Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2015

A namorada de Camões

27 de abril de 2015 0
Reprodução, Aldo Brasil

Reprodução, Aldo Brasil

Para começar a semana, a sugestão tem como personagens alunos e uma professora. Os cenários, claro, são a escola e os lugares onde eles vivem.

O livro “A Namorada de Camões”, de Marcia Kupstas, conta que a professora de literatura lança um desafio à classe: se vocês, como supostamente fez Camões, tivessem de decidir, num naufrágio, entre salvar “Os Lusíadas” ou sua namorada (ou seu namorado), o que fariam?

É apenas um pretexto para discutir sobre carreira versus amor. Mas Bruna, uma aluna insegura, é tomada por uma angústia terrível.

E você, o que faria se tivesse de optar entre a pessoa amada e sua vocação, seu sonho profissional, que decisão tomaria?

“A Namorada de Camões”, de Marcia Kupstas, com ilustrações de Elcerdo. Editora FTD, 264 páginas, R$ 38,00.

O dia a dia do fã de uma fã

24 de abril de 2015 0
Divulgação

Divulgação

Sabe aquelas pessoas superfãs de famosos? É sobre uma dessas pessoas que trata o livro “O Dia a Dia do Fã de uma Fã” (Editora Kiron), de André Alves Souza. O autor quis transformar em livro a experiência de ser namorado de uma “luanete” (fã do cantor Luan Santana). A prova de amor deu origem ao livro, que será lançado no dia 29 de abril, às 19h30, na Livrarias Curitiba do Shopping Mueller, em Joinville. O autor vai participar de um bate-papo com o público, seguido de sessão de autógrafos.

Na obra, o autor fala com conhecimento de causa sobre como é dividir o amor da namorada com um ídolo, da importância de entender essa paixão que se manifesta das maneiras mais intensas possíveis.

“Eu retrato nesse livro como foi para ela (namorada) e como foi para mim, do ponto de vista do namorado, entender esse amor de fã. O amor de fã não é compreendido pela sociedade, existe preconceito, com namorado de fã também. Eu sou tachado como idiota por deixar minha namorada, digamos assim, amar um cantor. Mas… como julgar o amor?”, questiona André.

SERVIÇO

O QUÊ: lançamento do livro “”O Dia a Dia do Fã de uma Fã”, bate-papo e sessão de autógrafos com o autor André Alves Souza.
ONDE: Livrarias Curitiba do Shopping Mueller – rua Visconde de Taunay, nº 235, terceiro piso, Centro, em Joinville.
QUANDO: 29/4, às 19h30.
QUANTO: o acesso ao evento é gratuito. O livro custa R$ 42,00.
INFORMAÇÕES: (47) 3145-2600.

Contos de fadas em quadrinhos

23 de abril de 2015 0
Divulgação

Divulgação

Quando foi chamado para organizar o livro “Contos de Fadas em Quadrinhos”, Chris Duffy, renomado escritor e editor de HQs, se viu, segundo ele, numa pesquisa “deliciosa”: a leitura do maior número de contos de fadas possível, em aproximadamente dois meses. Depois, o árduo foi escolher quais seriam transformados em histórias ilustradas. Dezessete fábulas, entre narrativas dos Irmãos Grimm, outras bem conhecidas e contos folclóricos não europeus, foram selecionadas.

Algumas fábulas se mantêm fiéis aos originais. Mas outras trazem reviravoltas divertidas e, muitas vezes, emocionantes. As histórias ganharam nova roupagem, colorido e humor. Uma nova maneira de interpretar antigas histórias. E de conhecer muitas outras.

Duffy ainda tentou equilibrar na triagem contos que contemplassem heróis e heroínas. Para cada história, um cartunista de peso foi eleito e recebeu a missão de fazer sua própria releitura do conto para os quadrinhos. O resultado são recontos com bom humor, muita cor e formas inéditas.

Nesta antologia única, histórias que todos conhecem se unem a outras não tão conhecidas. O resultado, divertido, mostra que nem tudo é estático no universo das fadas!

“Contos de Fadas em Quadrinhos”, organizado por Chris Duffy, com tradução de Rosa Amanda Strausz. Editora Galera Júnior, 128 páginas, R$ 55,00.

Tudo bem, Zeca?

22 de abril de 2015 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Zeca, um jacaré ranzinza, é o melhor amigo de Juca, um jovem filhote de coiote. Mas será que a magnitude desta amizade é recíproca? Às vezes, dá impressão de que Zeca fica ainda mais mal-humorado quando Juca está por perto. Mas uma coisa é certa: eles passam muito tempo não caçando coelhos, caindo de despenhadeiros e tentando decidir a diferença entre uma coruja e um urso.

A divertida história de “Tudo Bem, Zeca?”, de Maxwell Eaton III, permite trabalhar temas como animais, amizade, convivência social e humor. Para pais e professores, é possível explorar temas como: você conhece alguém ranzinza? O que fazer para tornar uma pessoa de temperamento difícil em alguém mais bem-humorado? Você já ficou de mau humor? O que o deixa de mau humor? E o que o deixa de bom
humor?

O livro é a primeira obra da coleção “Brinque-Book em Capítulos”, perfeita para os pequenos leitores que se sentem confiantes com obras ilustradas e querem encarar um livro de “criança grande”, mas que ainda não estão prontos para um texto muito longo.

“Tudo Bem, Zeca?”, texto e ilustrações de Maxwell Eaton III, com tradução de Gabriela Degen Marothy. Coleção “Brinque-Book em Capítulos”, Editora Brinque-Book, 96 páginas, R$ 34,20.

Histórias Africanas, por Ana Maria Machado

21 de abril de 2015 0
Divulgação

Divulgação

Contar histórias, em todas as culturas, sempre foi um modo de expressar valores e incentivar virtudes. Nada como as histórias de tradição oral para revelar o modo de sentir e de viver de um povo. As quatro histórias recontadas por Ana Maria Machado no livro “Histórias Africanas” (coleção “Histórias de Outras Terras”) revelam um pouco da riqueza cultural dos povos daquele continente, no qual está plantada grande parte das raízes brasileiras.

Apesar de nossa ligação com a África, sabemos muito pouco sobre a cultura de seu povo. Por isso, a obra é importante por reunir um pouco da tradição do continente. As histórias falam de animais e da natureza, ironizam os poderosos, retratam tradições milenares e denunciam males como a exploração do trabalho alheio e a escravidão.

As narrativas também apresentam um humor sutil e muito peculiar, lembrando suas origens orais, quase como um piscadela entre contador e ouvinte. Você está convidado a descobrir um pouco da África.

“Histórias Africanas”, recontadas por Ana Maria Machado, com ilustrações de Laurent Cardon. Coleção “Histórias de Outras Terras”, Editora FTD, 60 páginas, R$ 35,60.

Antonio Cava lançará o livro “Fartura” em Joinville

20 de abril de 2015 0
Fotos Divulgação

Fotos Divulgação

Antonio CavaA Feira do Livro de Joinville acabou neste domingo, mas nem por isso a cidade deixa de receber lançamentos literários. Desta vez, quem desembarca em Joinville é o dramaturgo Antonio Cava, que lançará e fará sessão de autógrafos, no dia 23, às 19h30, do seu livro “Fartura” (foto), na Livrarias Curitiba do Mueller. O roteiro do autor inclui Balneário Camboriú (24), São José (29) e Blumenau (30), nas lojas do Grupo Livrarias Curitiba.

O livro traz a percepção de que tudo à volta dos leitores os torna imensamente ricos. No entanto, essa é uma riqueza que precisa ser salva do lugar-comum do cotidiano. Refletindo sobre arte, diálogo, fé e amor, o produtor cultural e dramaturgo Antonio Cava ajuda a perceber a sabedoria reveladora presente em momentos aparentemente simples da existência.

Fugindo do lirismo vazio e do didatismo arrogante, “Fartura” estimula o otimismo esclarecido como antídoto para o cinismo individualista crescente em nossa sociedade.

SERVIÇO
O QUÊ: lançamento e sessão de autógrafos do livro “Fartura”, de Antonio Cava.
ONDE: Livrarias Curitiba do Shopping Mueller, em Joinville.
QUANDO: dia 23, às 19h30.
QUANTO: o acesso ao evento é gratuito. O livro, que tem 120 páginas e foi editado pela distribuidora A Página, custa R$ 20).

O Clube dos Caçadores de Códigos

17 de abril de 2015 0
Divulgação, Escarlate

Divulgação, Escarlate

Cody, Quinn, Luke e M.E., personagens do livro “O Clube dos Caçadores de Códigos 1 – O Segredo da Chave do Esqueleto”, de Penny Warner, são bem diferentes entre si, porém todos têm algo em comum: adoram criar e decifrar códigos. Na verdade, eles amam tanto códigos, que têm seu próprio clube secreto com um esconderijo e senhas que mudam a cada dia.

Quando Cody e Quinn percebem o que pode ser um código na janela de uma casa vizinha, que pertence ao sujeito que eles chamam de Homem Esqueleto, o clube entra em ação. E se trata de um pedido de socorro!

Este livro permite trabalhar temas como amizade, aventura, adivinhas e enigmas e cooperação. Nesta instigante narrativa, a autora convida os leitores a interagirem com a obra, solucionando os enigmas e códigos encontrados pelos protagonistas ao longo da história. Desta maneira, promove uma relação envolvente entre o leitor e a narrativa.

“O Clube dos Caçadores de Códigos 1 – O Segredo da Chave do Esqueleto”, de Penny Warner, com tradução de Regina Dell’Aringa. Editora Escarlate, 248 páginas, R$ 29,00.

"Espelho", por Roseana Murray

16 de abril de 2015 2
Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

O blog recebeu um texto mais do que especial: a crônica “Espelho”, escrita exclusivamente para o blog pela grande escritora Roseana Murray. A escritora vive em Saquarema-RJ. Publicou seu primeiro livro infantil em 1980 (“Fardo de Carinho”, Editora Murinho, R.J). Tem dois livros traduzidos no México (“Casas”, Editora Formato, e “Três Velhinhas tão Velhinhas, Editora Miguilim/ Ibeppe) . Seus poemas estão em antologias na Espanha. Tem poemas traduzidos em seis linguas ( in Um Deus para 2000, Juan Arias, Editora Desclée e Maria, Esta Grande Desconhecida, Juan Arias, Editora Maeva.).

Recebeu o Prêmio O Melhor de Poesia da FNLIJ nos anos 1986 (“Fruta no Ponto”, Editora FTD), 1994 (“Tantos Medos e Outras Coragens”, Editora FTD), 1997 (“Receitas de Olhar”, Editora FTD) e em 2013 “Diário da Montanha” (Editora Manati).

Recebeu o Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte em 1990 para o livro “Artes e Ofícios” (Editora FTD). Entrou para a Lista de Honra do I.B.B.Y em 1994 com o livro “Tantos Medos e Outras Coragens”, tendo recebido seu diploma em Sevilha, Espanha.

Recebeu o Prêmio Academia Brasileira de Letras em 2002 para o livro “Jardins” (Editora Manati, RJ) como o melhor livro infantil do ano.

Participou, ao longo destes anos, de vários projetos de leitura. Implantou em Saquarema, em 2003, junto com a Secretaria Municipal de Educação, o Projeto Saquarema, uma Onda de Leitura (fonte: http://www.roseanamurray.com/biografia.asp).

Em Joinville, ela já foi homenageada dando nome a uma hemerocale. Dê uma conferida abaixo e se emocione.

 

ESPELHO

Busco no espelho, como no conto do Guimarães Rosa, a minha alma.
Quem sou verdadeiramente, retirando a pele e os ossos?
Tenho 64 anos e um corpo que atravessou vendavais e sobreviveu. Um corpo marcado pela vida com todas as suas idas e vindas.
O espelho me mostra a superfície: uma bela senhora de olhos acesos. Mas por dentro é outra coisa. Tantas idades coexistem dentro de mim!
Sou uma adolescente, sentada no chão, de pernas cruzadas, querendo adivinhar o tempo. Felizmente, descobri o dom da poesia e do olhar, o meu dom.
E já não preciso adivinhar o tempo, porque hoje sei que o tempo não passa, somos nós que passamos e vamos vivendo o que nos vai acontecendo, as surpresas. Então posso conversar com a adolescente inquieta e apaziguá-la.
Mas se o espelho pudesse mostrar a minha alma, mostraria a criança que fui, a jovem, a velha, todas juntas, bem amarradas, como um feixe de girassóis.
Hoje, nós, humanos, vivemos muito. Podemos até nos aposentar do trabalho obrigatório, mas não da vida, das paixões, dos sonhos, que é o que nos move. Não podemos aposentar os milagres, eles continuam existindo até o último segundo.
Descobrir os nossos dons é uma tarefa  obrigatória para que nossa usina interna de alegria possa funcionar. Então não importa se temos vinte, trinta, sessenta, oitenta anos, a vida será sempre uma aventura.

Roseana Murray, 16 de abril, Saquarema

Raven continua a procura por seus pais

15 de abril de 2015 0
Divulgação, Nemo

Divulgação, Nemo

O blog apresenta hoje o livro “Bear – Volume 2″, de Bianca Pinheiro. A história da menina Raven e o urso Dimas chega ao segundo volume e se intensifica quando ela, na companhia de seu amigo urso, chega à mítica cidade Metódica, onde continua a busca por seus pais. O problema é que “alguém” lançou uma maldição sobre Metódica, e todos do povoado voltaram a ser crianças.

Graças ao feitiço, agora a empreitada será uma jornada difícil, pois seus pais não são mais adultos (caso lá estejam), e Raven não faz ideia de como eles eram quando pequenos… Além disso, as crianças de Metódica decidem disciplinar os “novos pequenos”, uma vez que eles se mostram extremamente levados e colocam em risco a ordem do lugar.

Raven conta com a ajuda dos novos amigos Méli e Nico para alcançar seu objetivo, e mais: conseguir controlar Dimas em sua versão filhote. Para isso, o trio precisa descobrir o autor desse feitiço a fim de tentar revertê-lo.

Assim como em sua estreia, neste volume, Bianca Pinheiro oferece ao leitor uma linguagem divertida, com ilustrações que apostam em cores fortes e em riqueza de detalhes.

O propósito de atrair a atenção tanto dos leitores pequenos quanto dos adultos que são levados ao mundo lúdico criado pela autora é alcançado com uma história que tem todos os ingredientes para divertir seus leitores.

“Escrevo e desenho Bear porque é algo que eu gostaria de ler, e ficarei bem feliz se puder ser lida por todos os públicos”, afirma a autora.

“Bear – Volume 2″, texto e ilustrações de Bianca Pinheiro. Editora Nemo, 80 páginas, R$ 37,90.

Brinquedos e brincadeiras com Roseana Murray

14 de abril de 2015 0
Reprodução, Aldo Brasil

Reprodução, Aldo Brasil

Você gosta de pular corda, de brincar de roda ou ouvir histórias? O livro “Brinquedos e Brincadeiras”, de Roseana Murray, é uma ciranda de poemas sobre… brinquedos e brincadeiras! Brincadeiras com palavras e histórias, com sol e chuva, com brinquedos de imaginação.

A obra é composta por vinte poemas que descrevem de forma poética vários brinquedos e brincadeiras como pular corda, bolinha de gude, casa na árvore, amarelinha, bola de meia etc. Poesia é brincar com palavras, já disse um poeta. Por isso, a poeta também brinca: com a música das palavras (ritmo, rimas etc.), as imagens e ideias que elas sugerem.

O leitor, assim, vai descobrir a brincadeira da leitura: quieto e em silêncio; em voz alta, com gestos e movimentos; sozinho ou em grupo!

“Brinquedos e Brincadeiras”, de Roseana Murray, com ilustrações de Cris Eich. Editora FTD, 48 páginas, R$ 35,00.