Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2007

Supercopa Européia será decidida hoje!

31 de agosto de 2007 0

Milan e Sevilla decidem hoje, no Principado de Mônaco, a final da SuperCopa Européia. Em um jogo ainda abalado pela tragédia envolvendo Antonio Puerta, atleta do Sevilla que faleceu após desmaiar em campo, o campeão da Liga dos Campeões pega o atual bicampeão da Copa da UEFA.

 

O Sevilla inclusive é o atual campeão da competição. Ano passado, bateu com autoridade o Barcelona por 3×0, gols do brasileiro Renato, de Frederic Kanouté e de Enzo Maresca. Este jogo foi um dos utilizados por Abel Braga no Internacional para provar que o Barça não era imbatível (os outros foram vitórias do Real Madrid e Chelsea na mesma temporada).

Veja os melhores momentos da decisão do ano passado:

Postado por Alexandre Perin

Casos repetidos? E a Dupla está vendo isto?

30 de agosto de 2007 0


Na Coluna %22Bola Dividida%22, do colega Luiz Zini Pires na Zero Hora desta quinta-feira, mais dois problemas cardíacos iguais ao que vitimou na terça-feira o lateral-esquerdo Antonio Puerta, do Sevilla.

Será que os clubes do Brasil, em especial a Dupla Gre-Nal, não deve fazer exames mais detalhados? As informações indicam que os problemas nos três casos eram semelhantes: congênitos.

Postado por Alexandre Perin

Os brazucas não são santos... Senna vs. Prost

30 de agosto de 2007 0

A briga entre Villeneuve e Pironi foi a primeira escancarada na Fórmula-1 dentro da equipe, mas não a única. Brasileiros também azedaram seu relacionamento com companheiros de equipe. De personalidades muito fortes, os tricampeões Nélson Piquet e Ayrton Senna brigaram feio com o inglês Nigel Mansell e o francês Alain Prost, respectivamente.

Piquet e Mansell dividiram por dois anos uma relação complicada na Williams entre 1986 e 1987. A ponto de Piquet dizer que %22mais feia que a mulher do Mansell, só a estátua dela na casa deles%22, em uma tentativa de desestabilizar o %22Leão%22. Porém dentro das pistas, acabaram sempre jogando limpo.

Já Senna e Prost não foi da mesma maneira. Em 1988 e 1989 os dois brigaram várias vezes dentro das pistas. Em 88, Senna quase é jogado no muro por Prost na reta de Suzuka, decisão do título (o primeiro do brasileiro). Já em 1989, Prost bateu propositadamente em Senna na mesma pista, em manobra que garantiu seu título. O troco veio em 1990, de novo em Suzuka, quando Senna bateu na primeira curva no francês, que já estava na Ferrari, e conquistou o bicampeonato.

A briga foi tão feia que eles só se reconciliaram em 1993, no GP da Austrália (última prova de Prost e última vitória de Senna). No dia anterior à sua morte em 1994, Senna fala com Prost (então comentarista de TV) e diz que sente falta da presença do tetracampeão para apoiá-lo naquela temporada difícil, tentando defender os direitos dos pilotos em carros e pistas inseguros. Uma curva chamada Tamburello levou o ídolo, e Prost compareceu aos funerais em São Paulo, carregando o caixão de Senna.

A batida de Prost em Senna de 1989:

Agora o troco de Senna em Prost em 1990:


Alonso e Hamilton ainda não chegaram a este nível dentro da pista. Mas o incidente na Hungria (quando Alonso deliberadamente atrapalhou a classificação de Hamilton) já causou muita confusão. Restam 5 GP%27s e isto ainda está bem longe de terminar…

Postado por Alexandre Perin

Alonso x Hamilton? Isto já aconteceu antes

30 de agosto de 2007 2

Quem está acompanhando a emocionante temporada de Fórmula-1 já percebeu a ferrenha rivalidade entre o inglês Lewis Hamilton (o mais vitorioso estreante de todos os tempos) e o espanhol Fernando Alonso, atual bicampeão da categoria. A McLaren está com dificuldades de contornar o notório desentendimento entre os dois, e os boatos crescem sobre uma saída de Alonso para 2008.

 

Porém isto não é nenhuma novidade na F-1. Em 1982, a relação entre Gilles Villeneuve e Didier Pironi azedou totalmente após o GP de San Marino. Pironi não respeitou um acordo de cavalheiros e causou a ira de Villeneuve, que saiu revoltado do pódio. 
br />
Na corrida seguinte, em Zolder na Bélgica, Villeneuve não estava na pole e saiu descontroladamente para tentar fazer o melhor tempo. Não desviou da lenta March de Jochen Mass, decolou e bateu, morrendo instantaneamente após ser jogado para fora do carro.

Pironi acabou se tornando o favorito disparado ao título, mas poucas corridas depois, em Hockenheim, sofreu um sério acidente também nos treinos e quase perdeu as duas pernas. O campeonato ficou sem nenhum favorito, a Ferrari perdeu seus dois pilotos e a zebra absoluta Keke Rosberg acabou sendo campeão vencendo apenas uma corrida (Suíça, sua primeira vitória).

Mas isto foi só o início…Os brasileiros também teriam sua participação nestas brigas dentro das equipes.

Postado por Alexandre Perin

E o Inter também...: Copa do Brasil 1992

29 de agosto de 2007 3

Por uma coincidência de tabela, hoje o Internacional também enfrenta um clube contra o qual decidiu (e venceu) um título de Copa do Brasil. Foi contra o Fluminense que, em 1992, o Colorado conquistou seu triunfo único na competição ao bater por 1×0 no Beira-Rio, após levar 2×1 nas Laranjeiras.

A então promessa Caíco (que nunca vingou), foi autora do decisivo gol como visitante no Rio de Janeiro. Coube ao capitão Célio Silva o gol do título em Porto Alegre, pênalti aos 42 minutos da etapa complementar, garantindo o quarto título nacional do Internacional.

Marquinhos, o ídolo Maurício, o goleiro paraguaio Fernández e o falecido centroavante Gérson eram os grandes jogadores daquele time treinado por Antônio Lopes. O restante do time era bastante limitado, mas fez resultados excepcionais, como um 4×0 sobre o Corinthians no Pacaembu, 2×0 sobre o Palmeiras em pleno Palestra Itália e eliminar o arquirrival Grêmio nos pênaltis nas quartas-de-final por 3×0, depois de dois empates em 1×1.

Veja abaixo um resumo da campanha colorada:

Postado por Alexandre Perin

Há 18 anos...Grêmio campeão da Copa do Brasil!

29 de agosto de 2007 3

Nesta quarta-feira o Grêmio enfrenta o Sport em Recife pelo Brasileirão. Alguns ainda se lembram que foi justamente contra o time pernambucano, em 1989, que o tricolor obteve o primeiro de quatro títulos da Copa do Brasil.

Na época o torneio era bastante desprestigiado pela CBF e sobretudo pela imprensa, mas valia vaga na Libertadores e o Grêmio aproveitou. O ponto forte da campanha foi um histórico 6×1 sobre o Flamengo nas quartas-de-final. Assis (o irmão de Ronaldinho), era o grande destaque técnico do time, mas Cuca, o então veterano zagueiro Edinho e Paulo Egídio eram outros jogadores afirmados na equipe.

Após um modorrento 0×0 em Recife, o tricolor saiu na frente com um gol de Assis no Olímpico. Então o veterano goleiro Mazaropi leva um frangaço, gol contra em escanteio e empatando o jogo em 1×1. No segundo tempo, Cuca (sim, o treinador do Botafogo), desempata e garante a conquista.

As imagens estão péssimas (quem tiver melhor, mande o link!), mas esta é a reportagem do Globo Esporte do dia seguinte:

Postado por Alexandre Perin

Puerta não resistiu...

28 de agosto de 2007 3

Infelizmente não teve final feliz o drama de Antônio Puerta, do Sevilla. O jovem lateral-esquerdo morreu na manhã desta terça-feira como consequência das três paradas cardíacas do último domingo, no jogo contra o Getafe.

De 22 anos, Puerta já havia sido convocado para a Seleção Espanhola e não suportou a última parada cardíaca, que afetou o funcionamento cerebral. Ele estava há dois dias em coma profundo. Os médicos acreditam que uma disfunção cardíaca tenha causado o problema.

O enterro deverá ser na quinta-feira, e os jogos contra o Osasuña (Espanhol) e AEK Atenas (Liga dos Campeões) foram adiados.

Lamento a morte do promissor jogador, bicampeão da Copa da UEFA e campeão da Copa do Rey, e que no penúltimo final de semana havia conquistado a Supercopa Espanhola.

O futebol mundial está de luto.

Postado por Alexandre Perin

A morte ronda novamente os gramados: jogador desmaia na Espanha

28 de agosto de 2007 3

Neste sábado, o Sevilla goleou o Getafe por 4×1 na abertura do Campeonato Espanhol 2007/08. Porém o jogo foi marcado pelo desmaio do jovem lateral-esquerdo Antônio Puerta, do Sevilla. De 22 anos, Puerta desmaiou no primeiro tempo e foi para o vestiário. No intervalo, desmaiou de novo e foi levado às pressas para um hospital da cidade. Puerta sofreu três paradas cardiorespiratórias e segue em estado grave.

No ano de 2003, na Copa das Confederações, a estrela camaronesa Marc-Vivien Foé morreu em campo após sofrer uma parada cardíaca no jogo contra a França. Logo depois, o atacante Cristiano, do Dempo, faleceu na Índia em um jogo decisivo da Copa da Índia, após sofrer um choque seu segundo gol, o do título, na conquista sobre o Mohun Bagan.

Mais incrível foi a morte do atacante húngaro Miklos Féher, do Benfica, no mesmo ano. Ele sorri, se abaixa, desmaia e morre em circunstâncias ainda mal explicadas. No Brasil, a morte do zagueiro Serginho, do São Caetano, em um jogo contra o São Paulo em 2004, acabou salvando muitas vidas. Cardiopata, Serginho jogava contra indicação médica, mas sua morte revolucionou a atenção do futebol para com a saúde.

Desde então, os estádios tem UTI%27s móveis e os clubes também tem desfibriladores nos CT%27s. Testes regulamentares são feitos nos clubes, bem mais extensivos que os anteriores. Vários torcedores também já foram atendidos pelas UTI%27s, que não eram tão equipadas antes da tragédia de 2004 no Morumbi.

Recentemente, o volante Diogo do Cruzeiro foi salvo por um equipamento destes após um treino na Toca da Raposa II. Jogadores como Washington, ex-Inter, Grêmio e Atlético-PR, e Fabrício Carvalho, ex-São Caetano, fizeram cirurgias reparadoras de defeitos congênitos no coração. Abaixo, vídeos em tributo à Foé e Féher, e o desmaio de Puertas no sábado.

Homenagem à Marc-Vivien Foé e Miklos Féher:

Susto em Sevilha com Antônio Puerta:

Postado por Alexandre Perin

"The Play" - A melhor jogada de futebol americano em todos os tempos

28 de agosto de 2007 6

No Brasil, cresce a cada ano o número de admiradores do futebol americano. Ao contrário do que muitos pensam, o esporte é essencialmente de estratégia e conquista de territórios. E nada melhor que a mais fantástica jogada de todos os tempos para ilustrar isto. O lance é chamado simplesmente de “The Play (“A Jogada“).

Em 1982, o clássico universitário californiano entre a University of California e Stanford University. Faltavam 53 segundos e California vencia por 19 a 17. Em uma sequência de jogadas fantásticas, comandada pela futura lenda da NFL John Elway, Stanford converteu um “field goal” faltando 4 segundos, passando a liderar por 20 a 19. California só tinha uma chance: receber a bola, atravessar o campo inteiro e pontuar. Isto já aconteceu algumas vezes, é dificílimo, mas não impossível

Então o milagre: California recebeu a bola e sempre que um jogador ia ser derrubado, conseguia a proeza de tocar para um companheiro (pelas regras do esporte, cada jogada só pode ter um passe para frente mas passes na mesma linha ou para trás são permitidos). E isto aconteceu CINCO VEZES!

A jogada é tão inacreditável que a banda do time de Stanford já havia invadido o campo achando que ela tinha acabado, e um músico é atropelado no fim. A jogada é validada, apesar da reclamação de Stanford!

Curiosidade: O trombone destruído foi para o Museu do Futebol Americano Universitário.

Vejam o vídeo abaixo e tentem imaginar a loucura ao vivo, basta ver a empolgação do narrador:

Solskjaer se aposenta

27 de agosto de 2007 0

O atacante norueguês Ole Gunnar Solskjaer, de 34 anos e há 11 no Manchester United, irá anunciar sua aposentadoria nesta terça-feira. Com problemas no joelho desde 2004, Solskjaer vai trabalhar nas categorias de base do time inglês.

 

Foram 366 jogos e 126 gols em uma vitoriosa carreira de uma dezena de conquistas. Na última temporada, mesmo sendo usado sempre como reserva e retornando após 20 meses parado, Solskjaer marcou 11 gols e conquistou seu sétimo título inglês.

 

Muito querido pela torcida, Ole entrou na história do clube especialmente por dois jogos. Em 1999 ele marcou 4 gols em 13 minutos, entrando como reserva aos 34 do segundo tempo no massacre de 8×1 sobre o Nottingham Forest. Isto lhe garantiu um registro no Livro dos Recordes, o %22The Guiness Book%22.

No mesmo ano, em maio, Solskjaer fez o gol do título europeu aos 47 minutos do segundo tempo sobre o Bayern de Munique, na vitória de virada de 2×1 no Camp Nou. Dois minutos antes, o veterano Teddy Sheringham empatara o jogo, em uma reação ainda sem igual em decisões continentais.

Quatro gols em 10 minutos, e Solskjaer vai para o “The Guinnes Book”:

 

Compilação com os melhores lances da carreira do grande artilheiro norueguês e do Manchester United(by Videos de Futebol Europeu):

Postado por Alexandre Perin