Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "literatura infantil"

Aprenda e se divirta com o "Aquabook Animazoo"

24 de julho de 2017 0
Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Toda criança gosta de ouvir uma boa historinha. Os olhinhos brilham com narrativas de princesas, heróis, bichos e outros personagens. Imagine se, além da história, ela puder interagir com o livro?

Pois é essa uma das propostas do “Aqua Book”, como este da “Animazoo”, publicado pela Editora Vale das Letras. Trata-se de um livro de colorir com pincel à base de água. As páginas revelam as ilustrações conforme pintadas com o pincel mágico.

Para a magia acontecer, basta adicionar água em seu pincel para que as ilustrações, atividades, desafios e surpresas mágicas apareçam!

A obra ajuda no desenvolvimento de habilidades, coordenação motora, estímulo visual, imaginação e criatividade.

“Aquabook Animazoo” — acompanha pincel mágico. Editora Vale das Letras, oito páginas em material cartonado, R$ 19,90.

Livro infantil "Xandrinha em: a Fogueira de Constelações" resgata a alegria das colônias de férias

20 de julho de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Crianças brincando ao ar livre, contações de histórias, música ao som do violão e muitas travessuras. Esses são os elementos principais do novo livro infantil da escritora e poeta Alexandra Vieira de Almeida, com ilustrações da artista plástica Giselle Vieira. A obra “Xandrinha em: a Fogueira de Constelações” e foi lançada gratuitamente pelo site da personagem (http://xandrinhaeseusamigos.com.br/) e promete resgatar as tradicionais atividades das colônias de férias.

Segundo a autora, o título do livro é uma metáfora do que acontece nesses locais ao ar livre, onde todos podem admirar o céu estrelado. “Num mundo onde se ‘respiram’ os computadores e os jogos eletrônicos, achei importante destacar a verdadeira beleza que se encontra na natureza, como, por exemplo, as estrelas e as árvores”.

A história começa com a personagem principal, Xandrinha, ansiosa para terminar a aula para poder ir viajar para a colônia de férias. Lá, ela conhece dois novos amigos, os irmãos gêmeos Dudu, que gosta de tocar violão, e Duda, que ama dançar. Na colônia também estará Beto, que aprontará todas.

Nesta colônia, à noitinha, Xandrinha cria um novo jogo em que todos vão ter que dizer o que mais gostam de fazer. Então, ela declama o poema “Sol e Lua”. “A menina quer mostrar também seu dom, que é a poesia, trocando figurinhas com os novos amigos e recitando suas poesias para eles”.

— O poema ‘Sol e Lua’, escrevi durante minha infância. Dessa forma, aproveito para dar vida e realidade dentro da ficção. Outra poesia que está nesse livro como sendo de autoria da personagem é o ‘Circo da Alegria’. Assim, misturo o inventivo, quando a Xandrinha cita o poema enquanto o Dudu toca o violão, com o real, o meu trabalho como poeta desde pequena — ressalta.

Incentivo para as crianças

Além de fornecer aos jovens leitores a aprendizagem por meio do lúdico e da imaginação, a escritora Alexandra destaca que suas obras também têm como objetivo resgatar as coisas boas da infância, como a pureza das brincadeiras saudáveis. “As crianças precisam viver mais o ‘mundo real’ e ficar menos prostradas diante da TV ou de computadores”.

— Para isso, os pais precisam ajudar os filhos a desenvolver melhor a criatividade. E isso só acontece por meio da leitura — conclui.

“Xandrinha em: a Fogueira de Constelações”, de Alexandra Vieira de Almeida, com ilustrações de Giselle Vieira. O livro pode ser baixado de graça em http://xandrinhaeseusamigos.com.br/.

Editora Vale das Letras comemora 15 anos

19 de julho de 2017 0
Fachada da Editora Vale das Letras

Fachada da Editora Vale das Letras

Nesta terça-feira, dia 18, após um bom tempo cumpri a promessa de visitar a Editora Vale das Letras, em Blumenau. E a ocasião veio bem a calhar porque no dia 15 a empresa completou 15 anos levando leitura para a criançada.

Comandada por Enias Paschoal Jr., a equipe conta com 27 funcionários. Apesar de Enias dizer que ela é “pequena” em relação a muitas editoras, confesso que me surpreendi com o tamanho da estrutura (a foto acima mostra em destaque o prédio principal. Mas o empreendimento tem outro imóvel ao lado, que aparece parcialmente na imagem).

Dois momentos legais foram visitar o local onde ficam os livros (encaixotados já para serem despachados) e as amostras de publicações. Um verdadeiro parque de diversão para quem curte o gênero e para professores, pais e demais responsáveis pela educação dos pequenos. A editora publica os livros em diversos formatos: cartonado, de capa dura, almofadado, pop-up, brinquedo, quebra-cabeça, de banho, de pano, dedoche, infantojuvenil, literatura, atlas, dicionário etc.

No momento, Enias e equipe tocam dois projetos: a participação na 31ª Feira Escolar Office Paper, em São Paulo, entre os dias 23 e 26 de julho — evento dedicado aos setores livreiro e de papelaria — e o Programa Educar Vale Mais, voltado ao poder público. Pelo projeto, prefeitos ou responsáveis pela aquisição de literatura podem comprar um baú (ou mais) que contém 58 títulos em diversos formatos, um tapete em EVA, além do baú, obviamente, para distribuir às unidades que trabalham com a educação infantil.

Então, desejo boa sorte à editora nos seus projetos e que cada vez mais crianças adquiram o hábito da leitura.

Giselle Vieira mostra o encanto das belas histórias de livros infantis

11 de julho de 2017 0
Divulgação, Penalux

Divulgação, Penalux

A autora e ilustradora Giselle Vieira

A autora e ilustradora Giselle Vieira

Olá, galerinha. Depois de uma pausa por causa de probleminhas técnicos, o Blog do Aldo volta a publicar as dicas de leitura. E para tirar um pouco do atraso, vão duas ao mesmo tempo. Vamos lá?

Mostrar o poder encantador do que há de mais belo nas histórias: esta é a proposta dos livros infantis de estreia da artista plástica Giselle Vieira. Ela lançará dois livros simultaneamente, “O Menino e a Estrela” e “A Menina do Cabelo Azul”. As obras têm como proposta divertir e fazer sonhar, além de formar jovens leitores.

A autora esteve envolvida recentemente num trabalho infantil em parceria com a escritora e poeta Alexandra Vieira de Almeida, como ilustradora da série “Xandrinha e seus Amigos”.

Segundo Giselle, a beleza das histórias infantis se traduz na frase hipnótica “era uma vez…”. Para ela, as obras infantis têm de mostrar o lado lúdico com a finalidade de encantar e emocionar crianças e pais, além de apresentar um viés educativo e empolgante. “Meus livros são para pessoas que gostam de contar histórias para seus filhos, netos, sobrinhos e alunos“.

Giselle comenta que as duas histórias mostram, que apesar das mazelas e contradições na vida das pessoas, é possível superá-las com o belo toque da surpresa e do prazer que se revela num sonho possível de se tornar real. Realidade e sonho são as duas faces destes lindos contos infantis de Giselle Vieira.

O primeiro livro, “O Menino e a Estrela”, é sobre um garoto de rua que, apesar das dificuldades da vida, sonha em ter uma família. O objetivo é promover a caridade e o amor ao próximo, além de fazer com que as crianças reflitam sobre as pessoas que não têm onde morar.

O segundo, “A Menina do Cabelo Azul”, conta sobre uma menina determinada a fazer valer as suas escolhas, como brinquedos e o amor à cor azul. Segundo Giselle, a ideia é fazer com que os leitores possam compreender a importância de se respeitar as escolhas diferentes dos outros e que cada um tem o direito de gostar do que quiser.

“O Menino e a Estrela”, texto e ilustrações de Giselle Vieira. Editora Penalux, 10 páginas, R$ 35,00.

“A Menina do Cabelo Azul”, texto e ilustrações de Giselle Vieira. Editora Penalux16 páginas, R$ 34,00.

Divulgação, Penalux

Divulgação, Penalux

O guardião da floresta e outras histórias que você já conhece

03 de julho de 2017 0
Divulgação

Divulgação, Brinque-Book

Olá, galerinha. Hoje, quero sugerir uma obra que, como o próprio título diz, tem história que você já conhece.

No belo livro “O Guardião da Floresta e Outras Histórias que Você já Conhece”, a autora Heloisa Prieto e a ilustradora Laurabeatriz propõem novas leituras de contos clássicos como “Chapeuzinho Vermelho”, “Os Três Porquinhos” e o “Gato de Botas”, entre outros. Leitores jovens, ou nem tanto, irão se surpreender com as versões aqui apresentadas, que mantêm o espírito das histórias tradicionais ao mesmo tempo em que atualizam seus contextos.

Para os professores, a sugestão é, junto aos alunos, se ater ao título do livro: “O Guardião da Floresta e Outras Histórias que Você já Conhece”. Que histórias são essas que os alunos “já conhecem”? Eles conseguem identificar as diferenças entre as versões tradicionais dos contos e aquelas apresentadas no livro? O que pensam sobre as alterações feitas pela autora? Conhecem também outras versões das mesmas histórias?

Na introdução, a autora afirma, em relação às histórias tradicionais, que “o que importa é o prazer de torná-las nossas ao modulá-las segundo a nossa voz a narrar”. Segundo essa lógica, peça aos alunos para, individualmente ou em grupo, escolherem um conto “clássico” que não está no livro para criarem sua própria versão.

“O Guardião da Floresta e Outras Histórias que Você já Conhece”, de Heloisa Prieto, com ilustrações de Laurabeatriz. Editora Brinque-Book, 72 páginas, R$ 39,90.

Festas juninas e seus elementos são desvendados em obra para o público infantil

13 de junho de 2017 0
Divulgação

Divulgação

O mês de junho chegou e com ele os preparativos para as festas juninas. Celebração típica nos quatro cantos do Brasil, a festividade é multicultural em sua essência e tem características marcantes como a mistura de cores, a música, a culinária e os folguedos que garantem diversão para todas as idades. As festas juninassão um bom pretexto para as crianças conhecerem costumes e culturas de outros locais que, com o passar do tempo, foram agregados às tradições brasileiras e transformaram a Festa de São João na principal comemoração do calendário brasileiro. O educador e escritor César Obeid explora essa grande festa no livro “Rimas Juninas”, publicado pela Editora Moderna.

Escrita em versos de cordel, a obra aborda o surgimento dessa celebração e dialoga com diversos elementos que compõem as festas de junho, como o casamento e a quadrilha, o correio elegante, as brincadeiras e os quitutes típicos, e percorre seus significados, curiosidades, entre outros. César Obeid propõe a descoberta desse universo das tradições caipiras por meio de variadas abordagens linguísticas, como poemas, receitas culinárias e textos de teatro, que tornam a leitura acessível e prazerosa.

Além de seu conteúdo informativo, “Rimas Juninas” traz em seu projeto visual cenários elaborados com belas cerâmicas figurativas de Ana Souza. Por meio delas, a artista reproduz a energia e o colorido dessa festividade com um toque de brasilidade digno das tradicionais quermesses. A obra é indicada para leitores a partir dos oito anos.

“Rimas Juninas”, de César Obeid, com ilustração figurativa de Ana SouzaColeção Saber em CordelEditora Moderna56 páginas, R$ 46,00,

Miriam Leitão apresenta "A Menina de Nome Enfeitado"

12 de junho de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Começando a semana, quero sugerir para a criançada um livro da jornalista Miriam Leitão, que esteve no dia 10 de junho, sábado, na Feira do Livro de Joinville. Todo mundo conhece Miriam como jornalista de economia (e até política e outros assuntos, por que não?), mas talvez nem tantos saibam que ela também escreve para crianças.

A história de “A Menina de Nome Enfeitado” se passa em um sítio onde tia Nininha e a sobrinha Nathália brincam com letras para falar às crianças do mágico mundo da leitura. E não é que a garotinha cismou com a letra “h” do nome dela? Segundo ela, a letra não vale nada, pois com “h” ou sem, o nome dela ficaria o mesmo. Mas a tia mostra que não é bem assim.

As duas passeiam pelo sítio vendo, nos ninhos de passarinhos e no caminho da mata, na chuva e nas galinhas, que o “h”, que parece sem som, é indispensável na língua portuguesa.

O livro tem o objetivo de ajudar as crianças na fase da alfabetização, mas o sentido maior da aventura de tia Nininha e a sobrinha Nathália é mesmo seduzir as crianças para o maravilhoso mundo da leitura.

Leitora voraz desde criança e avó empenhada em estimular o prazer da leitura entre os pequenos, Miriam Leitão demonstra, nesta pequena fábula, a mesma habilidade com as palavras que ela possui quando escreve sobre economia e outros assuntos de “gente grande”.  A história foi inspirada num fato real, uma conversa que a autora teve há muitos anos com uma de suas sobrinhas. Não por acaso, de nome Nathália.

“A Menina de Nome Enfeitado”, de Miriam Leitão, com ilustrações de Alexandre Rampazo. Editora Rocco, 32 páginas, R$ 29,50.

Um livro-imagem para a criançada curtir os bichos

02 de junho de 2017 0
Divulgação, Global

Divulgação, Global

No livro “Por Todos os Bichos”, Dave Santana segue a linha de seus livros autorais, dialogando com as crianças de uma forma lúdica e divertida. O livro-imagem, totalmente sem palavras, é repleto das incríveis ilustrações do autor, que brinca com as formas e cores.

Elefantes, antílopes, zebras, girafas, leões… Uns fortes, outros rápidos, uns grandes, outros ferozes, mas todos igualmente livres, vivendo numa mesma floresta.  De repente, disparam em correria. Por que fogem? Que perigo se aproxima? Uma história contada por imagens, em que cores, traços e detalhes expressam o sentimento que une todos esses animais.

Com seu domínio da técnica do lápis de cor, muita imaginação e extrema sensibilidade, Dave nos conta a história de todos os animais que vivem na selva, mostrando todos os detalhes, desde a pele da cobra até a pata do elefante.

O livro também faz uma crítica à chegada dos seres humanos à floresta e como os animais acabam recebendo uma surpresa nada agradável.

“Por Todos os Bichos”, texto e ilustrações de Dave Santana. Global Editora, 48 páginas, R$ 45,00.

 

Sai da frente, porque tem um cachorro apertado!

01 de junho de 2017 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Galerinha, tem outra dica legal para vocês: o divertido livro “Apertado”, de Guido van Genechten. O livro conta que o cachorro está muito apertado. Mas sua irmã está usando o penico dele! Porque o rato está sentado no penico dela… O cachorro corre para todos os penicos da casa, mas estão todos ocupados. Mas ele continua apertado… o que fazer? Será necessária uma dose de coragem e autoconfiança para resolver esse problema tão urgente!

Os professores também podem explorar o livro com os alunos: eles conseguem listar todos os animais da obra? Junto a cada penico em uso, há uma plaquinha com um aviso, como “em obras” ou “trabalhando”. Discuta com os alunos qual sua função. Por último, a história mostra o cachorro realizando, pela primeira vez, uma ação “de gente grande”. Peça para os alunos compartilharem experiências semelhantes.

O livro tem uma história simples e divertida, que traz um dilema com o qual os pequenos leitores facilmente se identificarão.

“Apertado”, texto e ilustrações de Guido van Genechten, com tradução de Camila Werner. Editora Brinque-Book, 32 páginas, R$ 35,00.

Seu filho pode virar escritor! Veja como

30 de maio de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Reunir pais e filhos para ouvir histórias infantis, estimular a imaginação nas crianças, fomentar o hábito da leitura em toda família e dar a oportunidade para que os pequenos escrevam sua primeira obra. Esses são os principais objetivos do Meu Primeiro Livro, projeto lançado recentemente pela Livrarias Curitiba, em Joinville.

A ação vai até outubro e é totalmente gratuita. Será realizada juntamente com a Hora do Conto, que acontece dentro das lojas, aos sábados, em horários variados. “Nosso desejo é fazer com que toda a família desenvolva ou amplie o hábito da escrita e da leitura, em especial as crianças. E, para isso, vamos incentivar ainda mais a participação dos pais e filhos ao longo de 2017. Será um orgulho ver os pequenos lançando sua primeira obra”, explica Augusto Pedri, diretor de marketing do Grupo Livrarias Curitiba.

Como vai funcionar

Após ouvir as histórias interpretadas pelos contadores profissionais e pedagogas, a criança, de qualquer idade, receberá uma folha de atividades para relatar ou desenhar o que aprendeu a respeito da fábula apresentada.

Caso no final de semana seguinte ela leve à Livrarias Curitiba a folha preenchida com textos ou desenhos, receberá um carimbo em numa cartela. A cada oito participações, ganhará um brinde-surpresa. E se tiver 20 presenças ao longo do ano, suas páginas vão se transformar em um livro infantil.

Em outubro, a Livrarias Curitiba irá recolher o material — que ficará guardado com os pais no decorrer do ano — e enviar para uma gráfica para que seja montado o livro da criança. A obra será entregue gratuitamente à família e ao autor mirim, que poderá lançar oficialmente, em novembro, a sua obra dentro da loja.