Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Cidadania"

Bartolomeu Campos de Queirós propõe reflexão sobre a Constituição

08 de maio de 2017 0
Divulgação, Global

Divulgação, Global

Bartolomeu Campos de Queirós sempre nos surpreende com sua prosa poética, construída com maestria. No livro “Apontamentos” não poderia ser diferente. Na obra, o autor propõe uma reflexão sobre a importância de todo cidadão conhecer e pôr em prática a nossa Constituição, denominada também de Carta ou Carta Maior.

A narrativa, entremeada de diálogos, é um convite ao jovem leitor para que fique atento às necessidades de seu país e aproprie-se das leis e das normas que regem uma nação.  Sempre levando em conta a construção da consciência crítica, “Apontamentos” é mais uma das fantásticas obras de Bartolomeu, com uma leitura que seduz e encanta leitores de todas as idades.

As ilustrações são assinadas por Mauricio Negro, renomado autor e ilustrador, e acompanham magistralmente o trabalho do mestre Bartolomeu.

“Apontamentos”, de Bartolomeu Campos de Queirós, com ilustrações de Mauricio Negro. Global Editora32 páginas, R$ 39,00.

Ajudinha para incentivar as crianças a lerem

19 de abril de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Olhem só que iniciativa legal de incentivo para as crianças lerem. No dia 18 de abril foi comemorado o Dia do Livro Infantil no Brasil. E é nesta data que iniciou-se a 2ª edição do Projeto Dia Nacional do Livro Infantil, que tem como objetivo fomentar a leitura em nosso País e contribuir para a formação de novos leitores, desde a fase de alfabetização.  E há muitos motivos para isso. Afinal, são inúmeros os benefícios da leitura: a criança que lê tem mais facilidade para aprender, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor. Por meio da leitura, ela desenvolve a criatividade, desperta a imaginação e adquire repertório, cultura e conhecimento. Ler para uma criança contribui para formar leitores e reverter o baixo índice de leitura em nosso País.

Dia Nacional do Livro Infantil

Em 2016, junto com algumas parcerias, a equipe responsável pelo Projeto Dia Nacional do Livro Infantil promoveu uma ação especial de incentivo à leitura em uma escola da rede pública de Curitiba.  As crianças tiveram uma manhã dedicada a histórias, contos e poesias infantis e, ao final das atividades, cada uma recebeu de presente um exemplar de um livro infantil personalizado. Ao levar o livro para casa, cada aluno levou também uma lembrança do evento e ampliou a sua experiência, que foi dividida com a família e os amigos. Esta é uma maneira de manter aceso o interesse pela leitura além do ambiente escolar. Por isso, neste ano, o projeto foi ampliado para a atender mais escolas e impactar um número maior de crianças.

Desta vez, a participação é aberta à sociedade, via plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria. Isso quer dizer que qualquer pessoa que se identificar com a causa pode colaborar com o projeto. O objetivo é engajar o maior número de pessoas para promoverem o hábito da leitura.

Quem será beneficiado?

A ação é proposta a alunos da pré-escola e do 1º ano do ensino fundamental. Tanto as escolas, quanto os professores que serão beneficiados pela ação foram escolhidos por apresentarem práticas interessantes e que refletem um bom uso do material do Trilhas(www.portaltrilhas.org.br), projeto de formação de iniciativa do Instituto Natura que apoia docentes no trabalho com alfabetização.

Por que o uso da plataforma colaborativa?

Porque é o exercício da ideia de que juntos é possível conquistar um objetivo maior. É a velha “vaquinha” só que na forma virtual, e com o princípio da recompensa. Ou seja, quem contribui recebe algo em troca. Quem participar do Projeto Dia Nacional do Livro Infantil contribuirá com alunos de instituições públicas e apoiará também a disseminação da ideia, fomentando, assim, o desenvolvimento da leitura no país.

Como participar do projeto Dia Nacional do Livro Infantil?
Para participar do projeto Dia Nacional do Livro Infantil basta acessar o site Benfeitoria pelo link http://benfeitoria.com/DiaNacionalDoLivroInfantil. Na página do projeto, você encontrará todas as informações necessárias para colaborar com a ação.

Quem apoia?
O projeto é capitaneado pela equipe APRENDER.digital, da Editora eTrix, com o apoio de empresas parceiras, que cederam kits de recompensas para as contribuições. Entre elas, a CIA Infantil, Edições SM, Fundação SM e Savannah Kids.

A vida no país de João e Arina

24 de junho de 2016 0
Divulgação

Divulgação

Terminando mais uma semana, o Blog do Aldo sugere um livro que conta uma história comum a muitas pessoas: sair da vida do campo para tentar algo melhor na cidade.

O livro “O País de João”, de María Teresa Andruetto, narra a histórias das famílias de João e Anarina, que, como dito ali em cima, deixam o campo para ver se a vida melhora na cidade.

Nessa nova fase, eles já não têm vacas, nem lã; agora, recolhem papel e jornais em Vila Papel. Sobreviver nessas condições está sendo uma barra superpesada.

Porém, no dia em que as vidas de João e Anarina se cruzam, começa uma transformação e eles podem ter ali o início de uma vida melhor.

“O País de João”, de María Teresa Andruetto, com tradução de Marina Colasanti. Global Editora, 56 páginas, R$ 35,00 (preço médio).

Jovem Aprendiz é tema de livro de jornalista

03 de fevereiro de 2016 0
Divulgação

Divulgação

Carlota MedeirosA inserção de jovens no mercado de trabalho é, hoje, um dos mais relevantes desafios para a sociedade. Tais iniciativas não se resumem à implementação de políticas públicas compensatórias, mas a programas que efetivamente visam à própria emancipação social de jovens num contexto de crescentes carências sociais.

No livro “Jovem Aprendiz”, a jornalista lagunense Carlota Medeiros (foto) analisa as concepções e práticas dos atores sociais envolvidos com o Programa Jovem Aprendiz. Com tal propósito, entrevista jovens que participam do programa, coordenadores das várias instituições, envolvidas com a formação profissional de jovens, entre as quais, o Parque Dom Bosco, o Ministério do Trabalho e Emprego, o Conselho Municipal da Criança, do Adolescente e da Juventude e representantes de empresas que recebem os jovens aprendizes.

A obra nasceu de pesquisa feita com adolescentes que frequentam o Instituto Lar da Juventude de Assistência e Educação – Parque Dom Bosco, em Itajaí (SC). O livro não apenas mostra as dificuldades dos jovens, mas indica que elas podem ser superadas quando se deparam com uma instituição cujo objetivo primeiro é atender às demandas dos adolescentes.

Organizado em quatro capítulos, o livro apresenta o contexto no qual foi realizada a pesquisa, assim como os princípios norteadores do Programa Jovem Aprendiz. A metodologia e os princípios que norteiam o Parque Dom Bosco permitem compreender as formas pelas quais novos caminhos se abrem para esses jovens, uma vez que, além de sua formação escolar, podem ainda desenvolver-se profissionalmente.

“Jovem Aprendiz”, de Carlota de Oliveira Medeiros. Editora Appris, 184 páginas, R$ 49,00.

Dinheiro público - o que é, de onde vem, para onde vai

16 de dezembro de 2015 0
Reprodução

Reprodução

Após um período de chuvas, os moradores do bairro Nova Esperança viram um córrego, que até então estava acomodado, de repente, transbordar. Muitos, que não tinham para onde ir, tiveram que se abrigar em uma escola do bairro. E além de não resolver o problema do córrego, a prefeitura construía um caríssimo viaduto. Foi assim que a população se uniu para exigir o bom uso do dinheiro público.

O livro “Dinheiro Público – O que É, de Onde Vem, Para Onde Vai”, de Edson Gabriel Garcia, mostra para a garotada, de forma bem didática, que cuidar do que é bem público é dever de todos porque tudo que o governo municipal, estadual ou federal constrói, compra ou conserta tem um custo que sai do dinheiro que cada cidadão contribui, mesmo indiretamente, na forma de impostos e taxas. Por isso, é necessário cobrar dos seus representantes a boa aplicação dos recursos para que não haja desperdício.

Da mesma forma, cada um tem sua parcela no cuidado de tudo que beneficia a população. Por exemplo, dizer que um telefone depredado não é da sua conta porque você não precisa dele é totalmente sem realidade. Você pode não precisar desse equipamento, mas ele está ali porque, de alguma forma, você ajudou para isso, é seu dinheiro que está aplicado ali.

“Dinheiro Público – O que É, de Onde Vem, Para Onde Vai”, de Edson Gabriel Garcia. Coleção “Conversas sobre Cidadania”. Editora FTD, 64 páginas, R$ 38,40.

Gente vai pra lá, gente vem pra cá...

23 de outubro de 2014 0
Divulgação, Autêntica

Divulgação, Autêntica

Todas as pessoas têm direito de ir e vir de um lugar a outro com segurança. Pode ser a pé, de carro ou de ônibus, de caminhão ou de trem, de bicicleta ou a cavalo… e até de barco. Em “Gente Vai pra lá, Gente Vem pra cá… e Todos Têm Direito a um Trânsito Seguro”, lançamento da Autêntica Editora, a psicóloga Malô Carvalho e a ilustradora Suzete Armani mostram para os pequenos leitores como o trânsito pode funcionar bem se todos fizerem a sua parte. Sem a pretensão de preparar futuros motoristas, a obra busca contribuir para a formação de pessoas éticas e cidadãs, que tenham posturas e atitudes voltadas ao bem comum no espaço público.

O livro é dividido em três partes. Em “Pra começo de conversa”, apresenta os direitos e deveres de pedestres e passageiros no trânsito. Em “Do lado de fora…”, trata dos cuidados que os pedestres devem ter ao andar na rua, alertando ainda para o bom uso dos semáforos e para a gentileza com os idosos, deficientes e gestantes. Finaliza com “Do lado de dentro…”, que ensina a respeitar as regras como passageiros em um carro ou em um transporte coletivo, agindo de forma consciente e praticando atos de cidadania, como não jogar lixo para fora do veículo.

O livro, predominantemente visual, traz textos curtos e de fácil compreensão. Tudo ilustrado com figuras tridimensionais moldadas em massa plástica, montadas em pequenos cenários e fotografadas por Rodolfo Buher. Um cenário muito colorido e alegre envolve e cativa os leitores.

“Gente Vai pra lá, Gente Vem pra cá…” é o quinto volume da coleção “No Caminho da Cidadania”, que tem como objetivo provocar situações de análise e reflexão sobre valores e atitudes fundamentais para a formação da criança, que começa a construir seus princípios éticos e morais a partir dos primeiros anos de vida. Usando a representação de cenas do cotidiano – ou do que deveria, idealmente, ser o cotidiano de uma criança –, o livro educa seus pequenos leitores a conhecer e reivindicar seus direitos para que, futuramente, possam exercer plenamente seus deveres de cidadãos.

A coleção já conta com outros quatro títulos das mesmas autoras: “De Patas, Penas e “scamas, sobre os direitos dos animais; “Gente de Muitos Anos”, sobre os direitos dos idosos; “Gente que Aprende Ensinando”, sobre os direitos dos professores; e “Gente Pequena Também Tem Direitos”, sobre os direitos das crianças.

“Gente Vai pra lá, Gente Vem pra cá… e Todos Têm Direito a um Trânsito Seguro”, de Malô Carvalho, com ilustrações de Suzete Armani e fotografia de Rodolfo Buhrer. Coleção “No Caminho da Cidadania”, Autêntica Editora, 36 páginas, R$ 34,00.