Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de setembro 2013

A INCRÍVEL FUGA DA CEBOLA

30 de setembro de 2013 0

Divulgação, Ática

Uma jovem cebola é a protagonista do livro “A INCRÍVEL FUGA DA CEBOLA”, de SARA FANELLI. Ela quer escapar do horrível destino de todas as cebolas: ser frita na panela.

Para fugir da Grande Fritura, só há uma saída: ser uma cebola esperta, que questiona e duvida. Mas, para se libertar, ela precisa da ajuda do leitor, que deve usar a cabeça e as mãos para ajudá-la a escapar do livro, que faz parte da coleção “CLARA LUZ”. Assim, a Cebola começa uma conversa para convencer o leitor da importância de aprender a pensar, e, do início ao fim, faz questionamentos éticos e existenciais, como: “O que é mais real: o que nós de fato fizemos ou o que nós pensamos que fizemos?”; “É possível alguém ser mau e bom?”; “Quanto dura um minuto?”.

Além de ajudar a Cebola a pensar, o leitor precisa destacá-la, página a página. No final da leitura, a Cebola sai, literalmente, do livro e vira um volume separado, com o qual a criança pode brincar.

Criado pela renomada ilustradora e designer Sara Fanelli, o livro é uma obra de arte filosófica e lúdica. Com ela, o pequeno leitor aprende que questionar, duvidar, ter as próprias ideias, é o melhor caminho para a liberdade, a solução de conflitos e a formação de um ser humano mais completo.

“A INCRÍVEL FUGA DA CEBOLA”, texto e ilustrações de SARA FANELLI. Coleção “CLARA LUZ”, Editora Ática, 68 páginas, R$ 52,50.

MEMÓRIAS MAL-ASSOMBRADAS DE UM FANTASMA CANHOTO

27 de setembro de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

O casarão Ótis, que serve de cenário para o livro “MEMÓRIAS MAL-ASSOMBRADAS DE UM FANTASMA CANHOTO”, de LUIZ ANTONIO AGUIAR, é rodeado de mistérios e deixa muita gente tremendo de medo.

Mas tem uma galera, a dos Achudos, que não está nem aí para o medo. Esse destemido grupo, formado pelos adolescentes Anjão, Prisca, Manouk e Deco, resolve desvendar os segredos dessa mansão abandonada.

Anjão, o gênio da turma, quer testar uma teoria sobre fantasmas e recruta os amigos para essa missão. Só que o fantasma que encontram não é nada convencional: Sir Simon de Canterville tem muita coisa a ensinar sobre o terror. E talvez comece até a gostar dos jovens invasores…

“MEMÓRIAS MAL-ASSOMBRADAS DE UM FANTASMA CANHOTO”, de LUIZ ANTONIO AGUIAR, com ilustrações de Guto Lins. Coleção “Jabuti”, Editora Saraiva, 96 páginas, R$ 32,90.

AS 14 PÉROLAS DA SABEDORIA SUFI

26 de setembro de 2013 0

Divulgação, Escarlate

Conta-se que no reino da Pérsia existia um rei que adorava desafios. Ele passava dias, semanas e até meses planejando-os para a diversão e o deleite de seus súditos.

Certa manhã, o rei acordou e observou sua mão esquerda e lá estava, num dos dedos, um anel grosso de ouro e pedras preciosas de valor incalculável…

O livro “AS 14 PÉROLAS DA SABEDORIA SUFI”, de ILAN BRENMAN, reúne diversos contos que retratam a cultura do Oriente Médio. “Fiz uma grande pesquisa dos contos sufis e tive dificuldade de escolher minhas 14 pérolas, já que encontrei centenas de belas, profundas, divertidas e estranhas narrativas. O interessante desses contos é que eles não se encerram em si mesmos. Não existe uma interpretação única a respeito deles; cada um pode se agarrar – ou desgarrar – na parte que mais lhe interessar de cada história lida ou ouvida”, aponta o autor.

“As histórias sufis não nos chegam somente pela razão, penetram também pela emoção. O sufismo pode ser considerado uma visão filosófica sobre os mais diversos assuntos que interessam ao ser humano: relacionamentos, amores, brigas, conquistas, fracassos, enfim, a natureza humana ganha um grande espelho ao ouvirmos e lermos os contos sufis”, complementa.

“AS 14 PÉROLAS DA SABEDORIA SUFI”, de ILAN BRENMAN, com ilustrações de Ionit Zilberman. Editora Escarlate, 76 páginas, R$ 36,30.

O LADRÃO DE ALMAS

25 de setembro de 2013 0

Divulgação, Farol Literário

O tio Aldo pede uma licencinha aos pequenos para dar uma sugestão aos papais, às mamães e aos manos mais crescidinhos. Está certo, galerinha legal?

A dica de hoje é a sequência da eletrizante trilogia “A Filha do Apanhador de Demônios”, de JANA OLIVER, que acaba de chegar à Editora Farol Literário.

“LADRÃO DE ALMAS” conta que, depois de uma batalha devastadora, na qual muitos apanhadores acabam mortos, o corpo do falecido pai de Riley fora roubado de seu túmulo por uma poderosa necromante.

Riley e seu guarda-costas veem Atlanta ser tomada por demônios de todas as classes e o caos se instaurar. Agora, mesmo com a interferência do Vaticano, a sorte de Riley pode não durar para sempre.

“LADRÃO DE ALMAS”, de JANA OLIVER. Editora Farol Literário, 352 páginas, R$ 39,90.

DE BAMBOLÊ E PATINS

24 de setembro de 2013 0

Divulgação, Geração

Em tempos de internet e tablets, até soa estranho falar de brinquedos e brincadeiras  que parecem coisa de outra mundo. A dica de hoje é de um livro que já no título traz dois desses brinquedos e que, por meio da poesia, vai fazer muita gente voltar no tempo: “DE BAMBOLÊ E PATINS”, de MARIA ELISA ALVES.

A autora é educadora e convive há mais de 30 anos com os processos de alfabetização e divulgação da poesia. Nesse tempo, desenvolveu um método de ensino lúdico que sensibiliza a criança à realidade que a cerca.

O resultado do trabalho em oficinas e jogos com crianças também pode ser visto no livro, uma reunião de poemas nascidos dessas oficinas e dedicado “a todas as crianças, esperanças de amanhã, e a todos os adultos que ainda guardam esperanças dentro de si”.

“DE BAMBOLÊ E PATINS”, de MARIA ELISA ALVES, com ilustrações de Cláudio Martins. Coleção “Meu Livro”, Geração Editorial, 24 páginas, R$ 18,00.

ABRA COM CUIDADO!

23 de setembro de 2013 0

Divulgação, Brinque-Book

Já ouviu falar do Patinho Feio, não é mesmo? Pois é! Mas há algo estranho acontecendo na história do Patinho Feio… Subitamente, um crocodilo furioso surge no livro. Como será que o patinho vai lidar com ele? E será que o crocodilo vai conseguir escapar?

O livro “Abra com Cuidado! Um Livro Mordido”, de Nick Bromley, tem o objetivo de que os pequenos leitores entrem em contato com os aspectos mais experimentais da narrativa: aqui, a narrativa tradicional é subvertida pela presença de um elemento estranho, um crocodilo que cai dentro da história e instiga os leitores a se tornarem também protagonistas.

Os autores também ensinam os pequenos leitores a enfrentarem seus medos por meio do patinho feio, que desafia esse intruso apavorante.

“Abra com Cuidado! Um Livro Mordido”, de Nick Bromley, com ilustrações de Nicola O’Byrne e tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 28 páginas, preço não divulgado.

A ÁRVORE DE TAMOROMU

20 de setembro de 2013 0

Divulgação, Formato

Já que estamos perto do Dia da Árvore, que tal um livro que fala sobre uma? Já pensaram como seria tão bom se encontrássemos uma grande árvore provedora de todos os alimentos necessários para saciar a fome; ninguém precisaria trabalhar, plantar, fazer roça… As horas seriam só para brincar.

Em “A ÁRVORE DE TAMOROMU”, a autora ANA LUÍSA LACOMBE apresenta a todos a grande árvore, onde se encontrava grande quantidade e diversidade de alimentos: mandioca, amendoim, banana, milho, arroz, abóbora, cará, feijão, inhame, melancia…

Na história, que reconta o mito dos wapixanas, adivinha quem descobre essa árvore na floresta? A cutia. Os índios ficaram com inveja dela, que comia demais enquanto a tribo passava por alguns apertos. Eles descobriram o segredo da cutia e decidiram dar um fim na boa vida dela. Mas o que eles não esperavam é que o deus Tominikare ficaria muito bravo com isso e lançaria um castigo para a tribo. O livro acompanha um CD de áudio com a narração do enredo pela autora, enriquecida por trilha sonora.

Segundo o site Roraima Adventures (http://www.roraima-brasil.com.br/povos/wapixana), os wapixanas são considerados o segundo maior grupo indígena do Estado de Roraima. Migraram para esta região pelo Sudoeste, e quando os grupos caribes chegaram já encontraram os wapixanas.

As primeiras notícias que se tem dessa tribo são do Século 18, em um esboço de mapa registrado por Gravesand, afirmando que esse povo habitava a bacia do Uraricuera até ao rio Surumu, incluindo a ilha de Maracá. Estes índios tornaram-se inimigos dos demais índios caribes, pois não aceitavam a invasão em seu território pelo macuxi. Os Wapixanas perderam estas guerras e foram obrigados a recuar.

“A ÁRVORE DE TAMOROMU”, de ANA LUÍSA LACOMBE, com ilustrações de Fernando Vilela. Editora Formato, 24 páginas, R$ 41,90.

"O PÁSSARO", DE CAROLINA MICHELINI

19 de setembro de 2013 0

Divulgação, Formato

Hoje vou apresentar uma sugestão que é para vocês lerem e depois refletirem, porque o livro “O PÁSSARO”, da joinvilense CAROLINA MICHELINI, permite trabalhar com as questões de escolhas.

A obra questiona se, mesmo bem tratado e protegido, recebendo alimento e água nas horas certas, será que o pássaro é feliz vivendo preso em uma gaiola. Será melhor ficar ou sair? Aceitar ou questionar?

“O Pássaro” é um belo livro de imagens que possibilita uma leitura ligada à compreensão da realidade. Ele pode desenvolver a capacidade dos pequenos leitores de posicionar-se diante das questões que interferem na vida coletiva, além de instigá-los a fazer reflexões sobre a liberdade de escolha e o direito à liberdade propriamente dita.

“O PÁSSARO”, de CAROLINA MICHELINI, com ilustrações de Michele Iacocca. Editora Formato, 32 páginas, R$ 33,90.

CECÍLIA MEIRELES E AS ILUSÕES DO MUNDO

17 de setembro de 2013 0

Divulgação, Global

Todo mundo já ouviu falar de CECÍLIA MEIRELES. E muita gente tem verdadeira adoração pelos poemas da consagrada autora. Mas Cecília também produziu crônicas – não na mesma intensidade dos poemas, mas com a mesma qualidade nos textos. O livro “ILUSÕES DO MUNDO” revela essa faceta pouco divulgada de Cecília Meireles.

A obra reúne crônicas que mostram a sutil capacidade da autora de transmutar temas fortuitos em matérias de relevância, graças à sensibilidade para flagrar o insólito e levar o leitor a refletir sobre sua vida e seu tempo. Algumas delas foram lidas no início dos anos 1960 nos programas “Quadrante”, da Rádio MEC, e “Vozes da Cidade”, da Rádio Roquette-Pinto, que reuniam naquela época um time de cronistas de peso como Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira e Rubem Braga.

Nestas crônicas, a autora destaca-se como atenta observadora do mundo, dotada de lucidez e perspicácia. Como se não bastasse sua verve privilegiada para examinar o que estava à sua volta, Cecília efetua com inigualável destreza a mistura entre observação e imaginação, exercício que pode ser vislumbrado nas crônicas sobre a almejada Ilha do Nanja. Tudo por meio de uma prosa que guarda fortes raízes com sua poesia.

Num tempo repleto de atropelos e injustiças, o leitor tem o privilégio de repousar seus olhos sobre crônicas como “A Ilha do Nanja” e “Natal na Ilha do Nanja”, verdadeiras flores em forma de prosa, e deixar-se envolver pelo perfume renovador de Cecília Meireles.

“ILUSÕES DO MUNDO”, de CECÍLIA MEIRELES. Global Editora, 192 páginas, R$ 35,00.

A GORDURA MISTERIOSA

16 de setembro de 2013 0

Reprodução, Aldo Brasil

Todo mundo sabe que comer bem não é comer muito. Da mesma forma, gordura não é sinal de saúde. A sugestão de hoje tem um personagem que comia letras. Será que comer isso engorda?

O livro “A GORDURA MISTERIOSA”, de Ilan Brenman, conta a história de Daniel, que aos sete anos que começou a engordar de uma hora para outra. O médico recomendou regime, mas a mãe de Daniel sabia que o filho não era comilão.

Acontece que Daniel era guloso, sim, mas ele adorava comer uma coisa muito diferente. O fim da história é engraçado justamente por ser inesperado.

“A GORDURA MISTERIOSA”, de Ilan Brenman, com ilustrações de Jean-Claude R. Alphen. Coleção “O Contador de Histórias”, Editora WMF Martins Fontes, 32 páginas, R$ 29,80.