Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "ftd"

Vida, aqui vou eu!

17 de outubro de 2017 0
Reprodução

Reprodução

Galerinha, a dica de hoje é bem legal. Com certeza, o livro “Vida, Aqui Vou eu!”, de Flávia Savary, vai fazer você pensar e até identificar algo semelhante acontecendo por perto.

O livro conta que o adolescente Paulo acredita que tem tudo: dinheiro, beleza, uma turma sempre disposta a bagunçar. Então por que há esse sentimento de vazio tão grande no peito? Será que o que ele possui já não lhe basta ou até mesmo descobriu que existem outras coisas mais importantes?

A convivência inicialmente imposta com a colega Clara se torna uma grande amizade e vai mostrar a Paulo que a vida tem muito mais a oferecer do que baladas. É no trabalho voluntário e na responsabilidade que ele descobre a alegria de estar a serviço do próximo e encontra assim um sentido para sua própria vida.

“Vida, Aqui Vou eu!”, de Flávia Savary, com ilustrações de Daniel Kondo. Editora FTD, 56 páginas, R$ 43,00.

 

Gabriel e o teatro da memória

09 de janeiro de 2017 0
Divulgação

Divulgação

A vida, às vezes, parece um redemoinho interminável, não é mesmo? As coisas vão acontecendo e você não sabe como lidar com elas. E isso também está ocorrendo com Gabriel, protagonista do livro “Gabriel e o Teatro da Memória”, de Max Velati.

A família do rapaz está cheia de problemas. O pai briga com o avô, que acaba tendo que sair da casa; para Gabriel, é uma tristeza, pois vô Chico era seu grande interlocutor e professor de filosofia. O pai sofre um infarto e quase morre, e o próprio Gabriel quebra o braço em uma queda; e ele não sabe como terminar o namoro com Clara, para se aproximar de Joana, sua última paixão.

Aos poucos, porém, tudo vai se resolvendo. A chance de virar o jogo está em um torneio de perguntas e respostas promovido pela escola: para participar, ele tem de decorar, em nove dias, uma apostila de 200 páginas. É a oportunidade para vô Chico, que está de volta por causa da internação do pai, continuar com as aulas de filosofia, agora de maneira prática: fala sobre a Retórica na Grécia Antiga e ensina ao neto o método grego de memorização.

“Gabriel e o Teatro da Memória”, de Max Velati. Editora FTD, 160 páginas, R$ 46,00.

 

A riqueza do folclore brasileiro em "Viva o Boi-bumbá"

31 de outubro de 2016 0
Divulgação, FTD

Divulgação, FTD

O folclore brasileiro é riquíssimo em lendas, contos e personagens envolvidos em histórias cheias de aventuras, crenças e lendas. E um dos personagens é o Boi-bumbá, protagonista do livro “Viva o Boi-bumbá”, de Rogério Andrade Barbosa.

A lenda do Boi-bumbá conta a história de um menino que está retornando com sua família da festa do boi em Parintins, uma das mais importantes da região Norte do Brasil. O menino está maravilhado com a festa que acabara de acompanhar, um espetáculo de luzes, cores e sons.

Ele recorda também outras lendas comuns da região Norte do Brasil: Cobra Grande, Iara, Curupira, Boto Tucuxi e pede para a mãe contar novamente a história do Boi-bumbá. A mãe, então, atende ao pedido do filho e conta essa famosa lenda.

O Boi-bumbá é tão querido, que Parintins construiu um bumbódromo para 35 mil pessoas assistirem às encenações.

“Viva o Boi-bumbá”, de Rogério Andrade Barbosa, com ilustrações de Graça Lima. Coleção BrincanteEditora FTD, 32 páginas, R$ 38,60.

Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis

08 de julho de 2016 0
Reprodução

Reprodução

Todo mundo já deve ter pelo menos ouvido falar do livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis. Hoje, a dica é de um livro que remete ao autor e a sua famosa obra: “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis”, de Álvaro Cardoso Gomes.

Às vésperas da morte, o escritor Machado de Assis decide registrar num caderno fatos relevantes de sua vida: a infância pobre, a relação com a família, a lenta ascensão social, o emprego público, o amor por Carolina e sua trajetória de escritor.

Entrelaçando fatos reais e ficção, este romance mostra Machado na intimidade do dia a dia e sua amizade com os escritores Manuel Antônio de Almeida, José de Alencar e Euclides da Cunha, entre outros.

Certo dia, Machado adota como secretário o filho da lavadeira da família, Hermenegildo. O rapaz, de 16 anos, passa a cuidar da limpeza e organização do escritório do autor. Nasce, então, uma bonita amizade.

Uma história tocante que nos permite imaginar como nasceram alguns contos e romances do grande escritor.

“Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis”, de Álvaro Cardoso Gomes, com ilustrações de Alexandre Camanho. Coleção “Meu Amigo Escritor”, Editora FTD, 240 páginas, R$ 44,70.

Sabix — o valor da amizade

26 de abril de 2016 0
Reprodução

Reprodução

Em nosso dia a dia, contamos com amigos que nos ajudam a ser pessoas melhores. Esses amigos são muito valiosos, verdadeiros tesouros que a vida nos oferece.

No livro “Sabix — o Valor da Amizade”, de Alfredo Boulos Júnior, você vai conhecer Sabix, um papagaio diferente de todos que você já viu: ele é elegante, sabido e muito especial. Seu melhor amigo é Juninho, que conversa com ele sobre os mais variados assuntos.

Prepare-se para viver com esses dois amigos grandes aventuras, envolvendo amizade, companheirismo, solidariedade e arrependimento.

“Sabix — o Valor da Amizade”, de Alfredo Boulos Júnior, com ilustrações de Leandro Ramos. Editora FTD, 40 páginas, R$ 32,80.

A história de Uólace e João Victor

13 de abril de 2016 0
Reprodução

Reprodução

Todos os dias, vemos cenários diferentes em uma mesma cidade ou até mesmo no bairro onde moramos. De um lado, gente de posses, com uma vida confortável. Já olhando para o outro lado, pessoas desprovidas, muitas vezes, do mínimo necessário à sobrevivência.

Como diz Maria Valéria Rezende no prefácio de “Uólace e João Victor”, livro escrito por Rosa Amanda Strausz, “nascemos num mundo dividido (…): a cidade é uma sucessão de muros, grades, paredões, cercas, ‘bairros bons’ e ‘bairros ruins’, o asfalto e a favela.” Mas essa divisão, muitas vezes, são “apenas” espaciais, mesmo para pessoas com modo de vida bem diferente um do outro.

O livro conta que João Victor mora com a mãe e vive as alegrias e dificuldades de um adolescente de classe média. Uólace vive nas ruas com a mãe alcoólatra e enfrenta os desafios de um adolescente que tenta sobreviver. Apesar das enormes diferenças entre os dois garotos, a história revela que, mesmo em mundos tão distantes, eles podem ter inquietudes, expectativas e sonhos semelhantes.

Da trajetória desses personagens emergem dramas e esperanças que têm como cenário a cidade do Rio de Janeiro.

“Uólace e João Victor”, de Rosa Amanda Strausz, com ilustrações de Gustavo Piqueira e Samia Jacintho. Editora FTD, 96 páginas, R$ 44,10.

O Elefante Cabeludo — uma Aventura na Oceania

07 de abril de 2016 0
Divulgação

Divulgação

O livro “O Elefante Cabeludo — uma Aventura na Oceania”, de Marcelo R. L. Oliveira, conta que um estranho animal atravessa apressado a Tasmânia. É T. Bandeira, o mais famoso tamanduá detetive do mundo.

Dessa vez, ele está na Austrália, a convite da delegada Edna, a equidna, para esclarecer um enigma escrito em um… “ovo de elefante” roubado na África. Como sempre, a missão de T. Bandeira não será nada fácil, com o deslocamento por diversos países, enfrentando mares revoltos, terremotos e, como se não bastasse, os ataques de uma perigosa quadrilha de piratas liderada por Ingo, o dingo.

O livro, da Editora FTD, é uma história cheia de ação, mistério e aventura em plena Oceania.

“O Elefante Cabeludo”, de Marcelo R. L. Oliveira, com ilustrações de Ricardo Dantas. Editora FTD, 128 páginas, R$ 39,00.

Mais ou menos normal

12 de janeiro de 2016 0
Divulgação, FTD

Divulgação, FTD

Muitas pessoas, principalmente os adolescentes, vão se identificar com o livro “Mais ou Menos Normal”, de Cíntia Moscovich, que trata de temas como adoção, alimentação, amizade, morte, trabalho e ética.

A obra conta a história de Gaia, que nasceu em Porto Alegre, onde tem o rio Guaíba, que descobriram que não é rio, mas lago. E tem uma ponte com palmeiras plantadas. Estranho.

Gaia também se acha um pouco estranha. Na casa dela, ninguém come cachorro-quente, nem toma refrigerante, só chá, suco, cenoura, aipo… E, ainda por cima, ela começa a desconfiar que é adotada.

Um dia, descobre que um de seus amigos teria nascido num avião, sobrevoando Nova York. O que também não é lá muito normal… Será que é comum ser diferente? Não completamente esquisito… mais ou menos normal?

“Mais ou Menos Normal”, de Cíntia Moscovich, com ilustrações de Mariana Zanetti. Editora FTD, 120 páginas, R$ 44,10.

Dinheiro público - o que é, de onde vem, para onde vai

16 de dezembro de 2015 0
Reprodução

Reprodução

Após um período de chuvas, os moradores do bairro Nova Esperança viram um córrego, que até então estava acomodado, de repente, transbordar. Muitos, que não tinham para onde ir, tiveram que se abrigar em uma escola do bairro. E além de não resolver o problema do córrego, a prefeitura construía um caríssimo viaduto. Foi assim que a população se uniu para exigir o bom uso do dinheiro público.

O livro “Dinheiro Público – O que É, de Onde Vem, Para Onde Vai”, de Edson Gabriel Garcia, mostra para a garotada, de forma bem didática, que cuidar do que é bem público é dever de todos porque tudo que o governo municipal, estadual ou federal constrói, compra ou conserta tem um custo que sai do dinheiro que cada cidadão contribui, mesmo indiretamente, na forma de impostos e taxas. Por isso, é necessário cobrar dos seus representantes a boa aplicação dos recursos para que não haja desperdício.

Da mesma forma, cada um tem sua parcela no cuidado de tudo que beneficia a população. Por exemplo, dizer que um telefone depredado não é da sua conta porque você não precisa dele é totalmente sem realidade. Você pode não precisar desse equipamento, mas ele está ali porque, de alguma forma, você ajudou para isso, é seu dinheiro que está aplicado ali.

“Dinheiro Público – O que É, de Onde Vem, Para Onde Vai”, de Edson Gabriel Garcia. Coleção “Conversas sobre Cidadania”. Editora FTD, 64 páginas, R$ 38,40.

História do futebol e da quadra do Mingo

08 de outubro de 2015 0
Reprodução, Aldo Brasil

Reprodução, Aldo Brasil

Com muita irreverência, característica de seus textos, Flavio de Souza, autor de “QuadradoMingo” (assim mesmo, tudo junto), nos apresenta o Edifício Ibéria e seus moradores. Eles compartilham uma quadra, onde acontecem confusões, brigas, demonstrações de amizade e muito futebol.

Um desses moradores é o Mingo, um menino de nove anos que coleciona bolas e camisetas do seu time do coração. Por causa de toda essa paixão, ele está escrevendo um dicionário terminológico futebolístico, em que apresenta termos esportivos e suas devidas explicações.

“QuadradoMingo” é um livro sobre futebol e pessoas que amam, torcem e estudam esse esporte. O livro tem também muitas outras histórias que se misturam com a do Mingo: as histórias de seus amigos, de sua família, da família de seus amigos e de seus vizinhos, além das histórias de um prédio e uma quadra de esportes muito especiais e, ainda por cima, a história do futebol.

“QuadradoMingo”, de Flavio de Souza, com ilustrações de Orlando Pedroso. Editora FTD, 80 páginas, R$ 44,10.