Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 14 março 2008

Mondo Bizarro, parte II: a vez dos gandulas

14 de março de 2008 1

Hoje a homenagem é para personagem importante do futebol: o gandula. Baseado no nome de um jogador argentino, Gandula, que jogou no Vasco da Gama nos anos 40, ele já teve participação ativa em muitos jogos de futebol, seja sendo expulso, brigando com jogador ou causando confusão fora de campo na reposição de bola

Lembro que uma vez o goleiro Zetti deu uma rasteira em um abusado invasor, e em outra um goleiro levou com uma barra de ferro nas costas de um gandula marginal, que saiu preso e foi processado. Já o goleiro colorado Clemer jogou a bola em um deles, e foi expulso em um jogo da Copa do Brasil de 2004.

Quando eu era criança, um gandula de um jogo do Araçatuba em sei lá que divisão, ano ou adversário, tirou um gol feito. Lembrei disto, procurei e achei a imagem:

 

Alguns anos depois, um jogador do Tupi de Juiz de Fora, MG tinha sido substituído e fez a mesma coisa, entrou correndo e tirou um gol.

Nos dois casos, como são %27corpos neutros%27, o juiz nada pode fazer a não ser expulsar ambos do jogo. Lembro que o atacante pegou uma punição bem pesada. Deste eu não tenho vídeo…

Pior foi o ocorrido há poucos anos, em São Paulo. A pavorosa juíza Sílvia Regina, famosa por ser a primeira árbitra na Série A do Brasileirão (e para mim, terrível apitando), fez uma bobagem monstruosa em um jogo da Série C do Campeonato Paulista.

No jogo Atlético Sorocaba 1×1 Santacruzense, o atacante Samuel chuta para fora. Um gandula chuta a bola para dentro do gol antes da reposição e mexe na rede, fingindo que havia feito o gol. A juiza e o bandeirinha confirmam o gol.

Postado por Alexandre Perin