Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Literatura Infantojuvenil"

Muita aventura em "Os Invisíveis e o Amuleto da Serpente"

20 de setembro de 2017 0
Divulgação, Outro Planeta

Divulgação, Outro Planeta

Com uma vida conturbada entre fugir dos valentões e entender tudo de biologia e matemática, Matheus Ueta vive uma aventura com seus amigos de tirar o folêgo. Em “Os Invisíveis e o Amuleto da Serpente”, publicado pelo selo Outro Planeta, da Editora Planeta, o pequeno personagem vai desvendar os mistérios deixados no PaleoPark, por seu avó e cientista Ueta San.

Ator, cantor e apresentador, Matheus Ueta agora se tornou escritor após muita aspiração e finalmente colocou seus escritos “para funcionar”, como ele diz. A intenção do jovem autor foi criar um personagem que se aventurasse no mundo incrível da ficção, com uma preciosa lição de responsabilidade ecológica.

O herói, com o mesmo nome do autor, não é popular na escola, é estudioso, tem uma criatividade e curiosidade sem tamanho. Sempre esta de olho no parque que seu avó havia comprado há muitos anos atrás. O PaleoPark fica em frente de sua casa, e ele terá momentos mágicos após um vulto chamar sua atenção em meio a tantas árvores.

Ao invadir a reserva para bisbilhotar, Matheus e seus amigos descobrem manuscritos secretos que irão levá-los à maior aventura de suas vidas: achar as quatro partes do amuleto da serpente, um objeto capaz de abrir o portal da cidade perdida de Shangri-lá. Porém, eles precisam correr, pois não estão sozinhos nessa busca.

Os leitores vão se entusiasmar quando encontrar no livro as definições do Mateus para palavras que têm outro significado no tradicional dicionário da língua portuguesa. Abaixo, uma mostra porque o garoto prodígio estreia na literatura com uma narrativa autêntica e divertida.

Século passado
A gente está no século XXI, por isso o século passado é o XX. Essa contagem surgiu lá na Roma Antiga e é representada com as letras maiúsculas, pois o alfabeto romano não tem letras minúsculas. Não entendeu nada?

A obra é um convite para todos embarcarem na Jikantabi — a incrível máquina do tempo, que leva a uma jornada pelas quatro partes do mundo atrás do segredo do cientista Ueta San. Esta aventura pode marcar a vida dos pequenos, além de trazer ensinamentos sobre reponsabilidade ecológica e a importância deles irem atrás dos sonhos e intuições.

“Os Invisíveis e o Amuleto da Serpente”, de Matheus Ueta, com ilustrações de Arthur Pandeki. Editora Outro Planeta, 160 páginas, R$ 31,90.

Muita diversão com "Traços Mágicos - Monstros"

19 de setembro de 2017 0
monstros traços mágicos

Divulgação

Você gosta de desenhar? E você gosta de livros com monstros? Se você disse sim para as duas perguntas, eu tenho uma dica bem legal: é o livro “Traços Mágicos — Monstros”, de Suhel Ahmed.

O livro tem projetos de desenhos para você se inspirar em qualquer lugar. O melhor é que a diversão louca nunca termina. Sabe por quê? Eu conto. Continue lendo.

Isso acontece porque, depois que você completar cada desenho, é só levantar a lâmina mágica e começar de novo! Então, o esquema é assim: você faz sua obra de arte, apaga, começa de novo; desenha, apaga e começa de novo! Legal, né?!

“Traços Mágicos — Monstros”, de Suhel Ahmed, com ilustrações de Srimalle Bassani. Editora Catapulta, 68 páginas, R$ 69,90.

 

A história de Carapaná e o povo sem sono

14 de setembro de 2017 0
Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Imagine a seguinte situação: chega certo dia (ou certo noite) e você descobre que nunca mais vai dormir. O que você acha: bom ou ruim? Como preencher as 24 horas do dia para compensar aquelas em que você dormiria?

É esse o enredo de “Carapaná e o Povo sem Sono”, de Fernando Henrique Becker. O livro conta que, certa vez, uma tribo de índios se descobriu sem sono. E agora? Como ocupar o tempo no eterno arrastar das horas? O que fazer para pôr fim a essa aflição?

É em meio ao marasmo e ao desespero que o intrépido Carapaná parte em uma missão sem precedentes na memórias da selva: rouba o sono de tribo vizinha.

Além da bela história, a obra ajuda a desenvolver o estímulo visual, habilidades em leitura, imaginação e criatividade.

“Carapaná e o Povo sem Sono”, de Fernando Henrique Becker Silva. Editora Vale das Letras, 56 páginas, R$ 22,90.

 

Turma da Mônica visita "Alice no País das Maravilhas"

11 de setembro de 2017 0
Divulgação

Divulgação

“Um coelho apressado, de colete, olhando as horas no relógio de bolso? Aquilo, sim, era bem esquisito. Ela ficou olhando e viu quando ele entrou numa toca logo mais à frente. Levantou-se depressa e saiu correndo atrás dele. Alice pulou e, já dentro da toca, percebeu que caía numa espécie de poço.”

Uma história que conquistou e conquista gerações de leitores de todas as idades, que inspirou centenas de livros, filmes e animações ganha uma nova edição reinterpretada pela dentucinha mais amada do Brasil e seus amigos. Sim, a Turma da Mônica caiu na toca do coelho e chega às livrarias em setembro, pela Girassol Brasil. Com o texto original da obra de Lewis Carroll, numa versão assinada pela ensaísta e tradutora Márcia Lígia Guidin, Mauricio de Sousa escalou a turminha para reviver “Alice no País das Maravilhas”.

Mônica se transforma em Alice, uma menina com uma imaginação enorme, uma curiosidade que a mete em muitos problemas e uma inocência que enche os nossos corações. Depois de perseguir um coelho, nesse caso o Cebolinha, Alice acaba num mundo novo e completamente maluco, onde vai aprender sobre amizade, respeito, humildade, justiça, família e sonhos.

Nesta edição especial, capa dura, com ilustrações em cores e movimentos que dão mais “realidade” as cenas icônicas de Alice e seus personagens, Mauricio e sua equipe conseguiram dar uma nova vida ao clássico, escalando um “elenco” de diversas histórias do universo Turma da Mônica. Rolo, Pipa, Louco, Magali e até o Mingau mergulharam nessa história e vão conquistar os leitores.

E como diria o Rei de Copas, comece pelo começo, vá lendo e, quando chegar ao fim… fique maravilhado!!!

“Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll, traduzida e adaptada por Márcia Lígia Guidin, com ilustrações de Anderson Nunes. Editora Girassol80 páginas (capa dura), R$ 69,90.

Muita diversão na terra dos dinossauros

06 de setembro de 2017 0
Divulgação, Vale das Letras

Divulgação, Vale das Letras

Caramba, galerinha! Dinossauria está caótica. A terra dos dinossauros vai precisar da sua ajuda para deixar tudo mais legal. E não precisa fazer muito esforço, não! Aliás, tudo vai se resolver com muita diversão!

O livro “Dino Ninjas — Dino Atividades”, da Editora Vale das Letras, tem um montão de coisas para a criançada se divertir com esses bichos já extintos, mas que até hoje são alvo de admiração.

Desenho, pintura e desafios que as crianças têm de resolver compõem o cardápio para ajudar o mestre Rex e seus dinos ninjas a derrotarem os terríveis malvadinos!

O livro permite o desenvolvimento de habilidades artísticas e da coordenação motora e proporciona estímulo visual.

“Dino Ninjas — Dino Atividades”, Editora Vale das Letras, 128 páginas, R$ 24,90.

Como ensinar as crianças a lidarem com a raiva?

04 de setembro de 2017 0
Divulgação, Boa Nova

Divulgação, Boa Nova

Sabe aquela sensação que faz ferver por dentro e que dá vontade de sair quebrando tudo ou bater em alguém? “Fervi por Dentro”, de Cleber Galhardi, publicado pela Editora Boa Nova, vai mostrar aos leitores que é natural sentir raiva, porém há uma necessidade muito grande de controlá-la.

Geralmente, as crianças não têm consciência quanto à proporção da raiva que estão sentindo, ou mesmo como lidar com ela. Esse fator pode trazer problemas para sua vida emocional, escolar e pessoal. É importante que elas entendam como devem agir diante dessa sensação.

O personagem que vai falar sobre este perigoso sentimento é o menino Aguar. Apesar do nome estranho, sua mensagem é edificante. A linguagem que ele utiliza parece bastante estranha no começo, pois ele reúne as primeiras letras e sílabas da frase e junta em uma palavra só.

Aguar mostra as consequências de expressar a raiva erroneamente, e não só a possibilidade de atingir negativamente o próximo, aborda também os sentimentos que traz para si mesmo após se deixar levar pela irritação, como o arrependimento, culpa, enfim, aquela sensação estranha de quando as atitudes que os indivíduos tomam não são corretas.

Com um jeito bastante peculiar de se comunicar, o personagem vai desmistificar a raiva e ajudar o leitor a lidar com esse sentimento forte. Uma lição para a vida toda!

“Fervi por Dentro”, de Cleber Galhardi. Editora Boa Nova, 28 páginas, R$ 10,90.

Uma noite para João e outros poemas

29 de agosto de 2017 0
uma noite para joão

Reprodução

O livro “Uma Noite para João e Outros Poemas”, de Peter O’Sagae”, leva o leitor para a atmosfera das festas populares, da poesia, da sensibilidade e força de um menino que vem para anunciar um caminho, da criança que brinca, sonha e transforma, do amor de mãe que acalenta com doces canções de ninar os receios de seu filho.

Dos dias de hoje rumo às lendas do imaginário popular, vamos conhecer uma infância que a invenção particular do poeta pode fazer, abrindo uma noite de sonhos com João ainda no ventre de sua mãe e depois nos primeiros passos sob à luz do mundo.

Com um lirismo ao modo das canções de ninar, na segunda parte do livro, aparecem outras histórias falando de brincadeiras, vento e pássaros, medos, alegrias e milagres. São lembranças de outros meninos, mas igualmente protegidos pela voz da esperança de suas mães e pais.

O livro é composto de 15 poemas inspirados em personagens históricos do cristianismo e lendas de santos medievais. Os textos podem ser classificados como acalantos, parlendas ou lenga-lengas, poemas narrativos anedóticos. Cada poema é feito uma canção, um quadro, contendo uma pequena narrativa. Desta maneira, o público poderá ser o mais variado possível.

As ilustrações delicadas e sensíveis transmitem bem o clima de festa e os símbolos que permeiam os poemas.

“Uma Noite para João e Outros Poemas”, de Peter O’Sagae, com ilustrações de Sandra Jávera. Coleção Espaço Aberto, Editora Paulinas, 36 páginas, R$ 35,80.

 

Os Flintstones, Os Jetsons e Scooby-Doo ensinam as crianças sobre a evolução do mundo

24 de agosto de 2017 0
Divulgação, Boa Nova

Divulgação, Boa Nova

A Editora Boa Nova investe em personagens licenciados com a Warner Bros e traz para o mercado editorial mais uma obra do escritor peruano Luis Hu Rivas: “Evolução dos Mundos com The Flintstones, The Jetsons e Scoby-Doo”. O livro será lançado na 18ª Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro, em sessão de autógrafos com o autor, nos dias 2 e 3 de setembro, entre as 16h e as 18h.

Atrelar a literatura a desenhos clássicos infantis facilita às crianças um melhor entendimento sobre a importância dos valores e a necessidade de aprender sobre o que é espiritualidade.

Nesta intrigante obra, o professor Einstone, que vive na Idade da Pedra, leva à pré-história a turma do Scooby-Doo por meio de uma máquina do tempo. Nesta aventura, os detetives mais queridos do mundo conheceram os Flintstones, o mundo primitivo em que vivem, e ajudam a resolver um mistério na era dos homens das cavernas.

Após isso, eles são mandados diretamente para o futuro, ao mundo de Regeneração, onde encontram a família Jetsons e por lá passaram por experiências incríveis. Nesta viagem, a turma da máquina do mistério também resolverá um caso fantasmagórico futurístico.

Será que os nossos amigos conseguirão voltar ao nosso tempo e resolver esses mistérios? Luis Hu faz destas duas historinhas uma divertida leitura para a criança entender melhor a transição planetária.

A intenção da Boa Nova com a coleção infantil é ensinar os pequenos o amor ao próximo, aproveitar melhor o tempo, e cuidar do ambiente em que vivem.

“Evolução dos Mundos com The Flintstones, The Jetsons e Scoby-Doo” (adaptado de “Scooby-Doo Team-Up), de Luis Hu Rivas. Editora Boa Nova52 páginas, R$ 17,90.

Desenhos de um garoto solitário

21 de agosto de 2017 0
Divulgação, Farol

Divulgação, Farol

Galerinha, presta atenção na dica de hoje. Muita gente vai se identificar com o personagem. A sugestão não é um livro de histórias em quadrinhos. Também não é um livro de poesia ou uma pequena novela. Ele mostra, isso sim, pensamentos, piadas, declarações de amor, raiva, alegria e tristeza, sempre com muito humor e um toque de ironia.

Em “Desenhos de um Garoto Solitário” estão reunidas as artes feitas por Naldo Junio, um jovem de Goiânia que começou a desenhar e resolveu compartilhar seus desenhos nas redes sociais, tendo hoje mais de 850 mil seguidores!

Agora seu personagem sai do mundo virtual para ganhar as estantes e espalhar muitas risadas por aí! Não falei?! Provavelmente, você ou alguém que você conhece é igualzinho ao personagem, que transporta sentimentos para traços no papel.

“Desenhos de um Garoto Solitário”, de Naldo Junio. Farol Editorial, 128 páginas, R$ 21,90.

Ternura no livro "Cachinhos de Prata"

11 de agosto de 2017 0
Foto: Aldo Brasil

Foto: Aldo Brasil

Era uma vez uma avó e seus três netos que se amavam muito. Sempre aos domingos os netos iam visitá-la, mas naquele dia tudo estava diferente. A avó dos meninos não mais os reconhecia.

Com um texto poético e repleto de afeto, o livro “Cachinhos de Prata”, de Leo Cunha, recolhe, lá dos contos clássicos, a essência, a delicadeza e o espanto. Fala sobre a perda de memória, o envelhecimento, a relação entre avó e netos e como o amor pode nos ensinar a lidar com os limites impostos pelo esquecimento.

As ilustrações de Rui de Oliveira trazem, na força das cores e formas, o abalo das folhas e memórias levadas pelo tempo. Tudo com delicadeza para tratar de um tema denso e difícil.

“Cachinhos de Prata”, de Leo Cunha, com ilustrações de Rui de Oliveira. Coleção “Espaço Aberto”, Editora Paulinas, 22 páginas, R$ 29,90.