Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A hiperatividade tratada de maneira divertida

30 de novembro de 2016 0
Divulgação, Caravansarai

Divulgação, Caravansarai

Abordar de forma leve, afetuosa e divertida as principais características das crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Essa é a proposta do livro infantil “João Agitadão”, da escritora e psicóloga Lia de Paula Moraes.

A obra conta a história de um menino muito agitado chamado João. O personagem gosta muito de correr, não consegue ficar quieto e ainda tem uma capacidade incrível para se distrair com qualquer coisa. Todas as características de alguém com TDAH. Por causa do seu jeito elétrico e estabanado, ele passa por problemas com professores, nos locais por onde anda e até com os coleguinhas da rua na hora da brincadeira.

– A ideia principal é que a criança hiperativa ao conhecer o personagem se identifique com ele e isso contribua para formar uma autoimagem mais positiva – diz a autora.

A escritora conta que a inspiração veio de suas experiências pessoais e na carreira desde quando o TDAH tinha pouca divulgação nos meios de comunicação e entre as famílias. Em casa, por exemplo, ela teve de lidar com a hiperatividade do filho mais velho, hoje um publicitário bem-sucedido. No trabalho, ela atendia muitas crianças com TDAH num posto de saúde da rede pública.

Para facilitar o atendimento das crianças com o transtorno, a autora escreveu o texto que lia para elas e depois pedia que fizessem um desenho sobre a história. Isso as ajudava a falarem sobre si mesmas. Com o tempo, percebeu o valor terapêutico do texto e surgiu a ideia do livro “João Agitadão”.

– A linda ilustração do publicitário Ney Megale tornou o livro atraente também para as crianças sem sinal de hiperatividade, que vão entender e aceitar mais os colegas desatentos e agitados – conclui.

“João Agitadão”, de Lia de Paula Moraes, com ilustrações de Ney Megale. Editora Caravansarai, 26 páginas, R$ 28,00.

Envie seu Comentário