Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de novembro 2016

A hiperatividade tratada de maneira divertida

30 de novembro de 2016 0
Divulgação, Caravansarai

Divulgação, Caravansarai

Abordar de forma leve, afetuosa e divertida as principais características das crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Essa é a proposta do livro infantil “João Agitadão”, da escritora e psicóloga Lia de Paula Moraes.

A obra conta a história de um menino muito agitado chamado João. O personagem gosta muito de correr, não consegue ficar quieto e ainda tem uma capacidade incrível para se distrair com qualquer coisa. Todas as características de alguém com TDAH. Por causa do seu jeito elétrico e estabanado, ele passa por problemas com professores, nos locais por onde anda e até com os coleguinhas da rua na hora da brincadeira.

– A ideia principal é que a criança hiperativa ao conhecer o personagem se identifique com ele e isso contribua para formar uma autoimagem mais positiva – diz a autora.

A escritora conta que a inspiração veio de suas experiências pessoais e na carreira desde quando o TDAH tinha pouca divulgação nos meios de comunicação e entre as famílias. Em casa, por exemplo, ela teve de lidar com a hiperatividade do filho mais velho, hoje um publicitário bem-sucedido. No trabalho, ela atendia muitas crianças com TDAH num posto de saúde da rede pública.

Para facilitar o atendimento das crianças com o transtorno, a autora escreveu o texto que lia para elas e depois pedia que fizessem um desenho sobre a história. Isso as ajudava a falarem sobre si mesmas. Com o tempo, percebeu o valor terapêutico do texto e surgiu a ideia do livro “João Agitadão”.

– A linda ilustração do publicitário Ney Megale tornou o livro atraente também para as crianças sem sinal de hiperatividade, que vão entender e aceitar mais os colegas desatentos e agitados – conclui.

“João Agitadão”, de Lia de Paula Moraes, com ilustrações de Ney Megale. Editora Caravansarai, 26 páginas, R$ 28,00.

Editora Positivo lança trilogia no centenário do escritor Murilo Rubião

29 de novembro de 2016 0
Divulgação, Positivo

Divulgação, Positivo

O centenário de nascimento do escritor mineiro Murilo Rubião − um dos principais representantes da literatura fantástica no Brasil − inspira o lançamento de uma trilogia ilustrada pela Editora Positivo. Os contos “Bárbara”, “O Edifício” e “Teleco, o Coelhinho” saem em edições especiais e com a participação de grandes ilustradores brasileiros, cujos trabalhos interagem com o texto.

Entre os diferenciais das publicações está justamente o formato, no qual, dentro de uma conceituação atual, ilustração e projeto gráfico contribuem para ampliar ainda mais o peso da obra. Dessa forma, a editora pretende aproximar as novas gerações da escrita de Rubião e estimular o interesse não só por este autor, mas também pelo gênero ficção fantástica, que costuma ter uma ótima aceitação entre o público jovem e adolescente.

O projeto partiu do mineiro Nelson Cruz. Um dos mais reconhecidos ilustradores do País, Cruz detém, entre outras premiações, a da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), a da Câmara Brasileira do Livro (Jabuti),  a da Biblioteca Nacional (Prêmio Glória Pondé), e a do Centre International d’Études en Littérature de Jeunesse (Cielj), da França (Octogones). Foi ele quem sugeriu a publicação de três livros ilustrados e também a participação dos outros artistas: a mineira Marilda Castanha e o paulista Odilon Moraes.

Os três tiveram a liberdade de escolher o conto conforme identificação pessoal, conteúdo que foi devidamente aprovado pela Editora Positivo, que avaliou a adequação de leitura das obras e também as recomendou para uso no ensino fundamental.  Vendidos separadamente ao preço de R$ 39,80, os livros destacam-se, ainda, pelo acabamento em costura e pela riqueza das ilustrações em técnicas que passam pelo trabalho manual com nanquim, giz, aquarela, tinta acrílica, gesso, entre outros.

Rubião, o precursor da literatura fantástica no Brasil

Divulgação, Positivo

Divulgação, Positivo

Como explica o escritor Nelson de Oliveira, que prefacia o livro “O Edifício”, “no Brasil, grandes autores fizeram ficção fantástica, mas esporadicamente. Pouquíssimos foram os que se dedicaram exclusivamente a esse gênero. Murilo Rubião foi um deles. Não só isso. Foi um dos maiores. Um precursor. Sua obra ficcional − apenas trinta e três contos curtos − iluminou o caminho para a sua geração e as seguintes.”

Nascido em Minas Gerais em 1916, Murilo Rubião formou-se em Direito e exerceu diversas atividades. Começou a carreira literária escrevendo poemas, mas logo acabou enveredando para o gênero que o consagrou: o conto fantástico. Mágico das palavras, o autor retira de sua cartola um cotidiano revestido de simbologia apetitosa. Personagens podem surgir e desaparecer sem maiores explicações. Situações aparentemente absurdas são moldadas por uma linguagem que harmoniza o natural com o sobrenatural. Nesse contexto, valores da sociedade são colocados frequentemente à prova.

O escritor Mário de Andrade afirmou, em 1943, que Rubião “possui o mesmo dom de um Kafka. A gente não se preocupa mais, é preso pelo conto, vai lendo e aceitando o irreal como se fosse real, sem nenhuma reação mais”. Apesar do reconhecimento de sua obra (ainda em vida) por boa parte do meio literário, o autor nunca se mostrou satisfeito com o resultado de sua escrita. Em entrevistas, revelou que essa insatisfação o levava à reescrita constante dos contos, lapidando a linguagem até a exaustão, em busca de uma prosa límpida.

Seu primeiro livro, “O Ex-mágico”, foi publicado em 1947. Depois, vieram “A Estrela Vermelha” (1953), “Os Dragões e Outros Contos” (1965), “O Pirotécnico Zacarias e o Convidado” (1974), “A Casa do Girassol Vermelho” (1978) e “O Homem de Boné Cinzento e Outras Histórias” (1990). Teve parte da obra traduzida para outros idiomas. Após a sua morte, em 1991, diversas antologias de contos seus foram publicadas no País.

Os livros

Divulgação, Positivo

Divulgação, Positivo

“O Edifício” – trabalho que remete ao mito de Sísifo, é uma alegoria à condição humana e um conto extremamente angustiante no qual a vida parece suspensa. Segundo o escritor Nelson de Oliveira, que responde pelo prefácio da obra, a narrativa transparente, sem exageros retóricos, mostra que, para o autor, o enredo é tão importante quanto a linguagem. Ilustrado por Nelson Cruz em tinta acrílica e caneta nanquim, tem 48 páginas.

“Bárbara” – uma obra que relata, por meio do fantástico, a soberba e o vazio. É a história de uma mulher que não se sacia e tem desejos sem fim, e de seu companheiro que, com um amor descomunal, não se limita a satisfazer as vontades da esposa. Na visão de Mariana Ianelli, que prefacia o livro, também pode ser considerado “uma história de sombras ou A fábula de um amor louco”. Ilustrado por Marilda Castanha, em técnica mista, tem 48 páginas.

“Teleco, o Coelhinho” – este conto fala das questões da existência humana e da metamorfose, no sentido de tentativa de adaptação do mundo. Como explica Nilma Lacerda, que apresenta o livro, a obra mostra “as transformações contínuas de humor, de um corpo que em certas ocasiões parece não caber no eu que o abriga”. Com ilustrações de Odilon Moraes, em lápis, nanquim e Ecoline, tem 48 páginas.

Flor e Miga em uma viagem por dentro do corpo humano

28 de novembro de 2016 0
Divulgação, Boa Nova

Divulgação, Boa Nova

Começando a semana, o Blog do Aldo sugere fazer uma viagem. Não um passeio de ônibus, trem, carro ou avião, mas sim por dentro do corpo humano. Quer embarcar?

No livro “O que é que o Corpo Humano Tem por Dentro?”, escrito pela médium Danielle Veiga de Medeiros Carvalho, as crianças farão uma viagem pelo corpo humano acompanhadas de duas personagens muito fofas: as formigas Flor e Miga.

Depois da aula de ciências, na Escola Dulce Formiga, as meninas precisam fazer um trabalho em dupla que vale 10 pontos sobre como é o corpo humano por dentro. Apavoradas, as duas não sabem por onde começar, até que Miga tem uma ideia que vai muito além de acessar o Formigonet. O plano é entrar dentro do corpo humano de alguma criança. Equipadas, com roupas de mergulho e equipamento de rapel, as amigas embarcam na missão! Mas, na hora de viajar, bate um medo tão grande que quase faz Miga desistir.

Depois de tomar coragem, as duas começam o trajeto pelo ouvido de uma criança. A partir daí, as aventuras não param mais. As duas compartilham surpresas e descobrem como funciona essa máquina ligada ao espírito de cada pessoa.

Quando um humano está feliz, ele ri, canta, abraça, beija… Mas, quando está triste, ele chora. Para as lágrimas saírem, o cérebro manda uma mensagem aos olhos que diz: “Vamos colocar esta tristeza para fora!”. E a tristeza sai em forma de lágrimas.

Além de ensinar sobre o funcionamento do corpo humano e mostrar a importância de se cuidar bem do corpo para não ficar doente, por exemplo, a obra incentiva as crianças a enfrentarem seus próprios medos e serem mais corajosas.

“O que é que o Corpo Humano Tem por Dentro?”, de Danielle Veiga de Medeiros Carvalho, ditado por Santiago. Editora Boa Nova, 36 páginas, R$ 10,90.

Scooby-Doo e sua turma em uma viagem misteriosa

25 de novembro de 2016 0
Divulgação, Boa Nova

Divulgação, Boa Nova

No ano de 1848, fenômenos misteriosos aconteceram em uma casa em que moravam duas garotas: as irmãs Fox. As duas meninas ouviam pancadas esquisitas nas paredes da casa, produzidas por um fantasma chamado Charles, um vendedor de joias que morreu no local.

Para conversar, batia uma vez para responder sim e duas vezes para dizer não. Depois, a casa foi vendida para a família das irmãs e, em seguida, virou um hotel.

Na obra “Viagem Misteriosa”, história adaptada de Gail Herman escrita por Luis Hu Rivas, Scooby-Doo e sua turma pegam a estrada, mas uma tempestade interrompe a viagem e obriga os detetives da Máquina do Mistério a se hospedarem em algum lugar próximo. Só que não imaginavam que este local seria o mesmo em que viveram as irmãs Fox.

Salsicha e Scooby-Doo vão parar em um quarto que está mais para um quarto de terror do que de hotel. Eles e seus amigos se aventuram numa história cheia de surpresas. Será que conseguirão resolver os mistérios em torno desses acontecimentos assustadores.

O livro, na parte final, também tem diversão para a criançada, com atividades como colorir, ligue os pontos e jogo dos erros.

“Scooby-Doo — Viagem Misteriosa”, de Luis Hu Rivas e Warner Bros., adaptado da obra de Gail Herman. Editora Boa Nova, 64 páginas, R$ 31,90.

Ciúme infantil, esse monstro embaixo da cama

24 de novembro de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

A dica de hoje do Blog do Aldo retrata um aspecto bem comum em casas nas quais há um bebezinho e o seu irmão (ou sua irmã) um pouco mais velho: o ciúme, que às vezes é bem sutil, mas que existe.

“O Monstro Debaixo da Cama”, de Adriano Messias, conta a história do dia a dia de Henrique, um garoto de sete anos às voltas com um monstro debaixo de sua cama e a falta que sente da atenção dos pais, absorvidos nos cuidados do bebê recém-nascido. O narrador “se cola” tanto no personagem principal, que é como se vivêssemos as mesmas dúvidas e medos de Henrique. O monstro que ele vê todos as noites vai adquirindo as características das pessoas com as quais ele se relaciona durante o dia, mostrando a dificuldade que o menino tem em lidar com a nova situação. Até o dia em que ele resolve enfrentar seus medos.

Para os professores trabalharem em sala de aula, uma das sugestões é pedir aos alunos que levem fotos da família. Ajude-os a montar uma árvore genealógica: irmãos, pais, tios, primos, avós. Com certeza, aparecerão padrastos, madrastas, irmãos, meios-irmãos, filhos do primeiro casamento do padrasto ou da madrasta etc. Pode acontecer também de alguém ser criado pela avó ou tia, ou ter um primo que mora junto, entre outros. Não se esqueça de que a criança tem que se retratar na árvore também.

“O Monstro Debaixo da Cama”, de Adriano Messias, com ilustrações de Rubem Filho. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

Bíblia Momentos com Deus

23 de novembro de 2016 0
Divulgação, SBB

Divulgação, SBB

A dica de hoje é bem legal para quem tem crianças pequenas, para ler juntinho com os pimpolhos e pimpolhas.

A “Bíblia Momentos com Deus” é um livro devocional que ajudará a criança a ficar ainda mais pertinho de Deus. Foi Idealizada para estimular a criança a passar um tempo com Deus, adquirindo o hábito de ler e orar. Para isso, reúne uma seleção de 31 histórias bíblicas, 14 do Antigo Testamento e 17 do Novo Testamento, sendo que ao final de cada uma há uma oração.

As narrativas têm texto bíblico recontado de maneira clara e sensível, além de lindas ilustrações. Outro diferencial da obra é o seu acabamento. Com capa dura almofadada, fecho e alça, é perfeita para a criança levar a sua própria Bíblia para todos os lugares.

“Bíblia Momentos com Deus”, da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), 68 páginas (capa dura em formato de maleta), R$ 32,90.

Um Grito de Liberdade – a Saga de Zumbi dos Palmares

22 de novembro de 2016 0
Divulgação, Moderna

Divulgação, Moderna

No dia 20, comemorou-se no Brasil o Dia da Consciência Negra, data da morte de Zumbi dos Palmares, um escravo que foi líder quilombola e reivindicava os direitos do seu povo contra a escravidão. Para falar sobre a data, o Blog do Aldo sugere a leitura de um libro sobre o tema. Com muita ação, lutas sangrentas e atos de heroísmo, o livro “Um Grito de Liberdade – a Saga de Zumbi dos Palmares”, de Álvaro Cardoso Gomes e Rafael Lopes de Sousa procura resgatar a vida do último líder quilombola do período colonial.

A obra traz a história de um jovem escravo, batizado como Francisco, que vive em companhia de um padre, seu protetor. O protagonista aprendeu a ler, a escrever e tem regalias que seus companheiros não têm, porém, almeja conquistar o bem que considera mais precioso – a liberdade. Isso faz com que ele fuja em busca do reino dos negros, em Palmares, lugar que acolhe negros fugidos.

Perseguido como uma fera por caçadores de escravos, Francisco terá que mostrar toda sua coragem para conseguir o que deseja. Nesse título, o leitor também acompanhará o drama da jovem Kênia, uma escrava recém-chegada da África e que se apaixonará por um forte guerreiro chamado Vemba. No reino quilombola, estes personagens farão de tudo para manter acesa a chama da liberdade.

“Um Grito de Liberdade – a Saga de Zumbi dos Palmares”, de Álvaro Cardoso Gomes e Rafael Lopes de Sousa. Editora Moderna, 144 páginas, R$ 48,00.

Uma lebre, um gato e um porco em uma noite assustadora

21 de novembro de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Para você que gosta de uma história com mistério, a primeira dica da semana, “Uma Noite Assustadora”, de Lesley Gibbes, vem bem a calhar.

O livro conta que, em uma noite escura e assustadora, a lebre, o gato e o porco partiram numa viagem, cada um carregando um objeto. Percorrendo vales e montanhas, florestas e grutas, o trio segue em direção a uma localização misteriosa, enfrentando diversos perigos. Para que servem os objetos que eles levam? Qual o objetivo da viagem noturna? O leitor descobrirá apenas no final deste divertido livro, que permite trabalhar temas como amizade, imaginação, rimas e mistério.

Logo no início da história, a autora informa que os personagens saíram em viagem levando três objetos. Junto aos alunos, pense se esses objetos podem indicar o destino da viagem ou por que os animais estavam tão determinados a chegar lá. Este é um texto rimado: observe com os alunos o efeito que as rimas têm na narrativa, elas provocam algum efeito especial?

“Uma Noite Assustadora”, de Lesley Gibbes, com ilustrações de Stephen Michael King e tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 36 páginas, R$ 35,00.

Aprenda a resolver problemas

18 de novembro de 2016 0
Aprenda a resolver problemas

Reprodução

Enquanto as crianças crescem, experimentam uma grande variedade de mudanças, desde físicas até emocionais e de relacionamento. Elas ficam expostas a diferentes emoções e necessidades e também passam a conviver com uma nova etapa na vida: resolver problemas, mesmo que pequenos.

É sobre este aspecto que o livro “Aprenda a Resolver Problemas” trata. A obra, de Nikhila Kilambi e integrante da coleção “Habilidades”, mostra às crianças situação que elas vivenciarão e com as quais aprenderão a buscar superar os obstáculos.

“Aprenda a Resolver Problemas”, de Nikhila Kilambi, com tradução de Klaus H. G. Rehfeldt. Coleção “Habilidades”, Editora Todolivro, 22 páginas, R$ 19,90.

 

Você escovou os dentes hoje?

17 de novembro de 2016 0
você escovou os dentes hoje

Divulgação, Gaudí

Galerinha, olha só que livro legal. Tão legal, que lembra todo mundo de fazer uma coisa muito importante: cuidar da saúde dos seus dentinhos.

Em “Você Escovou os Dentes Hoje?”, de Adalberto Cornavaca, conta a história de Cauã, Iara e Tupã, três sapinhos muito simpáticos que vão mostrar como é encantador mergulhar nas lagoas do Pantanal e como é bom ajudar os amigos.

Voltado para o público infantil, o livro traz ilustrações divertidas e coloridas e trabalha com a temática de saúde e higiene, além de enaltecer toda a beleza e diversidade das matas e lagoas do Pantanal Mato-grossense.

A obra é uma oportunidade educativa e lúdica para ensinar as crianças a importância de escovar os dentes após as refeições e também instruções práticas para uma escovação eficaz.

“Você Escovou os Dentes Hoje?”, texto e ilustrações de Adalberto Cornavaca. Gaudí Editorial, 32 páginas, R$ 35,00.