Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de agosto 2013

A magia da Rua do Sabão

30 de agosto de 2013 0

Divulgação, Global

“Cai cai balão / Cai cai balão / Na Rua do Sabão”. Assim começa o livro “Na Rua do Sabão”, de Manuel Bandeira e editado pela Global. O poema tem cheiro de infância, de criança correndo e brincando na rua.

A obra diz que de todas as lembranças da infância, nenhuma está mais viva em nossa memória do que a imagem do balão desaparecendo na imensidão de um céu salpicado de estrelas.

Claro que o balão é pode ser considerado “só” um enredo, afinal, cada um tem uma imagem do tempo em que a magia da vida era poder correr descalço, andar em carrinho de rolimã feito com tábuas toscas ou jogar futebol fazendo da rua o maior e melhor estádio do mundo, com direito a traves feitas de chinelos, pedras ou tijolos.

A lírica do autor nos leva para a Rua do Sabão, em uma viagem pelas doces recordações dos nossos sonhos de criança.

“Na Rua do Sabão”, de Manuel Bandeira, com ilustrações de Odilon Moraes. Global Editora, 24 páginas, preço não divulgado.

O Fantasma e as Piratas do Céu

29 de agosto de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

Criado em 1936 por Lee Falk, o mesmo craidor de Mandrake, o Fantasma foi um sucesso instantâneo. A lenda do Espírito que Anda tem quatro séculos e as aventuras mostram o justiceiro mascarado combatendo implacavelmente todas as formas de pirataria.

“Piratas do Céu” foi a segunda aventura do personagem, publicada em tiras diárias de novembro de 1936 a abril de 1937. Fez tanto sucesso que, quatro anos mais tarde, as piratas voltaram em uma nova aventura nas páginas dominicais.

A quadrilha é formada só de mulheres sensuais, que se apaixonam pelo Fantasma, em que a estrela é sempre a estonteante Sala, que mexe com o coração do nosso herói.

Esta edição reúne pela primeira vez, em versão integral, as duas aventuras clássicas que consagraram a popularidade do Fantasma.

“O Fantasma – Piratas do Céu: a Saga Completa!”, de Lee Falk, com desenhos de Ray Moore. Editora Pixel, 128 páginas, R$ 16,90.

O poder mágico da música

28 de agosto de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

A música, além de sensibilizar, estimula e inebria. De onde será que ela vem? De que lugar indefinido? De fora ou de dentro da gente?

É o que o livro de imagens “O Violino”, da joinvilense Carolina Michelini e Michele Iacocca, procura mostrar ao narrar a grande transformação de uma garota que, do seu quarto, ouve uma música que entra suavemente pela sua janela.

Curiosa, a menina segue para descobrir de onde ela vem. Então, acontece um encontro inspirador, que desperta nela o desejo de tocar um instrumento: o violino.

E daí começa uma linda história de desafios, encontros e desencontros, amizade, busca e perseverança, em que a ajuda de um professor se torna muito importante.

Na capa do livro há um QR Code que permite ouvir a canção composta pelos autores especialmente para este livro.

Assista ao booktrailer.

“O Violino”, de Carolina Michelini, com ilustrações de Michele Iacocca. Editora Formato, 32 páginas, R$ 33,90.

Saqueadores de bolinhos de pedra

27 de agosto de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

Vulgar é um menino viking que anseia pelos dias de invasões gloriosas, pilhagens e barbas enormes. Entretanto, a realidade na vila de Lorota é bem diferente: tudo é muito chato e tedioso.

Assim, o menino, personagem do livro “Vulgar, o Viking e os Saqueadores de Bolinhos de Pedra”, de Odin Barba-Ruiva, acredita que é seu dever introduzir um pouco de caos na comunidade e decide realizar a sua própria invasão viking: uma viagem através da lagoa para saquear a padaria local.

Ao lado de seu amigo Knut, Vulgar invade um celeiro onde constroem um barco para seguirem com a jornada. Os dois são, então, surpreendidos pela princesa Freya, que exige se juntar à tripulação.

Já no barco improvisado, junto com Ranzinza, o cão, o trio luta para atravessar a lagoa e conseguir um lote de bolinhos de pedra. Mas quando uma discussão começa na viagem de volta, a expedição de Vulgar passa a correr o risco de ir por água abaixo!

“Vulgar, o Viking e os Saqueadores de Bolinhos de Pedra”, de Odin Barba-Ruiva, com ilustrações de Sarah Horne e tradução de Alexandre Boide. Editora Escarlate, 96 páginas, R$ 26,00.

Pescando poesia

26 de agosto de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

O anil/ o anzol/ o azul
O silêncio/o tempo/ o peixe
A agulha/vertical/ mergulha.

A disposição gráfica dos versos distribuídos nas dez estrofes, os vocábulos escolhidos por campos semânticos afins, a sequência temporal em que foram colocadas as palavras, a riqueza da sonoridade, o jogo linguístico e o poder de síntese são aspectos significativos, presentes no livro “A Pesca”, do poeta Affonso Romano de Sant’Anna.

A leitura desse poema possibilita o encontro com uma literatura de alta qualidade artística. Enxuta e cheia de significados, essa poesia permite que o leitor, motivado pela palavra, construa imagens, sensações, memórias…

“A Pesca”, de Affonso Romano de Sant’Anna, com ilustrações de Lúcia Hiratsuka. Global Editora, 16 páginas, R$ 23,00.

Fase em que tudo parece fora do lugar

23 de agosto de 2013 0

Divulgação, WMF Martins Fontes

Invejamos os adolescentes por sua juventude e suas promessas, mas esquecemos muito depressa de que se trata também de um período doloroso, porque representa uma perda: perda do pensamento mágico da infância, das ilusões sobre si mesmo e sobre o mundo. Esses aspectos são discutidos no livro “A Vida em Desordem – Viagem à Adolescência”, de Marcel Rufo.

É preciso aprender a aceitar os próprios limites e conformar-se em ser sempre um pouco menos glorioso do que se tinha imaginado. Entende-se, então, por que a adolescência constitui um terreno propício para o surgimento de distúrbios psíquicos: eles exprimem a fragilidade inerente a essa idade, a dúvida sobre si e sobre as capacidades de agradar, de amar e de ser amado, a incerteza sobre o que se poderá vir a ser.

Muitos desses distúrbios, contudo, apesar de dramáticos, revelar-se-ão transitórios. Cabe ao psiquiatra acompanhar esse processo de maturação que é a adolescência e empenhar todos os esforços para relançar as perspectivas de futuro.

Livro ao mesmo tempo de lembranças e de reflexão sobre o exercício de sua profissão, “A Vida em Desordem” é uma defesa de uma psiquiatria humanista, inventiva e otimista, longe dos dogmas e do psiquiatricamente correto.

“A Vida em Desordem – Viagem à Adolescência”, de Marcel Rufo. Editora WMF Martins Fontes, 192 páginas, R$ 29,80.

Serafim e o medo de errar

22 de agosto de 2013 0

Divulgação, Formato

Serafim, personagem que dá nome ao livro de Bel e Alcy Linares, era um menino que não gostava de ficar para o fim; tanto é que ele não gostava nem de seu nome. Quando ele chegava por último na oficina de artes ou era o último a responder a alguma pergunta na sala de aula, ficava muito aborrecido.

O menino não se arriscava em brincadeiras ou atividades desconhecidas, nem em responder para a professora quando não tinha certeza por puro medo de errar.

O que Serafim não sabia é que, agindo dessa forma, ele acabava ficando mesmo para o fim, porque nunca se divertia, nunca participava de nada e ficava completamente deslocado da turma.

Será que ele conseguiu superar este problema?

“Serafim”, de Bel Linares e Alcy Linares, com ilustrações de Alcy Linares. Editora Formato, 40 páginas, R$ 32,90.

O amor de Maneco e Joana

21 de agosto de 2013 0

Divulgação, Geraçãozinha

Certo dia, Maneco descobre que, em vez de um coração, tem agora dois. Parece que seu peito vai explodir. O que ele pode fazer com aquele montão de amor dentro de si, se o amor não se guarda e não se vende?

Um dia, Joana acorda e percebe que um buraco surgiu no seu peito. Onde está a parte que falta? E com o que preencher aquele vazio? Ela tenta usar areia, massa de bolo, pedrinhas, mas nada serve. O que fazer?

“Maneco e Joana (João e Maneco” é Um livro infantil encantador, contado sob duas óticas — a do menino Maneco e da menina Joana — por Ana Reber e ilustrado com belíssima técnica mista pela artista plástica Fernanda Fajardo.

“Maneco e Joana (Joana e Maneco)”, de Ana Reber e Fernanda Fajardo. Editora Geraçãozinha, 68 páginas, R$ 19,90.

Divulgação, Geraçãozinha

Alcoolismo entre jovens

20 de agosto de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

A sugestão de hoje trata de um problema bem sério entre os jovens: o alcoolismo. Muitas vezes para se exibir e em outras para querer pertencer a um grupo, ou galera, como costumam dizer, moças e rapazes mergulham num vício que pode ter desfechos devastadores.

No livro “Gole Amargo”, de Malva San José e Alejandro Casal, a jovem Gisele é a personagem central. Contada em formato de história em quadrinhos, a narrativa é analisada de forma profunda e o leitor é convidado a fazer uma reflexão sobre o tema.

Para isso, o livreto foi dividido em duas partes: “Conhecendo a natureza humana” e “Rumo a uma nova natureza humana” e utiliza-se de textos bíblicos selecionados e um guia para reflexão.

Na primeira parte, a proposta é fazer com que o leitor identifique se está passando por um problema semelhante ao da personagem. Já na segunda, a intenção é mostrar que por meio da fé em Deus e em sua palavra é possível se libertar de um estado de dependência.

Mesmo a quem não tem religião ou não acredite em Deus, a leitura é válida porque o problema abordado atinge jovens de todas as classes, de todas as raças, de todos os credos. Evitar o próximo gole: este é o desafio a ser enfrentado para que os problemas não transbordem.

“Gole Amargo”, de Malva San José e Alejandro Casal, com ilustrações de Ramiro Vargas e tradução de Paulo Ferreira Valério. Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), 36 páginas, R$ 3,95.

Tudo para unir Sílvia e Walter

19 de agosto de 2013 0

Divulgação, Caramelo

O título deste post parece o de uma novela das sete, não é mesmo? Mas não é… ou talvez seja! Walter e Sílvia, personagens do livro “Casal Verde”, de Índigo, viviam na mesma rua. E como se viam todos os dias, começaram a gostar de verdade um do outro.

Acontece que Walter e Sílvia são… adivinha o quê!… árvores, e não fosse pelo bem-te-vi Benjamim, eles jamais saberiam que seus sentimentos eram correspondidos. Infelizmente, nem todos na vizinhança compreendem essa paixão – e tem gente até dizendo que suas demonstrações de afeto não passam de “pouca vergonha”.

Mas esse casal verde vai contar com a ajuda de alguns intrépidos amigos que farão o possível e o impossível para que esse romance tenha um final feliz.

“Casal Verde”, de Índigo, com ilustrações de Mariana Zanetti. Editora Caramelo, 48 páginas, R$ 34,90.