Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Bíblia explicada para crianças

18 de outubro de 2017 0
Divulgação, SBB

Divulgação, SBB

Olá, galerinha que gosta de ler e ouvir a palavra de Deus. Hoje eu tenho uma dica muito legal: a “Bíblia Explicada para Crianças”.

A obra da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) foi desenvolvida a partir da necessidade de fazer com que a Bíblia seja compreensível para todos, inclusive pelas crianças. A edição é uma excelente ferramenta para despertar, no pequeno leitor, o interesse em estudar a Palavra de Deus.

Com lindas ilustrações da turma Mig & Meg, tem texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, mais acessível e de fácil compreensão. Além disso, traz diversos recursos que ajudarão a criança a explorar, sozinha, os ensinamentos de Deus.

Com a “Bíblia Explicada para Crianças”, será mais fácil para as crianças entenderem como aconteceram as histórias narradas nas Escrituras Sagradas. A edição vem, ainda, com uma cartela de adesivos, para a criança levar a mensagem de Deus sempre com ela.

“Bíblia Explicada para Crianças”, da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), com ilustrações de Mig & Meg, 1.664 páginas, R$ 54,90.

Vida, aqui vou eu!

17 de outubro de 2017 0
Reprodução

Reprodução

Galerinha, a dica de hoje é bem legal. Com certeza, o livro “Vida, Aqui Vou eu!”, de Flávia Savary, vai fazer você pensar e até identificar algo semelhante acontecendo por perto.

O livro conta que o adolescente Paulo acredita que tem tudo: dinheiro, beleza, uma turma sempre disposta a bagunçar. Então por que há esse sentimento de vazio tão grande no peito? Será que o que ele possui já não lhe basta ou até mesmo descobriu que existem outras coisas mais importantes?

A convivência inicialmente imposta com a colega Clara se torna uma grande amizade e vai mostrar a Paulo que a vida tem muito mais a oferecer do que baladas. É no trabalho voluntário e na responsabilidade que ele descobre a alegria de estar a serviço do próximo e encontra assim um sentido para sua própria vida.

“Vida, Aqui Vou eu!”, de Flávia Savary, com ilustrações de Daniel Kondo. Editora FTD, 56 páginas, R$ 43,00.

 

Quatro clássicos da literatura para crianças

16 de outubro de 2017 0

 

Uma pesquisa realizada pelo Ibope, encomendada pelo Instituto Pró-Livro e divulgada em 2016, mostrou que 56% dos brasileiros dizem ter lido com frequência pelo menos um livro em partes ou inteiro nos últimos três meses, um número recorde no País. Segundo a mesma pesquisa, o brasileiro lê 4,96 livros por ano, do total 2,43 foram terminados e 2,53 foram lidos apenas em partes. Para Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga e especialista em educação especial e em gestão escolar, os números tendem a ser ainda mais positivos com o inventivo a leitura desde a infância.

De acordo com a especialista, a leitura traz benefícios importantes para o aprendizado e desenvolvimento dos pequenos. “Ler e incentivá-los a ler é muito benéfico. Com a leitura, as crianças não só aprendem coisas novas, como aprendem a escrever melhor, ampliam seu vocabulário e, é claro, melhoram seu desempenho escolar“, comenta. Não sabe por onde começar essa aventura com os seus filhos? A especialista separou quatro clássicos que vão tem ajudar nesta tarefa. Para ver as capas, é só clicar nas imagens da galeria no topo deste post.

“Fábulas”, de Monteiro Lobato — É um livro de 1922, que traz as mais variadas histórias, que, além de divertir, sempre tem uma lição moral para as crianças. Monteiro Lobato usa os bichos como personagens que falam, pensam e interagem com o homem. São contos que unem o lúdico e trazem lições importantes sobre a vida e nosso cotidiano.

“O Menino Maluquinho” — Clássico lançado em 1980 por Ziraldo, é uma referência mundial da literatura infantil. Versos e desenhos contam as aventuras e traquinagens de um menino e sua turma. Ele é quem alegra todas as casas, o menino que todos sonhamos ter sido.  É a aventura contagiante de uma menino feliz.

“Meu Pé de Laranja Lima” — Lançado em 1968 e escrito por José Mauro de Vasconcelos, foi traduzido para mais de 52 línguas e publicado em 19 países, além de adaptado para o cinema, a televisão e o rádio. O livro conta a história de Zezé, um menino de cinco anos de uma família pobre e numerosa, criativo e extrovertido, sua amizade com Portuga e sua relação com um pé de laranja-lima.

“O Pequeno Príncipe” — É um clássico francês do escritor Antoine de Saint-Exupéry, um dos livros mais com mais traduções no mundo, 220 idiomas e dialetos. Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida.

A psicopedagoga lembra ainda, que mesmo depois que a criança já tiver adquirido esse hábito da leitura, é bom que os pais e professores continuem a incentivá-la. “Ler para a criança desde os primeiros anos de vida é algo muito importante, e continuar incentivando esse hábito durante seu crescimento trará inúmeros benefícios para seu aprendizado e desenvolvimento como ser humano”, completa Ana Regina.

Cara de um, focinho do outro: a interação entre os animais e seus tutores

13 de outubro de 2017 0
Divulgação, Butterfly

Divulgação, Butterfly

Quem nunca teve um animal de estimação e compartilhou com ele os momentos mais incríveis da vida? Um segredo, uma alegria, uma dor…

Pois é sobre essa relação amorosa entre os tutores e seus animais de estimação que trata o livro “Cara de um, Focinho do Outro: a Interação entre os Animais e seus Tutores”, de Marcos Fernandes. A obra mostra que esta é uma relação antiga, mas que em momento algum da história da humanidade foi tão intensa.

Muitos dizem que o animal é o espelho de seu tutor. Mas o que faz com que essa relação seja tão forte? Existe alguma energia que os une? O que a ciência fala sobre essa união?

“A fidelidade que os animais dispensam a seus tutores humanos é indescritível, pois resgatam a pessoa das regiões mais sombrias de seus problemas e angústias, motivando a vida a seguir seu curso novamente”, explica o autor, que também é veterinário e psicanalista.

Descubra mais sobre essa relação de amor e fidelidade que ultrapassa o tempo e a razão. Você vai se surpreender.

“Cara de um, Focinho do Outro: a Interação entre os Animais e seus Tutores”, de Marcos Fernandes. Editora Butterfly, 192 páginas, R$ 29,90.

Livros são uma boa dica de presente

12 de outubro de 2017 0

 

O Dia da Criança chegou e você acabou não tendo tempo ou esqueceu de comprar um presente para o seu pequeno (ou sua pequena)? Não se estresse. Que tal um livro para a criança/adolescente viajar no mundo mágico da leitura?

Repito: livro é, cada vez mais, uma grande opção de presente para todas as idades. Principalmente para crianças e adolescentes, que ainda estão formando a sua personalidade nesse mundo tão cheio de opções e armadilhas digitais. Ler é tão importante que se tornou uma recomendação médica internacional, apoiada pela ONU. A Sociedade Brasileira de Pediatria lançou no Brasil a campanha Receite um Livro, para estimular os pediatras, pais e mães a lerem com as crianças.

Cristiane Mateus, editora de literatura da Editora Positivo, mestre em literatura e especialista em livros e literatura infantil e juvenil pela Universidade Autônoma de Barcelona, afirma que escolher bons livros é fundamental. “A escolha certa possibilita a formação do hábito de leitura. É um caminho que leva o leitor a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa”, ressalta.
Mas como escolher a obra certa? A especialista dá algumas dicas: “Em primeiro lugar, é preciso escolher literatura de boa qualidade para crianças e saber diferenciar esse tipo de obra das demais. Há ótimos livros didáticos, por exemplo, mas eles não são literatura. Para escolher bons livros não há uma receita, mas é possível encontrar critérios. A idade cronológica de um leitor é apenas um dos parâmetros. As editoras costumam sugerir idades, o que é válido, mas é preciso comparar essa sugestão com a criança real que receberá o livro. A idade também pode indicar o nível de alfabetização. Uma criança não alfabetizada necessitará de um mediador — e isso deve ser levado em consideração. Mais do que a idade e o tema, é a linguagem, misteriosa e rica, que precisa pesar na hora da escolha. Na dúvida, leve um livro difícil e desafiador. Vale lembrar que muitos livros literários são para todas as idades”, esclarece.

Com a curadoria de Cristiane Mateus, aqui vão cinco dicas de bons livros para presentear neste Dia das Crianças. Para ver a capa das obras, é só clicar na galeria no topo deste post.

1 — Era uma vez… (para todas as idades — Editora Positivo — R$ 56,90): as histórias clássicas como Chapeuzinho Vermelho, Alice no País das Maravilhas, Pinóquio, Peter Pan e outras são recriadas pelo ilustrador Benjamin Lacombe neste livro em páginas pop-up, que ao se abrirem formam desenhos em três dimensões. Também é uma boa opção para os adultos contarem as histórias para as crianças enquanto manuseiam o livro.

2 — Haicais visuais (a partir de nove anos — Editora Positivo — R$ 41,90): inspirado em haicais, mas só que sem palavras, apenas desenhos que formam histórias curtas e deliciosas. Usa personagens reais ou fictícios tão diversos como o pintor René Magritte e o King Kong. Este finalista do Prêmio Jabuti de 2016, escrito por Nelson Cruz, é um livro surpreendente que introduz as crianças no mundo das artes.

3 — Mar (a partir dos 6 anos — Editora Positivo — R$ 56,90): Marianne Dubuc cria neste livro sem palavras uma história empolgante em que um gato persegue por dezenas de páginas um peixe vermelho. As crianças vão adorar as ilustrações e também aprender sobre presa e predador e a luta pela vida e pela liberdade. Várias histórias podem surgir de uma única página, dependendo apenas da imaginação de quem abrir o livro.

4 — O Barco dos Sonhos (a partir dos nove anos – Editora Positivo — R$ 41,90): o que é realidade e o que é imaginação? O autor Rogério Coelho ganhou o Prêmio Jabuti de 2016 como melhor ilustração de livro infantil ou juvenil com esta obra de imagens. Revela a magia que pode surgir de uma folha em branco, dependendo de quem a vê. Um deleite para os olhos e para a imaginação.

5 – O Leão e o Pássaro (a partir dos 6 anos — Editora Positivo — R$ 45,90): mais uma sugestão da autora Marianne Dubuc sobre um leão que encontra um pássaro machucado em um dia de outono. Pode surgir uma amizade entre os dois? Pois é justamente a amizade que a obra ajuda a discutir enquanto apresenta as estações do ano e fala sobre sentimentos de bem querer e de desapego.

Mistério e suspense em "Espelho, Espelho seu — uma Pedra, uma Feiticeira, um Reflexo"

11 de outubro de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Olá, galerinha. A dica da véspera do feriadão vai agradar em cheio a quem gosta de histórias com uma pitada de suspense e mistério.

O livro “Espelho, Espelho seu — uma Pedra, uma Feiticeira, um Reflexo”, de Rosana Rios, conta sobre três desconhecidos, fragmentos de um antigo espelho e um mistério centenário: quando cacos de um antigo espelho partido aparecem na cidade de São Vicente, no litoral paulista, acontecimentos estranhos passam a ocorrer com três habitantes da cidade. Divididos entre razão e loucura, magia e realidade e passado e presente, o aposentado Solero e os estudantes Adriano e Alexa precisarão montar um quebra-cabeça intrigante para chegar à verdade, antes que seja tarde demais.

A autora desenvolveu a história a partir de uma lenda do folclore de São Vicente sobre a Pedra da Feiticeira, que, de fato, existe. Junto aos alunos, escolha um marco histórico ou geográfico de sua cidade e peça que eles escrevam um pequeno conto de ficção a seu respeito. Os protagonistas Adriano e Alexa enfrentam problemas com a própria imagem e identidade: converse com os alunos sobre quais fatores (sociais, emocionais etc.) podem levar a esse tipo de crise e peça que os alunos desenvolvam um texto dissertativo sobre suas causas e consequências.
Esta história permite trabalhar temas  como adolescência, identidade, investigação e mistério.

“Espelho, Espelho seu — uma Pedra, uma Feiticeira, um Reflexo”, de Rosana Rios. Editora Escarlate, 144 páginas, R$ 29,00.

Aplicativo corrige provas automaticamente por QR code

10 de outubro de 2017 0
Reprodução

Reprodução

Planejar aulas, elaborar provas, corrigi-las, lançar as notas, fazer reuniões… A rotina do professor é corrida, agitada e não é fácil otimizar o tempo com tantos desafios para encarar!

Foi pensando em facilitar o dia a dia do professor que a Edições SM lançou o aplicativo Simplifica, voltado para os docentes do ensino médio. Por meio dele, é possível fazer a correção automática das provas, além de gerar relatórios que analisam o desempenho de cada aluno.

Primeiro, é preciso necessariamente utilizar o Gerador de Provas ou o Gerador de Simulados da SM, que podem ser baixados no site. Depois, o aplicativo auxilia o professor na correção das avaliações previamente geradas, por meio da leitura automatizada dos cartões-resposta. O profissional também terá acesso a uma plataforma de relatórios para consulta do desempenho dos alunos. No caso de simulados, indica ainda as competências e habilidades avaliadas, o que irá auxiliá-lo a saber quais conteúdos deverão ser melhor trabalhados para a aquisição das habilidades não atingidas.

Prático e inteligente, o app otimiza o processo de aprendizagem de forma personalizada e gratuita ao professor.

Como funciona?

  • 1º passo: Após gerar sua prova ou simulado, o professor faz o download do aplicativo Simplifica no celular (Android e iOS). Para começar o uso, ele faz o cadastro pelo próprio aplicativo.
  • 2º passo: Após entrar no aplicativo, o professor inicia o cadastro de turmas, alunos e provas.
  • 3º passo: Depois de ter aplicado a prova e preparar o app, o professor pode iniciar o processo de correção dos gabaritos. Durante a correção, o aplicativo liga a câmera do celular que fará a leitura do gabarito. Na sequência, o professor confere se todas as respostas foram registradas corretamente e atribui o gabarito para um aluno da turma que aquela prova foi aplicada.
  • 4º passo: Após registrar todos os gabaritos, o professor poderá ver os dados e as estatísticas da turma e dos alunos diretamente no aplicativo.

Trilogia de Murilo Rubião tem dois livros indicados para o Prêmio Jabuti 2017

09 de outubro de 2017 0

 

Duas obras da trilogia de contos do escritor Murilo Rubião – um dos principais representantes da literatura fantástica no Brasil – estão entre as selecionadas para concorrer ao Prêmio Jabuti 2017. O livro “O Edifício” está concorrendo na categoria ilustração de livro infantil ou juvenil, com o trabalho do ilustrador Nelson Cruz. Nessa mesma categoria, o ilustrador Odilon Menezes concorre com a obra “Teleco, o Coelhinho”. Os dois livros fazem parte da trilogia lançada pela Editora Positivo em 2016, para comemorar o centenário de nascimento de Murilo Rubião. As capas dos livros estão na galeria acima. Para vê-las em tamanho maior, é só clicar nelas.

Os contos “Bárbara”, “O Edifício” e “Teleco, o Coelhinho” foram lançados em edições especiais e com a participação de grandes ilustradores brasileiros – entre eles Nelson Cruz e Odilon Menezes – cujos trabalhos interagem com o texto. Entre os diferenciais das publicações está justamente o formato, com ilustração e projeto gráfico que contribuem para ampliar ainda mais o peso da obra e aproximar as novas gerações do trabalho de Rubião e do gênero ficção fantástica.

Sobre os livros

“O Edifício”– trabalho que remete ao mito de Sísifo, é uma alegoria à condição humana e um conto extremamente angustiante no qual a vida parece suspensa. Segundo o escritor Nelson de Oliveira, que responde pelo prefácio da obra, a narrativa transparente, sem exageros retóricos, mostra que, para o autor, o enredo é tão importante quanto a linguagem. Ilustrado por Nelson Cruz em tinta acrílica e caneta nanquim, tem 48 páginas e custa R$ 41,90.

“Teleco, o Coelhinho” – este conto fala das questões da existência humana e da metamorfose, no sentido de tentativa de adaptação do mundo. Como explica Nilma Lacerda, que apresenta o livro, a obra mostra “as transformações contínuas de humor, de um corpo que em certas ocasiões parece não caber no eu que o abriga”. Com ilustrações de Odilon Moraes, em lápis, nanquim e Ecoline, tem 48 páginas e custa R$ 41,90.

Livro infantil ensina as crianças a plantarem alimentos

06 de outubro de 2017 0
Divulgação, Catapulta

Divulgação, Catapulta

Crianças em contato com a natureza desde cedo. Essa é a proposta da Catapulta Editores, que acaba de lançar o livro “Minha Própria Horta”, cujo objetivo é ensinar as crianças a plantarem seus próprios alimentos.

Desenvolvido pela paisagista e jardineira Clara Billoch, o livro é direcionado para crianças acima de oito anos e tem como objetivo  apresentar uma alimentação mais saudável e ensinar a plantar o seu próprio alimento, trazendo uma visão lúdica do processo entre plantio e colheita. Teórico e prático, o livro conta com 64 páginas de informações sobre como montar sua horta em casa e cinco projetos para a criança e a família plantarem morangos, alface, beterraba, manjericão e tomates.

“Dessa forma, é possível criar um elo entre a criança e o meio ambiente”, explica Carmen Pareras, diretora da Catapulta Editores. A obra é composta por materiais como luvas, pá, rastelo e plaquinhas de madeiras, que são essenciais para começar a plantação, além das informações do livro.

O livro, que tem 64 páginas, já está disponível nas principais livrarias do País como, Saraiva, FNAC, Livraria Cultura, Livraria da Vila, entre outras. O preço sugerido ao varejo é de R$79,90.

A menina do cabelo azul

05 de outubro de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Sabe aquela história de que cor azul é de menino e a rosa é de menina? A dica de hoje tem uma personagem que não está nem aí para esses padrões.

O livro “A Menina do Cabelo Azul”, de Giselle Vieira, conta sobre uma menina determinada a fazer valer as suas escolhas, como brinquedos e o amor à cor azul.

Segundo a autora, a ideia é fazer com que os leitores possam compreender a importância de se respeitar as escolhas diferentes dos outros e que cada um tem o direito de gostar do que quiser.

“A Menina do Cabelo Azul”, texto e ilustrações de Giselle Vieira. Editora Penalux, 16 páginas, R$ 34,00.