Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 24 outubro 2007

Hamilton apertou o ponto morto!

24 de outubro de 2007 3

Sem sombra de dúvidas, Lewis Hamilton apertou o botão de ponto morto. Olhem no terceiro segundo Hamilton aperta um botão no lado superior esquerdo do volante. Este botão é do %22Neutro%22… Manéé total!


Postado por Alexandre Perin

Os dez menos da temporada 2007 na F-1 - Parte II

24 de outubro de 2007 1

Continuando…

6º) Hungaroring e Barcelona - Todo o ano se repete a chatice de corridas horrorosas na Hungria e na Espanha. Pistas insuportavelmente monótonas e previsíveis. A da Hungria é %22hors-concours%22, mas eu considero Barcelona igualmente tenebrosa. Menção desonrosa para a sempre entediante Magny-Cóurs, especialmente pela saudade que Paul Ricard nos dá…

7º) Rubens Barrichello, Jarno Trulli, Ralf Schumacher, Alexander Wurz, Giancarlo Fisichella - Temporadas medíocres destes veteranos pilotos. Rubinho ainda teve o desconto de penar com a pior Honda de todos os tempos. Já o austríaco Wurz ainda conseguiu um pódio em uma corrida atípica, o GP do Canadá, mas passou o ano inteiro comendo poeira de Nico Rosberg. Trulli e Schumacher foram medíocres dentro da mesma equipe, enquanto Fisichella começou bem mas terminou o ano muito perto de se aposentar, seguindo os passos de Wurz e Ralf.

8º) Sakon Yamamoto, Scott Speed, Christian Albers, Mark Webber - Os três primeiros só fizeram bobagens a temporada inteira, além de lentos cometeram erros grosseiros e acidentes bizarros. Dois deles, Albers e Speed, foram demitidos por insuficiência técnica. Já Webber, que ganhou de Coulthard praticamente em todos os treinos, ficou bem atrás do veterano companheiro na classificação final da temporada. Reginaldo Leme tem razão, é um %22leão de treino%22.

9º) Felipe Massa - Sem dúvida, saiu como perdedor na temporada. Cometeu um único erro no ano inteiro, no GP da Malásia, mas penou com erros grotescos da Ferrari na Hungria (sem combustível no treino), Japão (pneu misto em um dilúvio) e Austrália e Itália, quando o carro simplesmente quebrou. Para piorar, viu o companheiro Kimi Raikkonen ser campeão do mundo. Foi o recordista de poles no ano (seis), mas ficou com uma forte sensação de frustração. Menos mal que renovou até 2010 com a Ferrari.

10º) Escândalo de espionagem - Vergonhoso o que o ex-engenheiro chefe dos mecânicos Nigel Sthepney fez ao vender segredos industriais da Ferrari para a rival McLaren. Mais ainda foi o fato da McLaren aceitar e ainda os pilotos se utilizarem disto. A única grande mancha sobre esta grande temporada.

Amanhã, os dez momentos mais marcantes da temporada.

Postado por Alexandre Perin

Os dez menos da temporada 2007 na F-1 - Parte I

24 de outubro de 2007 0

Continuando o %22review%22 sobre a temporada 2007 na Fórmula 1, os dez maiores fracassos do ano

1º) Ron Dennis e a McLaren -
Sem dúvida, a grande perdedora desta temporada. A equipe de Woking começou o ano com a mais talentosa promessa dos últimos anos e ainda o bicampeão mundial com o número 1. Terminou o ano perdendo o título de construtores após ser desclassificada por envolvimento no escândalo de espionagem e sequer levou o título de pilotos. Está perdendo um bicampeão mundial, pois Alonso não deve ficar. Perdeu prestígio pelo fato de utilizar as informações roubadas da Ferrari. Um ano a esquecer.

2º) Honda - Simplesmente patética a temporada da escuderia japonesa. Beirou ao ridículo na maioria das provas, com os bons e experientes Jenson Button e Rubens Barrichello se matando para não serem desclassificados ainda na primeira série de tempos. Rubinho chegou a dizer que a aerodinâmica era tão ruim que parecia que os pilotos tinham um %22pára-quedas%22 na traseira. Ficou em antepenúltimo e passou o ano inteiro pedindo desculpas para os pilotos.

3º) Renault e Toyota - Outras duas equipes com um ano terrível. A Renault ficou o ano inteiro comendo poeira da BMW e sequer chegou perto de conquistar uma vitória. O melhor lugar, uma 2º colocação de Kovalainen no GP do Japão, foi acidental. Mas a possível volta de Alonso pode crescer a moral francesa. Já a Toyota conseguiu apanhar da Williams, que também usou motores Toyota, montou um carro horroroso e ainda viu seus dois pilotos, Jarno Trulli e Ralf Schumacher, protagonizarem uma temporada medíocre. Pode até sair da categoria em 2009 se não melhorar os resultados.

4º) Aquaplane em Nurburgring  - Nada menos que seis pilotos rodaram na mesma curva no GP da Europa em Nurburgring. A chuva não escoava direito e todo mundo aquaplanou. Jenson Button, Adrian Sutil, Nico Rosberg, Scott Speed e Vitantonio Liuzzi abandonaram, enquanto Hamilton deu sorte e voltou para a prova. Ah, se fosse no Brasil…

5º) Os erros de estratégia da Ferrari – Em especial o brasileiro Felipe Massa foi prejudicado. Algumas decisões equivocadas de parada nos boxes em períodos de tráfego intenso, e ainda a bizarra escolha de pneu ntermediário no dilúvio do GP do Japão em Monte Fuji custaram muitos pontos. Saudades do gênio estrategista Ross Brawn, recentemente aposentado.

Postado por Alexandre Perin