Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "editora mundo mirim"

Futebol também é assunto de menina, sim!

03 de março de 2017 0
Café com leite

Divulgação, Mundo Mirim

Às vezes, achamos que temos uma determinada opinião ou fazemos alguma coisa simplesmente porque seguimos o que a sociedade impõe como verdade. Refletir sobre os fatos e comportamentos nos leva a questionar e rever nossas crenças. O livro “Café com Leite”, de Ilan Brenman, pode estimular a discussão sobre a igualdade e o respeito entre os sexos e incentivar a perseverança em busca do sonho, apesar dos obstáculos.

Ana, a protagonista da história, era uma menina que gostava de brincar com bonecas, de pular corda e amarelinha. Mas também era apaixonada por futebol. Só que os meninos não deixavam a garota jogar. Descubra, nesta sensível obra, que a vida às vezes pode nos surpreender quando menos esperamos.

“Café com Leite”, de Ilan Brenman, com ilustração de Bruna Assis Brasil. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

O Ensopado da Luíza

03 de janeiro de 2017 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

Olá, papais, mamães e profes! O Blog do Aldo tem uma dica bem legal para vocês “lerem” com os pequenos: “O Ensopado da Luíza”, de Luiz Gesini.

O livro, editado pela Mundo Mirim, não tem textos, mas é cheio de imagens. Ele mostra uma criança agindo e tomando atitudes necessárias para uma boa convivência entre os seres humanos.

A narrativa mostra que dois cozinheiros não se entendem sobre o tempero de determinado prato. Discutem muito e acabam brigando. Luíza assiste a tudo e decide agir dando seu toque especial ao ensopado.

A magia do livro de imagens reside no fato de que cada leitor pode construir sua própria história a partir do que está vendo.

Para os professores (e professoras, claro!), há algumas sugestões para se trabalhar com os alunos, como: discutir com os pequenos sobre outras situações de conflitos que geram discussões e atitudes não muito amigáveis. Uma briga no futebol, por exemplo, ou a disputa por um brinquedo; converse com eles sobre como é possível administrar esses conflitos por meio da conversa, da amizade, do sorriso etc.; peça que sugiram outras soluções; que tal fazer uma peça de teatro a partir da leitura do livro? Usando os diálogos que os alunos criaram durante a leitura, escolha o elenco; lembre-se de que você não precisa, necessariamente, ter apenas três personagens. Podem ser mais cozinheiros, mais crianças adicionando temperos… Use a sua imaginação (e a de seus alunos também).

“O Ensopado da Luíza”, de Luiz Gesini. Editora Mundo Mirim, 24 páginas, R$ 26,90.

Uma luz na escuridão

21 de dezembro de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

O Blog do Aldo apresenta hoje um livro que fala de filosofia ao público infantojuvenil: “Uma Luz na Escuridão”, de Glaucia Lewicki. A obra traz, em uma linguagem acessível aos leitores a partir de dez anos, um texto primoroso e que certamente contribuirá para excelentes discussões em sala de aula.

Os irmãos Glauco, Adimanto e Arístocles (Platão) ouvem o grande filósofo Sócrates contar uma história em que homens acorrentados dentro de uma caverna não conhecem o “mundo exterior”, apenas torpes imagens (de objetos e pessoas de fora da caverna) projetadas na parede do fundo. A fuga de um deles à realidade é o mote desta alegoria, que nos faz indagar, por exemplo, qual seria o limite entre realidade e ilusão, e se estaríamos mesmo abertos para enxergar a verdade e a liberdade.

A história é, em grande parte, marcada pelo diálogo filosófico de Sócrates com Glauco e Adimanto. Apesar de se enquadrar prioritariamente como conto, o gênero do texto se aproxima igualmente da estrutura de diálogo socrático, em que, por meio de perguntas orientadas, um sujeito seria capaz de encontrar as respostas para indagações e problemas da vida. À medida que lê a obra, o leitor provavelmente fará a si os mesmos questionamentos que Sócrates fez aos discípulos e imaginará como seria a situação dos prisioneiros dentro da metafórica caverna.

“Uma Luz na Escuridão”, de Glaucia Lewicki, com ilustrações de Edu Cardoso. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

Ciúme infantil, esse monstro embaixo da cama

24 de novembro de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

A dica de hoje do Blog do Aldo retrata um aspecto bem comum em casas nas quais há um bebezinho e o seu irmão (ou sua irmã) um pouco mais velho: o ciúme, que às vezes é bem sutil, mas que existe.

“O Monstro Debaixo da Cama”, de Adriano Messias, conta a história do dia a dia de Henrique, um garoto de sete anos às voltas com um monstro debaixo de sua cama e a falta que sente da atenção dos pais, absorvidos nos cuidados do bebê recém-nascido. O narrador “se cola” tanto no personagem principal, que é como se vivêssemos as mesmas dúvidas e medos de Henrique. O monstro que ele vê todos as noites vai adquirindo as características das pessoas com as quais ele se relaciona durante o dia, mostrando a dificuldade que o menino tem em lidar com a nova situação. Até o dia em que ele resolve enfrentar seus medos.

Para os professores trabalharem em sala de aula, uma das sugestões é pedir aos alunos que levem fotos da família. Ajude-os a montar uma árvore genealógica: irmãos, pais, tios, primos, avós. Com certeza, aparecerão padrastos, madrastas, irmãos, meios-irmãos, filhos do primeiro casamento do padrasto ou da madrasta etc. Pode acontecer também de alguém ser criado pela avó ou tia, ou ter um primo que mora junto, entre outros. Não se esqueça de que a criança tem que se retratar na árvore também.

“O Monstro Debaixo da Cama”, de Adriano Messias, com ilustrações de Rubem Filho. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

O Coco que Guardava a Noite

15 de julho de 2016 0
O coco que guardava a noite

Divulgação, Mundo Mirim

Para encerrar a semana, o blog indica um livro para ser lido, principalmente, de quem gosta de uma boa lenda.

“O Coco que Guardava a Noite”, de Eliane Potiguara, conta que no princípio do mundo não havia noite nem lua. Boiuna, a Grande Serpente, põe o índio Aruanã à prova e entrega a ele o coco que guarda a noite. Será que ele vai obedecer às ordens da serpente e não abrir o fruto antes da hora? Por que a noite ficava confinada dentro de um coco?

Nesse reconto originário de uma lenda carajá, os personagens precisam enfrentar o mistério da descoberta da noite, e, para isso, seguem um caminho mágico, de realidades e fantasias dessa cultura indígena.

Os mitos sempre nos ajudaram a entender dimensões profundas da existência humana, tanto pessoal quanto coletiva. Este mito, com versões diversas – mas que neste livro se fundamenta basicamente a um reconto da etnia carajá – vai tratar de uma ideia fundante para explicar a separação do mundo em dois períodos: dia e noite.

“O Coco que Guardava a Noite”, de Eliane Potiguara, com ilustrações de Suryara Bernardi. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

Leandro no ninho da coruja

29 de junho de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

No livro “No Ninho da Coruja”, livro do escritor Manuel Filho, ganhador do Prêmio Jabuti em 2008, e do talentoso ilustrador Márcio Baraldi, o personagem Leandro quer pensar em seis coisas que são impossíveis no mundo, assim como a Rainha Branca, em “Alice Através do Espelho”.

O problema é que o garoto, que vive acompanhado de seu amigo imaginário – uma coruja inteligente e meio atrapalhada – não consegue se lembrar de sequer um exemplo. É no caminho para a escola que Leandro e a coruja resolvem filosofar sobre a vida, os acontecimentos, os possíveis porquês de as coisas serem como são.

“Sabe quando você pergunta uma coisa e quer saber por que elas são do jeito que são? Por exemplo, por que o céu é azul e não verde ou por que a formiga é pequena e o elefante é grande? As questões podem até ser bastante simples, mas as respostas são muito complicadas. O ser humano sempre perguntou coisas difíceis como “de onde viemos?” e “para onde vamos?”. Cada povo encontrou uma possível solução, mas, para cada nova resposta, surge outra pergunta e o que parecia verdade se transforma num novo problema” (página 11).

Entre as diversas reflexões, o autor cita também, em uma linguagem acessível aos pequenos, pensamentos de filósofos como Platão e Sócrates. A obra, publicada pela Editora Mundo Mirim e indicada para leitores acima de 11 anos, promete fazer as crianças embarcarem em uma longa e divertida viagem pela filosofia e pelo prazer em refletir e aprender.

“No Ninho da Coruja”, de Manuel Filho, com ilustrações de Márcio Baraldi. Editora Mundo Mirim, 40 páginas, R$ 29,90.

Livro reconta lenda espanhola da princesa vampira

09 de junho de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

É verdade que todas as princesas são lindas, educadas e boazinhas e que os príncipes encantados vivem correndo atrás delas? Bom, nem sempre…

No livro “A Princesa Vampira”, o autor Jonas Ribeiro reconta uma lenda espanhola que se passa em um castelo de 777 torres. Nele, havia tudo que um rei arquimilionário poderia desejar: dezenas de elevadores, escadas rolantes, sala de almofadas, sala das geladeiras, escorregadores, piscinas, cachoeiras, jardins, bosques, restaurantes, sorveterias, parque de diversões e uma imensa capela com 555 vitrais, cada um de uma cor diferente.

No local, viviam o rei e sua filha, a princesa, que muito gostava de dormir – mesmo não sendo a Bela Adormecida – e de comer carne e beber o sangue de seus pretendentes, em vez de se casar com eles.

– A princesa é uma vampira. Ela precisa beber sangue de gente e comer carne de gente para continuar vivendo. Senão ela morrerá. E eu acharia até bom que ela morresse, isso evitaria mais tragédias. Agora, se o rei quer que ela continue viva, terá de sacrificar um de seus soldados por dia para que a princesa beba o seu sangue e coma a sua carne. Mas, quando acabarem os soldados…, será o fim da princesa. (Página 10).

A história, com belíssimas ilustrações de Adriana Vegas e Roger Marmo, é voltada para crianças de nove a dez anos. A obra é publicada pela Editora Mundo Mirim.

“A Princesa Vampira”, recontada por Jonas Ribeiro, com ilustrações de Adriana Vegas e Roger Marmo. Editora Mundo Mirim, 40 páginas, R$ 34,90.

Para conhecer um pouco das crianças da Amazônia

24 de maio de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

Em um país tão grande como o Brasil, as diversidades mostram o quanto é rica a cultura nacional. No livro “Crianças da Amazônia”, publicado pela Editora Mundo Mirim, o leitor conhecerá a história de algumas crianças da Amazônia, que têm um olho no verde da floresta e outro no verde da esperança.

A obra apresenta um pouco da riqueza das crianças dessa região do País, as tradições, costumes, lendas brincadeiras e modo de vida. Lendo as histórias do livro, o leitor entrará em contato com a cultura de uma região do Brasil pouco conhecida, principalmente no Sul e Sudeste.

O público também vai perceber que na Amazônia não há somente a cultura indígena, mas muitas culturas diferentes. Influenciadas pelas características geográficas, históricas e econômicas da região, as crianças dessas histórias mostram um dia a dia singular.

É preciso entender que as crenças, costumes, jeito de falar, vestir, se alimentar etc. fazem parte de uma tradição muito rica e devem ser preservadas e conhecidas. Assim, ao conhecer realidades diversas, pode-se estimular o respeito às diferenças, tão necessário para construir relações de paz, solidariedade e dignidade.

Escrita e ilustrada por Maurício Veneza, a obra é composta por sete contos cujos protagonistas são crianças de diferentes regiões da Amazônia. Por meio das histórias delas, o leitor perceberá particularidades da cultura e do lugar, como as palafitas, o seringal, lendas indígenas, a presença do búfalo etc.

Escrita numa linguagem clara, cada conto aborda um pouco do cotidiano dessas crianças, de acordo com a região em que moram, com suas curiosidades, alegrias e dificuldades. Uma boa oportunidade para conhecer outra realidade.

“Crianças da Amazônia”, texto e ilustrações de Maurício Veneza. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

Deu a louca na ortografia?

06 de maio de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

Todo mundo sabe que, desde o começo deste ano, algumas palavras tiveram a forma de escrever modificada por causa da entrada em vigor do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Para não deixar a galerinha por fora, o blog sugere o livro “Deu a Louca na Ortografia?”, de Eliane Aguiar e Débora de Angelo. A obra serve de ensinamento para aprender as novas regras da língua portuguesa.

Publicação da Editora Mundo Mirim, esse guia explica de maneira divertida ao jovem leitor por que a grafia ficou diferente. Com uma conversa descontraída, o próprio guia da língua brasileira explica para alguns alunos sobre as mudanças.

“Deu a Louca na Ortografia?” apresenta também, de forma exemplificada, as novas regras e ainda tem um vocabulário de consulta prática:

“Como ficou – Como era
Azaleia – azaléia
Bicho do mato  – bicho-do-mato
Birigui – Birigüi
Boia – bóia
Cefaleia – cefaléia
Cinquenta – cinqüenta”.

Com ilustrações de Jorge Barreto, o livro esclarece de forma simples, rápida e agradável todas as dúvidas de crianças e jovens sobre as mudança na língua portuguesa.

“Deu a Louca na Ortografia?”, de Eliane Aguiar e Débora de Angelo, com ilustrações de Jorge Barreto. Editora Mundo Mirim, 40 páginas, R$ 19,90.

Brincadeira e cooperação podem andar juntas

05 de maio de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

Você gosta de ler bastante? Então, o blog vai sugerir dois livros em um: “O Aniversário de Martina e O Presente de Frederico”, de Isabel de Paiva.

Por favor, me diga uma coisa: o que pode ser mais legal do que uma festa de aniversário? Só mesmo ajudar a família a organizá-la ou fazer o presente do amigo com as próprias mãos.

A carioca Isabel Paiva estimula a criatividade e instiga o desejo de cooperação das crianças em seu livro “dois em um”, O Aniversário de Martina, O Presente de Frederico.

Na história, Martina faz aniversário e Fred quer dar a ela um presente muito especial. E nada pode ser mais especial do que um feito por ele mesmo. Enquanto isso, Martina prepara sua festinha e ajuda a vovó com todos os preparativos: brigadeiro, bolo, cachorro-quente, pipoca.

Bases para a educação afetiva das crianças, a obra valoriza a amizade, as atividades em família e o espírito de cooperação. Na história de Martina, por exemplo, Isabel insere a receita de brigadeiro, do bolo, do cachorro-quente, das minipizzas e da pipoca. Na história de Frederico, aprende-se a fazer jogo da velha, telefone com fio, porta-retratos, cofrinho de lata.

A partir da preparação das receitas e dos brinquedos de sucata ensinados no livro, além de apreciar a história, a criança aprende a ter regras e aplicá-las para um objetivo final. A obra estimula ainda a colaboração e desperta a consciência ecológica pela reutilização de materiais que de outro modo seriam descartados.

No meio do livro as histórias de Martina e Frederico se encontram. Ela e ele radiantes de alegria. Martina adorou o presente e mais ainda a presença do amigo. Frederico adorou saber que a amiga gostou do presente e quando viu as guloseimas seus olhinhos brilharam e sua barriga roncou.

“O Aniversário de Martina, O Presente de Frederico”, de Isabel de Paiva. Editora Mundo Mirim, 48 páginas, R$ 29,90.

Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim