Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 13 novembro 2007

O aproveitamento ruim fora de casa vem de longe

13 de novembro de 2007 3

Que a campanha do Grêmio como visitante é ruim em 2007, todos sabemos. Em jogos do Brasileirão e Libertadores, o Grêmio já atuou 25 vezes na temporada. São somente 5 vitórias (e apenas 3 delas fora do Rio Grande do Sul) e inaceitáveis 17 derrotas, totalizando somente 24% de aproveitamento.

Porém este problema não é de hoje. Ao longo da trajetória de Mano Menezes como treinador do Grêmio (que, inclusive, começou em um 2×1 para o Gama em Brasília na Série B 2005), os resultados como visitante não são bons.

Em 2005, na Segunda Divisão, o Grêmio teve alguns empates contra times inexpressivos ou muito ruins como CRB, União Barbarense, Caxias e o célebre 4×0 da Anapolina, que quase derrubou Mano Menezes. Mas no geral, o Grêmio foi bem: 58,3% de aproveitamento como visitante na Série B.

Já em 2006, na Primeira Divisão, o aproveitamento foi superior ao de 2007, mas também não foi muito bom: 7 vitórias, 4 empates e 8 derrotas, algumas difíceis de engolir como a da última rodada contra o rebaixado Fortaleza, que custou o vice-campeonato. Apenas 43,85% de aproveitamento.

As explicações? Várias, mas a principal delas é, para mim, a excessiva postura defensiva quando joga fora do Olímpico. O Grêmio se retrai tanto, que o adversário, seja ele bom ou limitado, acaba fazendo pressão e marcando um gol.

Postado por Alexandre Perin

Mais dois de falta

13 de novembro de 2007 1

Geniais outros dois lances de falta abaixo. Um eu vi há algum tempo, em um jogo do Campeonato Inglês de 1970. O jogo era Coventry e Everton e Willie Carr levantou a bola para que Ernie Hunt desferisse um belo voleio. O gol valeu, mas a Federação Inglesa mudou a regra e proibiu o tipo de jogada, que hoje não valeria por ser %22dois toques%22.

Vejam o vídeo:



Diferentemente deste lance, o gol abaixo valeu e não houve discussão. O grande meia Matthiew Le Tissier, até hoje o único meia a marcar mais de 100 gols na Premier League (e olha que ele só jogou pelo pavoroso Southampton por 16 longos anos), fez este golaço contra o Wimbledon em 1994. Vejam o lance:



Le Tissier, que muitos culpam Terry Venables por não convocá-lo e causar a eliminação da Inglaterra nas Eliminatórias para a Copa de 1994, sempre foi um meia muito talentoso e que sofreu com lesões e com a ruindade do resto do time.

Seu último jogo como profissional foi quando o Southampton, já rebaixado, pegou o Arsenal no último jogo disputado no antigo The Dell. Para coroar uma carreira gloriosa, Le Tissier fez um golaço de voleio no finalzinho, garantindo uma vitória de 3×2 e uma despedida honrosa deste grande atleta inglês.

Postado por Alexandre Perin