Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Literatura Infantojuvenil"

Missão: salvar a Árvore da Vida

21 de outubro de 2014 0
Divulgação, Escarlate

Divulgação, Escarlate

Em “A Árvore – Os Três Caminhos”, de Janaina Tokitaka, Sofia não esperava a reviravolta que iria acontecer na sua vida ao conseguir abrir, finalmente, a porta misteriosa no casarão de seu avô. Lá dentro, deparou-se com uma grande árvore no centro de uma instigante biblioteca e foi recepcionada por um exótico corvo albino, que a informou sobre uma importante missão.

Sofia descobriu que aquela era a Árvore da Vida, essencial para a manutenção da vida na Terra, e que a mesma estava muito debilitada. Porém, o que mais surpreendeu a garota foi saber que a sobrevivência da Árvore estava ligada à doença misteriosa do avô, Nicolau.

Sofia não titubeou e aceitou o desafio de viajar para três mundos distintos para tentar curar a Árvore: a terra de nômades artistas Entrecaminhos, a fria e tecnológica Cidade Diamante e o misterioso Santuário Verde.

Será que Sofia conseguirá fazer com que a Árvore da Vida volte a ficar saudável? Ajudando, assim, toda a humanidade e, consequentemente, a pessoa que ela mais ama: seu avô Nicolau?

Esta aventura permite explorar temas como aventura, fantasia, artes, conhecimento, tecnologia e meio ambiente. O livro também está disponível em versão digital (e-book).

“A Árvore – Os Três Caminhos”, texto e ilustrações de Janaina Tokitaka. Editora Escarlate, 344 páginas, R$ 35,00 (livro impresso) e R$ 19,90 (versão digital).

A comovente história de uma infância

20 de outubro de 2014 0
Divulgação, Autêntica

Divulgação, Autêntica

Há histórias de nossa infância que ficam para sempre em nossos corações. Foi o que aconteceu com Sonia Junqueira, que é editora de livros infantis e juvenis e também escreve para crianças, tendo já mais de 100 títulos publicados. Em “Fidenco”, lançamento da Autêntica Editora, ela partilha com os pequenos leitores uma história verídica que aconteceu durante sua infância.

Sonia nasceu e passou parte de sua vida em Três Corações, no Sul de Minas, numa casa com quintal, de onde tem belíssimas recordações. “Um dia, um pintinho apareceu não se soube de onde e foi ‘adotado’ pelo meu irmão caçula, que tinha uns 5, 6 anos”, conta ela. O bichinho de estimação ganhou o nome de Fidenco, em homenagem ao então famoso cantor italiano Nico Fidenco, o predileto de sua mãe. “Fidenco teve uma história linda e trágica, que passou a fazer parte do folclore da família”.

É essa delicada e terna história que ela conta com muita emoção. Fidenco era especial, com sua cabecinha meio torta e irrequieta, corpo mirrado e olhinhos que diziam coisas. A amizade do garoto com o pintinho cresceu junto com os dois. Até que a família resolveu se mudar para a capital e não poderia levar nem o Fidenco, nem os outros bichos do quintal. Além da dor da separação, o que o garoto não sabia é que a desventura não tinha acabado… Apesar de tudo, ele dá uma incrível demonstração de amor e força diante do inesperado.

“Fidenco”, de Sonia Junqueira, com ilustrações de Diogo Droschi. Autêntica Editora, 32 páginas, R$ 34,00.

Todos juntos somos fortes

17 de outubro de 2014 0
todos juntos somos fortes

Divulgação, Autêntica

As fábulas, narrativas literárias em que os personagens são animais com características humanas e que sempre terminam com um ensinamento moral, encantam gerações de crianças ao longo dos tempos. É justamente isso o que os pequenos leitores vão encontrar em “Todos Juntos Somos Fortes”, lançamento da Autêntica Editora de autoria do escritor finlandês Esko-Pekka Tiitinen. O livro também marca a estreia de seu filho, Nikolai Tiitinen, como ilustrador, que ganhou, com esse trabalho, o terceiro prêmio compartilhado no 9º Mikkeli Illustration Triennial.

A narrativa começa com a velha Coruja sentada na torre da prefeitura com dificuldade para voar e lembrando sua juventude, quando a Pomba esbarra nela e pede ajuda para voltar para a África, pois estava perdida após uma tempestade de areia. A Coruja quer ajudá-la, mas está debilitada fisicamente, com as asas tão pesadas, que não suportariam uma viagem longa. A Pomba então percebe que a causa do problema é que a nova amiga está coberta de areia. Para ajudá-la, passa a noite inteira limpando-a.

Para retribuir o favor, a Coruja decide auxiliar a Pomba a voltar para casa. Assim começa uma longa e difícil viagem, durante a qual encontrarão vários animais: as Baleias, o Panda, o Coala, o Gorila, o Puma e um pequeno bípede. Todas se ajudam e são ajudados, demonstrando a necessidade e a importância do trabalho em grupo para garantir a sobrevivência de bichos, plantas e humanos.

Essa fábula é uma história feliz e confortadora sobre o significado do trabalho em grupo. Transformada em peça de teatro, foi apresentada em mais de 70 países. A peça dá apoio à companha de conservação da natureza da ENO (Environment Online – www.enoprogramme.org / www.enobrasil.blogspot.com.br), uma rede global para o desenvolvimento sustentável e paz no planeta. Escolas ao redor do mundo estudam as questões ambientais, compartilham conhecimentos e resultados de aprendizagem e fazem pactos concretos para alcançar o equilíbrio com o planeta. É coordenada pelo Programa ENO, sediado em Joensuu, na Finlândia. Conta com o apoio de inúmeras organizações e redes, incluindo a Organização das Nações Unidas para o Ambiente. A iniciativa já promoveu o plantio de milhões de árvores por todo o mundo.

“Todos Juntos Somos Fortes”, de Esko-Pekka Tiitinen, com ilustrações de Nikolai Tiitinen e tradução de Pasi Loman e Lilia Loman. Autêntica Editora, 32 páginas, R$ 34,00.

Deuses do Olimpo para gente pequena e gente grande também

14 de outubro de 2014 0

Deuses do Olimpo

Mitos, heróis e personagens divinos refletem, com a mesma força dos tempos antigos, os anseios do homem moderno, que em nada mudou no íntimo das inquietações existenciais. As fantásticas histórias da mitologia grega, carregadas de emoções, significados e ensinamentos universais, mobilizam em nós o reconhecimento dos dramas como se as narrativas fossem nossas, sintonizadas com apelos mais profundos. Daí nosso fascínio por elas em qualquer  idade.

Dad Squarisi, com sensibilidade, traz o encantamento poético dos mitos helênicos em “Deuses do Olimpo – Pra Gente Pequena e Gente Grande Também”. Os mitos, escritos em linguagem simples e divertida, permitem às crianças transitar entre os limites do real e do imaginário em busca de si mesmas. No continente lúdico e simbólico, elas podem se aventurar. Identificam e desafiam medos, desejos e impulsos sem os riscos da vida real.

As peripécias de Zeus, Hera, Afrodite, Hermes, Dionísio e tantos deuses e heróis que habitam o Olimpo dão respostas para dúvidas que nem sempre meninas e meninos conseguem verbalizar. Não somente. Ensinam valores como a coragem, a ética e a bondade que lhes desenvolvem a sabedoria e a capacidade de se colocar no lugar do outro.

Este livro — nas mãos de pais, educadores e psicólogos como mediadores de leitura — abre as portas da criatividade, estimula a expressão emocional e aperfeiçoa a língua falada e escrita. Num passeio mágico no carro de Apolo, acende o sol do mundo dos símbolos guardados no inconsciente. A viagem ilumina o caminho do autoconhecimento. Estimula o bem viver e conviver.

“Deuses do Olimpo – Pra Gente Pequena e Gente Grande Também”, de Dad Squarisi, com ilustrações de Carolina Kaastrup. Geração Editorial, selo Geração Jovem, 52 páginas, R$ 39,90.

Mestres da arte em quadrinhos

13 de outubro de 2014 0
Divulgação, Nemo

Divulgação, Nemo

Em 15 de abril de 1452 numa aldeia de Vinci, na Toscana, nascia um dos artistas mais célebres da história da arte. Foram 67 anos dedicados não só às artes, mas também à investigação científica, à engenharia, à arquitetura e às invenções. Sua história agora ganha os quadrinhos no álbum biográfico “Leonardo da Vinci”, com roteiro de Mirella Spinelli e desenhos de Andréa Vilela e Mirella Spinelli. Este título nacional da Editora Nemo inaugura a coleção “Mestres da Arte em Quadrinhos”, que apresenta a obra e a vida de personagens de destaque na história da arte.

A obra, narrada na primeira pessoa, perpassa toda a trajetória de vida do artista, desde seu nascimento, seus primeiros anos de vida, sua trajetória nas artes, até sua morte em 1519. Leonardo sempre foi um homem observador, que descobriu com seu tio Francesco o amor pelos grandes espaços abertos e a curiosidade pelos mistérios da natureza. Com um grande mestre italiano, Verrocchio, aprendeu o ofício que alavancou sua carreira artística, num dos maiores ateliês de Florença.

O grande pintor vivia uma vida tranquila, sem muitas preocupações, porém assumiu muito cedo a responsabilidade de se tornar mestre e participar da realização da grande obra de Verrocchio, o “Batismo de Cristo”. Quando completou 24 anos, ao ser injustamente acusado por um crime, mudou-se para Milão. Lá, realizou trabalhos magníficos e dedicou-se aos escritos de suas ideias e pesquisas. Leonardo possuía costumes incomuns, como uma técnica de escrita invertida, que dificultava a leitura de seus textos por outras pessoas, e inusitadas técnicas de pintura, utilizadas para a produção de obras célebres, como sua versão de “A Santa Ceia”.

Após retornar a Florença, trabalhou ao lado de Michelangelo Buonarrotti, com quem tinha sérias diferenças artísticas e pessoais. Foi na tão querida Florença que Leonardo pintou Lisa Gherardini, a Mona Lisa, sua obra mais conhecida e o quadro mais reproduzido da história. Já enfermo e velho, o homem que sempre procurou ser generoso e amável com as pessoas termina sua jornada na França, ficando sob os cuidados do rei Francisco 1º.

Mergulhada no mundo das artes, esta HQ faz uma viagem no tempo, rememorando os grandes feitos de um artista até hoje exaltado. Ao final, o leitor encontra uma galeria com reproduções das principais obras presentes no álbum. Os amantes das HQs e os apaixonados pela história da arte terão entretenimento e informação na medida certa nesse lançamento da Editora Nemo.

“Leonardo da Vinci”, com roteiro de Mirella Spinelli e desenhos de Andréa Vilela e Mirella Spinelli. Coleção “Mestres da Arte em Quadrinhos”, Editora Nemo, 48 páginas, R$ 39,00.

Mensagens do papa Francisco para as crianças

06 de outubro de 2014 0
Divulgação, Ave-Maria

Divulgação, Ave-Maria

O comum é ver os pequeninos ganhando de presente no Dia das Crianças brinquedos, livros de aventura, de poesia ou de imagens. Em geral, são coisas que provocam a imaginação delas, fazendo com que sonhem com os personagens e os cenários das histórias. Depois de lidos, alguns permanecem gravados na memória; outros, em pouco tempo, ficam no passado, esquecidos.

Mas o Dia das Crianças pode ser ainda mais especial! A Editora Ave-Maria preparou um livro totalmente diferente do que as crianças estão acostumadas, que fará com que elas pensem nas coisas importantes da vida como a fé, a amizade e o amor. “Os Cinco Minutos com meu Amigo Francisco” traz as palavras e reflexões do papa Francisco dirigidas às crianças e ditas em vários momentos, algumas vezes em missas, outras em catequeses, quando ele ainda era arcebispo da Argentina.

O objetivo do livro é fazer com que o leitor reserve um tempinho diário para descobrir o que o papa está querendo dizer com as reflexões feitas. A obra traz uma meditação para cada dia do ano. Veja abaixo a mensagem do dia 12 de outubro:

Reflexão: Na missa, nos encontramos com Jesus vivo e acreditamos que ele esteja vivo e presente na Comunhão. Cremos na presença dele na Comunhão!
Oração: Às vezes eu fico com vergonha de ir à missa e dizer que Jesus está vivo porque meus amigos riem de mim; mas eu gostaria de explicar a todos que ele está vivo de verdade e está em meu coração tanto nas horas tristes como nas horas alegres”
(página 178).

Além de ensinar coisas importantes para as crianças, esta publicação ainda as auxilia a orarem e se aproximarem mais de Deus em apenas cinco minutos diários.

Fazem parte da mesma coleção:Os Cinco Minutos de Deus”; “Os Cinco Minutos de Jesus”; “Os Cinco Minutos de Jesus – para Crianças”; “Os Cinco Minutos do Espírito Santo”; “Os Cinco Minutos de Maria”; “Os Cinco Minutos dos Anjos”; Os Cinco Minutos dos Santos”.

“Os Cinco Minutos com meu Amigo Francisco”, de Jorge Mario Bergoglio – papa Francisco. Editora Ave-Maria, 224 páginas, R$ 22,90.

 

O que eu vou ser quando crescer?

24 de setembro de 2014 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

Todos já passaram pela fase em que pensam: “O que eu vou ser quando crescer?”. É uma preocupação natural de cada pessoa. Escolher a profissão é algo complicado e angustiante para os adolescentes, principalmente. O mercado de trabalho oferece um leque enorme de opções, e há muitos fatores que influenciam na escolha. Pensar sobre isso mais cedo pode ajudar a vencer esta etapa sem tanta angústia. O livro “Imitando as Formigas”, de Rosicler Grudzien, possibilita às crianças pensarem sobre a profissão que querem seguir.

Para contar às crianças como as profissões são importantes, esse livro usa o belo exemplo das formigas – insetos que não param nunca e sabem exatamente o que cada um tem de fazer, dentro e fora do formigueiro.

A obra é dividida em três partes: há uma conversa inicial com o leitor, introduzindo-o ao tema, em seguida uma narrativa sobre dois amigos que descobriram sua vocação durante um passeio e, no final, informações específicas sobre várias profissões.

Com uma pincelada de humor nas ilustrações, a obra mostra que a sociedade também é assim, ou seja, formada por pessoas que têm vários tipos de trabalho, todos muito importantes. Rosicler Grudzien, que fez esta obra em dupla com sua irmã Heliana – autora dos desenhos –, descreve alguns tipos de profissões que existem nos tempos atuais e aproveita para contar a história de dois amigos que escolheram o trabalho deles justamente por causa das formigas.

Desde o gari ao maestro, “Imitando as Formigas” fala sobre a dignidade e o valor do trabalho, assim como de cada profissão. O livro também tem como propósito aproximar as crianças da educação ambiental. Traz ainda espaço para desenhos e participação dos leitores na obra, além das datas comemorativas de cada profissão.

“Imitando as Formigas”, de Rosicler Grudzien, com ilustrações de Heliana Grudzien. Editora Mundo Mirim, 48 páginas, R$ 34,90.

 

Astron, o super-robô

22 de setembro de 2014 0
Divulgação, Nemo

Divulgação, Nemo

Um acidente de laboratório, envolvendo um raio, dá origem a um ser extraordinário… Esse tema clássico da ficção científica é o ponto de partida da história de Astron, um fantástico robô com consciência própria. O novo personagem da Editora Nemo, criado por Wellington Srbek e desenhado por Kris Zullo, estreia em “Astron: o Super-robô!”. Nessa primeira aventura, descobrimos como esse herói robótico “nasceu” e também as reações da mídia e da sociedade ao surgimento do primeiro ser com inteligência artificial.

Tudo começa quando o professor Nicodemos Rosas e seus auxiliares Sarah Shalom e Hélio Takahashi estão se preparando para iniciar a nova fase no desenvolvimento de um autômato com capacidade cognitiva avançada: o robô Astron 21. O protótipo estava sendo programado para enxergar, ouvir e até mesmo responder a questões simples. Mas quando um raio atinge o laboratório da Unitec-Futuro, o experimento acaba tomando um rumo completamente inesperado pelos cientistas. A descarga elétrica desencadeia uma potencialização do sistema ao qual a rede neural de Astron está ligada. Após o susto inicial, os pesquisadores aguardam alguns dias para poderem analisar os danos. Mas, de repente, o robô “acorda”, revelando surpreendentes capacidades intelectuais e até consciência ética.

As páginas da HQ contam com bastante ação, em que Astron mostra que seu cérebro avançado é acompanhado de muita força física e também de atos heroicos. Ao final dessa primeira edição, encontramos um esquema visual do robô, que indica onde estão localizados seus mais diversos aparatos tecnológicos, como: rede neural com capacidade ampliada; captadores de som ambiente; saída de áudio para fala; câmaras binoculares para visão tridimensional em cores, infravermelho e raio X; propulsores de plasma principais e auxiliares; células fotoelétricas para captar luz e converter em eletricidade; microssensores para reproduzir o sentido do tato, entre outros.

Esse superlançamento da Nemo, criado pelos mesmos autores de “Força Animal: a Aventura Começa!”, promete fazer sucesso entre os fãs de ficção científica e quadrinhos de ação, com uma história envolvente e inteligente, desenhos bastante detalhados e cores caprichadas.

“Astron: O Super-robô!”, com roteiro de Wellington Srbek e desenhos de Kris Zullo. Editora Nemo, 32 páginas, R$ 19,80.

Agradecimento e celebração em "Ave Alegria"

19 de setembro de 2014 0
Reprodução, Aldo Brasil

Reprodução, Aldo Brasil

Ave alegria, / cheia de graça, / o amor é contigo, / bendita é a risada e a gargalhada!

A autora desses versos em forma de oração é a escritora Sylvia Orthof, que no livro “Ave Alegria” traz o amor e o humor para espantar qualquer negatividade. O humor, aliás, está presente em toda sua produção. Seu estilo único e a linguagem coloquial encantam os pequenos leitores.

Nesse livro, Sylvia deixa sua mensagem em forma de agradecimento e celebração por todas as oportunidades e toda a beleza da vida. As imagens em cores vivas e página inteira, criadas por Ellen Pestili, captam o sentimento da autora no agradecimento e na saudação à natureza e à vida.

Reconhecida como uma das mais importantes escritoras de literatura infantil brasileira, com mais de 120 livros publicados, Sylvia Orthof cultivou a poesia, a prosa e o teatro, sempre de forma irreverente e criativa. Linguagem inovadora, marcas de oralidade, humor, histórias originais e o convite à imaginação são características de sua produção literária, por isso seus livros conduzem facilmente o público infantil ao fascinante universo da leitura.

“Ave Alegria”, de Sylvia Orthof, com ilustrações de Ellen Pestili. Editora Gaia, 24 páginas, R$ 27,00.

Sonhos e aventuras do imigrante Stefano

12 de setembro de 2014 0
Divulgação, Global

Divulgação, Global

Quase sempre, aprendemos na escola sobre a vida, na maioria das vezes, nada fácil dos imigrantes. Eles são pessoas que carregam na bagagem, além de seus pertences, a esperança de dias melhores. E é sobre uma dessas figuras o livro “Stefano”, de María Teresa Andruetto, escritora argentina que ganhou o Prêmio Hans Christian Andersen em 2012. A obra, que leva o selo da Global Editora, chega ao Brasil sob a tradução da igualmente prestigiada escritora Marina Colasanti, que também traduziu “A Menina, o Coração e a Casa”, publicado pela Global em 2012.

Dedicado a seu pai, “Stefano” conta a história de um jovem imigrante italiano cheio de sonhos que foge da pobreza do pós-guerra na Itália para a Argentina em busca de uma vida melhor. Stefano se despede da mãe e parte com a bagagem cheia de ilusões e memórias. A viagem de barco, seu primeiro trabalho no campo, sua nova vida ao lado de Ema e, no final da história, o leitor se depara com um homem mais maduro e cheio de experiências. Uma vida que é uma reminiscência de centenas de imigrantes, que muitas vezes enfrentam uma dura realidade, muito diferente do que eles esperavam encontrar.

“Se um livro é uma forma de conhecer, uma maneira de penetrar no mundo e procurar o lugar que nele nos corresponde, Stefano me permitiu recuperar a sensação de fome, desterro, estranhamento de homens e mulheres que um dia deixaram a sua terra, em busca de uma vida melhor”, diz María Tereza Andruetto.

“Stefano”, de María Teresa Andruetto, com tradução de Marina Colasanti. Global Editora, 80 páginas, R$ 27,00.