Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de junho 2013

Bíblia com projeto gráfico renovado

30 de junho de 2013 0

Uma obra consagrada e indispensável para aqueles que querem conhecer mais a fundo as Escrituras Sagradas, a “Bíblia de Estudo Almeida” agora conta com capa mais moderna e projeto gráfico com letra grande que traz mais conforto ao estudo diário da Palavra de Deus.

Editada pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) e com texto bíblico na tradução de Almeida Revista e Atualizada, a publicação permanece com o mesmo conteúdo. Rico e repleto de recursos como o Dicionário da Bíblia de Almeida com 5.615 verbetes e concordância bíblica com mais de 3.800 palavras e cerca de 22.400 versículos, além de biografia de João Ferreira de Almeida, tabelas e quadros temáticos, mapas e página dedicatória.

Considerada uma obra clássica e indispensável, seu material de estudo não tem conotação doutrinária e, justamente por isso, é adotada e recomendada por estudiosos, acadêmicos, líderes cristãos e pastores de diferentes denominações religiosas.

A publicação oferece os seguintes recursos:

Introdução a cada um dos livros, com informação sobre o livro, conteúdo e esboço;
Introduções gerais: Bíblia, Antigo Testamento, Pentateuco, Históricos, Poéticos e Sapienciais, Proféticos, Novo Testamento, Evangelhos e Epístolas;
Notas de estudo no rodapé (16.483 notas);
Tabelas e quadros temáticos diversos (74 quadros);
Mapas colocados ao longo do texto (52 mapas);
Dicionário da Bíblia de Almeida (5.615 palavras);
Concordância bíblica (3.838 palavras e 22.404 versículos);
Concordância temática (452 temas);
Guia sinótico dos Evangelhos;
Cronologia Bíblica;
Tabela de pesos, moedas e medidas;
Página dedicatória;
Texto bíblico na cor preta e auxílios em segunda cor (azul);
Biografia de João Ferreira de Almeida.

“Bíblia de Estudo Almeida”, Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), 1.856 páginas, R$ 104,90.

A Torre de Babel, por Orígenes Lessa

28 de junho de 2013 0

Antigamente, bem antigamente, verdadeiramente nos tempos antigos, todos os homens falavam a mesma língua, do mesmo jeito. Alguém vinha de longe e dizia: eu te amo. O outro dizia: eu também te amo. E assim se entendiam.

Assim, começa a narrativa bíblica de Orígenes Lessa sobre a construção da Torre de Babel, escrita de uma maneira bem acessível ao jovem leitor.

Os homens desejavam alcançar o céu e ter domínio total sobre ele. Tijolos e mais tijolos, gente e mais gente, confusão e mais confusão, e muita discórdia.

Deus, muito zangado, disse: Acabou, minha gente! Terminou a brincadeira! Vão descendo! Vocês estão a fim de brigar, não é? Esqueceram-se das palavras do amor. Podem voltar lá pra baixo!  E a torre ficou inacabada.

“A Torre de Babel”, de Orígenes Lessa, com ilustrações de Cláudia Scatamacchia. Global Editora, 24 páginas, R$ 29,00.

A Constituição em quadrinhos

27 de junho de 2013 8

Queira ou não, até as crianças são regidas por leis. E todas as pessoas no Brasil precisam seguir as leis que estão contidas num livro chamado Constituição. Mas como explicar para as crianças o que é uma Constituição e o que significam todas aquelas leis registradas nesse livro? Se até para a grande maioria dos adultos é um assunto difícil, imagine para as crianças.

Aliás, como o próprio autor cita no livro, “as pessoas tratam o direito como algo difícil e seus profissionais como pessoas que possuem conhecimento secreto que só pode ser manuseado e difundido por uma pequena sociedade que detém o poder de interpretar as leis e aplicá-las.” Foi com o objetivo de explicar de forma simples conceitos da Constituição aos pequenos que o advogado Júlio César Hidalgo lançou o livro “Constituição em Quadrinhos”.

A obra, editada pela Cherem, com apoio do Instituto Brasileiro de Direito Constitucional, quer mostrar que o direito pode ser de fácil compreensão, de leitura agradável e acessível para as crianças, fazendo com que elas tenham um primeiro contato com este mundo de maneira que se tornem cidadãs conscientes não só dos seus, mas, igualmente importante, dos direitos das outras pessoas.

“Constituição em Quadrinhos”, de Júlio César Hidalgo, com ilustrações de Júlia Cherem Rodrigues. Cherem Editorial, 60 páginas, preço não divulgado.

Hoje é o Dia dos Smurfs

25 de junho de 2013 0

O dia 25 de junho é considerado o Dia Mundial dos Smurfs, devido ao nascimento do criador dos personagens, Pierre Culliford, mais conhecido como Peyo. Para comemorar a data e começar a divulgação do lançamento do filme “Os Smurfs 2″ – previsto para estrear nas telas do cinema no início de agosto –, a Columbia Pictures e a Sony Pictures Animation estão organizando diversos eventos pelo mundo. No Brasil, as ações vão acontecer neste dia 25, no Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro. A editora blumenauense Vale das Letras estará presente, com exposição em showroom dos livros das histórias das criaturinhas azuis mais famosas do universo infantil, licenciados pela editora.

Durante o dia 25, os primeiros dois mil visitantes do Pão de Açúcar não pagarão ingresso e conhecerão o ponto turístico carioca de um jeito especial, todo tematizado com os Smurfs. As crianças e famílias poderão tirar fotos com os personagens e participar de atividades recreativas. Nas ações mundiais, 40 embaixadores escolhidos para representar os fãs estarão fotografando e postando no Instagram e Twitter com a hastag #GlobalSmurfs. As fotos também irão para o site oficial Global Smurfs Day (www.DiaMundialdosSmurfs.com.br).

Novos livros com as histórias dos Smurfs estão previstos para serem lançados pela editora ainda no mês de julho. A Vale das Letras já possui os livros oficiais do primeiro filme: “Os Smurfs – Livro do filme”; “Os Smurfs – O Poderoso Gargamel”; “Os Smurfs – a Grande Aventura dos Smurfs”; “Os Smurfs – Aventura em Nova York” (livro de atividades); “Os Smurfs – Tudo Azul” (livro de atividades).

O livro-travesseiro do Teddy

24 de junho de 2013 0

É hora de dormir, mas Teddy não está cansado, ele quer brincar mais um pouco. Papais e mamães já passaram por essa situação de pedir-mandar-implorar para os pequenos irem para a cama. Mas cadê o sono dos baixinhos que estava aqui? Acho que o bicho-papão comeu!

O livro-travesseiro “Boa noite, Teddy”, de Eli A. Cantillon, tem como personagens um pequeno urso-polar e sua família. Mas se você pensar bem e no lugar dos ursos colocar a sua família, verá que a história só mudou de personagens e lugar porque o enredo é o mesmo. Mas vai dizer que não é gostoso o momento de colocar o pequerrucho (ou a pequerrucha) na cama e ler uma historinha?!

O que já é legal nessa publicação da DCL fica melhor ainda: junto com o livro-travesseiro vem o livro-álbum, que possibilita colocar as fotos preferidas da família. Fotografias são importantes para ajudar as crianças a identificarem e criarem senso de pertencer a um grupo.

“Boa Noite, Teddy” – livro-travesseiro + livro-álbum. Texto de Eli A. Cantillon, com ilustrações de Mandy Stanley. Editora DCL, dez páginas (livro-travesseiro) e 16 páginas (livro-álbum). O kit custa R$ 69,90.

"Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?"

21 de junho de 2013 0

Atenção, galerinha que gosta de bater uma bolinha! Essa dica tem a cara de vocês que sonham pisar nos gramados mais famosos do mundo.

O livro “Eu Vou Ser um Jogador de Futebol”, de Philip Waechter, trata dos devaneios de um menino que quer ser um jogador de futebol famoso – grandes conquistas, muito treino, momentos difíceis, troféus e riqueza.

“As pessoas vão me reconhecer na rua… e todo mundo vai me tratar como um rei. [...] Eu vou ficar rico e vou realizar todos os meus desejos. Resumindo: estou prestes a começar uma carreira de muito sucesso. A minha intimidade com a bola é extraordinária… minha técnica, inigualável. [...] e a minha grande compreensão tática… fazem de mim o capitão perfeito para um time de futebol”, imagina o garoto. Por falar em se imaginar num estádio lotado, é como diz a música “É uma Partida de Futebol”, do Skank: “Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?”

A riqueza desta narrativa está em suas ilustrações criativas, no texto bem elaborado e na boa dose de humor. Uma leitura que sem dúvida agradará ao pequeno leitor.

“Eu Vou Ser um Jogador de Futebol”, de Philip Waechter, com tradução de Hedi Gnädinger. Gaudí Editorial, 64 páginas, R$ 25,00.

Pensando como Sherlock Holmes

20 de junho de 2013 0

Quem nunca quis ter a inteligência e as habilidades investigativas de Sherlock Holmes? Sucesso em todo o mundo com suas tramas e peripécias, Holmes tem agora seus segredos de investigação revelados na obra “Aprenda a Pensar como Sherlock” – sucesso londrino que a Editora Coquetel traz, com exclusividade ao Brasil, com as evidências de suas habilidades de observação e resolução de problemas e mistérios.

A partir de profunda análise das histórias originais do detetive mais famoso do mundo, a publicação propõe dicas e dinâmicas que mostram como é possível seguir suas estratégias e se parecer com ele por meio de desafios e exercícios. Identificar um cozinheiro italiano, por uma queimadura na mão, gota de molho na roupa e cheiro de alguma especiaria não é o objetivo do livro, mas, sim, ajudar o leitor a aguçar seu potencial de observação, associação de temas e dedução lógica.

O livro, de Daniel Smith, faz uma exploração leve da psique, da ginástica mental e das técnicas investigativas de um dos maiores detetives particulares do mundo. Cada seção inclui evidências dos processos mentais de Holmes retiradas das histórias originais, acompanhadas de todos os tipos de informações, conselhos e dicas para um pensar mais parecido com o dele – de forma a melhorar a destreza mental, expandir a memória e aprender a interpretar a linguagem corporal.

Segundo Holmes, “um homem deve manter o pequeno sótão de seu cérebro estocado com todo o mobiliário que ele pode vir a usar, e o resto ele pode armazenar em sua biblioteca, onde pode acessá-lo se for necessário”. Ou seja, a linha de pensamento do detetive nasce da riqueza de leitura e cultura que ele estoca no “sótão”. Além disso, a organização do mesmo é fundamental, pois Sherlock só “guarda” o que é relevante. Para isso, o detetive tem o seu tempo para a reflexão.

Sherlock também ensina a importância de prestar atenção ao mundo à sua volta. Segundo o investigador, “Você vê, mas não observa. A distinção é clara”. Especialistas também apontam que uma mente mais ativa, detalhista e imaginativa, como a de Sherlock, pode ser a chave para um cotidiano com menos problemas, seja no âmbito familiar ou profissional.

“Aprenda a Pensar como Sherlock”, de Daniel Smith, com tradução de Davi de Figueiredo Sá. Editora Coquetel, 160 páginas, R$ 14,90.

Tadeu Bartolomeu é tão certinho!

19 de junho de 2013 0

Sabe aquele carinha na escola que parece andar sempre numa linha reta, de tão metódico? Pois é, no livro “Tadeu Bartolomeu É Novo na Escola”, de David Mackintosh, o personagem que dá nome à história é bem desse jeito.

Além de ser novo na escola, Tadeu Bartolomeu é um garoto diferente das crianças de sua classe. Ele é todo certinho, e suas coisas, desde o material escolar até o lanche, são completamente organizados – pelo menos é isso que seus colegas pensam sobre ele.

Se não fosse pela mãe de um dos alunos insistir para o filho ir à festa de aniversário de Tadeu, ele e todos os outros não teriam se divertido tanto, nem conhecido coisas tão diferentes daquelas com que estavam acostumados.

“Tadeu Bartolomeu É Novo na Escola”, texto ilustrações de David Mackintosh, com tradução de Mila Dezan. Editora Caramelo, 32 páginas, R$ 39,00.

Histórias para ler juntinhos

18 de junho de 2013 0

“Conta uma história para mim!” Quantos vezes papais e mamães já ouviram um pedido assim dos baixinhos!? Claro que nem sempre a criança vai conseguir se expressar, afinal, às vezes ela é são tão pequenina que, obviamente, não consegue falar. Então vai partir da iniciativa dos pais proporcionar este momento.

A hora da leitura com os filhos traz duas vantagens: a primeira é estar com a coisa mais fofa da casa. A segunda é poder transmitir conhecimento e, ao mesmo tempo, incentivar a leitura, o que no futuro da criança será importantíssimo.

O blog apresenta uma sugestão que vai ajudar nessa tarefinha de casa dos pais: a coleção “Histórias para Ler Juntos”, que tem as versões “Papai” e “Mamãe” (foto) e é editada no Brasil pela DCL. Os kits, que contêm um livro e um fofo ursinho de pelúcia, vêm embalados numa caixinha de presente.

Então, papais e mamães, preparem-se para ouvir no final da história estas doces palavras: “Eu amo vocês!”

Coleção “Histórias para Ler Juntos” (disponível nas versões “Papai” e “Mamãe”), da Parragon Books, com edição brasileira da DCL. Kit com livro de 30 páginas (capa dura) e ursinho de pelúcia, R$ 46,90.

Segredos de menina

17 de junho de 2013 0

A personagem principal do primeiro romance da autora argentina Maitena Burundarena, “Segredos de Menina”, é uma garota de doze anos que enfrenta a fase das primeiras descobertas e das primeiras decepções.

Com humor e ironia, o livro narra a história dessa menina que, como muitas outras da mesma idade, só quer fugir das obrigações no colégio e na família e passar o dia com os amigos na rua – onde acredita que está a vida que realmente vale a pena.

Suas aventuras e desventuras transcorrem na Buenos Aires dos anos 1970, entre a morte de Perón e o Mundial de 1978. A mãe depressiva e o pai ausente, as brigas entre irmãos, “a bomba” no colégio, a experiência com alucinógenos… Tudo vai perfilando sua viagem iniciática pela vida adulta.

Com nuances autobiográficas, “Segredos de Menina” é um romance sobre as angústias e alegrias de se tornar mulher.

“Segredos de Menina”, de Maitena Burundarena, com tradução de Paloma Vidal, Editora Benvirá, 256 páginas, R$ 29,90.