Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Autobiografia"

Conheça a história da verdadeira Bibi Perigosa

27 de julho de 2017 0
Perigosa

Divulgação

A Editora Novo Século lançará em agosto “Perigosa”, obra que narra a verdadeira história de Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa. Celebridade na Rocinha — a segunda maior favela da América Latina —, onde também ficou conhecida como a Baronesa do Pó, por seu envolvimento com o tráfico de drogas, Bibi chamou tanto a atenção da autora de novelas Gloria Perez por sua história de vida, que serviu de inspiração para sua personagem homônima, interpretada pela atriz Juliana Paes na novela global “A Força do Querer”.

Na obra, Fabiana Escobar narra suas desventuras em meio ao mundo do crime nas favelas do Rio de Janeiro, refletindo sobre os motivos que levam muitas pessoas a fazerem parte dessa triste realidade, sobretudo mulheres e meninas.

Ora engraçado, ora chocante, o relato da autora propõe um raio X isento de falsos moralismos sobre os pilares da sociedade, do ponto de vista de uma pessoa que cresceu acostumada ao brilho do ouro e ao barulho dos fuzis.

“Perigosa”, de Fabiana Escobar. Editora Novo Século, 256 páginas, R$ 34,90.

 

O vermelho amargo da infância de Bartolomeu Campos de Queirós

23 de maio de 2017 0
Divulgação, Global

Divulgação, Global

As marcas da infância permanecem no adulto e podem iluminar sua vida ou ser um fardo pesado de conviver. Em “Vermelho Amargo”, prosa poética de cunho autobiográfico, o escritor Bartolomeu Campos de Queirós narra as difíceis memórias afetivas de sua dolorosa infância. Ele, muito cedo, teve que aprender a lidar com a madrasta enquanto ainda sofria com a morte prematura da mãe. “Havia na cidade a madrasta, a faca, o tomate e o fantasma. A mãe morta ressuscitava das louças, das flores, dos armários, das cadeiras, das panelas, das manchas dos retratos retirados das paredes, das gargantas das galinhas.”

O escritor revisita, em sua narrativa memorialista, não só seus sentimentos e suas atitudes, mas também dos cinco irmãos, do pai e da madrasta. A mãe, sem dúvida, é a presença mais constante no texto. De extrema delicadeza, contrapõe-se à figura nada terna da madrasta.

O romance foi vencedor in memoriam da categoria melhor livro do ano do Prêmio São Paulo de Literatura 2012, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Um livro curto, mas denso para ler com o coração. Como o próprio autor coloca na epígrafe: Foi preciso deitar o vermelho sobre papel branco para bem aliviar o seu amargor.

“Vermelho Amargo”, de Bartolomeu Campos de Queirós. Global Editora, 72 páginas, R$ 42,00.

Mike Tyson - a verdade nua e crua

08 de julho de 2014 1
Divulgação, Saraiva

Divulgação, Saraiva

A sugestão de hoje é indicada para aqueles que apreciam boxe ou que são fãs do maior lutador de todos os tempos: Mike Tyson, que apresenta sua autobiografia.

Demolidor de adversários, mas também um grande colecionador de polêmicas. Isso poderia ser o resumo da vida do multicampeão. Mas isso não daria conta de dizer tudo sobre essa figura amada por muitos e odiada por outro tanto.

A excelência como boxeador, o comportamento áspero dentro e fora do ringue, as polêmicas e os vícios fizeram de Tyson uma celebridade mundialmente famosa. Mas esta autobiografia vai muito além do que se leu ou ouviu sobre o mito. “MIKE TYSON – A VERDADE NUA E CRUA” é uma busca por autoconhecimento que dispensa qualquer filtro ou pudor.

“MIKE TYSON – A VERDADE NUA E CRUA”, de Mike Tyson, com tradução de Roberto Candido Francisco. Editora Benvirá, 510 páginas, R$ 49,90.

Autobiografia não Autorizada

22 de abril de 2014 0

Aldo Brasil

Você pode estranhar e se perguntar: “O que um cara de 35 anos pode contar sobre sua vida?”. Pois é! A ideia de um livro que narra a vida de um humorista por ele mesmo é curiosa justamente pelo ponto de vista cômico impresso no DNA do artista.

É isso que acontece com “AUTOBIOGRAFIA NÃO AUTORIZADA”, de Oscar Filho. Provavelmente a primeira biografia nacional de um jovem humorista que conta experiências como passar o aniversário de cinco anos num centro espírita e ter sido mandado para a diretoria já no primeiro dia de aula. Acha pouco? E que tal ele ter sido atropelado por uma carroça e interpretado uma cena de teatro no juizado de menores? Ah, também teve seu nome tatuado nas costas de uma fã.

Oscar conta ainda sua nada agradável experiência de entrar para o CQC. Enfim, são 100 histórias bizarras, engraçadas e divertidas, independentemente do fato de você já ter ouvido falar no autor ou não.

“AUTOBIOGRAFIA NÃO AUTORIZADA”, de Oscar Filho. Editora Benvirá, 288 páginas, R$ 29,90 (livro impresso) e R$ 20,30 (livro digital).

A história do filho do encadernador

21 de setembro de 2012 0

Falar de si próprio com habilidade e desapego e sem presunção pode ser um desafio, para muitos, intransponível. Não para Marcos Rey. Neste O caso do filho do encadernador, ele revela, sem pestanejar, em “O Caso do Filho do Encadernador – Romance da Vida de um Romancista”, lançado pela Global Editora, as escolhas que tomou ao longo de sua vida e que o levaram ao lugar de destaque que alcançou na literatura brasileira.

Este relato autobiográfico de Marcos Rey não deixa de ser uma viagem pelos caminhos e descaminhos do Brasil. Rememorando as leituras que mais fizeram sua cabeça e os recantos mais escondidos de São Paulo, cidade em que fez sua vida e pela qual se apaixonou, o escritor manifesta suas opiniões sobre assuntos importantes, como o desenvolvimento do rádio no país e as agruras vividas pela sociedade brasileira durante os anos de chumbo, tudo em meio às histórias que vivenciou, sempre narradas de forma saborosa e perspicaz.

Neste livro, este filho de encadernador une, com particular talento, as páginas emocionantes de sua vida, uma trajetória pautada pela criatividade, ousadia e paixão pela leitura.

“O Caso do Filho do Encadernador – Romance da Vida de um Romancista”, de Marcos Rey. Global Editora, 152 páginas, R$ 29,00.