Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

As Meninas e o Poeta

21 de setembro de 2015 0
Divulgação, Global

Divulgação, Global

Manuel Bandeira, em razão de seus problemas de saúde, manteve-se solteiro, mas tinha muitos amigos casados e com filhos. Visitava os amigos sempre, convivendo carinhosamente com eles e as crianças. Como poeta, achou o melhor jeito de homenageá-los: oferecer-lhes poemas.

Em datas festivas como aniversários, nascimentos, batizados ou mesmo em encontros ocasionais, Manuel Bandeira alinhou muitos poemas-dedicatórias que distribuía como presentes. Poemas realizados ao sabor do momento, entre as famílias de sua mais afetuosa convivência ou quando uma ocasião especial sugeria.

“As Meninas e o Poeta” traz parte desse material, aqui organizado pelo escritor Elias José, que selecionou os poemas com cuidado e afeto, como o poeta ao escrevê-los. Nesta nova edição, as ilustrações e projeto gráfico do artista Maurício Negro romantizam ainda mais os poemas carinhosos do nosso poeta de Pasárgada.

Rosalina.
Rosa ou Lina?
Lina ou Linda?
Flor ainda!
Flor purpúrea,
Mais singela
Que Adozinda:
Rosalina!
Rosalinda!

Neste livro, poesia e infância se misturam com graça e leveza. E, como o próprio Bandeira afirma num desses pequenos poemas, tudo parece acontecer de modo mais suave que a brisa.

“As Meninas e o Poeta”, de Manuel Bandeira, organizado por Elias José, com ilustrações de Maurício Negro. Global Editora, 88 páginas, R$ 49,00.

Envie seu Comentário