Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

1985: o ano que não terminou para os Xavantes

16 de maio de 2008 42

Iniciando a série de %22grandes feitos do futebol do interior gaúcho%22, a inesquecível campanha do Brasil de Pelotas no Brasileirão de 1985. Na próxima semana, o assunto será o título gaúcho do Caxias, de Tite, na temporada de 2000. E ainda na semana que vem, a vez da histórica conquista da Copa do Brasil pelo Juventude em 1999.Brasil de Pelotas - 1985 - 3º lugar no Brasileirão

Porém hoje o assunto é Pelotas, ou melhor: seu arquirrival Grêmio Esportivo Brasil. Então comandado por Walmir Louruz (que seria campeão com o Juventude da Copa do Brasil), o Brasil terminou em um incrível terceiro lugar na então Taça de Ouro do Campeonato Brasileiro. É a maior conquista da mais fanática torcida do Rio Grande do Sul desde o longínquo Gauchão de 1919 (o primeiro da história).

O Brasil, que tinha o centroavante Bira (EDITADO: não é o %22Bira Burro%22, ex-Inter, obrigado aos que apontaram o erro) e os zagueiros Hélio (Vieira) e Silva como principais destaques, foi passando de fase na complicada fórmula da competição.

A antepenúltima fase era um quadrangular e se classificaram: Bahia (melhor campanha até então), Ceará, Brasil de Pelotas e o mítico Flamengo de Zico, Andrade, Adílio, Mozer, Leandro e Fillol. O curioso é que no ano anterior, o Brasil já havia vencido o Flamengo por 1×0 no Bento Freitas, também pelo Brasileiro.

O Brasil começou vencendo o Bahia, enquanto o Fla tropeçou contra o Ceará. Depois, 0×0 entre Ceará e Brasil, Bahia e Flamengo. Na terceira rodada, goleada tricolor sobre o Ceará e o Fla bateu o Brasil no Maracanã, gol de Bebeto (iniciando a carreira).

No final do primeiro turno, o Flamengo tinha quatro pontos, o Brasil e o Bahia três e o Ceará só dois. No início do returno, o Fla e o Brasil golearam Bahia e Ceará, respectivamente. Então, o jogo da história do Brasil.

Com 25 mil pessoas na Baixada, o Brasil bateu o Flamengo por 2×0. Um gol em uma trombada de Fillol e Mozer, deixando livre para Bira fazer. E o outro em um erro da zaga rubro-negra, que Júnior Brasília não desperdiçou. Veja os melhores momentos deste jogo:


Carnaval em pleno inverno na cidade de Pelotas. Porém em nada adiantava se na última rodada, o Brasil caísse para o Bahia em Salvador e o Fla vencesse o Ceará no Rio. Porém o time cearense arrancou um empate, e o Brasil virou sobre os baianos com dois gols de Bira Burro e um de Júnior Brasília

Nas semifinais, os Xavantes foram eliminados pelo então %22milionário%22 Bangu (patrocinado pelo dinheiro do %22Jogo do Bicho%22 do finado bicheiro Castor de Andrade). Superior tecnicamente, o time carioca venceu no Olímpico (o estádio do Brasil não tinha a capacidade mínima) e no Maracanã

Jogo de ida, Brasil 0×1 Bangu no Olímpico, Porto Alegre em 24 de julho de 1985

Jogo de volta, Bangu 3×1 Brasil no Maracanã, Rio de Janeiro em 28 de julho de 1985

O time base do Brasil era: João Luís; Valdoir, Silva, Hélio e Jorge Batata; Doraci, Lívio e Andrezinho; Júnior Brasília, Bira e Zezinho. Técnico Walmir Louruz. Bira foi o artilheiro com 15 gols.

Semana que vem, a dupla Ca-Ju!

AS MAIORES FAÇANHAS DO FUTEBOL GAÚCHO

Comentários (42)

  • Gilberto Xavante diz: 16 de maio de 2008

    O que dizer da Maquina Xavante !!! Parabens pelo post… Queremos muitas matérias sobre o futebol do interior !!!

  • Augusto diz: 16 de maio de 2008

    O maior deslocamento de torcedores de toda a história do futebol gaúcho, nem a duplinha chegou aos pés. Tudo começou com o Felipão o Louruz só entregava as camisas, eu me sinto um privilegiado em ter presenciado o maior feito de um clube do interiro em uma competição nacional, onde enfrentamos e vencemos um dos três maiores times já montados na história do futebol mundial. Ser Xavante não é para qualquer um. Obrigado pela justa homenagem, os jovens precisam ter uma oportunidade como essa!!!

  • Marcelo diz: 19 de maio de 2008

    Impossível não se emocionar com a lembrança…eu lá baixada absolutamente lotada, com meus 16 anos…não sabia se estava só sonhando ou se estava acontecendo mesmo. Aquele gol do Bira…demorei pra acreditar. Olhei para o juiz, depois olhei para meu pai e irmãos…inacreditável! Depois, no fim do 2° tempo aquela bola mágica do Jr. Brasília, subindo, subindo e encobrindo o argentino Fillol…Bah! Sensacional!

  • Fabio Ribeiro diz: 16 de maio de 2008

    Emocionante… um dia, esse tempo voltará, eu tenho certeza…

    “Não nos rendemos as estrelas da dupla Gre-Nal, pois sonhamos um dia construir a nossa própria constelação.”

  • Carlos limons diz: 16 de maio de 2008

    Parabéns pelo belo trabalho, para nós xavantes morando longe de Pelotas e da baixada é muito gostoso relembrar fatos tão importantes, eu acompanhoa esse time desde os tempos de Torino, Marcos, Jocely, Joao Borges….antes no estadio, agora atraves da internet. Um abraço aos torcedores xavantes..

  • Tiago Medonza diz: 16 de maio de 2008

    En esse tiempo vivia en Pelotas, pues estudiava la… Que locura fue aquel campeonato!! Una lastima que al año siguiente nos sacaron con um “canetaço” del campeonato.

  • Michel Lemons diz: 16 de maio de 2008

    Com 7 anos ainda não me era permitida a ida ao templo sagrado do Bento Freitas, mas tudo que conheço e vivi dessa história (fora do estádio) sequer me permitem escrever. Muito obrigado por esse documentário. Um xavante longe da terra agradeçe. O Brasil voltará, os grandes que nos aguardem.

  • Flávio Ferreira diz: 18 de maio de 2008

    “ELE TEM O SEU PASSADO DE GLÓRIAS, TEM O SEU NOME GRAVADO NA HISTÓRIA”.

  • Silvio Castro diz: 18 de maio de 2008

    Foi a pior viagem da minha vida.A volta de Porto Alegre, depois daquele massacre no Olimpico sobre o do Bangu e tomar aquele gol de escanteio.A frustração foi tanta que levei anos para voltar ao futebol.
    Antes de matar o Flamengo havia tb matado o Inter em casa e fora. Tem que lembrar o Gílson tb (não o Cabeção, o anterior que meteu de bicicleta na Pante Preta) que por falta de acerto, não jogou as finais. Se não me engano o Andrezinho tb ficou de fora. Esse morrer na praia é que me encomoda.

  • Juliano diz: 18 de maio de 2008

    `Ele tem seu passado de glórias, tem o seu nome marcado na história!`

    Um dia iremos retornar a elite do futebol brasileiro se deus quiser!! excelente matérias, meus parabens Alexandre Perin.

  • Fernando diz: 16 de maio de 2008

    ae valeu muito legal! :D

  • Pedro diz: 20 de maio de 2008

    O Bento Freitas transbordou, ficou pequeno, e eu infelizmente não estava do lado de dentro.
    Bons tempos e estão voltando, tenho certeza!
    Dá-lhe Xavante!

  • gerson diz: 16 de maio de 2008

    Semifinal do Brasileirao – Bangu x Brasil… bah… imaginem o que nao foi esse campeonato… Só um detalhe: o “grande” time do Brasil ganhava de todo mundo, menos do Pelotas… De 1980 até 1988 o Brasil nao ganhou NENHUM BRAxPEL.

  • Gil diz: 16 de maio de 2008

    Grande lembrança! Como “testemunha ocular” dessa façanha, faço duas ressalvas: o Bira, vice-artilheiro daquele Nacional, não é o Bira-Burro do Inter (vindo do Remo). O nosso Bira é Ubiraci Souza, se não me falha a memória, mora em Pelotas e depois do sucesso no Xavante, jogou no Grêmio. Depois, foi para Portugal, onde permaneceu bastante tempo. No Gol do Júnior Brasília, quem errou foi ele, não a zaga do Flamengo, pois bateu de canela, a bola subiu e foi no ângulo do Fillol. Inesquecível!

  • Bruno Xavante diz: 16 de maio de 2008

    Eu tive o azar de nascer depois desse jogo. Eu cresci ouvindo que a vitória do Bangu foi roubada. Cresci ouvindo falar também que o Flamengo tava perdendo de 1×0 pro Brasil e o juiz deu 15 minutos de acrescimos e mesmo assim não deu.

  • Perivaldo diz: 16 de maio de 2008

    Bah… me recordo do jogo contra o Flamengo na Baixada. Inesquecível. Eu tinha 8 anos e me lembro de assistir o jogo pela TV, com narração de Celestino Valenzuela. Morava não muito longe do estádio e do apartamento conseguia ver a parte mais alta da arquibancada e ouvir a torcida. Uma pena que não passamos à final, mas, de qualquer forma, foi uma campanha p ficar na memória dos Xavantes. Parabéns pela matéria.

  • Juliano Freitas diz: 17 de maio de 2008

    pois é … ai surgiu o clube dos 13 e de uma hora para outra os chamados “pequenos” foram “caneteados” do brasileiro!!! Apesar dos protestos em 86 o brasil foi tirado da primeira divisão! mais uma das artimanhas e pilantragens do futebol brasileiro….Essa foi a maior façanha de um clube do interior do RS!! FORÇA XAVANTE rumo a serie B!!!

  • Walmor Riesling diz: 16 de maio de 2008

    Ante, ante, ante, o Perin é Xavante!

  • brahm diz: 16 de maio de 2008

    Parabéns pelo post.

  • Conrado diz: 16 de maio de 2008

    Estamos contando os dias para reviver essas emoções, e vams começar comendo pelas beradas, beliscando essa série C para um dia poder voltar ao convívio dos grandes.
    vou aonde vc for só pra ver vc jogar com coração e muito amor é o meu xavante o mais querido do brasil!!!!

  • Marcelo diz: 17 de maio de 2008

    Muito obrigado por essa homenagem. É muito emocionante rever tudo isso. Gostaria de lembrar que nenhum time de interior deste país(excessão para o estado de SP), nenhum time de toda Santa Catarina, conseguiu até hoje chegar em terceiro na divisão principal do campeonato brasileiro até hoje. É realmente uma grande glória que faz parte da história bonita e muito honrada deste G. E. BRASIL.

  • Márcio Fabião diz: 16 de maio de 2008

    Parabéns pelo trabalho! Justo reconhecimento a melhor campanha de um time do interior gaúcho no campeonato brasileiro. A maior e mais fiel torcida agradece.

  • Antônio Carlos diz: 16 de maio de 2008

    Parabéns e obrigado pela homenagem. Já morava fora de Pelotas,mas escutei pela Gaucha o jogo contra o Flamengo. Quem sabe estes tempos se repitam e o XAVANTE volte a brilhar. Abraço Xavante.

  • Nogueira diz: 16 de maio de 2008

    Invasão histórica da torcida Xavante a Porto Alegre, levando mais de 10 mil torcedores daqui.. RUBRO NEGROOO

  • Valdir diz: 16 de maio de 2008

    Eu vivi tudo isso.
    E pra q ganhar do pelotas? Ganhei do Flamengo campeão do mundo, calei a fonte nova, ia me preocupar com os pelotinhas?!?!?!
    Tão de sacanagem né???
    É só ver onde está o pelotinhas hj. ACABOU!!!

  • Maurício Borges diz: 16 de maio de 2008

    não era nascido nessa época, mas conheço bem essa historia atraves de matérias como essa que nos enche de orgulho.É o XAVANTE rumo a série B. PARABENS Perin

  • Lucas hr diz: 16 de maio de 2008

    Tinha q conta tb como nos tiraram a nossa vaga do brasileirao!!!

  • Wagner diz: 16 de maio de 2008

    Importante mencionar que o Olímpico foi lotado por torcedores que se deslocaram de Pelotas. Certamente um feito único. O maior deslocamento de torcedores na história do futebol desse estado.

  • bira diz: 19 de maio de 2008

    Parabens por essa lembraça que não sai de minha memória que época linda do futebol gaucho em especial do futebol pelotense,me sinto honrado de ter participado daquela equipe que não sai da memoria do torcedor xavante.Pode ser que agora acabem com essa historia de Bira burro…

  • riq diz: 19 de maio de 2008

    É pra ficar na memória, BRASIL, lá é o teu lugar, um dia voltarás!

  • Bruno Sacramento diz: 16 de maio de 2008

    Grande reportagem! Estamos todos nós esperando outros momentos de glória!! Tenho certeza, xavante voltará a brilhar no futebol brasileiro! Vamos apoiar, como sempre! Vamo xavante!

  • RICARDO PEREIRA 100% XAVANTE diz: 16 de maio de 2008

    Grande time do Brasil, cujo embrião foi formado pelo Felipão em 1984. Lembro daquele jogo contra o Flamengo, o maior jogo que assisti do Brasil, e da romaria a Porto Alegre, na semi final contra o Bangu,´num meio de semana, com 200 ônibus e milhares de carros. A massa Xavante assombrou a todos nesse dia, mostrando a sua força e pujança, nesse deslocamento jamais visto igual no RS. O poder econômcio falou mais alto, mãs entramos para a história. Sds.
    Ricardo Pereira.

  • Márcio Viola diz: 16 de maio de 2008

    Gostei muito da reportagem!!! Vale repetir todos anos!!1

  • Rogério da Silva Tavares diz: 17 de maio de 2008

    Parabéns pela ótima reportagem. O passado nos estimula a continuar empreendendo novas conquistas. Lembro-me do jogo contra o Flamengo (acompanhei-o pelo rádio). Antes do jogo, a torcida fazia filas que se iniciavam nos portões e acabavam invadindo a Alm. Barroso por várias quadras. Tive a oportunidade de assistir o jogo no estádio olímpico. Inesquecível a “caravana xavante”, certamente o maior deslocamento de uma torcida por este Estado. Que o 2008 também nos traga vitórias inesquecíveis.

  • Mateus diz: 16 de maio de 2008

    Excelente Alexandre, grande idéia essas retrospectivas dos clubes do interior! Parabéns!

  • Wilian diz: 16 de maio de 2008

    E quem vai esquecer isso? Quem no interior tem algo parecido na história? GRANDE HOMENAGEM! XAVANTE SEMPRE!

  • Luiz Henrique Ramalho da Roza diz: 16 de maio de 2008

    REALMENTE QUEM VIU JAMAIS IRÁ ESQUECER, E POR ISSO CONTINUAMOS ESPERANDO VOLTAR AOS BONS TEMPOS COM ESSES NOVOS ATLETAS QUE ESTÃO CHEGANDO, E ASSIM FAZE-LOS SENTIR O QUE É SER UM “JOGADOR NO GEB” E NÃO MAIS UM SIMPLES ATLETA QUE POSSA TER PASSADO PELO CLUBE SEM QUE A NAÇÃO RUBRO-NEGRA FIQUE COM SAUDADE(S).

  • GIOVANI LOPES diz: 16 de maio de 2008

    Eram 5 horas e eu, um guri de 13 anos pedi piedosamente para o meu Pai fechar a Tornearia Mecânica mais cedo e irmos para o jogo. Chegamos eram 6 horas. Lembro-me que a fila já passava a Barroso. Demoramos mais de 2 horas para entrar no estádio. Depois a história todos vcs conhecem. XAVANTE TEU POVO TE AMA!

  • claudio diz: 17 de maio de 2008

    parabéns pelo trabalho PERIN,muito bom mesmo,a torcida XAVANTE agradece.

  • Ivan diz: 16 de maio de 2008

    Parabéns pela iniciativa de relembrar os feitos do nosso futebol do interior. Muito boa iniciativa. Quem sabe estamos no início de uma nova temporada de glórias?

  • Guilherme Moreira da Silva diz: 16 de maio de 2008

    Em toda a história do futebol no Rio Grande do Sul, este comentário do professor Rui Carlos Osterman da rádio Gaúcha, foi o mais emocionante!Sem dúvidas, ele é o melhor comentarista do Brasil.

  • Leandro diz: 16 de maio de 2008

    Parabens pela materia!!Muito bom relembrar os feitos da mais fanatica torcida do estado!! Esse ano vai ser dos bons tambem!!
    Abraço a todos!

Envie seu Comentário