Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Literatura Infantojuvenil"

Haverá um futuro para o bem da humanidade ou o mal irá prevalecer?

19 de janeiro de 2017 0
Divulgação, Autêntica

Divulgação, Autêntica

Uma trama sombria pode liberar o mal que habita em cada um de nós e se espalhar sem controle pelo mundo. Os destinos de três jovens precisam se conectar para tentar evitar que isso aconteça. É nesse enredo que se desenvolve a história contada no livro “O Mistério da Luz e a Face das Sombras”, de Silvio Costta.

O passado medieval e o presente tecnológico estão ligados nessa incrível trama que envolve violência, corrupção e crimes misteriosos, tendo como eixo a modernidade e a ciência em contraponto à e à esperança no divino.

Haverá um futuro para o bem da humanidade ou o mal irá prevalecer? Tudo o que acontece é causa e efeito ou estamos predestinados? A batalha entre o caos e a ordem começa agora, com o mistério da luz e a face das sombras!

“O Mistério da Luz e a Face das Sombras”, de Silvio Costta, com ilustrações de Cláudio Martins. Autêntica Editora, 240 páginas, R$ 39,80.

Leitura deve ser estimulada durante as férias

13 de janeiro de 2017 0

 

Sabe aquele livro que está na prateleira esperando um tempo livre para ser descoberto? “O período de férias pode ser um excelente momento para relaxar e descobrir coisas novas por meio da leitura”. É o que garante a editora de literatura da Editora Positivo, Cristiane Mateus. Segundo ela, uma escolha mais livre de um livro, sem qualquer compromisso com resultados, pode ser um grande estímulo para desenvolver o hábito de leitura em crianças e adolescentes. E as férias são um bom pretexto para isso. “Se os pais lerem o mesmo livro, essa experiência pode ser intensificada com conversas despretensiosas sobre a obra, aproximando ainda mais pais e filhos e promovendo boas horas em família”, explica.

Mestre em literatura, Cristiane alerta que escolher bons livros é fundamental, pois a escolha certa possibilita a formação do hábito de leitura – um caminho que também desenvolve a imaginação, as emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa. “Isso significa que, além de ampliar os horizontes e o repertório do leitor, os livros são uma grande fonte de prazer, trazendo resultados e experiências surpreendentes para as crianças“, ressalta. Para fazer a escolha certa, Cristiane explica que é preciso relacionar a idade cronológica do leitor com sua maturidade e afinidades. Caso a criança não seja alfabetizada, também vale pensar num mediador.

E para aqueles que ainda têm dúvidas sobre aproximar ou não as crianças dos livros nas férias, Cristiane cita algumas boas argumentações para fazê-lo: “A leitura ajuda a não perder o ritmo da aprendizagem; a leitura é uma boa opção para os dias chuvosos; a leitura pode desencadear boas conversas e novas brincadeiras em família; quem lê viaja sem sair de casa; quem lê acaba por descobrir as bibliotecas – físicas ou virtuais – que são excelentes programas culturais”.

Confira cinco sugestões de livros, selecionadas por Cristiane, para as férias. Para ver a capa das obras, clique na galeria no topo deste post.

1 – MarMarianne Dubuc cria, neste livro sem palavras, uma história empolgante em que um gato persegue por dezenas de páginas um peixe vermelho. As crianças vão adorar as ilustrações e também aprender sobre presa e predador e a luta pela vida e pela liberdade. Várias histórias e brincadeiras podem surgir de uma única página, dependendo apenas da imaginação de quem abrir o livro. Editora Positivo, a partir dos seis anos – R$ 55,40.

2 – Haicais Visuais – Inspirado em haicais, mas só que sem palavras, apenas desenhos que formam histórias curtas e deliciosas. Usa personagens reais ou fictícios tão diversos como o pintor René Magritte e o King Kong. Este finalista do Prêmio Jabuti de 2016, de Nelson Cruz, é um livro surpreendente que introduz as crianças no mundo das artes. Editora Positivo, a partir de nove anos – R$ 39,80.

3 – FrankensteinDenis Deprez assina essa adaptação do clássico para história em quadrinhos, com tradução de Alexandre Koji. Escrito originalmente por Mary Shelley quando tinha apenas 19 anos. Foi um dos precursores da ficção científica e também do movimento romântico. Preconceito, convivência com o outro e os limites da ciência são alguns dos temas de reflexão nesta obra clássica e sempre atual. Editora Positivo, a partir de 12 anos – R$ 54,90.

4 – Apenas Tiago – Este premiado livro de Caio Riter, com ilustrações de Pedro Franz, conta a história de um garoto abandonado pelo pai e que acaba se envolvendo com o mundo do crime. Tiago reflete sobre sua vida e nos faz pensar em como nos comportamos em situações adversas. Discute a relação familiar e a privação de liberdade. Editora Positivo, a partir de 13 anos – R$ 44,30.

5 – Era uma vez… – As histórias clássicas, como Chapeuzinho Vermelho, Alice no País das Maravilhas, Pinóquio, Peter Pan e outras são recriadas pelo ilustrador Benjamin Lacombe neste livro em páginas pop-up que, ao se abrirem, formam desenhos em três dimensões. Também é uma boa opção para os adultos contarem as histórias para as crianças enquanto manuseiam o livro. Editora Positivo, para todas as idades – R$ 54,90.

"A Volta ao Mundo em 80 Dias" em versão integral

11 de janeiro de 2017 0
Divulgação, Via Leitura

Divulgação, Via Leitura

A Edipro, editora dos clássicos, lança a versão integral da melhor e mais impressionante obra de Júlio Verne, pai do gênero de ficção científica.  “A Volta ao Mundo em 80 Dias” é um clássico para todas as idades, um divertido romance de aventura que encantou a mundo.

Como completar em 80 dias uma volta na Terra na época de 1872? Por parecer impossível, uma aposta de 100 milhões de libras levou o personagem metódico, o lorde inglês Phileas Fogg, e seu valete, Passepartout, embarcarem nesta jornada. Só que a partida dos cavalheiros coincide com um roubo no banco e faz com que um detetive siga-os pensando que são os ladrões.

As estratégias de Fogg levam a dupla a enfrentar fanáticos religiosos no interior da Índia, tormentas marítimas a caminho do Japão e até tribos indígenas nos Estados Unidos e, ainda, o lorde inglês, encontra o amor de sua vida.

O livro mais conhecido do autor é um registro bem feito da geografia – por meio de maravilhosas descrições das paisagens e cidades ao redor do globo – e da mecânica – explorando, em detalhes, o funcionamento dos vários meios de transporte utilizados pelos personagens.
Considerada uma das maiores obras da literatura mundial, inspirou diversas adaptações ao cinema e ao teatro.

Júlio Verne (1828 – 1905) é o escritor francês ao qual muitos críticos creditam a criação do gênero de ficção científica. Filho mais velho de um advogado de Nantes – interior da França –, começou a sua carreira literária influenciado pelas obras de Alexandre Dumas e de Victor Hugo. Pesquisador voraz e dono de uma fértil imaginação, logo alcançou a fama com suas descrições de viagens e construtos fantasiosos. Em suas obras, chegou a predizer avanços científicos que se tornariam reais apenas décadas após a sua morte, como o submarino moderno, que aparece em “Vinte Mil Léguas Submarinas”, e a viagem espacial de Da Terra à Lua.

“A Volta ao Mundo em 80 Dias”, de Júlio Verne, com tradução de Daniel Aveline. Editora Via Leitura, 224 páginas, R$ 45,00.

Contos do sertão das Arábias

10 de janeiro de 2017 0
Divulgação, Escarlate

Divulgação, Escarlate

Revisitando contos das “Mil e uma Noites”, o autor e ilustrador Fábio Sombra cria, no livro “Sertão das Arábias”, uma obra original e inusitada, na qual personagens tipicamente brasileiros revivem, à sua maneira e com muito humor, algumas das histórias narradas por Sherazade.

Divirta-se com as sete viagens do vaqueiro Sibá Romão, encante-se com o menino Raimundim e sua lamparina velha e conheça um gari chamado Vavá, que, sem querer, descobre um tesouro imenso guardado por um bando de cangaceiros.

O autor compõe sua obra num gênero literário conhecido como cordel ou literatura de cordel. Para os professores, a sugestão é, junto aos alunos, estudar as características e origens deste gênero. O autor usa o cordel para criar novas histórias baseado nos contos das “Mil e uma noites”: debata com os alunos o que esses dois elementos podem ter em comum, como a origem na tradição oral e se são essas semelhanças que permitem que eles se combinem com eficiência para criar uma nova obra.

“Sertão das Arábias”, texto e ilustrações de Fábio Sombra. Editora Escarlate, 120 páginas, R$29,00.

Gabriel e o teatro da memória

09 de janeiro de 2017 0
Divulgação

Divulgação

A vida, às vezes, parece um redemoinho interminável, não é mesmo? As coisas vão acontecendo e você não sabe como lidar com elas. E isso também está ocorrendo com Gabriel, protagonista do livro “Gabriel e o Teatro da Memória”, de Max Velati.

A família do rapaz está cheia de problemas. O pai briga com o avô, que acaba tendo que sair da casa; para Gabriel, é uma tristeza, pois vô Chico era seu grande interlocutor e professor de filosofia. O pai sofre um infarto e quase morre, e o próprio Gabriel quebra o braço em uma queda; e ele não sabe como terminar o namoro com Clara, para se aproximar de Joana, sua última paixão.

Aos poucos, porém, tudo vai se resolvendo. A chance de virar o jogo está em um torneio de perguntas e respostas promovido pela escola: para participar, ele tem de decorar, em nove dias, uma apostila de 200 páginas. É a oportunidade para vô Chico, que está de volta por causa da internação do pai, continuar com as aulas de filosofia, agora de maneira prática: fala sobre a Retórica na Grécia Antiga e ensina ao neto o método grego de memorização.

“Gabriel e o Teatro da Memória”, de Max Velati. Editora FTD, 160 páginas, R$ 46,00.

 

Uma pedra, uma feiticeira, um reflexo e muito mistério

05 de janeiro de 2017 0
Divulgação, Escarlate

Divulgação, Escarlate

Gosta de ler histórias com mistérios e suspense? Então, preste atenção no livro que o Blog do Aldo indica hoje: “Espelho, Espelho seu – uma Pedra, uma Feiticeira, um Reflexo”, de Rosana Rios.

O livro conta que três desconhecidos, fragmentos de um antigo espelho e um mistério centenário: quando cacos de um antigo espelho partido aparecem na cidade de São Vicente, no litoral paulista, acontecimentos estranhos passam a ocorrer com três habitantes da cidade. Divididos entre razão e loucura, magia e realidade e passado e presente, o aposentado Solero e os estudantes Adriano e Alexa precisarão montar um quebra-cabeça intrigante para chegar à verdade, antes que seja tarde demais.

A autora desenvolveu a história a partir de uma lenda do folclore de São Vicente sobre a Pedra da Feiticeira, que, de fato, existe. Para os professores, a sugestão é, junto aos alunos, escolher um marco histórico ou geográfico de sua cidade e peça que eles escrevam um pequeno conto de ficção a seu respeito. Os protagonistas Adriano e Alexa enfrentam problemas com a própria imagem e identidade: converse com os alunos sobre quais fatores (sociais, emocionais etc.) podem levar a esse tipo de crise e peça que os alunos desenvolvam um texto dissertativo sobre suas causas e consequências.

“Espelho, Espelho seu – uma Pedra, uma Feiticeira, um Reflexo”, de Rosana Rios. Editora Escarlate, 144 páginas, R$ 28,70.

Um post para o querido Jesus

22 de dezembro de 2016 0
Divulgação, Thomas Nelson Brasil

Divulgação, Thomas Nelson Brasil

Galerinha, hoje apresento o último post do ano com um livro sobre a razão de existir do Natal (e de todas as outras coisas, claro): Jesus Cristo. Continue lendo e veja que legal é a dica desta quinta-feira.

Além de ser a Palavra de Deus, a Bíblia é um livro muito legal, cheio de emoções. Tem histórias de aventura, de amizade, de coragem e até de heróis. E o maior deles, o mais poderoso, é Jesus. É ele quem cuida da gente o tempo todo e garante nosso lugar no céu.

A escritora Sarah Young escolheu algumas dessas histórias para contar e comentar de um jeito que a garotada entende e gosta. Com ilustrações de Carolina Farías, o livro “Querido Jesus – Histórias Bíblicas” para crianças ajuda a gente a compreender como Deus ama seus filhos e tem um plano para todas as pessoas, inclusive para você.

“Querido Jesus – Histórias Bíblicas”, de Sarah Young, com ilustrações de Carolina Farías. Editora Thomas Nelson Brasil, 256 páginas, R$ 39,90.

Uma luz na escuridão

21 de dezembro de 2016 0
Divulgação, Mundo Mirim

Divulgação, Mundo Mirim

O Blog do Aldo apresenta hoje um livro que fala de filosofia ao público infantojuvenil: “Uma Luz na Escuridão”, de Glaucia Lewicki. A obra traz, em uma linguagem acessível aos leitores a partir de dez anos, um texto primoroso e que certamente contribuirá para excelentes discussões em sala de aula.

Os irmãos Glauco, Adimanto e Arístocles (Platão) ouvem o grande filósofo Sócrates contar uma história em que homens acorrentados dentro de uma caverna não conhecem o “mundo exterior”, apenas torpes imagens (de objetos e pessoas de fora da caverna) projetadas na parede do fundo. A fuga de um deles à realidade é o mote desta alegoria, que nos faz indagar, por exemplo, qual seria o limite entre realidade e ilusão, e se estaríamos mesmo abertos para enxergar a verdade e a liberdade.

A história é, em grande parte, marcada pelo diálogo filosófico de Sócrates com Glauco e Adimanto. Apesar de se enquadrar prioritariamente como conto, o gênero do texto se aproxima igualmente da estrutura de diálogo socrático, em que, por meio de perguntas orientadas, um sujeito seria capaz de encontrar as respostas para indagações e problemas da vida. À medida que lê a obra, o leitor provavelmente fará a si os mesmos questionamentos que Sócrates fez aos discípulos e imaginará como seria a situação dos prisioneiros dentro da metafórica caverna.

“Uma Luz na Escuridão”, de Glaucia Lewicki, com ilustrações de Edu Cardoso. Editora Mundo Mirim, 32 páginas, R$ 29,90.

Uma lição de vida com superação, motivação e fé

20 de dezembro de 2016 0
Divulgação, Mundo Cristão

Divulgação, Mundo Cristão

Depois de “Me Dá um Abraço”, a Editora Mundo Cristão anuncia o lançamento de “Sonhe Grande”, continuação do belíssimo testemunho de Nick Vujicic, autor best-seller e referência em assuntos relacionados a superação, motivação e fé.

Devido à rara síndrome denominada tetra-amelia, que ocorre por falha na formação embrionária, Nick nasceu sem braços e pernas, mas isso não o impediu de ser um importante evangelista e palestrante internacional. Ele já esteve em mais 50 países e falou para mais de seis milhões de pessoas. Seu exemplo é inspirador e sua vida, uma aventura cheia de desafios e milagres.

Em “Sonhe Grande”, ele volta aos anos de sua infância, relembrando fatos divertidos de sua trajetória, dramas que precisou enfrentar e lições que aprendeu com seus erros e acertos. Em oito capítulos ricamente ilustrados e com uma linguagem envolvente, o autor convida os leitores a embarcarem na jornada que fez em busca da concretização de seu sonho, sempre ressaltando a importância do amor e dos gestos daqueles que o influenciaram positivamente.

Com aventuras emocionantes, repletas de lições de vida, as quais todos estão convidados a conhecer, “Sonhe Grande” é um livro apaixonante, indicado não apenas para as crianças, mas para os adultos também!

Confira o videotrailer sobre o livro:

“Sonhe Grande”, de Nick Vujicic, com ilustrações de Dreamergo. Editora Mundo Cristão, 88 páginas, R$ 29,90.

Jingle bells, jingle bells... blog em tempo de Natal

15 de dezembro de 2016 0

 

Já que é tempo de Natal, o post de hoje é temático com belas histórias destes tempos em que se celebra o nascimento de Jesus. O blog sugere quatro livros para todos entrarem no clima de Natal. Para ver as capas em tamanho maior, é só clicar nelas na galeria acima. Confira!

“Uma Canção de Natal” (Editora Caramelo, 40 páginas, R$ 45,50), de Charles Dickens e adaptado por Tatiana Belinky, lembra que Natal é tempo de reunir a família e os amigos para celebrar e partilhar. E só mesmo um velho sovina e rabugento como Ebenezer Scrooge para não gostar dessa data tão especial. Mas, quando ele recebe a visita de três espíritos natalinos dispostos a confrontá-lo com o resultado de suas ações, tudo pode mudar… Publicado pela primeira vez na Inglaterra em 1843, este clássico conto de Natal tem primorosas ilustrações de Laura Michell.

Cercado por árvores altas e esplendorosas em meio à floresta, um pinheirinho passa o tempo todo sonhando em crescer e ser tão majestoso quanto suas companheiras. Ao saber que muitas delas eram derrubadas para virarem árvores de Natal, este passa a ser o seu maior desejo. Mas, quando ele finalmente se realiza, o pinheirinho acaba aprendendo uma inesperada lição. Publicado pela primeira vez na Dinamarca em 1844, “O Pinheirinho de Natal” (Editora Caramelo, 32 páginas, R$ 45,50), clássico conto de Hans Christian Andersen, chega agora ao público brasileiro recontado por Tatiana Belinky e com belíssimas ilustrações de Claudia Degliuomini.

Todo mundo conhece a história dos três reis magos. Mas poucos ouviram falar da saga de Artaban, o quarto rei mago, que não conseguiu se juntar ao grupo por ter parado para ajudar um doente. É isso que revela o livro “O Maior dos Presentes” (Editora Ática, 32 páginas, R$ 42,50, com adaptação de Susan Summers e ilustrações de Jackie Morris.

Era uma vez uma princesa que não tinha reino. Tudo o que ela possuía era um pônei, uma carruagem e um guarda-chuva vermelho para protegê-la da chuva. O que ela não tinha em bens materiais, no entanto, ela possuía em educação, inteligência e beleza — qualidades que a tornavam muito mais atraente do que várias princesas com um belo reino. Vários reis se encantaram por ela e até a pediram em casamento. Mas ela sempre pensava: para que ter um reino se nele não houver amor? “A Princesa que não Tinha Reino” (Editora Caramelo, 32 páginas, R$ 50,50) foi escrito por Ursula Jones.