Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de janeiro 2016

Martinha quer saber, e você?

29 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Boa Nova

Divulgação, Boa Nova

Mais uma semana está chegando ao fim, a criançada já está a mil porque logo as aulas voltam. Para se aquecer para esse período, lá vai mais uma sugestão.

O livro “Martinha Quer Saber, e Você?” traz de forma detalhada e meiga os questionamentos da pequena Martinha para a avó. Escrita por Danielle Veiga de Medeiros Carvalho, ditada pelo espírito Augusto Cezar Netto e ilustrada por Rafael Sanches, a obra possibilita uma viagem pela curiosidade genuína que toda criança tem.

Aquelas perguntas comuns de toda criança, como de onde viemos e como surgiram as coisas, são tratadas de forma simples e generosa com as respostas da vovó Maria. Até mesmo questões mais engraçadas, como por que as pessoas usam roupas e as árvores não, ou complexas, como a reencarnação e o plano espiritual, são ilustradas e explicadas no livro.

A conversa entre a vovó Maria e Martinha acontece enquanto a mãe da menina vai ao hospital dar à luz o seu mais novo irmãozinho, ou irmãzinha. Como conhece bem a neta, a avó já se prepara para muitas dúvidas e questionamentos.

O livro é uma grande oportunidade de conversar de forma lúdica, honesta e transparente com as crianças a respeito de temas que muitas vezes acabam por ficar sem explicação. Isso porque traz explicações singelas, diretas e que, ao mesmo tempo, facilitam a compreensão.

“Martinha Quer Saber, e Você?”, de Danielle Veiga de Medeiros Carvalho, ditado por Augusto Cezar Netto e com ilustrações de Rafael Sanches. Editora Boa Nova, 32 páginas, R$ 9,90.

Clássico "Macunaíma" em história em quadrinhos

28 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Peirópolis

Divulgação, Peirópolis

A Editora Peirópolis traz aos leitores a adaptação para quadrinhos de “Macunaíma”, uma das mais importantes obras da literatura nacional, escrita por Mário de Andrade (1893-1945), expoente do modernismo brasileiro. A obra entrou em domínio público em 1° de Janeiro de 2016 e esta é a sua primeira quadrinização.

“Macunaíma em Quadrinhos” é o 15° título da coleção “Clássicos em HQ”, que já conta com os sucessos “Dom Quixote”, “Os Lusíadas”, “Odisseia”, “Auto da Barca do Inferno”, dentre outros (para conhecer a coleção acesse: http://www.editorapeiropolis.com.br/catalogolivros/?cat=38&tit=Coleção+Clássicos+em+HQ).

Originado da primeira fase modernista do Brasil, o livro narra a história do anti-herói, preguiçoso; e é um ataque às desvirtudes que, em sua visão, caracterizavam o povo brasileiro, evidenciado no “herói sem caráter”, subtítulo do livro.

Escrito em apenas uma semana – em dezembro de 1926, e lançado dois anos depois – em 1928, a publicação causou extrema agitação. Prevendo esse impacto, Mário disse, na época, que o que escreveu “não é um romance, nem um poema, nem uma epopeia.” (…) “Diria antes, que é um “coquetel. Um sacolejado de quanta coisa há por aí.” E terminou chamando o livro de rapsódia. E como as rapsódias musicais, compostas por uma variedade de cantos populares, “Macunaíma” é construído numa espécie de colagem feita com folclore, histórias de origens variadas, superstições, neologismos, palavras em tupi e anedotas que condensam o caráter do povo e cultura brasileira.

A edição de Ângelo Abu e Dan-X transporta o leitor para a época tupiniquim no Brasil, preservando o espírito da obra ao mesmo tempo em que se adapta à linguagem moderna. Nesta adaptação, a obra conta com detalhes não imaginados no original, que agora ganham cor e traços. “Entender como cada autor representou determinadas personagens ou estruturas da composição matriz possibilita compreender que a quadrinização é uma outra obra, também autoral; é o depoimento de leitura de um artista gráfico para ser compartilhado. Ela pode ajudar a conquistar leitores para o clássico, abrir os significados do título e até motivar sua retomada”, afirma Renata Borges, diretora da Editora Peirópolis.

“Macunaíma”, e todos os títulos da coleção “Clássicos em HQ”, estão disponíveis em e-book em todos os formatos e para todos os dispositivos (Kobo/Cultura, Kindle/Amazon e e-pub Appel/demais plataformas de leitura).

“Macunaíma em Quadrinhos”, de Mário de Andrade, com edição de Ângelo Abu e Dan-X. Editora Peirópolis, coleção “Clássicos em HQ”, 80 páginas, R$ 39,00 (edição impressa) Preço da versão em e-book não foi divulgado.

DC Super Friends - Prontos para o Combate

27 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

A criançada ainda está de férias, mas a maioria dos pais já voltou para o trabalho. Então, arranjar atividades para os filhos se torna uma aventura, um desafio, afinal, não tem como levar os pequenos para a praia ou um parque.

Então, que tal as crianças despertarem o artista (ou a artista) que existe dentro delas, liberar a imaginação e colorir os super-heróis da DC Comics, famosos na TV e no cinema? Essa é a proposta do livro de colorir “DC Super Friends – Prontos para o Combate”, da Editora Vale das Letras.

A publicação vem com uma aquarela com dez cores e um pincel para ajudar a criançada e os Superamigos a proteger e dar mais cor ao mundo contra os vilões!

“DC Super Friends – Prontos para o Combate” (livro de colorir). Editora Vale das Letras, 40 páginas, preço não divulgado.

Bíblia com capa que brilha no escuro

26 de janeiro de 2016 0
Divulgação, SBB

Divulgação, SBB

As Bíblias, geralmente, têm um formato tradicional, com capa escura. Hoje, mostro para vocês uma que também tem capa escura, mas com um diferencial: a “Bíblia Sagrada com Notas para Jovens”, da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), recebeu uma capa especial e arrojada: perfurada, tem fundo fosforescente, que faz com que brilhe no escuro.

Preferência entre o público jovem, a obra se destaca pelo conteúdo atual de suas notas, totalmente focado em questões e desafios enfrentados pela juventude. Sua linguagem clara e direta, além do texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, tem contribuído para que essa Bíblia seja a mais procurada e lida por esse público.

Confira alguns recursos da obra:

• Visão geral da Bíblia;
• Diferentes estilos literários na Bíblia;
• Três abordagens para ler a Bíblia;
• Como encontrar uma referência bíblica;
• Um guia para os principais acontecimentos;
• Leituras para dias especiais;
• 418 quadros inseridos ao longo da Bíblia, abordando temas atuais e de relevância para o jovem, além de reflexões sobre versículos-chave e biografias de personagens bíblicos;
• Vocabulário;
• Mapas; e
• Agenda telefônica e espaço para anotações.

“Bíblia Sagrada com Notas para Jovens”, da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), 1.610 páginas, R$ 45,90.

Entre a ruína e a paixão

25 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Gutenberg

Divulgação, Gutenberg

Para começar a semana, o Blog do Aldo Brasil sugere um romance, “Entre a Ruína e a Paixão”, de Sarah MacLean, para ser lido pelos mais crescidinhos.

O livro conta que uma noiva desaparece na véspera de seu casamento. Um poderoso duque é acusado de assassinato. Uma noite que mudou duas vidas para sempre. Temple viu seu mundo desmoronar quando acordou completamente nu e desmemoriado em uma cama repleta de sangue. Destituído de seu título e acusado de assassinato, o jovem duque foi banido da sociedade.

Doze anos depois, recuperado em sua fortuna e seu poder como um dos sócios do cassino mais famoso de Londres, sua redenção surge quando a única pessoa que poderia provar sua inocência ressurge do mundo dos mortos. Após doze anos desaparecida, Mara Lowe se vê obrigada a reaparecer quando seu irmão perde toda a fortuna da família nas mesas do cassino do homem cuja vida ela arruinou.

Temple quer provar a todos que é inocente e, sobretudo, se vingar e destruir a vida daquela mulher, enquanto Mara precisa enfrentar o passado para recuperar seu dinheiro. Assim, os dois firmam um acordo obsceno que os une em um jogo de poder e sedução. Mas ambos descobrem que a realidade esconde muito mais do que as aparências revelam e eles se veem em uma encruzilhada na qual precisam escolher entre lavar a honra do passado e garantir o futuro ou ceder ao desejo de se entregarem de vez à irresistível atração que sentem um pelo outro, mas que pode arruiná-los para sempre.

“Entre a Ruína e a Paixão”, de Sarah MacLean, com tradução de A.C. Reis. Série “O Clube dos Canalhas”, Editora Gutenberg, 304 páginas, R$ 29,90.

Brincadeira de criança... como é bom!

22 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Pandorga

Divulgação, Pandorga

Toda criança gosta de brincar e, como todos bem sabem, muito!  Por isso, o incentivo a brincadeiras inteligentes, criativas e divertidas para os pimpolhos é indispensável. E essa é a proposta da obra “Vou Brincar”, da autora catarinense Leticia Kuerten, que traz um livro original com uma proposta diferente de tudo o que já se viu no mundo dos livros.

Com ilustrações supercoloridas de Fábio Brust, a obra é um conjunto de ideias para garantir a diversão da garotada. Num momento em que o verbo brincar anda esquecido e o verbo jogar tomou conta do lazer infantil, sugestões de brincadeiras como as encontradas neste livro estimulam a criançada a despertar a inteligência, além de novas habilidades, a concentração e a atitude saudável, ecológica e lúdica.

As 20 atividades do livro “Vou Brincar” podem ser feitas independentemente pela criança ou com um adulto, propiciando um momento de reforço no vínculo entre pais e filhos. Uma vez, nesta geração, foi preciso incentivar as crianças no uso da tecnologia. Hoje, a sociedade está no sentido inverso e, como defende a autora: “É nosso dever ensiná-las a brincar!”.

Entre tantas boas ideias, a brincadeira Coleta de Folhas Secas é uma diversão que começa com um passeio na rua, seguida pelo recolhimento de algumas folhas que caíram das árvores. Em casa, a criança cola o que pegou numa folha de papel em ordem crescente. Enquanto as folhas são fixadas, a autora incita a observação dos pequenos para novas sensações e experiências, como texturas, cores, formatos e até cheiros.

“Vou Brincar”, de Leticia Kuerten, com ilustrações de Fábio Brust. Editora Pandorga, R$ 34,90.

Pedaladas da superação

21 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Pandorga

Divulgação, Pandorga

Depois do sucesso no exterior com a história traduzida para o inglês, a Editora Pandorga traz ao Brasil o livro “O Menino que Pedalava”, da autora Cassia Cassitas. Muito bem recomendado na Amazon.com e com dedicatória de Rolando Ferreira, primeiro jogador brasileiro na NBA, o livro narra a vida de André, um garoto que decide superar as dificuldades impostas em seu caminho por meio do ciclismo.

Em uma história de perseverança, dedicação e determinação, a autora apresenta uma trajetória que vai além da questão esportiva e olímpica. É uma narrativa de superação, juntamente com os desafios que a vida impõe, além de amor, heroísmo e vitórias.

No livro, o casal Elizabeth e Mario trabalha para o Comitê Olímpico Internacional, viajando o mundo organizando os Jogos Olímpicos e, num certo momento, tem um filho, que vem a se chamar André. O garoto, contrariando todas as expectativas, se interessa pelo ciclismo e, com a ajuda dos pais, de seu treinador e de um empenhado médico, passa a conviver com uma nova realidade, muitas vezes difícil de entender e lidar.

Enquanto André vai superando as dificuldades no preparo para as competições nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, ele leva aos leitores um relato impressionante que tem o poder de despertar o espírito adormecido da solidariedade, da coragem e da luta por um ideal.

Esta obra conduzirá o leitor por diferentes caminhos e cenários da vida do herói e é referência para todo aquele que tem um sonho, não importando qual. Mesmo com todas as impossibilidades e percalços da vida, o protagonista ensina que tudo é possível.

“O Menino que Pedalava”, de Cassia Cassitas. Editora Pandorga, 248 páginas, R$ 29,90.

Teatro infantil: leitura e propostas

20 de janeiro de 2016 0
teatro infantil história leitura e propostas

Divulgação, Positivo

A vivência teatral nas escolas permite ao aluno desenvolver habilidades que lhe serão úteis durante todo o processo de aprendizagem, no crescimento pessoal e social.

Tania Mariza Kuchenbecker Rösing, mestre e doutora em teoria literária pela PUC-RS, afirma que “essas propostas de ação no mundo do faz de conta, veiculadas pelas vozes de crianças, permitem que se entenda por que é importante suspender a realidade do dia adia por instantes, com o intuito de vivenciar outros papéis, assumir outros olhares, entrando no mundo da fantasia pela imaginação. Somos testemunhas de um desejo coletivo de vivenciar, pela imitação, outros personagens, outros pontos de vista”.

Pensando nisso e para colaborar com a formação de professores, a Editora Positivo apresenta o livro “Teatro Infantil: Leitura e Propostas”, que traz um farto material histórico sobre o teatro e suas diferentes modalidades, trata das peculiaridades deste gênero textual e apresenta propostas de atividades em sala de aula.

Na obra, artigos escritos por autoridades no assunto como Regina Zilberman, Celso Sisto, Marta Morais da Costa, Maria Helena Kühner e Fabiano Tadeu Grazioli, organizador da obra, oferecem ricas possibilidades de vivências dramáticas.

“Teatro Infantil: Leitura e Propostas”, organizado por Fabiano Tadeu Grazioli. Editora Positivo, 144 páginas, R$ 39,50.

A menina da neve

19 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Novo Conceito

Divulgação, Novo Conceito

Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel, personagens do livro “A Menina da Neve”, de Eowyn Ivey. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais: ele, no duro trabalho da fazenda; ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece.

Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca. Enquanto o casal se esforça para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles.

No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.

“A Menina da Neve”, de Eowyn Ivey, com tradução de Paulo Polzonoff Jr. Editora Novo Conceito, 352 páginas, preço não divulgado.

Tom, o trator azul

18 de janeiro de 2016 0
Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Crianças gostam que lhes contem histórias. Mas os pequenos também adoram um brinquedo, não é mesmo? Então, começando a semana, a dica de hoje vai unir o útil ao agradável às crianças.

No livro “Tom, o Trator Azul”, da coleção “Me Dê Corda”, da Editora Vale das Letras, a criançada poderá acompanhar Rato, Porquinho e Tom durante um dia bem cheio na fazenda. Siga-os pelo campo enquanto eles visitam os cavalos, aram o campo e fazem muito mais coisas!

Com um fantástico carrinho de dar corda e uma linda pista dobrável, as crianças poderão recriar a história e viver novas aventuras sempre que quiserem.

“Tom, o Trator Azul”. Tradução de Paulo H. Cecconi, coleção “Me Dê Corda”, Editora Vale das Letras, oito páginas em papel resistente, preço não divulgado.