Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "brinque-book"

Por favor, soltem o Gaspar!

20 de julho de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Você já precisou enfrentar a situação de ficar preso em algo e precisar de ajuda para sair? Pois o personagem da sugestão de hoje, “É Preciso Soltar o Gaspar!”, de Geoffroy de Pennart, está numa fria.

Gaspar, o cabrito, ficou trancado na despensa e o serralheiro não pode acudir. Quem será que irá ajudar Dona Cabra, sua mãe, a tirá-lo de lá? Nesta divertida história cumulativa, o autor francês traz novamente personagens de diferentes contos de fada em novas situações.

O livro permite explorar diversos temas, como: alguém já ficou preso em algum cômodo e precisou de ajuda para sair?; Ou precisou buscar ajuda para alguém que estava preso? É certo Dona Cabra precisar pedir ajuda a tantas pessoas para conseguir soltar o Gaspar? O prefeito e outros governantes tinham razão em não se interessar no problema dela? O que os alunos fariam diferente na mesma situação?

“É Preciso Soltar o Gaspar!”, de Geoffroy de Pennart, com tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 36 páginas, R$ 35,00.

Um lobo folgado e malcriado

23 de maio de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Começando a semana, o blog traz uma divertida história que permite trabalhar temas como animais, boas maneiras, convivência social e humor.

No livro “Senão…!”, de Alice Bassié, um lobo intimidador entra na confeitaria da senhora Bompão e pede uma bomba de chocolate. Ela não hesita em lhe atender, mas fica tão assustada que pede à sua amiga, a senhora Bonfio, que a substitua na confeitaria. No dia seguinte, o lobo surge novamente… será que alguém irá conseguir lidar com este cliente malcriado?

Para pais e professores, o livro pode ser explorado com as seguintes questões: algum aluno já teve que lidar com uma pessoa mal-educada? Quando e o que fez? Existe um jeito certo de lidar com uma pessoa que não é gentil?

“Senão…!”, de Alice Bassié, com ilustrações de Sylvain Diez e tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 28 páginas, R$ 32,30.

Meu pai é uma girafa

16 de maio de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Começando a semana, a sugestão é um livro delicado e divertido que trata de forma leve a relação de uma criança e seu pai: “Meu Pai é uma Girafa”, de Stephen Michael King.

Valendo-se da visão de uma criança, o premiado autor e ilustrador cria este divertido e afetuoso livro, no qual as qualidades de um pai são vistas de forma inusitada por seu filho.

Esta divertida história permite trabalhar temas como animais, amor e relacionamento familiar. Para professores, professoras, pais e mães, há também algumas sugestões de exploração: as crianças conseguem dizer com quais animais seus pais se “parecem”? Por quê? Quais características os levaram a essa escolha? Todos nós nos parecemos com algum animal? Existem coisas que os adultos têm mais facilidade para fazer do que as crianças? E o contrário, é verdade?

“Meu Pai é uma Girafa”, texto e ilustrações de Stephen Michael King, com tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 28 páginas, R$ 35,00.

As aventuras de Célio Coelho e João Cão

03 de maio de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Hoje, o blog mostra um livro com uma divertida história, cheia de humor, que mostra como a amizade supera o preconceito.

Em “Célio Coelho e João Cão”, de Rotraut Susanne Berner, ninguém sabe direito quando e por que as famílias Cão e Coelho começaram a se desentender. Porém, quando cai uma tempestade horrível durante a corrida anual de Colmeia Grande, tudo começa a mudar…

Como sugestão aos professores, podem ser propostas atividades como: alguém já mudou de opinião sobre um colega depois de conviver com ele por mais tempo? Quantas expressões idiomáticas com “cão” e “coelho” os alunos conhecem? Alguém já ficou preso num temporal? Qual a melhor maneira de se proteger?

Esta divertida história permite trabalhar temas como animais, amizade, respeito às diferenças e convivência social.

“Célio Coelho e João Cão”, texto e ilustrações de Rotraut Susanne Berner e tradução de Hedi Gnädinger. Editora Brinque-Book, 76 páginas, R$ 35,00.

Você sabe onde começa uma história?

15 de abril de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Começo este post repetindo o título: você sabe onde começa uma história? Pode ser com uma palavra, uma cor, um desenho… No livro “Onde Começa a História?”, a autora/ilustradora Marie-Louise Gay rascunhou, rabiscou, traçou, esboçou, desenhou e pintou para contar como ideias brilhantes chegam quando você menos espera e como as palavras, algumas vezes, surgem do nada querendo ser escritas.

Esta história permite trabalhar temas como imaginação, interação com o leitor e metalinguagem. A autora estabelece um diálogo com seus jovens leitores a fim de explicar como é o processo de criação de seus livros.

Pode ser interessante realizar em sala de aula um trabalho coletivo semelhante ao descrito pela autora, utilizando palavras e imagens para a criação de uma nova história.

“Onde Começa a História?”, texto e ilustrações de Marie-Louise Gay, com tradução de Gilda de Aquino. Editora Brinque-Book, 54 páginas, R$ 36,80.

O cachorro perdido

15 de março de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Na história “O Cachorro Perdido”, de Guido van Genechten, um cãozinho está aflito: ele se perdeu de seu dono! A tarefa dos leitores vai ser ajudar a encontrá-lo no meio da multidão. Ele usa sapatos pretos, grandes e com cadarços e meias vermelhas com bolinhas brancas… Por meio de sutis pistas, a história indica aos pequenos leitores a identidade e a aparência do dono desaparecido.

Esta delicada história convida os pequenos leitores a exercitarem o senso de observação a fim de descobrirem a identidade do dono desaparecido, que se encontra no meio da multidão. Um exercício interessante é sugerir aos alunos que descrevam um colega de classe ou um conhecido por meio de suas características e vestimentas.

Este livro permite trabalhar temas como: animais de estimação, amizade e humor.

“O Cachorro Perdido”, de Guido van Genechten, com tradução de Camila Werner. Editora Brinque-Book, 28 páginas, R$ 35,00.

O lobinho está com medo do escuro

01 de março de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Você já ouviu falar de histórias com lobos, não é mesmo? Uma das mais famosas é aquela em que o temível bicho persegue Chapeuzinho Vermelho e sua vovozinha. Em outra, ele atormenta a vida de três porquinhos. Enfim, ele é um terror!Mas hoje tem uma dica em que esse bicho tem medo de… escuro! Bom, na verdade, isso até se justifica porque o personagem é um indefeso filhote, que protagoniza a história “O Lobinho Está com Medo do Escuro”, de Orianne Lallemand.

O livro, integrante da coleção “O Lobinho”, traz um tema bem comum aos pequenos: a hora de dormir. Esta divertida história permite trabalhar temas como: amizade, medo, cotidiano e convivência social. Para pais e professores, é possível trabalhar com questões como: quem já passou por situações parecidas como as que o Lobinho enfrentou? Quais foram as maiores dificuldades encontradas? E quais as melhores coisas que vieram de cada situação?

“O Lobinho Está com Medo do Escuro”, de Orianne Lallemand, com ilustrações de Éléonore Thuillier e tradução de Gilda de Aquino. Coleção “O Lobinho”, série “Brinque-Book na Mochila”, Editora Brinque-Book, 20 páginas (capa dura), R$ 24,90.

Você não vem brincar?

11 de fevereiro de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

A sugestão de hoje, “Você não Vem Brincar?”, de Ilan Brenman, trata de um tema bem atual: o apego das crianças, desde cedo, à tecnologia. Vários fatores influenciam nesse comportamento, como a redução dos espaços públicos para lazer e brincadeiras, a insegurança e, claro, o fascínio que os aparelhos causam nas crianças (na verdade, não só nelas, né?).

Neste livro divertido, o premiado autor conta a história de Pedro, um menino que, de tão distraído com suas brincadeiras eletrônicas, quase se esquece que há brinquedos que não precisam de bateria. Será que ele consegue encontrar um equilíbrio entre esses dois modos de brincar?

Os professores podem explorar a obra com questionamentos como: os alunos preferem as brincadeiras eletrônicas ou não? Por quê? Acreditam que deve haver um equilíbrio entre as duas formas de brincar? Quais brincadeiras gostam mais?

“Você não Vem Brincar?”, de Ilan Brenman, com ilustrações de Carlo Giovani. Editora Brinque-Book, 28 páginas, R$ 35,00.

O pequeno mundo de "Chin, Chan, Chun"

05 de fevereiro de 2016 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

O livro “Chin, Chan, Chun”, de Milton Célio de Oliveira Filho, conta que existia um lugar em que tudo era pequeno! Tudo lá era minúsculo! Num lugar não sei onde, existia uma ilha do tamanho de uma ervilha. Neste torrão mínimo, vivia uma gente miúda! No reino de Chan, um raio de sol bronzeava um milhão de banhistas, um simples pé de vento virava um vendaval, um só guarda-chuva cobria tudo e um grão de arroz dava para o ano todo.

Esta singela história permite trabalhar temas como solidariedade, humildade e cotidiano. Para pais ou responsáveis e professores, há algumas sugestões de exploração da obra: qual o tamanho do nosso planeta? Existem planetas maiores do que o nosso? Será que somos pequenininhos quando comparados a outros seres? Quais as menores criaturas que você conhece? E as maiores? Ser pequeno traz alguma vantagem ou desvantagem? E ser grande? Pequenas coisas podem ser importantes? Qual a menor coisa que você possui que você mais gosta?

Descubra pelo livro, também, que os grandes valores estão nas pequenas coisas!

“Chin, Chan, Chun”, de Milton Célio de Oliveira Filho, com ilustrações de Elma. Coleção “Brinque-Book na Mochila”, Editora Brinque-Book, 28 páginas, R$ 28,20.

Catando piolhos, contando histórias

18 de dezembro de 2015 0
Divulgação, Brinque-Book

Divulgação, Brinque-Book

Para encerrar a semana, a sugestão é o livro “Catando Piolhos, Contando Histórias”, de Daniel Munduruku. A obra traz memórias de um menino indígena que nos fala das tradições de seu povo munduruku transmitidas pela narrativa oral nos momentos felizes quando, sentado na aldeia, no colo dos mais velhos lhe faziam carinhos na cabeça.

“Ali, contávamos para todos os adultos presentes tudo o que havíamos feito durante o dia. Embora não parecesse, todos nos ouviam com atenção e respeito. Aquele era um exercício de participação na vida de nossa comunidade familiar.”

O livro tem oito histórias, algumas delas são mitos; outras, lendas dos espíritos da floresta; e outras, lições de vida ou narrativas de memórias de brincadeiras inocentes.

“Catando Piolhos, Contando Histórias”, de Daniel Munduruku, com ilustrações de Maté. Editora Brinque-Book, 48 páginas, R$ 35,50.