chuvosa, eles encontraram as ruínas de lama da escola de ensino infantil da cidade. Muitos anos depois, a memória dessa ruína e o desejo dos chadianos de obter educação, não importando os obstáculos, foi a inspiração para o livro “Escola de Chuva”.

É o primeiro dia de aula em Kelo, no Chade, na África. As crianças caminham pela estrada. “Vou ganhar um caderno?”, pergunta Tomás. “Vou ganhar um lápis? Vou aprender a ler como vocês?”. Mas quando ele e as outras crianças chegam à escola, não há sala de aula nem carteiras. Apenas uma professora. “A primeira lição é construir a nossa escola”, diz ela.

A obra é uma emocionante história sobre o amor pelo aprendizado, o desejo de estudar e sobre a maior herança que um adulto pode deixar para uma criança: o conhecimento. O livro foi o ganhador do prêmio norte-americano Oppenheim Toy Portfolio com o selo de ouro de melhor livro de 2010.

“Escola de Chuva”, texto e ilustrações de James Rumford. Editora Brinque-Book, 32 páginas, R$ 32,30.

Brinque e aprenda com os animais

27 de setembro de 2012 0

A criançada adora bichos. Não importa se são ferozes como um leão ou mansinhos como um coelhinho, o fato é que os pequenos são vidrados nos animais.

A sugestão de hoje, “Mundo Animal”, editado no Brasil pela DCL, traz bichos da selva impenetrável às profundezas dos vastos mares. Você vai descobrir, se divertir e aprender sobre impressionantes animais que vivem neste planeta.

Encontre cobras perigosas, crocodilos famintos, tigres selvagens e amigáveis gorilas gigantes. Aprenda mais sobre todos esses animais neste sansacional livro. No final da obra há um índice remissivo que permite achar mais rapidinho em que página está seu animal preferido. Acompanhando o livro, a criançada vai se divertir com as miniaturas de bichos.

Ainda dentro da linha dos bichos, a DCL tem os recém-lançados “O Maravilhoso Mundo dos Dinossauros” e “Baleias e Golfinhos”, todos com a mesma qualidade gráfica e didática de “Mundo Animal”.

“Mundo Animal”, da Parragon Books, editado no Brasil pela DCL. Livro com 32 páginas mais miniaturas de animais, R$ 29,90.

Só lendo é que se acredita...

26 de setembro de 2012 0

Que a Amazônia é um lugar fantástico ninguém duvida. Assim também são as histórias que circulam pela região e estão presentes na vida dos seus habitantes. Em “Só Contado, que Visto não se Acredita – Contos e Lendas da Amazônia”, de Sebastião Amoedo, o leitor encontrará narrativas que são descrições de fatos vivenciados por pessoas reais e que trazem como personagens principais os seres fantásticos do imaginário popular amazônico.

Os textos são narrativas transmitidas pelas vozes das muitas gerações que habitavam e ainda habitam a região. Segundo Amoedo, os rios e florestas onde as histórias acontecem estão intimamente ligados à cultura desse povo e é deles que emerge toda uma gama de seres encantados para viverem ações e aventuras com homens, mulheres e crianças.

As ilustrações são de Mauricio Negro, que utiliza técnicas e recursos alternativos em seu trabalho. Neste livro, da coleção “Narrando o Brasil”, ele misturou monotipias (processo de impressão em que se obtêm estampas monotípicas), pigmentos naturais e recursos digitais na finalização, resultando em imagens marcantes que, aliadas ao excelente acabamento gráfico, valorizam ainda mais os contos presentes neste volume. Além disso, a obra possui um glossário para ajudar o leitor a compreender algumas palavras, como aningal, pinguela, matupá, entre outras.

“Só Contado, que Visto não se Acredita – Contos e Lendas da Amazônia”, de Sebastião Amoedo, com ilustrações de Mauricio Negro. Coleção “Narrando o Brasil”, Editora Paulus, 48 páginas, R$ 25,00.

Cada macaco no seu galho

25 de setembro de 2012 1

O selo Formato lança a coleção “Macaco Disse” com o livro “Cada Macaco no seu Galho”, de Anna Flora. Nessa obra, a autora faz com que os pequenos leitores tenham noções de matemática, reflitam sobre ecologia e compreendam com cada ser humano pode desequilibrar o meio ambiente e causar uma grande confusão se mexer no espaço dos macacos. Se cada macaco tem o seu galho, imaginem o que acontece quando os galhos de um árvore – ou árvores inteiras – são cortados!

No final do livro, as crainças encontram 16 páginas de brincadeiras para que elas recortem, montem e colem.

A coleção “Macaco Disse” propõe um trabalho lúdico que envolve a escola e a família no aprendizado da criança. Ela é composta por quatro títulos, cujas histórias têm como personagens principais os macacos, e brinca com a linguagem científica e com a linguagem literária, estabelecendo uma ponte entre a criatividade do escritor e do cientista de forma simples e de fácil entendimento para crianças.

“Cada Macaco no seu Galho”, de Anna Flora, com ilustrações de Cláudio Martins. Coleção “Macaco Disse”, Editora Formato, 48 páginas, R$ 29,70.

Amigo das pessoas, amigo das árvores

24 de setembro de 2012 0

Ter uma árvore no quintal de casa é um privilégio, principalmente na selva de pedras em que vivemos. Com o número de condomínios, prédios e grandes construções crescendo nas grandes cidades, o verde quase nem aparece mais.

Em “A Árvore dos Meus Dois Quintais”, obra infantojuvenil da Paulus, Jonas Ribeiro conta a história de um menino e sua amizade com uma árvore plantada no quintal de casa. Com narrativa poética, o texto convida o leitor a refletir sobre o carinho e o respeito presentes nesta relação.

O garoto notou que existiam dois quintais: o da sua casa e o da sua imaginação, e em ambos a querida amiga estava presente. A sensação de tê-la por perto e poder compartilhar bons momentos o fez semear mais amizades, espalhando sementes por todos os cantos.

Da coleção “Arteletra”, o obra transmite uma mensagem emocionante, auxiliando as crianças a compreenderem o valor de cultivar todos os tipos de amigos, sejam eles pessoas, sejam árvores.

“A Árvore dos Meus Dois Quintais”, de Jonas Ribeiro, com ilustrações de Veruschka Guerra. Coleção “Arteletra”, Editora Paulus, 24 páginas, R$ 19,00.

A história do filho do encadernador

21 de setembro de 2012 0

Falar de si próprio com habilidade e desapego e sem presunção pode ser um desafio, para muitos, intransponível. Não para Marcos Rey. Neste O caso do filho do encadernador, ele revela, sem pestanejar, em “O Caso do Filho do Encadernador – Romance da Vida de um Romancista”, lançado pela Global Editora, as escolhas que tomou ao longo de sua vida e que o levaram ao lugar de destaque que alcançou na literatura brasileira.

Este relato autobiográfico de Marcos Rey não deixa de ser uma viagem pelos caminhos e descaminhos do Brasil. Rememorando as leituras que mais fizeram sua cabeça e os recantos mais escondidos de São Paulo, cidade em que fez sua vida e pela qual se apaixonou, o escritor manifesta suas opiniões sobre assuntos importantes, como o desenvolvimento do rádio no país e as agruras vividas pela sociedade brasileira durante os anos de chumbo, tudo em meio às histórias que vivenciou, sempre narradas de forma saborosa e perspicaz.

Neste livro, este filho de encadernador une, com particular talento, as páginas emocionantes de sua vida, uma trajetória pautada pela criatividade, ousadia e paixão pela leitura.

“O Caso do Filho do Encadernador – Romance da Vida de um Romancista”, de Marcos Rey. Global Editora, 152 páginas, R$ 29,00.

Adivinhe quem está escondido...

20 de setembro de 2012 0

Atenção, galerinha que gosta de andar fuçando por tudo que é lugar: a dica de hoje vai para vocês. A Gaudí Editorial, a mais nova integrante do Grupo Editorial Global, apresenta a coleção “Quem Está Escondido?”. Uma série composta por quatro livros, criada pelos ingleses Chez Picthall e Christiane Gunzi, com o objetivo de desenvolver nas crianças de dois a cinco anos as principais competências de aprendizagem, preparando-as para os primeiros anos da educação básica.

Em todos os livros, que são cartonados, nas páginas da direita, uma aba deve ser aberta para que sejam encontrados os objetos ou personagens que estão escondidos; para completar, a última página sempre reserva uma surpresa para a criança.

A edição foi pensada para que a criança – acompanhada ou não por um adulto – manuseie e aprecie o livro como se fosse um brinquedo. Os textos são curtos e simples, as imagens coloridas e divertidas e a cada página a criança aprende a lidar com os números.

No livro “Quem Está Escondido em Casa?”, a criança terá que descobrir alguns animais que estão escondidos atrás de móveis e objetos possíveis dentro de uma casa.

Em “Quem Está Escondido na praia?”, uma bola de praia e um castelo de areia escondem alguma coisa, e caberá a criança descobrir o que é que está escondido.

Na história “Quem Está Escondido no Jardim?”, a criança terá que descobrir os insetos que estão escondidos entre objetos comuns nos jardins.

E em “Quem Está Escondido no Zoológico?”, entre bambus e um grande tigre alguns animais deverão ser encontrados, cabe à criança fazê-lo.

Coleção “Quem Está Escondido?” (quatro livros), Chez Picthall e Christiane Gunzi. Gaudí Editorial, 12 páginas, R$ 29,90 cada livro.

Chapeuzinho Vermelho como você nunca viu

19 de setembro de 2012 0

Você já sabe como é a história da Chapeuzinho Vermelho, certo? Pois hoje o blog traz a história, digamos, um pouco diferente em “Chapeuzinho Redondo”, de Geoffroy de Pennart.

O livro conta a história de uma menina que também usa um chapéu vermelho, que tem que visitar a sua vovozinha, levar uma cesta de comida e até é proibida de entrar na floresta por causa do lobo mau… Mas os personagens mudaram um pouco desde que Chapeuzinho Vermelho foi contada pela primeira vez, no século 14.

Chapeuzinho Redondo não é exatamente a vítima dócil e indefesa que corre o risco de ser comida pelo lobo mau. Ela é até um pouco atrevida. Já a vovó é moderna e jovem. Será que o lobo, que não é tão feroz e malvado quanto se imagina, vai se dar bem nesse divertido reconto do século 21?

“Chapeuzinho Redondo”, texto e ilustrações de Geoffroy de Pennart, com tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 36 páginas, R$ 29,00.

Nada pode parar o show de Angelina

18 de setembro de 2012 0

Angelina, a ratinha mais famosa da TV, convida a criançada para um grande espetáculo. Então, ajeite-se no sofá, na cadeira ou mesmo na cama e divirta-se com o livro “Angelina Cinderela”, da coleção “Angelina Bailarina”.

Angelina encena o papel principal na Turnê de Dança da Cinderela, viajando por toda a Ratolândia. No entanto, quando está a caminho de sua última apresentação, no castelo Von Bigodus, um acidente deixa todo o cenário destruído.

A trupe, em princípio, fica desconsolada, mas então descobre que, usando a criatividade e trabalhando duro, tudo é possível. Então, mãos à obra, porque ninguém pode ficar sem assistir ao talento da grande Angelina!

Com acabamento especial, o livro traz, ao final, um pop-up do novo cenário e figuras de papel dos personagens para destacar. Você é o convidado especial para essa apresentação!

“Angelina Cinderela”, de Katharine Holabird, com ilustrações de Helen Craig e tradução de Mila Dezan. Coleção “Angelina Bailarina”, Editora Caramelo, 32 páginas (acompanha pop-up e figuras para destacar), R$ 65,00.