Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Novo Século lança box com obras consagradas de Mário de Andrade

18 de maio de 2017 0
Divulgação, Novo Século

Divulgação, Novo Século

Neste mês, chega às livrarias brasileiras, pela Editora Novo Século, o “Box — Obras de Mário de Andrade”, trazendo novas edições de quatro das principais obras desse grande autor, que foi um dos criadores do modernismo no Brasil: “Pauliceia Desvairada”, “Macunaíma”, “Contos Novos” e “Amar, Verbo Intransitivo”.

Na obra “Pauliceia Desvairada” (publicada em 1922), o autor já mostra a que veio: inaugurar uma atitude revolucionária em relação à cultura brasileira. Considerado um manifesto em versos livres, junta o humor com a seriedade para propor uma nova expressão, livre das amarras do passado com rimas cuidadosamente contadas. A velocidade dos carros, o cinema, a riqueza da cultura e das cores do País, a língua como instrumento de invenção e não de opressão. Uma língua rica e sonora, que junta o inglês e o tupi numa poesia que traz o tempo novo. Os tempos modernos mais como cacofonia do que como sinfonia.

“Macunaíma” (lançado em 1928) é considerado um marco do modernismo brasileiro. Escrito em apenas seis dias, nas férias do autor, é obra fundamental da literatura brasileira. A história, com características de um conto fantástico, junta elementos do folclore, da história de índios, mistura a mata virgem com a São Paulo que cresce. Junta a língua falada e zomba da escrita empolada dos parnasianos.

“Contos Novos”, publicado dois anos após a morte de Mário de Andrade, reúne nove narrativas escritas por ele ao longo de sua vida, sendo a maioria dos últimos dez anos antes de sua morte. Os contos podem ser agrupados de acordo com seu foco narrativo, pois alguns foram escritos em primeira pessoa e outros, em terceira. O livro traz os contos “Tempo de Camisolinha”, em que retrata momentos da infância, e “Primeiro de Maio”, que combina subjetividade e lirismo a engajamento social.

E “Amar, Verbo Intransitivo” (publicado em 1927) traz a trajetória de um jovem que inicia sua vida sexual com uma mulher alemã já madura, contratada pelo seu pai. A obra causou enorme impacto na sociedade da época por trazer conceitos nunca abordados e inovar na técnica narrativa. O romance é classificado pelo próprio autor como idílio, sinônimo de poema de tema bucólico.

“Box – Obras de Mário de Andrade”, de Mário de Andrade. Editora Novo Século, R$ 44,90.

Envie seu Comentário