Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Livros"

Jornalista lança em Joinville o livro interativo de poemas "Na Casa Amarela do Vovô, Joaninja Come Jujubas"

22 de agosto de 2017 0
Divulgação, MercadoLivro

Divulgação, MercadoLivros

Alô, galerinhas e pais e mães de galerinhas: coloquem na agenda um lançamento bem legal que vai acontecer aqui em Joinville. Querem saber mais? Continuem lendo.

No dia 2 de setembro, às 10h30, na Livraria A Página  (rua Dr. João Colin, 475, Centro, telefone 47 3027-7600) será lançado “Na Casa Amarela do Vovô, Joaninja Come Jujubas”, um livro de poemas que convida a criança a participar da obra e foi escrito pela jornalista e especialista em economia criativa e colaborativa Jaqueline Conte.

Na obra — repleta de poemas que aguçam a imaginação —, ao lado de cada texto há espaço para que a criança desenhe, dando ao poema sua própria interpretação visual, numa brincadeira entre diferentes linguagens. Também há, no topo da página, um local para que se registre o nome e a idade da criança que fez o desenho. Assim, a imagem fica catalogada e pode ser preservada para o futuro.

Mestranda em estudos de linguagens pela Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR), Jaqueline conta que sempre gostou de brincar com diferentes linguagens e sensibilidades. “E é essa a proposta do livro, fazer com que os poemas mobilizem as crianças para produzir suas próprias versões, sejam em forma de desenho ou outras manifestações. A criança lê o poema, reelabora em sua cabeça e traz de volta a ideia em forma de imagem ou mesmo de um novo texto”, afirma a autora, que vem recebendo muitos desenhos enviados por seus pequenos leitores. “É muito bom poder acompanhar os desenhos produzidos pelas crianças e perceber a leitura que cada uma faz. É a poesia que voa e se materializa em outros formatos”, afirma.

SERVIÇO

O QUÊ: lançamento do livro “Na Casa Amarela do Vovô, Joaninja Come Jujubas”, de Jaqueline Conte.
ONDE: Livraria A Página  (rua Dr. João Colin, 475, Centro, telefone 47 3027-7600).
QUANDO: no dia 2 de setembro (sábado), às 10h30.
QUANTO: o acesso ao evento é livre. O livro, editado pela MercadoLivros e tem 72 páginas, custa R$ 35.

 

 

 

Desenhos de um garoto solitário

21 de agosto de 2017 0
Divulgação, Farol

Divulgação, Farol

Galerinha, presta atenção na dica de hoje. Muita gente vai se identificar com o personagem. A sugestão não é um livro de histórias em quadrinhos. Também não é um livro de poesia ou uma pequena novela. Ele mostra, isso sim, pensamentos, piadas, declarações de amor, raiva, alegria e tristeza, sempre com muito humor e um toque de ironia.

Em “Desenhos de um Garoto Solitário” estão reunidas as artes feitas por Naldo Junio, um jovem de Goiânia que começou a desenhar e resolveu compartilhar seus desenhos nas redes sociais, tendo hoje mais de 850 mil seguidores!

Agora seu personagem sai do mundo virtual para ganhar as estantes e espalhar muitas risadas por aí! Não falei?! Provavelmente, você ou alguém que você conhece é igualzinho ao personagem, que transporta sentimentos para traços no papel.

“Desenhos de um Garoto Solitário”, de Naldo Junio. Farol Editorial, 128 páginas, R$ 21,90.

Livro retrata a história contemporânea — da Revolução Francesa à Primeira Guerra Mundial

19 de agosto de 2017 2
Divulgação, Contexto

Divulgação, Contexto

O século 19 pode ser considerado “longo” do ponto de vista da História. E é justamente esse período o foco de estudo do historiador Luís Edmundo Moraes, autor de “História Contemporânea – da Revolução Russa à Primeira Guerra Mundial. Para Moraes, o início do período é marcado em 1789, com a Revolução Francesa, e seu fim, em 1914, início da Primeira Guerra Mundial.

Entre essas datas surgiram concepções políticas, sociais e econômicas que ainda regem o mundo. Em um ritmo então nunca visto, as novidades — técnicas, mas também espirituais, intelectuais e políticas — ocuparam espaço na vida pública de uma sociedade que se industrializava e adquiria novas feições.

A Revolução Francesa trouxe ideais republicanos; os avanços napoleônicos geraram tensão bélica e diplomática; a Revolução Industrial transformou formas de produção; o desenvolvimento científico levou a progressos, mas trouxe ideais que serviriam a propósitos eugenistas.

“História Contemporânea — da Revolução Francesa à Primeira Guerra Mundial”, de Luís Edmundo Moraes. Coleção “História na Universidade”, Editora Contexto, 176 páginas, R$ 35,00.

Diversão na terra dos ursinhos

17 de agosto de 2017 0
Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Livros com bichos sempre agradam às crianças. Imagine agora uma maletinha que vem com oito livros sobre os animais? Muito legal, né?

Então, se você é fã de histórias com bichos, a minha sugestão é a maleta “Na Terra dos Ursinhos”, da Editora Vale das Letras. As maletas originais têm conteúdo interativo que, além de divertir, ajudam a desenvolver o raciocínio lógico das crianças com atividades criativas e ilustradas.

Além disso, os livros permitem o desenvolvimento da coordenação motora, habilidades em leitura, imaginação e estímulo visual.

“Na Terra dos Ursinhos”, maleta com oito livros e um CD com conteúdo para DVD e computador. Editora Vale das Letras. O kit custa R$ 13,90.

Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Médico lança e-book gratuito que desmistifica o TDAH

16 de agosto de 2017 0
Divulgação

Divulgação

O neuropediatra dr. Clay Brites. Foto: Divulgação

O neuropediatra dr. Clay Brites. Foto: Divulgação

é o autor do e-book “Mitos e Verdades sobre o TDAH — Entendendo para Incluir”. A obra esclarece dúvidas sobre o transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH). O livro pode ser baixado gratuitamente pelo link http://entendendoautismo.com.br/e-book-mitos-e-verdades-sobre-o-tdah/.

Para o especialista, há muitas informações deturpadas e preconceituosas propagadas pelo senso comum sobre o assunto. Por exemplo, algumas pessoas falam que o transtorno é uma doença inventada. Porém, o TDAH é uma das condições médicas mais pesquisadas e posta à prova de evidências científicas. “Seus mecanismos neurobiológicos são conhecidos desde a década de 1950″.

Segundo Brites, outro erro discutido no e-book é sobre o conceito equivocado das pessoas em afirmar que TDAH é igual a hiperatividade. E não é verdade. “De 30% a 40% das crianças com TDAH só apresentam déficit de atenção, mas não são impulsivas nem hiperativas”.

Mais um equívoco muito falado é que o transtorno se trata de um problema de cunho social e culpa dos pais e educadores. Pelo contrário, o especialista explica que o TDAH não é resultado de má educação, da falta de limites, da perda de oportunidades, do abandono afetivo, nem de lares desajustados. “Existem pesquisas recentes que mostram que a incidência de TDAH é mais ou menos igual em todo o planeta, independentemente da cultura e nível social”.

— Alguns podem não saber, mas crianças inteligentes e espertas, e ainda de boas famílias, quando portadoras de TDAH, têm seu potencial intelectual e funcional no ambiente muito mais reduzido e prejudicado. E isso não é culpa dos pais nem de professores — ressalta.

Outro erro esclarecido no e-book é o fato de as pessoas acreditarem que todos os profissionais da saúde sabem identificar o transtorno. Segundo o neuropediatra, a capacidade de diagnosticar requer conhecimento profundo sobre todos os aspectos do TDAH, como saber analisar o quadro clínico, o perfil do portador, os aspectos neuropsicológicos e entender os protocolos internacionais para o diagnóstico e o tratamento.

— Nossas faculdades de medicina estão ainda em fase de implementação curricular acerca desse transtorno e muitas residências médicas ainda carecem de abordar o assunto sem muita teoria e muita pouca prática — alerta.

Por isso, o dr. Clay diz que é fundamental os pais e profissionais da educação pesquisarem bastante sobre o assunto para poder ajudar essas crianças. “Caso familiares e professores não fiquem atentos ao problema, esse jovem pode ter grandes prejuízos e frustrações na aprendizagem escolar“.

Livro "Eu Sou Assim e Vou te Mostrar" ensina as crianças a reconhecerem o corpo humano

15 de agosto de 2017 0
Brinque-Book, divulgação

Brinque-Book, divulgação

De maneira lúdica e envolvente, o livro “Eu Sou Assim e Vou te Mostrar”, de Heinz Janisch e que tem divertido texto rimado, apresenta o corpo humano aos pequenos leitores. Ao estabelecer paralelos entre as partes do corpo e diversos animais, o livro ressalta tanto nossas semelhanças, quanto nossas diferenças com as várias espécies de animais. Ao final, um espelho-surpresa irá encantar os pequenos leitores, mostrando que cada um é especial à sua maneira. Esta divertida história permite trabalhar temas como: corpo humano, identidade, rimas e conhecimento.

Os professores podem explorar o livro em sala de aula. Os alunos conseguem pensar em alguma parte do corpo que não é destacada no livro (a cabeça ou os pés)? E podem relacionar essas outras partes a algum outro animal? Note também que o texto é rimado. Explique para os alunos e os incentive a criar algumas rimas próprias.

“Eu Sou Assim e Vou te Mostrar”, de Heinz Janisch, com ilustrações de Birgit Antoni e tradução de Hedi Gnädinger. Editora Brinque-Book, 28 páginas, R$ 35,00.

Com licença, posso entrar?

14 de agosto de 2017 0
Divulgação, Autografia

Divulgação, Autografia

“Com Licença, Posso Entrar?”, da jornalista gaúcha Ju Farias, fala sobre o amor em tempos de dor. São 80 páginas de crônicas e outras histórias sobre um novo jeito de ver a vida. “Desejo que as pessoas reflitam sobre elas mesmas sem medo do que descobrirão”, diz a autora, que é sucesso de público em portais nacionais como A Soma de Todos os Afetos e O Segredo.

O livro conta histórias sobre sentimentos humanos, alguns bons e outros nem tanto. “Aprendi que só evoluímos quando entendemos quem somos e aceitamos nossa imperfeição. Essa é a forma mais bonita de compreender melhor as voltas que o mundo dá e desviar da rota sempre que a dor for maior que o amor“, completou.

Lançado pela Editora Autografia, “Com Licença, Posso Entrar?” surgiu da ideia de reunir algumas das crônicas de maior sucesso da jornalista. Com cerca de dois milhões de acessos na internet, a autora diz que a intenção é sempre chegar mais perto do leitor.

“Tem muita gente que me segue e que acaba virando meu amigo. Se o que escrevo faz a diferença na vida dessas pessoas, quero trazê-las para perto de mim. É dessa forma que conheço as mais variadas histórias de gente como a gente e são elas que me inspiram para novas viagens”, conclui.

A obra está disponível no portal da Editora Autografia e também nas livrarias Cultura, Saraiva, Cia dos Livros e Amazon.

“Com Licença, Posso Entrar?”, de Ju Farias. Editora Autografia, 124 páginas, R$ 38,00

Ternura no livro "Cachinhos de Prata"

11 de agosto de 2017 0
Foto: Aldo Brasil

Foto: Aldo Brasil

Era uma vez uma avó e seus três netos que se amavam muito. Sempre aos domingos os netos iam visitá-la, mas naquele dia tudo estava diferente. A avó dos meninos não mais os reconhecia.

Com um texto poético e repleto de afeto, o livro “Cachinhos de Prata”, de Leo Cunha, recolhe, lá dos contos clássicos, a essência, a delicadeza e o espanto. Fala sobre a perda de memória, o envelhecimento, a relação entre avó e netos e como o amor pode nos ensinar a lidar com os limites impostos pelo esquecimento.

As ilustrações de Rui de Oliveira trazem, na força das cores e formas, o abalo das folhas e memórias levadas pelo tempo. Tudo com delicadeza para tratar de um tema denso e difícil.

“Cachinhos de Prata”, de Leo Cunha, com ilustrações de Rui de Oliveira. Coleção “Espaço Aberto”, Editora Paulinas, 22 páginas, R$ 29,90.

Livro de poemas "Noite Grande" será lançado nesta sexta-feira em Joinville

10 de agosto de 2017 0
Divulgação

Divulgação

Quem aprecia livros de poemas já pode colocar na agenda: está marcado para esta sexta-feira, dia 11, o lançamento do primeiro livro de poemas do escritor Luis Gustavo Cardoso. A obra, intitulada “Noite Grande” reúne poemas que enfrentam problemas fundamentais do homem, como vida e morte, natureza e cultura, a presença e a distância dos afetos. O livro procura o estrato mais sincero dessas afeições, admitindo suas inevitáveis contradições. O lançamento está marcado para acontecer entre 17h e 19h na Livraria A Página, que fica na rua Dr. João Colin, 475, esquina com a rua Lages.

O autor Luis Gustavo Cardoso nasceu em Franca, interior de São Paulo, mas mora em Joinville há três anos. Além de escritor, é também músico e professor universitário da área do Direito. “Noite Grande” foi produzido em parceria com a Editora Areia, com o patrocínio do Mecenato Municipal de Apoio à Cultura, edição 2016.

SERVIÇO

O QUÊ: lançamento do livro “Noite Grande”, de Luis Gustavo Cardoso.
QUANDO: sexta-feira, dia 11 de agosto, das 17h às 19h.
ONDE: Livraria A Página, rua Dr. João Colin, 475, esquina com a rua Lages.
CONTATO: (47) 98804-8933 | (47) 99646-8084.

Para você, qual é o maior tesouro?

09 de agosto de 2017 0
Divulgação, MercadoLivros

Divulgação, MercadoLivros

O que nos encanta? O que tem valor para nós? Qual é a importância que damos à amizade? No livro “O Maior Tesouro”, o autor e ilustrador mexicano Ricardo Herrera nos apresenta Aitor, um duende que, junto com o amigo Tonho, o cisne, aventura-se na busca do maior tesouro do mundo. A história ganha um novo sentido quando eles se deparam com Bárbara, a baleia, e sua amiga Ana, a tartaruga. A magia do mundo de fantasia que une duendes e animais é o pano de fundo para esse conto que fala de respeito e amizade.

O livro conta que chega o dia em que os habitantes do país dos duendes devem escolher um novo rei. Aitor deseja obter o trono, e junto com seu amigo, o cisne Tonho, vai procurar o maior tesouro. A viagem destes dois amigos se torna uma incrível aventura, na qual Aitor está convencido de que o maior tesouro está no mar, mas não se trata de ouro, joias ou relíquias submersas, é algo mais importante, intimamente relacionado com amizade, respeito pela natureza e proteção dos animais e seus habitats.

O livro está à venda, nas edições em português ou espanhol, pelo site da editora: http://mercadolivros.net.br/omaiortesouro/

“O Maior Tesouro”, texto e ilustrações de Ricardo Herrera. Editora MercadoLivros, 20 páginas, R$ 30,00.